Revista 5aª Edição

  • View
    287

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista Atelier das Artes Especial Natal

Text of Revista 5aª Edição

Revista Atelier das Artes 5 Edio

Editor

Atelier das Artes

[email protected] Revista Trimestral 5 Edio Novembro 2011 Correco de textos: Sofia Ramalho Dbora Rodrigues Administrao Hugo Tadeu Carolina Tadeu Sofia Caixeirinho Design Grfico Carolina Tadeu Colaboradores

Dbora Rodrigues, Sofia Ramalho, Lurdes Ribeiro, Maria Joo Cerqueira, Sara Castelo de Carvalho. Convidados Especiais Joaquim Martins Dias Castelo Lu Heringer Propriedade Frum Atelier das Artes

Editorial

E c estamos ns de volta com mais uma edio da Revista Atelier das Artes. O Natal est porta e com ele renasce a esperana, a solidariedade e a perspectiva de um ano melhor com a entrada do Novo Ano. Natal a festa da famlia, do sorriso das crianas quando abrem os presentes, a luz mgica da rvore, o conforto e a paz nos nossos coraes. E, para alegrar ainda mais esta poca to importante para ns, as personagens natalcias no podero faltar! Ao folhear a revista, para alm dos fabulosos trabalhos realizados pelas nossas colaboradoras, encontrar ideias originais para maravilhar todos os anfitries na noite de consoada. Ter oportunidade de conhecer o trabalho de artesos que esto noutros pontos do Mundo e desta vez escolhemos a neve da Serra da Estrela como pano de fundo. Este ms de Novembro tambm uma data importante para a Revista. Para alm de celebra um ano de existncia, contando j com a 5 edio, juntou-se a esta equipa uma nova colaboradora, Sofia Ramalho. Aps revelar tanta dedicao, amizade, inteligncia e empenho, mostrou ser merecedora da nossa confiana e unir-se a ns na luta pela divulgao e reconhecimento do artesanato. Queremos continuar a crescer e a chegar a mais pessoas dos quatro cantos do Planeta, mostrando a nossa originalidade, a nossa paixo pela arte e a amizade que une todos os elementos desta equipa.

Prspero Ano Novo 2012

Boneco de Neve

Decoupage em Vidro

Coroa de Natal em Patchwork

Ardsia

Economia (Dbora Rodrigues) Entrevista Joaquim M. Dias Castelo ( Sara Castelo de Carvalho) Galeria de Trabalhos I Galeria de Trabalhos II Postal Feliz Natal Serra da EstrelaGastronomia( Sara Castelo de Carvalho )

( Dbora Rodrigues, Sofia Ramalho)

( Dbora Rodrigues, Sofia Ramalho)

Agradecimento

( AArtes)

Especial Brasil

EconomiaEconomia DomesticaComo prometido em edies anteriores, iremos apresentar algumas dicas para reduzir os consumos domsticos e, consequentemente, o dinheiro despendido com as facturas da gua, electricidade e gs. Poupar energia implica diminuir a quantidade de energia utilizada durante a realizao de qualquer tarefa do nosso quotidiano. Para adoptar um comportamento eficiente basta ganhar alguns hbitos simples que fazem a diferena na hora de pagar as contas. Um comportamento consciente a nvel energtico, para alm de reduzir nas facturas da energia, ainda contribu para a proteco do meio ambiente, promove uma maior eficincia na utilizao dos recursos e diminui a dependncia energtica de

Dbora Rodrigues6 10

Portugal relativamente a outros pases.

No Vero, troque o ar condicionado por uma ventoinha de tecto ou de p e poupe cerca de 10% na factura de electricidade.

Crie o hbito de desligar a luz quando sai de uma diviso para a qual no vai voltar to cedo.

Troque as lmpadas tradicionais por lmpadas de baixo consumo energtico ou lmpadas fluorescentes, estas consomem, sensivelmente, menos 35% de energia.

Depois de carregar o telemvel, MP3 ou mquina fotogrfica, no deixe os carregadores nas tomadas.

Desligue os esquentadores, sempre que no est a utilizar. Pelo facto de estar ligado, est a desperdiar gs. Existem j esquentadores inteligentes, que se ligam quando se abre a torneira de gua quente, e se desligam quando essa se fecha.

Desligue todos os botes de standby dos electrodomsticos. Mesmo estes no estando a ser utilizados, se a luz de standby estiver acesa, continuam a dissipar energia.

Atelier das Artes

Especial Natal

Na aquisio de qualquer electrodomstico, escolha sempre os modelos com a maior eficincia energtica. Geralmente, o investimento inicial maior, mas a poupana, no futuro, ser visvel.

No Vero, mantenha as cortinas e estores corridos para no deixar entrar o calor e no Inverno faa o contrrio, para que o sol aquea a casa.

Certifique-se que todas as janelas e portas de casa esto bem isoladas. Cerca de 30% do calor e do frio, sai ou entra em casa pelas janelas.

Sempre que praticvel, uma casa deve ter paredes duplas com isolamento trmico entre as duas.

A instalao de um painel solar domstico ptimo para aproveitar a energia solar, aquecendo o lar e a gua.

Opte por duches rpidos ao invs de banhos de imerso e desligue a gua entre o ensaboar do corpo.

