of 17/17
Movimentos Art Movimentos Art í í sticos da Semana da sticos da Semana da Arte Moderna Arte Moderna

Movimentos Artísticos da Semana da Arte Moderna: Construtivismo, Surrealismo, Dadaísmo e Futurismo

  • View
    475

  • Download
    10

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Movimentos Artísticos da Semana da Arte ModernaConstrutivismo.O Construtivismo Russo surgiu a partir de 1913, na Europa e principalmente na Rússia. Foi um movimento estéticopolítico que influenciou a arquitetura e a arte ocidental daquela época. Essa arte era caracterizada pelo ideal de abstração e não fazia nenhuma alusão a natureza. Trabalhava o espaço como elemento de linguagem visual e dava ênfase ao objeto industrial. Atualmente muitos designers tem a arte construtivista como referência

Text of Movimentos Artísticos da Semana da Arte Moderna: Construtivismo, Surrealismo, Dadaísmo e Futurismo

  • Movimentos ArtMovimentos Artsticos da Semana da sticos da Semana da Arte ModernaArte Moderna

  • O Construtivismo Russo surgiu a partir de O Construtivismo Russo surgiu a partir de 1913, na Europa e principalmente na 1913, na Europa e principalmente na RRssia. Foi um movimento estssia. Foi um movimento estticotico--polpoltico que influenciou a arquitetura e a tico que influenciou a arquitetura e a arte ocidental daquela arte ocidental daquela poca. Essa arte poca. Essa arte era caracterizada pelo ideal de abstraera caracterizada pelo ideal de abstrao o e no fazia nenhuma aluso a natureza. e no fazia nenhuma aluso a natureza. Trabalhava o espaTrabalhava o espao como elemento de o como elemento de linguagem visual e dava nfase ao objeto linguagem visual e dava nfase ao objeto industrial.industrial.Atualmente muitos designers tem a arte Atualmente muitos designers tem a arte construtivista como referncia para seus construtivista como referncia para seus

    trabalhos.trabalhos.

    Construtivismo.Construtivismo.

    Lester Beal Rural Electrification

  • Alexander Alexander RodchenkoRodchenko

    AleksandrAleksandr MikhailovichMikhailovich RodchenkoRodchenko (Russo:(Russo: ,, 1891,1891, So So PetesburgoPetesburgo,, RRssiassia --1956,1956, Moscou, RMoscou, Rssia) foi umssia) foi um artista artista plplstico,stico, escultoescultor,r, fotfotgrafografo ee designer grdesigner grficofico russo, russo, um dos fundadores doum dos fundadores do construtivismo russoconstrutivismo russo ee design design modernomoderno russo. russo. RodchenkoRodchenko era casado com a era casado com a artistaartista VarvaraVarvara StepanovaStepanova..RodchenkoRodchenko foi um dos artistas mais versfoi um dos artistas mais versteis do teis do Construtivismo a emergir apConstrutivismo a emergir aps as a RevoluRevoluo o BolcheviqueBolchevique. Trabalhou como artista pl. Trabalhou como artista plstico e stico e designer grdesigner grfico antes de girar para afico antes de girar para a fotografiafotografia e e aa montagem fotogrmontagem fotogrficafica. Sua fotografia era . Sua fotografia era socialmente engajada, inovadora, e oposta ao retrato socialmente engajada, inovadora, e oposta ao retrato estesttico da tico da poca. Ciente da necessidade de uma spoca. Ciente da necessidade de uma srie rie documental de fotografia analdocumental de fotografia analtica, fotografou tica, fotografou freqfreqentemente seus assuntos em ngulos entemente seus assuntos em ngulos mpares mpares --geralmente muito de acima de ou abaixo geralmente muito de acima de ou abaixo -- para chocar para chocar o espectador.o espectador.

