Click here to load reader

Graziella Mafraly - perse.com.br ... PDF file Minha Cinderela Interior Graziella Mafraly finais de semana, porém ele vem todos para cá. Pelo menos o Ronaldo teve a decência de deixar

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Graziella Mafraly - perse.com.br ... PDF file Minha Cinderela Interior Graziella Mafraly finais de...

Graziella Mafraly

Copyright 2011 by Graziella Mafraly

Ilustrao da Capa, Diagramao e Reviso de TextoMario Lins

Modelo de CapaFernanda Delfrate

NO PERMITIDA A REPRODUO TOTAL OU PARCIAL DESTA OBRA POR QUAISQUER MEIOS SEM A PRVIA AUTORIZAO POR ESCRITO DA AUTORA.

http://graziellamafraly.semig.com.br

M269

Mafraly, Graziella Minha Cinderela Interior / Graziella Mafraly.So Paulo, SP: Editora PerSe, 2012. 1. Romance Brasileiro I. Ttulo

CDD B869.93

Em memria deFilomena Caravage Maria

Agradecimentos

Primeiramente, gostaria de agradecer a pacincia e o apoio que meu marido Mario Lins dedicou-me nos ltimos meses. Claro que poderia estender isso h anos, mas especialmente agora, quando resolvi assumir-me escritora, ele foi fundamental.

Obrigada Fernanda Delfrate, por ser minha modelo, emprestando suas mos para a capa.

E um obrigado especial queles que acreditaram no meu trabalho, sem mesmo me conhecer pessoalmente, que o caso das minhas madrinhas e padrinho dos blogs literrios da internet. So eles: Valery Ortega, Vernica Sobreira, Pollyanna Reis e Fbio Martins.

Graziella Mafraly Minha Cinderela Interior

Captulo IEntrar na faculdade foi um grande marco em minha vida,

principalmente depois de ter passado o ltimo ano fazendo cursinho e correndo das presses familiares to normais quando se acaba o colgio, e todo mundo quer saber o que voc vai fazer agora que cresceu.

Escolhi o curso de administrao de empresas e estou comeando o segundo semestre em uma faculdade na cidade onde eu moro. Para ir de nibus, demora quase uma hora, pois ele d muitas voltas. Ento, meu generoso pai, deu-me um carro de presente. certo que o carro j no paga mais IPVA, pois mais velho do que eu, mas para minhas necessidades no to ruim. Tirando nos dias de chuva, pois o vidro embaa e mal adianta passar o pano para melhorar a situao, mas ainda melhor que descer at a estrada e ir de nibus.

Hoje meu companheiro o computador, pois minha melhor amiga passou em uma faculdade pblica e mudou-se de Sagres. Tudo bem que o fato dela poder mudar foi uma beno, pois seus pais esto em processo de separa, no separa e ela queria mais ficar bem longe dessa situao. Conversamos pelo MSN, pois por telefone encarece demais a conta e minha me j reclamou. Entendo que foi timo para a Cntia poder mudar-se, mas sinto falta dela.

Meus pais separaram-se h oito anos e foi uma barra passar a minha adolescncia dividida entre as brigas deles e ter obrigao de ficar um final de semana sim e outro no, na casa de meu pai e da nova mulher que ele arranjou. Falar a verdade, eu no sei com que idade voc deixa de ser adolescente, mas apesar de j ter dezenove anos, minha me trata-me como se eu tivesse doze.

No ganho muito trabalhando como recepcionista de uma clnica de mdicos e dentistas, mas d para diminuir a despesa que eu dou para minha me. Afinal, seu novo marido no tem que ajudar a bancar a filha (adolescente?) dela.

O filho de catorze anos dele tambm est naquela sina dos

9

Minha Cinderela Interior Graziella Mafraly

finais de semana, porm ele vem todos para c. Pelo menos o Ronaldo teve a decncia de deixar um cmodo mais ou menos parecido com um quarto/escritrio para o Vincius. Eu dormia na sala quando ia para a casa de meu pai...

T bem, eu no posso reclamar muito, pois ele at tentou ser um bom pai na medida do possvel. Paga minha faculdade e ajuda-me quando eu preciso, ento est na hora de deixar as picuinhas de criana de lado e levar a vida de modo mais adulto (?). Eu juro que estou tentando.

Vivo brigando com a balana e preciso urgentemente diminuir o meu manequim que est em 46, pois isso arrasa minha autoestima, mas no sei mais o que fazer. Essa histria de comer s alface e beber gua deve dar certo com as modelos, mas com gente de verdade, eu no sei no.

Comprei umas revistas que falam de beleza, mas na realidade, aquilo s me deprimiu. Eles colocam uns cardpios prontos e eu fico imaginando se algum realmente segue aquilo! Tem ingredientes ali que eu nem conheo e outros que esto bem fora do meu oramento, da eu fico imaginando se gua e alface esto mesmo fora de questo.

Academia? Bem, eu no tenho... tempo eu at tenho, o que me falta disposio. Minha me sempre disse que eu sou preguiosa e eu estou comeando a acreditar nela. No consigo saber o que pior, ficar sem comer ou ter que fazer exerccios.