Feche a torneira da gua enquanto lava os dentes, as mos, desfaz a barba ou lava a loia. Uma torneira tradicional deita cerca de 9 litros de gua por minuto.

Torne o autoclismo energeticamente mais eficiente, colocando uma garrafa de gua cheia no depsito ou instalando um boto de controlo de libertao de gua.

Instale redutores de fluxo de gua em todas as torneiras e chuveiros da casa. Lave a roupa e a loia com gua fria, sempre que possvel e utilize, tambm, a gua fria nas limpezas domsticas.

No deixe torneiras a pingar. Programe a mquina de lavar loia para terminar antes do programa de secagem comear, deixando a loia secar ao ar livre.

Coloque a funcionar as mquinas de lavar roupa e loia apenas quando estiverem completamente cheias. Em contrapartida, no encha demasiado a mquina de secar roupa, caso contrrio a roupa demorar muito mais tempo a secar. No entanto, o ideal seria sec-la ao ar livre, o que nem sempre exequvel.

5 Edio

7 10

Economia

Verifique a que horas do dia o consumo de energia mais econmico, e execute as lavagens das mquinas nesse perodo.

Evite a acumulao de gelo no congelador ou arcas frigorficas precavendo desperdcios energticos.

Evite abrir e fechar a porta do frigorfico muitas vezes seguidas, opte por retirar todos os produtos de uma s vez.

Quando passar a ferro, passe a maior quantidade de roupa possvel, aproveitando o facto da tbua e do ferro j se encontrarem quentes.

Passe a ferro as peas que exigem uma temperatura mais baixa e v aumentando a temperatura para as peas que necessitam de mais alta, evitando o aquecimento e arrefecimento constante do ferro.

Desligue o ferro de engomar, sempre que deixar de passar roupa por alguns minutos.

Quando estiver a assar ou cozer algo no forno, evite abrir a porta do mesmo e desligue-o alguns minutos antes de terminar a cozedura, deixando os alimentos finalizarem a sua cozedura no calor.

Deve adequar o tamanho da panela boca do fogo onde vai cozinhar para evitar o desperdcio de energia. No esquea, as bocas mais pequenas gastam 10% menos energia.

Optar por utilizar o microondas em refeies pequenas, em alternativa ao fogo, pode ajudar a reduzir cerca de 70% na utilizao de energia.

Cozinhe sempre com as tampas a cobrir as panelas para poupar 75% em termos energticos, caso os alimentos no impeam de o fazer.

Encha as panelas com o mnimo de gua possvel (apenas at cobrir os alimentos), isso faz com que a comida cozinhe mais rapidamente.

No coloque alimentos ainda quentes ou mornos no frigorfico, caso contrrio este ter de consumir mais energia para os arrefecer eficazmente.

O termmetro do frigorfico nunca deve estar abaixo dos 3C, uma vez que temperaturas muito baixas contribuem para uma produo de energia excessiva e desnecessria.

8 10

Atelier das Artes

ncurso dora Co Vence coupage De

http://costuricesdalee.blogspot.com/

Um espao dedicado mulher moderna http://mimosdecarol.blogspot.com email: [email protected]

http://magiadascores2010.blogspot.com Telefone: 962588099 email: [email protected]

Trabalho executado por : Marina Ribeiro Em: Criaes da MinaBlog: http://criacoesdamina.blogspot.com/ E-mail: [email protected] de artes decorativas, pintura a leo, pastel seco, biscuit, tecidos, chacotas, madeiras Rua Padre Joo Pinto, 7-C 2675-388 Odivelas www.pinta-e-cria.com http://pinta-e-cria.webnode.pt/ Telefone: 917564995

Boneco de NeveMaterial utilizado:

1 metro de Manta Acrlica 50 cm de fita vermelha 1 par de olhos 1 Lata vazia (ex: ervilha, milho) Papel absorvente para cobrir a lata Tecido laranja para o nariz Retalho na cor que desejar para fazer o lao Linha branca Linha laranja (para bordar as estrelas) Linha preta (para bordar a boca)

Enchimento para o nariz

Linha Grossa para dividir a cabea do corpo

Corte na manta acrlica:

1 rectngulo de 32 cm de altura por 1,40cm de comprimento 1 crculo do tamanho de um prato de sobremesa 2 rectngulos de 16 cm de altura por 70 cm de comprimento (para os braos) 1 rectngulo de 28 cm de altura por 53 cm de comprimento (para o chapu um Crculo do tamanho de um prato de sobremesa.

Cobre-se a lata com o papel absorvente. Enrola-se levemente a manta acrlica, previamente cortada para o corpo, em torno da lata.

Como Fazer o Corpo:10Atelier das Artes

Passo a Passo

Cose-se com agulha e linha branca a abertura da manta acrlica que ficar nas costas do boneco.

Franze-se a parte superi- or da manta e coze-se (topo da cabea).

Costura-se

o

crculo

de

manta acrlica na parte de baixo do boneco, de forma a tapar a base da lata

Mede-se 18 cm para baixo do franzido e com a linha grossa amarra-se a manta acrlica a fim de

Ficar

como

indica

a

imagem acima.

Como Fazer o Brao:

formar o pescoo e dar formato cabea.