    Alexander Rodchenko Factory

  • Rubem ValentimRubem Valentim

    Rubem Valentim, inicia seu trabalho de pintor na dRubem Valentim, inicia seu trabalho de pintor na dcada cada de 1940, como autodidata. Desde o inde 1940, como autodidata. Desde o incio de sua cio de sua produproduo, notao, nota--se um forte interesse pelas tradise um forte interesse pelas tradies es populares do Nordeste, como, por exemplo, pela populares do Nordeste, como, por exemplo, pela cermica do Recncavo Baiano.cermica do Recncavo Baiano.A partir da dA partir da dcada de 1950, o artista tem como cada de 1950, o artista tem como referncia o universo religioso, principalmente aquele referncia o universo religioso, principalmente aquele relacionado ao candomblrelacionado ao candombl ou ou umbanda, com suas umbanda, com suas ferramentas de culto, estruturas dos altares e sferramentas de culto, estruturas dos altares e smbolos mbolos dos deuses. Esses signos ou emblemas so originalmente dos deuses. Esses signos ou emblemas so originalmente geomgeomtricos. Em sua obra, eles so reorganizados por tricos. Em sua obra, eles so reorganizados por uma geometria ainda mais rigorosa, formada por linhas uma geometria ainda mais rigorosa, formada por linhas horizontais e verticais, tringulos, chorizontais e verticais, tringulos, crculos e quadrados, rculos e quadrados, como aponta o historiador da arte Giulio Carlo como aponta o historiador da arte Giulio Carlo ArganArgan. . Dessa forma, o artista compe um repertDessa forma, o artista compe um repertrio pessoal rio pessoal que, aliado ao uso criativo da cor, abreque, aliado ao uso criativo da cor, abre--se a vse a vrias rias

    possibilidades formais.possibilidades formais.

    Rom Rubem Valentim

  • Outras obras Outras obras construtivistas...construtivistas...

    Hebert Matter America Calling Lester Beall Radio Waves

  • DadaDadasmosmo

    DadaDadasmo, movimento que abrange todos smo, movimento que abrange todos os gneros artos gneros artsticos e expressa uma sticos e expressa uma proposta niilista contra a cultura ocidental, proposta niilista contra a cultura ocidental, especialmente contra o militarismo especialmente contra o militarismo desencadeado pela I Guerra Mundial. desencadeado pela I Guerra Mundial. Criado, em 1916, por Tristan Criado, em 1916, por Tristan TzaraTzara, o , o escritor alemo Hugo Ball, o artista escritor alemo Hugo Ball, o artista alsaciano Jean alsaciano Jean ArpArp e outros intelectuais e outros intelectuais residentes em Zurique residentes em Zurique --; Su; Sua, o a, o movimento movimento DadDad foi influenciado pela foi influenciado pela revolurevoluo contra a arte convencional o contra a arte convencional liderada por liderada por ManMan Ray, Marcel Ray, Marcel DuchampDuchamp e e Francis Francis PicabiaPicabia. Mais tarde, o dada. Mais tarde, o dadasmo smo inspiraria os surrealistas franceses.inspiraria os surrealistas franceses.Os dadaOs dadastas utilizaram tstas utilizaram tcnicas cnicas revolucionrevolucionrias. Suas idrias. Suas idias, derivadas da ias, derivadas da traditradio romntica, baseavamo romntica, baseavam--se no apelo se no apelo ao subconsciente e na crenao subconsciente e na crena da bondade a da bondade intrintrnseca do homem quando no nseca do homem quando no

    corrompido pela sociedade.corrompido pela sociedade.Monalisa Hugo Ball

  • Max Ernst nasceu em 2 de Abril de Max Ernst nasceu em 2 de Abril de 1891, na Alemanha. Em seus quadros 1891, na Alemanha. Em seus quadros

    de cores brilhantes, Max Ernst associava de cores brilhantes, Max Ernst associava imagens de elementos demonimagens de elementos demonacos e acos e

    absurdos com outros erabsurdos com outros erticos e ticos e fabulosos. Unia de forma irracional fabulosos. Unia de forma irracional esses sesses smbolos para expressar seu mbolos para expressar seu

    subjetivismo. Da mesma forma que em subjetivismo. Da mesma forma que em suas colagens, as esculturas mesclavam suas colagens, as esculturas mesclavam

    objetos cotidianos, como peobjetos cotidianos, como peas de as de automautomvel e garrafas de leite, a blocos vel e garrafas de leite, a blocos

    de cimento, que depois fundia em de cimento, que depois fundia em bronzebronze. Na Alemanha nazista, seus Na Alemanha nazista, seus

    quadros foram expostos, junto aos de quadros foram expostos, junto aos de outros artistas na mostra denominada outros artistas na mostra denominada Arte Degenerada, em 1937. Durante a Arte Degenerada, em 1937. Durante a Segunda Guerra, com a ocupaSegunda Guerra, com a ocupao da o da FranFrana, Ernst fugiu para osa, Ernst fugiu para os Estados Estados

    UnidosUnidos sob a protesob a proteo da o da milionmilionriaria Peggy GuggenheimPeggy Guggenheim, uma de , uma de suas vsuas vrias amantes. Em 1948, ganhou rias amantes. Em 1948, ganhou

    a cidadania americana.a cidadania americana.

    Max ErnstMax Ernst

    Poesia Visual Max Ernst

  • Mais algumas obras Mais algumas obras dadadadastas...stas...

