16. epstolas pastorais

  • View
    11

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

teologia

Text of 16. epstolas pastorais

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    1

    Estrada sapopemba 4289 4 diviso, Ribeiro Pires _ SP

    Cep. 09400-970 Caixa postal 100 Fone: 4827 9271 e-mail fatab@fatab.com.br

    Epistolas Pastorais

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    2

    Sumrio

    Consideraes Gerais .............................................. .............. 2

    Dados bibliogrficos de Timteo ............................................. 9

    Primeira Epistola a Timteo .................................................... 11

    Segunda Epistola a Timteo ................................................... 15

    Epistola a Tito ......................................................................... 19

    Ficha de Atividades

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    3

    Epstolas Pastorais

    1 - Consideraes Gerais

    1.1 - Introduo

    Treze epstolas no Novo Testamento trazem o nome de Paulo. Elas nos do

    informaes sobre Paulo, suas convices, seu ministrio, sua atividade. As

    epstolas, em termos gerais, se concentram em questes internas da igreja.

    medida que surgiram dvidas e problemas, buscava-se a ajuda dos apstolos. s

    vezes, Paulo recebia mensageiros que traziam problemas das igrejas. Suas

    epstolas respondiam a essas interrogaes. Como conseqncia, as epstolas

    contem instrues, conselhos, repreenses e exortaes para questes teolgicas,

    ticas, sociais, pessoais e litrgicas.

    As epstolas de Paulo foram escritas num espao de menos de vinte anos.

    Seu lugar entre os apstolos que escreveram resultado do seu encontro pessoal e

    do seu relacionamento ntimo com Cristo ressurreto e das instrues que recebeu do

    Senhor. Essas experincias especiais qualificam-no para ser como um dos

    apstolos, igual em autoridade aos doze indicados por Jesus.

    Atos dos Apstolos relata os principais fatos da vida de Saulo de Tarso, o

    perseguidor, que se tornou Paulo, o apstolo aos gentios. Essa histria comea com

    sua presena e aprovao no martrio de Estevo At. 7:58; 8:3. Ele estudou a lei

    judaica com o grande rabino Gamaliel em Jerusalm At. 22:3. Superou os da sua

    idade no selo pela preservao das tradies do seu povo At. 26:5; Gl. 1:13-14; Fp.

    3:5. Quando viajava para Damasco para perseguir os crentes ali, teve seu encontro

    com Cristo exaltado, e sua vida radicalmente transformada At. 9:1-31.

    Mais tarde ele passou algum tempo sozinho com Deus na Arbia Gl. 1:17. Ali

    ele pode perceber que o Jesus crucificado ressuscitou e Senhor de todos At. 9.5.

    As boas notcias as salvao efetuada pela morte e ressurreio de Jesus eram a

    mensagem que tinha de ser proclamada a todos Gl. 2:15-21. De modo

    surpreendente, Paulo entendeu que essas boas notcias se aplicavam igualmente a

    judeus e gentios Gl. 3.28. A misso de Paulo concretizou-se especificamente nos

    gentios, que Paulo antes rejeitava At. 9:15; Gl.1:15-17. Ele trabalhou em Antioquia,

    onde comeou sua atividade missionria (com Barnab, At 11:25-26; 13:1-3). Trs

    viagens missionrias o levaram pelas provncias romanas da Galcia, sia, Acaia e

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    4

    Macednia. Dessas vrias localidades ele escreveu suas epstolas (veja o que

    mostra a relao entre seus escritores e sua atividade missionria).

    1.2 - Tema

    I e II Timteo, e Tito compreendem as chamadas epstolas pastorais, assim

    denominadas porque Paulo as escreveu jovens pastores. Elas contm instrues

    concernentes s responsabilidades administrativas de Timteo e Tito nas igrejas

    locais.

    1.3 Motivo

    As epstolas foram escritas para tratar do falso ensino que estava produzindo

    efeitos negativos nas novas igrejas. Ao que parece, as igrejas corriam mais perigo

    de ameaas internas do que de perseguio externa. Paulo incentivou seus colegas

    apstolos a combater os perigos internos com ensino sadio, dando um exemplo de

    vida santa, organizando as igrejas e preparando lderes para elas.

    1 Timteo mostra que Timteo estava em feso e que Paulo escreveu da

    Macednia (1 Tm 1:3). provvel que Timteo continuasse em feso quando

    recebeu II Timteo (2 Tm. 1:18). A segunda epstola em Creta (Tt 1:5 -12). No se

    sabe ao certo onde Paulo estava entre a Macednia (1 Tm) e Roma (2Tm).

    1.4 Propsito

    As epstolas a Timteo e Tito tm muitas caractersticas em comum. Diferente

    das outras epstolas a Timteo e a Tito so palavras pessoais a seus auxiliares

    apostlicos. Elas tratam da necessidade de superviso pastoral nas igrejas. Elas se

    concentram na organizao das igrejas, na importncia da doutrina apostlica em

    refutar falsas doutrinas. Descrevendo tambm as qualificaes dos lderes cristos.

