Click here to load reader

MAIS SEGURANÇA Número de homicídios tem redução de · PDF file 185 municípios pernambu-canos, 95 não registraram Crimes Violentos Letais In-tencionais e outros 70 apre-sentaram

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of MAIS SEGURANÇA Número de homicídios tem redução de · PDF...

  • Diário Oficial Estado de Pernambuco

    Poder Executivo Recife, terça-feira, 19 de junho de 2018Ano XCV • N0 112

    MAIS SEGURANÇA

    CERTIFICADO DIGITALMENTE

    Número de homicídios tem redução de 22,49% em maio Foi o sexto mês consecutivo de diminuição, no

    comparativo com 2017. A queda se deu em todo o Estado e, no acumulado dos cinco primeiros

    meses do ano, 552 vidas foram poupadas.

    OO s Crimes ViolentosLetais Intencionais(CVLIs) voltaram a cair, em maio de 2018, em comparação a igual período de 2017. Conforme as esta- tísticas da Secretaria de De- fesa Social (SDS), disponibi- lizadas no site www.sds. pe.gov.br, o mês passado registrou 355 CVLIs, o que representa uma redução de 22,49%, em relação a maio do ano passado, quando foram registrados 458 casos. Empatados, abril e maio deste ano tiveram a menor incidência desse tipo de crime, em 22 meses, perden- do apenas para julho de 2016 (com 346 mortes). Maio de 2018 foi ainda o sexto mês consecutivo – série descen- dente se iniciou em de- zembro de 2017 - em que os homicídios apresentaram que- da, quando levamos em con- sideração o mesmo mês de 2017. No acumulado dos primeiros cinco meses deste ano, a retração foi de 22,12%, no comparativo com igual período de 2017: passou de 2.496 para 1.944 CVLIs.

    “Em cinco meses, pode- mos dizer que 552 vidas foram poupadas, quando olhamos para 2017. Me- dimos e analisamos a vio- lência de forma estatística, como forma de balizar nosso planejamento operacional, mas a dimensão real desse ganho é incomensurável, pois estamos falando de pes- soas que deixaram de ser vitimadas pelo crime, de famílias e amigos que não foram atingidos pela dor e as consequências de uma morte trágica e prematura de um ente querido”, avaliou o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua.

    “Essas quedas sucessivas são resultado de muito tra- balho das forças de segu- rança e investimentos signi- ficativos do governador Pau- lo Câmara, na segurança. Desde 2015, foram mais de 5.800 contratações para as polícias Civil, Militar, Cien- tífica e Corpo de Bombeiros Militar. O orçamento para 2018 prevê R$ 5 bilhões para a área, um recorde em toda a série histórica do Pacto pela Vida. Isso vem possibi-

    litando delegacias com equi- pes completas, criação de batalhões e companhias da PM, interiorização e descen- tralização das unidades do Corpo de Bombeiros e Polícia Científica (IML, IC e IITB). Entre janeiro e maio deste ano, foram presos 781 homicidas, colaborando de- cisivamente para as quedas dos índices e, principalmen- te, para a proteção da so- ciedade. É importante res- saltar que não comemoramos nada, e vamos manter essa dedicação para fortalecer a repressão e a prevenção da violência”, complementou o secretário.

    QUEDA EM TODAS AS REGIÕES – Na análise da distribuição dos CVLIs, veri- ficou-se retração em todas as regiões do Estado, no com- parativo maio 2018/maio 2017: - 28% no Agreste (de 99 para 71); -24,54% no Sertão (57 para 43); -20% na Zona da Mata (115 contra 92) e -21,88% na Região Metropolitana do Recife (RMR), passou de 128 para 100. O Recife apresentou

    declínio de 16,95% (59 para 49). Quando levamos em consideração os 5 primeiros meses de 2018, em relação ao mesmo período de 2017, os homicídios continuam caindo em todo o território pernambucano: -26,35% no Agreste (foi de 554 para 408); -14,04% no Sertão (292 para 251); -20,25% na Zona da Mata e -19,97% na RMR. Nessa mesma metodologia, o Recife teve 29,11% menos CVLIs (371 para 263).

    HOMICÍDIO ZERO – Dos 185 municípios pernambu- canos, 95 não registraram Crimes Violentos Letais In- tencionais e outros 70 apre-

    sentaram queda nessa moda- lidade criminosa. No dia 2 de maio, não houve nenhum homicídio em toda a Região Metropolitana do Recife. O CVLI zero também se verificou em sete datas do mês de maio (dias 2, 3, 9, 10, 13, 17 e 31) nas 61 cidades do Sertão cobertas pela Diretoria Integrada do In- terior 2. Entre esses muni- cípios, estão Petrolina, Sal- gueiro, Arcoverde, Serra Ta- lhada, Afogados da Ingazei- ra, Ouricuri e Araripina. “Algumas regiões estão dan- do exemplo e temos a con- fiança de que esses resul- tados serão atestados em outros territórios, em breve.

    Os primeiros cinco meses da Área Integrada de Segurança 6 (AIS6) - Jaboatão dos Guararapes e Moreno - apre- sentaram a menor quan- tidade de homicídios desde o mesmo período de 2004, ano em que a SDS passou a fazer essa coleta de dados. A AIS 24 (Ouricuri, Ara- ripina e Bodocó) teve, em 2018, o menor acumulado de assassinatos desde 2013, ano de melhores indica- dores alcançados pelo Pacto pela Vida. Os 12 municípios da AIS 20 (sede em Afogados da Ingazeira) não tiveram nenhum CVLI em todo o mês de maio”, citou o secretário.