    Mustachelisa Autor Desconhecido

    Gigante Acfalo Max Ernest

  • SurrealismoSurrealismo

    Surrealismo, movimento artSurrealismo, movimento artstico e stico e literliterrio fundado pelo poeta e crrio fundado pelo poeta e crtico tico francs Andrfrancs Andr Breton. Em 1924, Breton Breton. Em 1924, Breton publicou o Manifesto surrealista em publicou o Manifesto surrealista em Paris, tornandoParis, tornando--se lse lder do grupo que der do grupo que tomou este nome. O surrealismo surgiu tomou este nome. O surrealismo surgiu do movimento do movimento DadDad que refletia, tanto que refletia, tanto na arte quanto na literatura, o protesto na arte quanto na literatura, o protesto niilista contra a cultura ocidental. niilista contra a cultura ocidental. Continuando o dadaContinuando o dadasmo, o surrealismo smo, o surrealismo enfatizava o papel do inconsciente na enfatizava o papel do inconsciente na atividade criadora. Seu principal autor atividade criadora. Seu principal autor foi Salvador Dali, um artista versfoi Salvador Dali, um artista verstil til nascido na Espanha.nascido na Espanha.

    Tentao de Santo Antonio Salvador Dali

  • Salvador DaliSalvador Dali era um hera um hbil desenhista, mais bil desenhista, mais conhecido pelas impressionantes e estranhas conhecido pelas impressionantes e estranhas imagens em seu trabalho surrealista. Suas imagens em seu trabalho surrealista. Suas habilidades de pintura so muitas vezes habilidades de pintura so muitas vezes atribuidasatribuidas as influencias de mestres da as influencias de mestres da

    RenascenRenascena. Sua obra m ais conhecida, "a. Sua obra m ais conhecida, "TheThePersistencePersistence ofof Memory" (A Memory" (A persistenciapersistencia da da

    memoriamemoria), foi conclu), foi concluda em 1931. O expansivo da em 1931. O expansivo repertrepertrio rio artisticoartistico dede Salvador DaliSalvador Dali inclui cinema, inclui cinema, escultura e fotografia, em colaboraescultura e fotografia, em colaborao com uma o com uma

    ssrie de artistas de vrie de artistas de vrias mrias mdias.dias.Salvador DaliSalvador Dali atribuiu o seu atribuiu o seu amor de tudo o que amor de tudo o que

    excessivo e dourado, sua paixo pelo luxo e excessivo e dourado, sua paixo pelo luxo e meu amor oriental por roupasmeu amor oriental por roupasa um autoa um auto--

    denominado linhagem denominado linhagem rabe , alegando que seus rabe , alegando que seus antepassados eram descendentes de mouros.antepassados eram descendentes de mouros. The Persistence of Memory

    Salvador Dali

    Salvador DaliSalvador Dali

  • Mais Mais

    surrealismo...

    surrealismo...

    Metamor

    phosis - V

    ladimir

    Kush

    Vladimir Kush -Haven

  • FuturismoFuturismo

    AA pintura do futurismo, assim como os pintura do futurismo, assim como os seus representantes, saseus representantes, sada ada a era era

    modernamoderna. Para os. Para os futuristasfuturistas, os , os objectosobjectosno se esgotam no contorno aparente e os no se esgotam no contorno aparente e os

    seus aspectos interpenetramseus aspectos interpenetram--se se continuamente a um scontinuamente a um s tempo. Procuratempo. Procura--se se neste estilo expressar o movimento real, neste estilo expressar o movimento real, registandoregistando aa velocidadevelocidade descrita pelas descrita pelas figuras em movimento no espafiguras em movimento no espao. O o. O

    artista futurista no estartista futurista no est interessado em interessado em pintar um autompintar um automvel, mas captar a forma vel, mas captar a forma plplstica a velocidade descrita por ele no stica a velocidade descrita por ele no

    espaespao.o.Seus principais representantes foram os Seus principais representantes foram os

    pintores e escultores italianos pintores e escultores italianos FilippoFilippoMarinetti, Marinetti, G.BallaG.Balla,, Umberto Umberto BoccioniBoccioni,, Carlo Carlo

    CarrCarr e Lue Lus s RussoloRussolo, que lan, que lanaram um aram um manifesto no teatro manifesto no teatro ChiasellaChiasella em Turim, em Turim,

    em 8 de marem 8 de maro de 1910.o de 1910.

