Click here to load reader

Determinacao Capital Giro Slide

  • View
    99

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Determinacao Capital Giro Slide

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGCIOOrienta na implantao e no desenvolvimento de seu negcio de forma estratgica e inovadora. Competitividade Perenidade Sobrevivncia Evoluo

O que so palestras gerenciais? Repasse de conhecimento, de forma a gerar melhorias empresariais, aproveitamento de oportunidades e estimular a percepo de possibilidades e tendncias.

PALESTRA: DETERMINAO DO CAPITAL DE GIROObjetivos Oferecer aos empresrios e empreendedores, conhecimentos sobre a Gesto do Capital de Giro, que propiciem o desenvolvimento das habilidades gerenciais e, atravs disso, as condies para a obteno de melhores resultados econmicos e financeiros em seus empreendimentos.

CENRIO ATUAL Custo financeiro alto. Concorrncia e Competitividade dificultando o giro dos estoques. Consumidor exigindo maiores prazos de pagamento. Fornecedores praticando prazos cada vez menores e

se aumentarem os prazos, implicar maiores custos financeiros.

ALGUNS QUESTIONAMENTOS...

Por que as empresas quebram?R: Por terem problemas de liquidez-capacidade de pagamento.

Quais as provveis causas disso?R: Provavelmente uma combinao de diversos fatores de carter operacional e de decises estratgicas que infelizmente no deram certo: - Estoques/Prazos/Vendas/Recebimento etc.

ENTO, CAPITAL DE GIRO ...... para qualquer empresa, o valor total do conjunto de recursos formados por: valores em caixa e bancos; valores a receber e valores estocados.

DETERMINAO DO CAPITAL DE GIRO - VALOR APLICADO EM: Estoques aumento e reduo de volumes

Contas a Receber expandir prazos de recebimentos vendas a vista x vendas a prazo

Caixa Disponvel o dia-a-dia das contas

FONTES DE CAPITAL DE GIRO Capital Prprio Emprstimos/Financiamentos - de curto e de longo prazo - Descontos de duplicatas e cheques Fornecedores Adiantamento de Clientes Lucros

EMPRESA: EXEMPLOAplicao dos Recursos Caixa 500 Bancos 2.500 Contas a Receber 4.000 Estoques 6.000 Imobilizado 13.000

Origem dos RecursosFornecedores Emprstimo Bancrio Folha de Pagamento Impostos a Recolher Capital Prprio Lucros Acumulados Total 4.500 8.000 2.000 500 8.000 3.000 26.000

Total

26.000

APLICAO DOS RECURSOS aplicao no giro financeiro Caixa e Bancos aplicao no giro operacional Contas a Receber de Clientes Estoques aplicao ativo fixo Imobilizado

3.000,00

4.000,00 6.000,00

13.000,00

ORIGEM DOS RECURSOS Origens financeiras emprstimos bancrios Origens operacionais fornecedores salrios e encargos sociais impostos a recolher Origens de recursos prprios capital prprio resultados acumulados

8.000,00

4.500,00 2.000,00 500,00

8.000,00 3.000,00

Onde esto os RecursosGiro Financeiro Caixa e Bancos R$ 3.000,00 Giro Operacional Contas a Receber Estoques R$ 10.000,00 Parte dos Emprstimos

De onde vm os Recursos

Origens Financeiras Emprstimos R$ 8.000,00Origens Operacionais Fornecedores Salrios a Pagar Impostos a Pagar R$ 7.000,00

Ativo Fixo R$ 13.000,00

Origem de Recursos Prprios Capital Prprio Resultados Acumulados Lucros/Prejuzos R$ 11.000,00

CAPITAL DE GIROINSTRUMENTOS PARA A ADMINISTRAO NCG Necessidade de Capital de GiroGiro Operacional Aplicaes x Origens- histrico saldos patrimoniais - projeo prazos mdios (ciclo operacional)

CGP Capital de Giro PrprioImobilizaes x Recursos Prprios

SLC - Saldo Lquido de CaixaGiro Financeiro - Caixa e Bancos x Emprstimos

NCG NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIROIndica quanto o Giro Operacional est sendo financiado com recursos de terceiros. NCG = Giro Operacional () Origens Operacionais(A Receber + Estoques) (Fornecedores + Salrios + Impostos)

(4.000,00 + 6.000,00) (4.500,00 + 2.000,00 + 500,00) NCG = 10.000,00 () 7.000,00 NCG = 3.000,00 As origens operacionais dos recursos de terceiros cobrem 70% do Giro Operacional. Logo, quem est bancando os 30% restantes? Vamos ver!

