Curso Armamentos não letais completo

  • View
    658

  • Download
    77

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Segurança Pública

Text of Curso Armamentos não letais completo

  • 1. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br

2. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br Bem-vindo ao curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Crditos MARCELO TAVARES DE SOUZA Capito da Polcia Militar do Esprito Santo. Especialista em Segurana Pblica e Poltica Social, com vasta experincia em Operaes Especiais. MARSUEL BOTELHO RIANI 1 Tenente da Polcia Militar do Esprito Santo. Bacharel em Direito e Especialista em Docncia do Ensino Superior, atua na Escola de Formao e Aperfeioamento de Praas e como Tutor dos cursos a distncia da SENASP. - Apresentao Jamais haver um ano novo, se continuares a copiar os erros dos anos velhos. Lus de Cames No segredo para nenhum profissional da rea de Segurana Pblica que as mudanas culturais tm exigido muito empenho dos organismos de Segurana no sentido de uma constante atualizao e busca por novos conceitos e mtodos de trabalho. Dentre essas mudanas conceituais est a busca, cada vez maior, por formas de cumprimento da lei que respeitem a integridade fsica das pessoas e causem menos dor e sofrimento aos cidados infratores da lei. Como forma doutrinria de atingir esses objetivos, algumas corporaes policiais desenvolveram modelos para o Uso Progressivo da Fora. No entanto, no basta ter uma doutrina de uso da fora, sem que se desenvolvam formas de colocar esta doutrina em prtica. - Tem-se notado um avano significativo por parte das Corporaes Policiais e de Segurana no que diz respeito ao trato com o cidado e ao uso da fora, mas isso no suficiente. preciso trabalhar no s uma nova mentalidade, mas uma nova metodologia de trabalho para as polcias, bem como trabalhar um novo conceito: as Tcnicas No-letais. Por isso, apresentamos neste curso, alguns conceitos e propostas 3. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br para uso e emprego de tcnicas e tecnologias No-letais pelas corporaes policiais, a fim de discutirmos melhor este assunto e notarmos a importncia da preservao da vida no atual contexto da Segurana Pblica. importante, para que possamos atingir os objetivos deste curso que voc, agente de Segurana Pblica, tenha em mente que, independente da previso constitucional onde so previstas as funes de sua corporao, existe uma misso principal, comum a todos ns, que a defesa da vida. Com este raciocnio, voc assimilar com muito mais facilidade o conceito que estaremos transmitindo neste curso. - Objetivos especficos Se voc no sabe para onde vai, todos os ventos parecero favorveis. Sneca Entender o conceito no-letal e a importncia de tcnicas que podem ser eficazes reduzindo o risco de mortes e leses graves e preservando a vida de pessoas envolvidas em ocorrncias policiais, inclusive do prprio policial; Diferenciar tcnica, tecnologia, arma, munio e equipamento no-letal; Identificar na legislao vigente a importncia do uso das tcnicas no-letais; Conhecer as tcnicas e equipamentos no-letais existentes no Brasil e no Mundo; Reconhecer as tcnicas no-letais como algo possvel e importante; Apontar as tcnicas mais seguras de abordagem policial e resoluo de conflitos, visando preservao da vida prpria e de terceiros; Aplicar corretamente as tcnicas no-letais mais adequadas s diferentes situaes apresentadas; e Ter uma viso de construo da paz e da preservao da vida. - Antes de iniciarmos nossos estudos sobre as tcnicas no-letais de atuao policial, procure responder s seguintes questes: Voc j ouviu falar em tcnicas no-letais? Voc sabe a diferena entre tcnica, tecnologia, arma, munio e equipamentos no- letais? - Mdulo 1 - Contexto geral 4. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br Este mdulo dividido em 3 aulas: Conceitos Por que no-letal? Aspectos legais do uso de tcnicas e equipamentos no-letais - Aula 1 Conceitos O objetivo desta aula apresentar os conceitos fundamentais ao entendimento das tcnicas e tecnologias no-letais. Para que voc quer ser voc mesmo, se pode ser algum melhor? R. Bandler - Aula 1 Conceitos No-letal o conceito que rege toda a produo, utilizao e aplicao de tcnicas, tecnologias, armas, munies e equipamentos no-letais em atuaes policiais. Por este conceito, o policial deve utilizar todos os recursos disponveis e possveis para preservar a vida de todos os envolvidos numa ocorrncia policial, antes do uso da fora letal. Tcnicas no-letais o conjunto de mtodos utilizados para resolver um determinado litgio ou realizar uma diligncia policial, de modo a preservar as vidas das pessoas envolvidas na situao. Segundo o conceito adotado pela Polcia Militar do Estado de So Paulo, : toda ao coroada de xito, onde o PM atua em uma ocorrncia policial que, dependendo do desfecho, faa o correto emprego dos meios auxiliares para conteno da ao ilcita, somente utilizando a arma de fogo aps esgotarem tais recursos. Tecnologias no-letais o conjunto de conhecimentos e princpios cientficos utilizados na produo e emprego de equipamentos no-letais. Armas no-letais So as projetadas e empregadas, especificamente, para incapacitar pessoal ou material, minimizando mortes, ferimentos permanentes no pessoal, danos indesejveis propriedade e comprometimento do meio ambiente. 5. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br Munies no-letais So as munies desenvolvidas com objetivo de causar a reduo da capacidade operativa e/ou combativa do agressor ou oponente. Podem ser empregadas em armas convencionais ou especficas para atuaes no-letais. Um exemplo de munio no-letal so as munies de impacto controlado, utilizadas em espingardas convencionais, que tambm podem ser utilizadas com munio letal, pois foram inicialmente concebidas sem obedecer aos critrios do conceito no-letal. Equipamentos no-letais Todos os artefatos, inclusive os no classificados como armas, desenvolvidos com finalidade de preservar vidas, durante atuao policial ou militar, inclusive os Equipamentos de Proteo Individual (EPIs). - Aula 2 - Por que no-letal? O objetivo desta aula apresentar os motivos para a utilizao das tcnicas e tecnologias no-letais. - Por que no-letal? Antes de continuarmos nossos estudos, tente responder a seguinte pergunta: Armas no-letais podem matar? A resposta, aparentemente simples, pode ser um pouco mais complexa do que parece. Inicialmente, interessante realizar uma comparao que elucida bem a dvida. Quanto tempo um ser humano consegue viver sem gua? Dependendo das condies e do estado de sade da pessoa, pode viver 3, 4, 5 talvez 6 dias. E voc? Quanto tempo consegue sobreviver imerso em gua? Uns 2 ou 3 minutos? O recorde mundial de apna esttica de aproximadamente 12 minutos. Voc deve estar tentando entender onde pretendemos chegar com essas perguntas aparentemente sem sentido. A questo que, mesmo a gua, elemento essencial para a vida humana, pode matar, se utilizada para tal fim (de forma acidental ou proposital), 6. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br ou seja, um balde de 20 litros cheio de gua pode ser usado para salvar a vida de uma pessoa, mas tambm pode ser usado para mat-la. Assim sendo, NADA existente e conhecido atualmente completamente no-letal. Da o motivo pelo qual alguns organismos e pessoas assumem posicionamento contrrio ao uso deste termo, preferindo usar termos como menos letal ou menos que letal. - O conceito no-letal bem antigo, mas vem sendo usado com esse sentido mais recentemente. Nos EUA, as FFAA costumam usar a expresso armas no-letais (non lethal weapons), enquanto as foras policiais consideram mais adequada a expresso armas menos letais (less lethal) ou menos que letais (less than lethal). Tal diferena se d em virtude da discordncia dos membros das foras policiais com o termo no- letal, uma vez que tais artefatos podem vir a causar leses graves ou mesmo a morte, se usados inadequadamente. Neste exato momento, qualquer um que no prestar ateno para o detalhe que exporemos a seguir, deve estar se perguntando: Se matam, so letais. Logo, o termo no-letal realmente incorreto!. Entretanto, os estudiosos do assunto que defendem o uso do termo no-letal alegam que tais artefatos so projetados e fabricados com a inteno de causar a incapacitao temporria do oponente, ou seja, de no causar letalidade, e caso utilizados de forma adequada, no causam morte ou leses graves, e ainda no proporcionam danos irreversveis propriedade e ao meio ambiente. Alm disso, o excesso de rigor defendido por alguns na utilizao do termo, nos levaria a afirmar que cremes, doces ou a prpria gua so elementos menos letais, j que podem ocasionar a morte de pessoas, se usados com essa inteno. - Voc sabe quantas pessoas morrem por dia, vtimas de afogamento? Se formos analisar esses dados, podemos afirmar que a gua uma arma perigosssima. No entanto, isso no um fato e a gua um elemento essencial para a vida. Sendo assim, podemos afirmar que tanto o termo no-letal quanto os termos menos letal e menos que letal podem ser corretamente usados, pois tratam do objetivo a ser alcanado, e no do resultado incondicional do uso de tais tecnologias ou equipamentos. O importante nessa discusso que voc entenda que o termo no-letal trata de um conceito que tem como um de seus componentes (no o nico) o uso de equipamentos no-letais. Mas o sucesso de emprego depende principalmente do uso 7. Curso Tcnicas e Tecnologias No-letais de Atuao Policial Mdulo 1 SENASP/MJ - ltima atualizao em 18/10/2007 www.fabricadecursos.com.br consciente das tcnicas no-letais, uma vez que, utilizando-as, pode-se atingir a no- letalidade, mesmo sem est

Search related