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    5

    1.5 - Ocasio da Epstola

    Quando Paulo se despedia dos presbteros de feso, disse-lhes que no

    veriam mais seu rosto, At. 20:25, mas, ao que parece, a sua priso fez mudar de

    plano, e depois de solto tornou a visitar feso. Prosseguindo para a Macednia,

    deixou Timteo ali esperando voltar logo, 1 Tm. 1:3; 3:14. Detendo-se na Macednia

    mais tempo do que planejara 3:15, escreveu 1 Tm para o trabalho pastoral de

    Timteo.

    1.6 - Pano de Fundo

    Com base em Atos 13:1 21:17 claro que Paulo fez, at aquele ponto, trs

    viagens missionrias. Mas com base em outros dados neotestamentria conclui-se

    que ele fez uma quarta viagem missionria, depois de ter sido solto de seu primeiro

    perodo de deteno em Roma. O dado bblico bsico quanto a isso a declarao

    de Paulo que ele planejava visitar a Espanha, quando fosse solto (Romanos 15:24-

    28). Assim, se o livro Atos encerra-se quando Paulo chegava ao fim de seu primeiro

    aprisionamento em Roma, atravs de vrios informes indiretos podemos deduzir o

    roteiro de sua quarta viagem missionria.

    1.7 - Data e provenincia

    A seqncia das trs epstolas 1 Timteo e Tito (63-65 D. C.). A primeira

    dessas foi escrita em Filipos, e a segunda em Nicpolis. Elas foram escritas durante

    o perodo de sua liberdade condicional, aps ter sido solto de sua primeira priso em

    Roma. 2 Timteo (67 D. C.) foi escrita em Roma, quando Paulo estava na priso

    Maretina, pouco antes de sua execuo.

    1.8 - Autenticidade

    Somente em 1804 a autoria paulina foi posta em duvida por J. E. C. Schmidt.

    Em 1807 F. Scheleiermacher negou categoricamente a autenticidade das mesmas.

    A moderna Alta Crtica lana dvidas sobre a autenticidade destas Epstolas mais do

  • Epistolas Pastorais Formao Ministerial

    Coordenadoria dos Cursos Externos

    6

    que qualquer outra epstola de Paulo. Segundo declaram o autor teria lanado mo

    do nome de Paulo para combater o gnosticismo crescente no segundo sculo.

    Afirmam que ests epistolas so obras pseudnimas ou, que algum admirador de

    Paulo incorporou observaes paulinas autnticas em epistolas que escreveu depois

    de Paulo j ter falecido.

    Ferdinand Chistiam Baur afirma o cristianismo de Paulo, nas pastorais, no

    o mesmo das outras cartas. Entretanto tendencioso, e obedece a um critrio pr-

    estabelecido. Paulo alista a f, casada com outras virtudes, como fez em Glatas

    5:22. Que clareza e que poder tem a descrio de f em 1 Tim. 112:12. Portanto,

    demonstra que o uso de termos nunca usar em outras epstolas, evidenciam o

    vasto vocabulrio de Paulo.

    O vocabulrio das pastorais formam uma contextura de 902 palavras, assim

    distribudas: 54 so nomes prprios; 306 no foram usadas nas outras dez cartas

    paulinas; 165 no ocorrem no resto do Novo Testamento. Isso ora em 656

    palavras. As demais, 246 palavras, compartilham com o vocabulrio Paulino.

    1.9 - Autoria

    Desde o incio do sculo XIX, as Epstolas Pastorais tm sido atacadas mais

    que quaisquer outras Epstolas Paulinas sobre a questo da autenticidade. A

    similariedade destas epstolas requer que sejam tratadas como uma unidade em

    termos de autoria.

    A evidncia externa apia solidamente a posio conservadora de que Paulo

    escreveu as cartas a Timteo e a Tito. Os pais ps-apostlicos da igreja, tais como

    Policarpo e Clemente de Roma, fazem aluso a elas como escritos de Paulo. Alm

    disso, essas epstolas so identificadas como paulinas por Irineu, Tertuliano,

    Clemente de Alexandria e o Cnon Muratoriano. Somente Romanos e I Corntios

    contam com melhor testemunho entre as epstolas.

    As evidncias internas colaboram com a autoria paulina dos textos. Embora estas

    epstolas aleguem ser escritas por Paulo (I Tm 1:1; II Tm 1:1; Tt. 1:1), Os crticos

    asseveram que elas so piedosas imitaes que surgiram no segundo sculo. H

    vrios problemas com isso

    1) Escritos Pseudmios eram inaceitveis a Paulo (2Ts. 2:2; 3:17) e igreja

    primitiva, que eram muito sensveis ao problema das imitaes. A igreja primitiva