NCG NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIROAumenta com: acrscimo no volume de vendas; ampliao dos prazos de recebimentos e de estoques; reduo de prazos de pagamentos; aumento do volume de vendas a prazo.

Diminui com: queda de vendas; reduo dos prazos de recebimentos e de estoques; aumento dos prazos de pagamentos; reduo do volume de vendas a prazo.Esto lembrados, no nosso exemplo, 70% do giro esto cobertos com recursos de terceiros. E os 30% restantes? Vamos ver!

CGP CAPITAL DE GIRO PRPRIOIndica quanto dos recursos prprios da empresa esto sendo utilizados no Capital de Giro.

CGP = Recursos Prprios ( - ) Ativo Fixo (Capital Prprio + Resultados de Vendas) Imobilizado (8.000,00 + 3.000,00) 13.000,00 CGP = 11.000,00 ( - ) 13.000,00 = (2.000,00)Dos recursos prprios, nenhum centavo est aplicado no Capital de Giro, todo ele est investido no Ativo Fixo. Logo, no so os recursos prprios que bancam aqueles 30% de necessidade do giro operacional.

CGP CAPITAL DE GIRO PRPRIOAumenta com: Gerao de lucros; Aporte de capital; Venda de Imobilizados.

Diminui com: Gerao de prejuzos; Distribuio de lucros; Aquisio de Imobilizados. Ento, quem banca a necessidade de capital de giro ...

SLC SALDO LQUIDO DE CAIXAIndica a situao lquida de Caixa, ou seja, o que tem em Caixa em relao ao que foi emprestado de bancos.

SLC = Giro Financeiro - Origem Financeira (Caixa e Bancos) - (Emprstimos) SLC = 3.000,00 ( - ) 8.000,00 SLC = (5.000,00)Desvendado o mistrio! O valor encontrado indica que emprstimos esto garantindo as atividades operacionais e ainda as imobilizaes. Dos 5.000,00, podemos entender que 2.000,00 complementam o Ativo Fixo e 3.000,00 bancam a Necessidade do Giro Operacional, aqueles 30%. Lembra?

SLC SALDO LQUIDO DE CAIXAAumenta com: aumento do Capital de Giro Prprio; diminuio da Necessidade de Capital de Giro; aumento de emprstimos.

Diminui com: diminuio do Capital de Giro Prprio; aumento da Necessidade de Capital de Giro; diminuio do uso de emprstimos.

DETERMINAO DO CAPITAL DE GIROINSTRUMENTOS PARA A ADMINISTRAO

RESUMO:Necessidade de Capital de Giro = R$ 3.000,00 Capital de Giro Prprio = R$ (2.000,00) Saldo Lquido de Caixa = R$ (5.000,00) Entre os tantos desafios do dia-a-dia de uma empresa, o Capital de Giro um dos que merece total e especial ateno, afinal se a empresa no girar tudo mais ficar imvel.

APURANDO A NCG ATRAVS DOS PRAZOS MDIOS - PM A NCG envolve o ciclo financeiro e o volume de vendas de uma empresa. A cada venda, existir uma necessidade de capital de giro. Ciclo Financeiro o perodo que a empresa leva para que os recursos financeiros retornem ao caixa. Onde, Ciclo Financeiro igual a : [(PM.Estoques + PM.Recebimentos) PM.Pagamentos]

APURANDO A NCG ATRAVS DOS PRAZOS MDIOS - PM NCG = [CFA / ( P x F )] CFA = Ciclo Financeiro Ajustado s Vendas CFA = [( PMEA + PMR ) PMPA] PMEa = Prazo Mdio de Estoques Ajustado s Vendas PMR = Prazo Mdio de Recebimento PMPa = Prazo Mdio Pagamento Ajustado s VendasFornecedores e Despesas (impostos, salrios...)

P = Perodo de tempo (mensal, semestral...) F = Faturamento Mensal

EXEMPLO DOS CLCULOSPME = 60 dias PMR = 35 dias PMP = 30 dias Compra Mensal = Despesas do ms = Faturamento = Custos de Vendas = R$ 9.266,00 R$ 4.000,00 R$ 8.000,00 R$ 3.470,00

PMEa = [(Custo das Vendas / Faturamento) x PME] PMEa = [(3.470,00 / 8.000,00) x 60 dias] = 26 dias PMPa = {[(Compras + Despesas) / Faturamento] x PMP} PMPa = [(13.266,00 / 8.000,00) x 30 dias] = 49,75 dias CFA = [(PMEa + PMR) PMPa] CFA = [(26 + 35) 49,75] CFA = 11,25 dias NCG = [(CFA / P) x F)] NCG = [(11,25 / 30) x 8.000,00)] NCG = 3.000,00

Search related