    AUMENTO do efetivo policial tem contribuído para as quedas sucessivas da criminalidade

    FOTO: DIVULGAÇÃO/SDS

    (Página 2)Índice de roubos no Estado caiu 26,59% no mês passado

    18/06/2018 22:41:42

    100158020421306

    COMPANHIA EDITORA DE PERNAMBUCO CNPJ: 10921252000107

    Documento eletrônico assinado digitalmente conforme MP n° 2.200-2/2001, que instituiu a Infra-estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil por: Certificado ICP-Brasil - AC SERASA RFB v2: COMPANHIA EDITORA DE PERNAMBUCO N° de Série do Certificado: 4577888325301812920 Hora Legal Brasileira: 18/06/2018 22:41 Autoridade de Carimbo do Tempo (ACT): Comprova.com O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe oferece o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei: Art 1º - Fica instituída a Infra-Estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP Brasil, para garantir a autenticidade, a integridade e a validade jurídica de documentos em forma eletrônica, das aplicações de suporte e das aplicações habilitadas que utilizem certificados digitais, bem como a realização de transações eletrônicas seguras.

  • 2 – Ano XCV • N0 112 Diário Oficial do Estado de Pernambuco – Poder Executivo Recife, 19 de junho de 2018

    Número de roubos no Estado cai 26,59% durante o mês de maio

    PP elo quinto mês consecutivo, asestatísticas de roubos no Es-tado de Pernambuco recuaram, em relação ao ano anterior. Os casos de Crime Violento contra o Patrimô- nio (CVP) retrocederam 26,59%, em maio deste ano, em comparação com igual período de 2017. No acumulado de janeiro a maio, a diminuição está em patamar parecido, com -22,47%. Uma das estratégias que favorecem esse resultado é a Operação Quadran- te de Segurança, focada no combate aos CVPs no Grande Recife, região do Estado que mais refreou os roubos, nos dois períodos analisados.

    Em dados absolutos, 8.077 roubos aconteceram em Pernambuco, mês passado, contra as 11.002 ocorrências registradas em maio de 2017. A área metropolitana, em específico, saiu de 3.374 para 2.375 roubos - ou quase 30% de redução. Entre janeiro e maio de 2018, as polícias registraram 41.522 CVPs, exatamente 12.036 a menos que nos cinco primeiros meses do ano passado. Mais uma vez, a Re- gião Metropolitana do Recife (RMR) se sobressaiu nesse cenário: passou de 16.217 para 12.259 casos (-24,41%).

    O secretário estadual de Defesa Social, Antônio de Pádua, apontou que, a cada compilação dos indica- dores criminais em nosso Estado, as estratégias adotadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS) mostram-se acertadas. “Perseguimos diuturna- mente resultados ainda melhores, imbuídos da missão de salvaguardar a

    vida e o patrimônio de todos os per- nambucanos. Com a Operação Qua- drante de Segurança, por exemplo, te- mos obtido resultados palpáveis na RMR. Trata-se de um projeto que dis- tribui trios de motociclistas e guarni- ções táticas da Polícia Militar, de ma- neira a cobrir toda a região, no comba- te aos roubos e furtos. Para tanto, já entregamos, somente este ano 373 motos aos batalhões, e serão 700 até o fim de julho, com um investimento total de R$ 20,3 milhões, obtidos por uma linha de crédito do BNDES. Isso traz impacto direto para a sensação de segurança da população”, avaliou.

    Todas as macrorregiões de Per- nambuco progrediram na repressão

    aos CVPs no último mês, ao se com- pararem os índices com os de maio de 2017. A variação no Agreste foi de - 21,72% (1.883 para 1.474 ocorrên- cias), ao passo que a Zona da Mata apresentou redução de 24,36% (de 1.359 para 1.028). Quanto ao Sertão, a variação foi de -18,34%, com retração de 578 para 472 crimes dessa modalidade.

    Quando se enfoca o período de ja- neiro a maio de 2018, o ritmo de con- tenção é semelhante no interior de Pernambuco. A diferença dos núme- ros da Zona da Mata chegou a - 23,04%, saindo de 6.631 para 5.103 CVPs, nesse intervalo. Nos municí- pios do Agreste, o quantitativo de cri-

    mes notificados decresceu de 9.345 para 7.563, ou -19,07%. Por sua vez, os roubos no Sertão caíram de 2.763 para 2.506, equivalente a -9,3%.

    CARGAS – Na contramão da ten- dência nacional, os roubos de carga continuam a recuar em Pernambuco. Em maio deste ano, as polícias com- putaram 47 ocorrências dessa modali- dade criminosa, ou seja, 32,86% a menos do que em maio de 2017, o qual chegou a 70 casos. No cômputo geral dos primeiros cinco meses, a queda foi de 21,63%, saindo de 319 para 250. No tocante aos furtos de carga, isto é, à subtração sem o em- prego de violência, maio trouxe uma

    diminuição ainda mais expressiva: de 19 passou para 4 (-78,95%). Entre janeiro e maio de 2018, consumaram- se 27 furtos de carga, 46% a menos do que os 50 anotados nesse inter- valo, em 2017.

    A estratégia da SDS para barrar es- sas inv