CARLOS ROBERTO PIRES CAMPOS ... Organizado por Carlos Roberto Pires Campos, apresenta textos que seguem

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CARLOS ROBERTO PIRES CAMPOS ... Organizado por Carlos Roberto Pires Campos, apresenta textos que...

  • DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS:

    Debates Preliminares

    Editora Ifes

    Sé rie

    P e

    sq ui

    sa s

    e m

    E d

    uc a

    ç ã

    o e

    m C

    iê nc

    ia s

    e M

    a te

    m á

    tic a

    04 VOLUME

    CARLOS ROBERTO PIRES CAMPOS ORGANIZADOR

  • Instituto Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências

    e Matemática (EDUCIMAT)

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS – DEBATES PRELIMINARES

    Carlos Roberto Pires Campos

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo Vitória, Espírito Santo

    2015

  • Comissão Científi ca Drª Maria Alice Veiga Ferreira de Souza - IFES Dr. Marcelo Borges Rocha - CEFET-RJ Dr. Carlos Henrique Medeiros Souza - UENF Drª Sâmia D’angelo Alcuri Gobbo - IFES Dr. Edmar Reis Thiengo - IFES

    Coordenação Editorial

    Carlos Roberto Pires Campos

    Supervisão Editorial

    Tatiene Kéllen Rosa Germano Araújo

    Revisão / Normalização Técnica

    Renata Lorencini Rizzi

    Capa

    Katy Kenyo Ribeiro

    Editoração Thiago Muniz Peçanha

    Impressão e Acabamento Gráfi ca e Encadernadora Sodré Ltda. (27 3222-8844)

    Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática Av. Vitória, 1729 – Jucutuquara. Prédio Administrativo, 3º andar – Sala do Programa Educimat Vitória – Espírito Santo – CEP 29040-780

  • Instituto Federal do Espírito Santo Programa de Pós-Graduação em Educação

    em Ciências e Matemática

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS – DEBATES PRELIMINARES

    Carlos Roberto Pires Campos (organizador)

    Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo Vitória, Espírito Santo

    2015

  • Editora do IFES Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo Pró-reitoria de Extensão e Produção Av. Rio Branco, nº 50 – Santa Lúcia Vitória – Espírito Santo – CEP 29056-255 Tel.: (27) 3227-5564 E-mail:editoraifes@ifes.edu.br

    Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (EDUCIMAT) Av. Vitória, 1729 - Jucutuquara, Prédio Administrativo, 3º andar. Sala do Programa EDUCIMAT, Vitória - ES, CEP: 29.040-780

    CATALOGAÇÃO BIBLIOTECA CARLOS DRUMOND DE ANDRADE IFES CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM

    P912

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS: Debates preliminares Organizador Carlos Roberto Pires Campos - Vitória; IFES, 2015 109 p (Série pesquisa em educação em ciências e matemática; 4)

    ISBN: 978-85-8263-066-2

    1.Ciência - Estudo e ensino. 2.Comunicação da Ciência. 3. Prática de ensino. I. Campos, Carlos Roberto Pires.

    CDD: 507

  • 5

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS - DEBATES PRELIMINARES

    Prefácio

    A divulgação, disseminação, difusão, popularização ou vulgarização da ciência obedece às diversas intenções no aspecto de levar informações ao público em geral. De acordo com os interesses históricos, fi losófi cos, políticos, sociais e econômicos, essa propagação das informações científi cas pode apresentar múltiplos objetivos em cada contexto de produção. A divulgação científi ca contribui para a compreensão da ciência por parte do público leitor desde que os conteúdos presentes nestas informações tenham um signifi cado concreto para este público. Isso não quer dizer que o leitor seja um ‘quadro em branco’ e que a divulgação científi ca seria sua ‘tábua de salvação’. Pelo contrário, se pensarmos em um indivíduo que traz suas experiências cotidianas e consegue estabelecer uma relação entre aquilo que o cerca e as informações que chegam até ele através da divulgação da Ciência, visando a uma contribuição para a sua vida e a sociedade no qual está inserido, temos então, este indivíduo alfabetizado cientifi camente, com acesso às informações e capaz de se posicionar. Para tanto, deve-se considerar o papel social da divulgação científi ca na aquisição de conhecimentos para a alfabetização e a formação de cidadãos participativos na tomada de decisão ou, simplesmente, estar em minimamente informados sobre os avanços científi co-tecnológicos da sociedade. O público desempenha um papel essencial na divulgação científi ca já que é nele que se projetam os objetivos destas atividades. Pesquisadores discutem a inviabilidade do ‘modelo de défi cit’, que julga o público, antecipadamente, e sinalizam a necessidade de se ter em conta as circunstâncias particulares da audiência, seus conhecimentos, crenças e atitudes em relação aos temas abordados. Existem demandas distintas e públicos diferenciados, de forma que a divulgação científi ca precisa atuar com estratégias também distintas para tornar possível atendê-las. Sendo assim, verifi ca-se que a divulgação científi ca apresenta importância fundamental de socializar conhecimentos antes inacessíveis ou mesmo incompreensíveis ao público, de forma a facilitar a informatização científi ca, convertendo-a para uma linguagem simplifi cada. Diante deste contexto, o livro Cenários atuais da Divulgação Cientifi ca e Ensino de Ciências é uma excelente oportunidade de refl etirmos sobres essas questões. Organizado por Carlos Roberto Pires Campos, apresenta textos que seguem o rigor científi co e ao mesmo tempo dialogam com o leitor no sentido de problematizar o papel da Divulgação Científi ca na sociedade. Em um ensaio sobre Divulgação Científi ca, Carlos Alberto e Sabrine Pinto discutem o interesse de estudantes do ensino médio integrado em participar de eventos ligados às ciências em feiras, museus e outros ambientes não formais.

