1ª AULA TÉCNICAS E TECNOLOGIAS NÃO LETAIS

  • View
    215

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 1ª AULA TÉCNICAS E TECNOLOGIAS NÃO LETAIS

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    1/21

    1. TCNICAS E TECNOLOGIASNO LETAIS

    1.1 CONCEITOS- No Letal

    o conceito que rege toda a produo,utilizao e aplicao de tcnicas,

    tecnologias, armas, munies eequipamentos no letais em atuaespoliciais. Por este conceito, o policial deveutilizar todos os recursos disponveis epossveis para preservar a vida de todos os

    envolvidos numa ocorrncia policial, antesdo uso da fora letal.

    - Tcnicas no letais

    o conunto de mtodos utilizados para

    resolver um determinado litgio ou realizaruma diligncia policial, de modo apreservar as vidas das pessoas envolvidasna situao. !egundo o conceito adotadopela Polcia "ilitar do #stado de !oPaulo, $ % toda ao coroada de &ito,

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    2/21

    onde atua-se em uma ocorrncia que,dependendo do desfec'o, faa o corretoemprego dos meios au&iliares paraconteno da ao ilcita, somenteutilizando a arma de fogo ap(s esgotaremtais recursos).

    - Tecnologias no letais

    o conunto de con'ecimentos eprincpios cientficos utilizados naproduo e emprego de equipamentos no-letais.

    - Armas no letais!o as proetadas e empregadas,especificamente, para incapacitar pessoalou material, minimizando mortes,

    ferimentos permanentes no pessoal, danosindese*veis + propriedade ecomprometimento do meio amiente.

    - Muni!es no letais

    !o as munies desenvolvidas comoetivo de causar a reduo da capacidade

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    3/21

    operativa eou comativa do agressor ouoponente. Podem ser empregadas emarmas convencionais ou especficas paraatuaes no letais. m e&emplo demunio no letal so as munies deimpacto controlado, utilizadas emespingardas convencionais, que tamm

    podem ser utilizadas com munio letal,pois foram inicialmente conceidas semoedecer aos critrios do conceito noletal.

    - E"ui#amentos no$letais

    /odos os artefatos, inclusive os noclassificados como armas, desenvolvidoscom finalidade de preservar vidas, duranteatuao policial ou militar, inclusive os

    #quipamentos de Proteo 0ndividual1#P02s3.

    Principal foco do uso das tcnicas noletais a inteno da preservao da vida

    por parte do agente respons*vel pelaaplicao da lei, e&iste outro aspecto to

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    4/21

    importante quanto este que o uso corretodos equipamentos e tcnicas de modo areduzir ao m*&imo o sofrimento daspessoas aordadas pelo policial.

    4specto muitas vezes passa desperceido,porm gera in5meros questionamentos porparte de organismos de 6ireitos 7umanos

    com relao aos equipamentos no letais,quando ocorre o uso inadequado dessastcnicas para causar dor ou sofrimentodesnecess*rio em pessoas detidas e *dominadas.

    %. AS&ECTOS LEGAIS 'O (SO 'ETCNICAS E E)(I&AMENTOS NOLETAIS.

    A *eclarao uni+ersal *os *ireitos

    ,umanos $ '('-%.1 Artigo /

    ... +e*a*a a su0misso *e "ual"uer#essoa a tortura ou a tratamento ou

    castigo cruel *esumano ou *egra*ante.

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    5/21

    %.% Con+eno Contra a Tortura eOutras &enas ou Tratamentos Cruis'esumanos ou 'egra*antes.

    Artigo 1/

    2..."ual"uer ato #elo "ual uma +iolenta *orou so3rimento 34sico ou mental in3ligi*ointencionalmente a uma #essoa com o 3im*e se o0ter *ela ou *e uma terceira #essoain3orma!es ou con3isso5 *e #uni$la #orum ato "ue ela ou uma terceira #essoaten,a cometi*o ou se6a sus#eita *e ter

    cometi*o5 *e intimi*7$la ou coagi$la ou umaterceira #essoa5 ou #or "ual"uer ra8o0asea*a em *iscriminao *e "ual"ueres#cie "uan*o tal *or ou so3rimento im#osto #or um 3uncion7rio #90lico ou #or

    outra #essoa atuan*o no e:erc4cio *e3un!es #90licas ou ain*a #or instigao*ele ou com o seu consentimento oua"uiesc;ncia. No se consi*erar7 comotortura as *ores ou so3rimentos "ue se6am

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    6/21

    conse"u;ncia inerentes ou *ecorrentes *esan!es leg4timas

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    7/21

    proetados e faricados com a inteno decausar a incapacitao tempor*ria dooponente, ou sea, de no causar letalidade, ecaso utilizados de forma adequada, nocausam morte ou leses graves, e ainda noproporcionam danos irreversveis +propriedade e ao meio amiente.

    >. MO'ELOS 'E &?OCESSO "todo 9ientfico 04:4 9iclo da 0nteligncia ;olta 8864 4n*lise P

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    8/21

    Pontos >ortes$- :ecursivo, portanto adapt*[email protected] ?ase de todo o aprendizado moderno.

    Pontos >racos$-

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    9/21

    - 9omumente saido e usado.Pontos >racos$

    - ;ogais rotineiramente [email protected]

    - sado como processo linear ao invs [email protected]

    - 4plicado para alguns aspectos das polticasp5licas de policiamento, no todos.