    Umberto Boccioni - Elasticidade

  • Italiano, mas nascido em Alexandria, no Italiano, mas nascido em Alexandria, no Egito, em 1876. Suas primeiras obras Egito, em 1876. Suas primeiras obras

    foram poemas que escreveu para revistas foram poemas que escreveu para revistas literliterrias e, mais tarde. para sua prrias e, mais tarde. para sua prpria pria revista revista -- Poesia. Publicou no jornalPoesia. Publicou no jornal Le Le FigaroFigaro (1909), de Paris, um famoso (1909), de Paris, um famoso

    manifesto em que mostrou sua oposimanifesto em que mostrou sua oposio o s fs frmulas tradicionais e acadmicas, rmulas tradicionais e acadmicas,

    expondo a necessidade de abandonar as expondo a necessidade de abandonar as velhas fvelhas frmulas e criar uma arte livre e rmulas e criar uma arte livre e

    ananrquica, capaz de expressar o rquica, capaz de expressar o dinamismo e a energia da moderna dinamismo e a energia da moderna

    sociedade industrial, que sociedade industrial, que considerado o considerado o texto fundador do movimento futurista. texto fundador do movimento futurista. Este no foi o Este no foi o nico movimento italiano nico movimento italiano de vanguarda, tendo sido no entanto o de vanguarda, tendo sido no entanto o

    mais radical de todos, por pregar mais radical de todos, por pregar ruidosamente a ruidosamente a antitradiantitradioo. Indicava que . Indicava que as artes demolissem o passado e tudo o as artes demolissem o passado e tudo o

    mais que significasse tradimais que significasse tradio, e o, e celebrassem a velocidade, a celebrassem a velocidade, a

    eraera mecnicamecnica, a, a eletricidadeeletricidade, o , o

    dinamismo, a guerra.dinamismo, a guerra.

    FilippoFilippo MarinettiMarinetti

    Filippo Marinetti - Futurismo

  • Logo em 1909 oLogo em 1909 o ManifestoManifesto de Marinetti, foi traduzido dode Marinetti, foi traduzido do Le Le FigaroFigaro nono DiDirio dos rio dos AAoresores, mas passou despercebido., mas passou despercebido.

    Em MarEm Maro deo de 19151915 Aquilino RibeiroAquilino Ribeiro, numa , numa crcrnicanica parisiense anuncia na parisiense anuncia na revistarevista IlustraIlustrao Portuguesao Portuguesa o movimento futurista aos Portugueses.o movimento futurista aos Portugueses.

    Mas foi no nMas foi no nmero dois damero dois da Revista OrpheuRevista Orpheu, dirigida por, dirigida por Fernando PessoaFernando Pessoa ee MMrio de rio de SS--CarneiroCarneiro que o futurismo aparece como movimento em Portugal.que o futurismo aparece como movimento em Portugal.

    Na revista aparecem quatro trabalhos deNa revista aparecem quatro trabalhos de SantaSanta--RitaRita PintorPintor, e a, e a Ode MarOde Martimatima de de Fernando Pessoa, mereceu de SFernando Pessoa, mereceu de S Carneiro a apreciaCarneiro a apreciao de "Obra Prima do o de "Obra Prima do

    Futurismo".Futurismo".Em 4 de Abril deEm 4 de Abril de 19171917, , realizada no Teatro Reprealizada no Teatro Repblica (So Luis) emblica (So Luis) em LisboaLisboa uma uma matinmatinee para apresentapara apresentao do futurismo ao po do futurismo ao pblico portugus. Participamblico portugus. Participam AlmadaAlmadaNegreirosNegreiros, , SantaSanta--RitaRita Pintor e outros, onde se leram textos de Marinetti e outros Pintor e outros, onde se leram textos de Marinetti e outros

    futuristas.futuristas.Em NovembroEm Novembro--Dezembro de 1917 Dezembro de 1917 SantaSanta--RitaRita preparou o lanpreparou o lanamento daamento da Revista Revista

    Portugal FuturistaPortugal Futurista, que foi apreendida , que foi apreendida porta da tipografia, por subverso e porta da tipografia, por subverso e obscenidade de alguns textos.obscenidade de alguns textos.

    Com a morte de Com a morte de SantaSanta--RitaRita e Amadeu eme Amadeu em 19181918 e a partida de e a partida de AlmadaAlmada para Paris, o para Paris, o movimento Futurista Portugus entra em declmovimento Futurista Portugus entra em declnio.nio.

    Futurismo em PortugalFuturismo em Portugal

  • Mais Futurismo...Mais Futurismo...

    Arte sem nome FilippoMarinetti

    Il Ciclista Attraversa la

    Citt - Fortunato Depero

  • FIM!FIM!

    Felipe Felipe FerradansFerradans nn4 Lucas Martins 4 Lucas Martins nn1414Gabriel Cordeiro Gabriel Cordeiro nn6 Marcos Felipe 6 Marcos Felipe nn16 16 Lucas AraLucas Arajo jo nn13 13 WenderWender Silva Silva nn2020

    33 EMEM