Sempre fao as unhas, pois meu servio exige uma boa apresentao e pinto o cabelo de loiro, mas essas coisas no ajudam quando dou de cara com um homem bonito. Se eu pudesse, juro que me esconderia deles. Tenho a sensao que pensam que sou uma idiota se passasse pela minha cabea que eles me achariam atraente. Acho que isso que passa pela cabea de toda gordinha que tem o rosto lindo, mas subentende-se que o resto pode-se jogar fora.

Um dia desses, eu quase morri do corao. Estava distrada marcando uma nova consulta para a cliente da ginecologista e mal vi o cara mais lindo da faculdade encostar-se no balco. Ele me cumprimentou com um sorriso encantador e eu tive que segurar a respirao quando finalmente pude ouvir a voz dele.

10

Graziella Mafraly Minha Cinderela Interior

Boa tarde, meu nome Victor e eu tenho consulta marcada com o dentista.

Ento o nome dele era Victor? Senti meu rosto corar s com o fato de ele estar-me olhando. Puxei sua ficha no computador, sentindo-me feliz por ali constar o endereo, telefone residencial e celular... Como mulher idiota! Por que ficamos felizes com uma coisa boba dessas?

Pela data de nascimento ele de touro e tem vinte e trs anos... Touro teimoso, mas d-se bem com a maioria dos outros signos... Pensando bem eu no sei se isso uma coisa boa.

Meu Deus! Ele continuava olhando-me e sorrindo de forma maravilhosa... A nica coisa que estragava era aquele cabelo comprido estilo Keanu Rivers em um filme antigo. Eu no fao ideia de qual a altura desse homem, mas perto dos meus mseros um metro e sessenta e alguns, ele enorme! Fiquei olhando para cima por alguns segundos, quase me esquecendo de dizer para ele aguardar um pouquinho que logo seria atendido, mas ele me interrompeu.

Eu vim para fazer o oramento, mas sabe dizer se ele pode comear hoje mesmo?

Levei um tempo para processar a informao, respondendo quase atropelando as palavras que ele tinha que conversar com o dentista. Eu sei que fiz papel de idiota olhando para ele daquela forma, mas juro que me senti hipnotizada. Meu corao estava to acelerado, que tive medo de ele perceber aquilo de alguma forma.

No tinha ideia porque um homem com dentes to perfeitos tinha necessidade de estar ali...

Em todos os romances aucarados que eu leio, os gals so descritos com alhos azuis e, na pior das hipteses, com olhos verdes, mas aqueles olhos castanhos j me deixariam bem felizes se continuassem fitando-me por mais uns quinze minutinhos...

Gritei um acorda Cinderela dentro da minha cabea e consegui balbuciar para ele aguardar. No vou negar que quase me doeu o fato de ele se afastar do meu balco para ir sentar-se no sof, e que s vezes eu arriscava uma espiadela, desejando que ele tivesse um tratamento longo naquela boca linda. Ai, ai!

11

Minha Cinderela Interior Graziella Mafraly

Quando eu peguei a ficha para levar para o dentista, percebi que teria que dar a volta pelo balco e ele me veria de corpo inteiro. Isso me causou calafrios e eu acabei no resistindo em murchar a barriga e prender o ar para poder atravessar a sala. Sei que muita pretenso da minha parte em imaginar que ele olharia para mim, mas se acontecesse dele me ver passando, assim por acidente, pelo menos ia ter uma viso menos grotesca.

Infelizmente o Dr. Samuel estava de bom humor e no me pediu para ajeitar o paciente para ele, pois geralmente sou eu que coloco o avental (aquele que parece um babador) e entrego o leno de papel. Sempre achei isso uma frescura, mas justo hoje que eu faria com o maior prazer, ele me dispensou. Tudo bem, eu estava feliz por ter Victor como cliente na clnica.

Depois que ele entrou no consultrio, eu tive um bom tempo de preparo psicolgico para falar com ele novamente sem precisar gaguejar. Victor no estava sorrindo como antes quando saiu de l. Na realidade ele estava branco como um papel e pelo estado do seu cabelo, dava para perceber que ele tinha suado muito.

Voc est bem? tentei fazer uma fisionomia preocupara quando perguntei isso, pois j tinha visto muito homem sair do dentista quase morrendo.

Pode rir. No tenho como negar que a anestesia e aquele barulhinho infernal do motorzinho me deixam pssimo...

Fiquei quase horrorizada quando percebi que disfarcei mal. Desculpe-me, Victor! que tem muito homem que sai com

essa mesma cara sua... Que bom. Pelo menos eu no vou ser o nico que paga

mico na sua frente. ele ensaiou um ar de riso.A sala de espera estava vazia, ento eu pensei em aproveitar-

me da situao. No quer sentar um pouco? Beber um copo d'gua? Obrigado, mas pode ficar tranquila que eu prometo que no

vou desmaiar. Nem brinca. Se um homem do seu tamanho desmaiar na

minha frente eu no sei o que eu faria... eu podia ter mordido a lngua antes de falar uma besteira dessas, mas antes que eu pudesse

12

Graziella Mafraly Minha Cinderela Interior

sentir-me verdadeiramente mal, ele sorriu. Um cara de um metro e noventa, estirado no cho, deve dar

trabalho.Um metro e noventa?! Nunca que um homem desses ia olhar

para mim mesmo!! Estou fazendo um papel r