    @. O&E?E?ABES 'E GA?ANTIA'A LEI E 'A O?'EM $ GLO

    @.1 As#ectos ,istricos 6urante o perodo de organizao dasinstituies militares, ocorrido durante amonarquia, as >oras 4rmadas destinavam-seasicamente + consolidao da independnciado ?rasil e a comater o inimigo estrangeiro.#ste cen*rio se modifica ap(s a proclamaoda :ep5lica, uma vez que o #&rcito e a

    "arin'a passam a uscar uma participaomais ativa nas decises polticas do pas. 0stopode ser perfeitamente compreendido aoanalisarmos as contriuies dadas pelosmilitares em assuntos de interesse nacional,

    tais como a pr(pria proclamao da :ep5lica,o /enentismo, o #stado

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    10/21

    poltica intervencionista idealizada peloFeneral F(es "onteiro durante a era ;argas ecuo fomento culminou com os

    acontecimentos de BCGH. 4p(s a proclamao da :ep5lica, coma promulgao da 9onstituio :epulicana deBICB, o te&to constitucional passou a prever noseu art. GJ, inciso KJ, que o governo federal no

    poderia intervir nos #stados da >ederao,e&ceto Lpara restaelecer a ordem e atranquilidade nos #stados, + requisio dosrespectivos FovernosL. 4 ideia de posicionaras >oras 4rmadas como garantidoras daordem repetida nas 9onstituies de BCKH1art. BGM3, de BCKD 1art. BGG, in fine3, de BCHG1art. BDD3, de BCGD 1art. CM, NBJ3, de BCGC 1art.CB3e, finalmente, no art. BHM da 9onstituio>ederal de BCII.

    @.% As#ectos 6ur4*icos 4s >oras 4rmadas tm previsoconstitucional no /tulo ;, 9aptulo 00, da9onstituio >ederal. 6iz o artigo BHM doreferido captulo$

    L4rt. BHM - 4s >oras 4rmadas,constitudas pela "arin'a, pelo #&rcito e pela

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    11/21

    4eron*utica, so instituies nacionaispermanentes e regulares, organizadas comase na 'ierarquia e na disciplina, so a

    autoridade suprema do Presidente da:ep5lica, e destinam-se + defesa da P*tria, +garantia dos poderes constitucionais e, poriniciativa de qualquer destes, da lei e daordemL.

    8 citado artigo prev claramente oemprego dessas foras em operaes desegurana p5lica condicionado + requisiodos poderes constitucionais e so a autoridadedo Presidente da :ep5lica.

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    12/21

    L4rt. BHH - 4 segurana p5lica, deverdo #stado, direito e responsailidade de todos, e&ercida para a preservao da ordem

    p5lica e da incolumidade das pessoas e dopatrimOnio, atravs dos seguintes (rgos$ 0 - polcia [email protected] 00 - polcia rodovi*ria [email protected] 000 - polcia ferrovi*ria [email protected]

    0; - polcias [email protected] ; - polcias militares e corpos deomeiros militaresL 9omo podemos constatar, as >oras4rmadas no esto includas em nen'um deseus incisos. /al constatao demonstra ocar*ter susidi*rio com que os militaresfederais devem ser empregados em operaesdessa natureza. #sta ideia reiterada peloartigo B, N MJ, da Qei 9omplementar CDBCCC,que dispe sore as normas gerais para a

    organizao, o preparo e o emprego das >oras4rmadas. 6iz o referido par*grafo$ L4 atuao das >oras 4rmadas, nagarantia da lei e da ordem, por iniciativa dequaisquer dos poderes constitucionais,

    ocorrer* de acordo com as diretrizes ai&adasem ato do Presidente da :ep5lica, ap(s

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    13/21

    esgotados os instrumentos destinados +preservao da ordem p5lica e daincolumidade das pessoas e do patrimOnio,

    relacionados no art. BHH da 9onstituio>ederalL. 4lm das >oras 4rmadas e dos (rgosde segurana p5lica citados no art. BHH da9onstituio >ederal, tamm encontramos a

    >ora A garantia *a lei 4pesar de algumas pequenas distinesvocaulares, porm de mesmo significado,

    pode-se notar a presena em quase todos oste&tos constitucionais da e&presso Llei eordemL. 4 lei, segundo nos ensina o ilustreprofessor "iguel :eale, quando a normaescrita constitui um direito, Lintroduz algo de

    novo com car*ter origat(rio no sistemaurdico em vigor, disciplinando

  • 7/22/2019 1 AULA TCNICAS E TECNOLOGIAS NO LETAIS

    14/21

    comportamentos individuais ou atividadesp5licasL. 6os ensinamentos de "iguel :eale

    podemos e&trair duas concluses$ a primeira que o papel das >oras 4rmadas, segundo oart. BHM do te&to constitucional vigente, o deproteger os direitos inseridos no nossoordenamento urdico, do qual as leis so parte

    integrante e essencial. #m uma an*lise maisampla, ao defender a lei e a ordem, as >oras4rmadas esto imudas na tarefa de prover ao#stado condies que l'e permitamefetivamente proteger os ens urdicos por eletutelados, sem os quais, tornar-se-iaimpratic*vel a vida em sociedade. 4 segundaconcluso, ainda analisando os ensinamentosdo eminente urista, que a lei t