  • 6

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS - DEBATES PRELIMINARES

    O capítulo Divulgação Científi ca no contexto da Educação Básica, de José Renato Pin, Renata Faria e Solange Gimenes, relata as atividades de divulgação científi ca desenvolvidas a partir do tema Saúde em uma unidade de ensino da rede pública do Município de Vila Velha/ES. Revista Ciência Hoje das Crianças (CHC): uma aliada desconhecida que possibilita o desenvolvimento da cultura, ciência e divulgação científi ca em sala de aula é o capítulo em que Amanda Rossi, Patrícia Ottz e Carlos Roberto Campos apresentam as concepções dos alunos do Ensino Fundamental a respeito da revista CHC, discutindo o potencial didático deste material na alfabetização científi ca dos estudantes. Em Uma proposta de divulgação da Ciência por meio de vídeos documentários e da rádio escolar, Josilene Werneck, Michele Pires Carvalho e Carlos Roberto Pires Campos analisam a contribuição destes recursos da divulgação da Ciência no ambiente escolar. Brincando com jogos sobre biomas e divulgando a Ciência é o capítulo em que Rivana Batista, Luz de Souza e Carlos Roberto Campos, destacam a importância do lúdico na divulgação científi ca. No capítulo elaborado por Marcio Canicali, Michelle Amorim e Carlos Roberto Campos, Projetos de Ciências na escola: contribuições para a alfabetização científi ca dos alunos, apresenta-se as contribuições da organização de projetos de trabalhos como possibilidade de promover a divulgação da Ciência para o público escolar. Com Feira de “bio-mática”: divulgando a Ciência por meio da feira interdisciplinar de Biologia e Matemática, Mariana Cezar, Marina Dias e Thamires de Jesus apresentam as possibilidades existentes de divulgação do conhecimento científi co através de feiras escolares. Este livro servirá para o aprofundamento das discussões acerca da divulgação científi ca e o ensino de ciências, além de despertar o interesse de novos apaixonados pela arte de educar através de atividades críticas e refl exivas.

    Prof. Dr. Marcelo Borges Rocha CEFET-RJ

  • 7

    DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E ENSINO DE CIÊNCIAS - DEBATES PRELIMINARES

    Apresentação

    Não é necessário ser um pesquisador exímio para apontar que na atualidade todos vivemos momentos sob bombardeamento de múltiplas interferências de inovações científi cas e tecnológicas no contexto sócio- cultural. Em virtude dessas interferências, as relações humanas ressignifi cam- se atentamente, adaptando-se a tudo que a tecnologia e a ciência lançam em nossas vidas. A mídia eletrônica chegou a divulgar notícias de que em uma família de São Paulo os membros somente se comunicam por redes sociais e aplicativos de interação, isso dentro da própria casa. Fora as infl uências da tecnologia, a ciência tem nos levado a questionar nosso papel diante da crise no abastecimento de água, como podemos ajudar na preservação dos mananciais das grandes cidades, em que medida o prolongamento da vida atende aos ideais de felicidade e de bem estar, entre outros temas não menos intrigantes. Nosso futuro se nos apresenta como fruto do que a ciência e a tecnologia puderem nos ofertar. Hoje não conseguimos conceber nossas vidas sem um celular de última geração, sem suplementos alimentares que nos deixam mais robustos, que prolongam nossa juventude, sem tecnologias que rejuvenescem nossa tez, sem aparatos que modifi cam nossos cabelos, sem alternativas médicas que constroem nosso corpo conforme os padrões hegemônicos ditados pela mídia e por aí listaremos outras diversas infl uências da ciência em nossas vidas. A ciênci