TANIRA GIACON FREDERICO WESTPHALEN - fw.uri.br .FREDERICO WESTPHALEN, FEVEREIRO DE 2015. 2 ... pacincia

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of TANIRA GIACON FREDERICO WESTPHALEN - fw.uri.br .FREDERICO WESTPHALEN, FEVEREIRO DE 2015. 2 ......

UNIVERSIDADE REGIONAL INTEGRADA DO ALTO URUGUAI E DAS MISSES-URI

CAMPUS DE FREDERICO WESTPHALEN

PR-REITORIA DE PESQUISA, EXTENSO E PS-GRADUAO

DEPARTAMENTO DE LINGUSTICA, LETRAS E ARTE

PROGRAMA DE PS-GGRADUAO EM LETRAS MESTRADO EM LETRAS

REA DE CONCENTRAO: LITERATURA COMPARADA

MEMRIA E TRAUMA EM MEMRIAS DO CRCERE, DE

GRACILIANO RAMOS

TANIRA GIACON

FREDERICO WESTPHALEN

FEVEREIRO, 2015

1

TANIRA GIACON

MEMRIA E TRAUMA EM MEMRIAS DO CRCERE, DE

GRACILIANO RAMOS

Dissertao apresentada a Programa de Mestrado em

Letras - rea de concentrao em Literatura

Comparada, na linha de pesquisa Literatura, Histria

e Memria, da Universidade Regional Integrada do

Alto Uruguai e das Misses, de Frederico

Westphalen. Orientadora: Prof. Dr. Ana Paula

Teixeira Porto.

FREDERICO WESTPHALEN, FEVEREIRO DE 2015.

2

AGRADECIMENTOS

Primeiramente a Deus,

autor da vida, que me sustenta em cada momento. Ele presena constante, que me

d foras para vencer as adversidades e prosseguir em busca dos meus sonhos.

minha famlia,

por entender a minha ausncia, pelo amor, carinho e por aceitarem e apoiarem

minhas escolhas.

s amigas,

pelo carinho, compreenso e incentivo.

Aos professores do Mestrado em Letras da URI-FW,

pelos valiosos ensinamentos transmitidos.

Ao professor Dr. Lizandro Carlos Calegari e professora Dr. Luana Teixeira Porto,

por aceitarem participar da minha banca examinadora, pela leitura atenta de meu

texto, pelas reflexes que contriburam para a renovao de sentido deste trabalho.

Ao Professor Dr. Lizandro Carlos Calegari,

meu orientador, no incio dessa dissertao, sempre com dedicao, competncia,

sabedoria e amizade conduziu a fase inicial do trabalho. Obrigada pelo apoio,

pacincia e o auxlio constante para que eu pudesse levar esse projeto a efeito.

Professora Dr. Ana Paula Teixeira Porto,

um agradecimento especial pelas orientaes, sempre com segurana, sabedoria,

competncia, dedicao, incentivo e amizade. Pela incansvel leitura de meus textos.

Devo a ela aprendizados que considero fundamentais e que levarei para minha vida.

Sua preocupao, orientao, capacidade de escutar e, quando necessrio,

aconselhar, me fizeram perceber o seu grau de humanidade, algo fundamental para

quem ocupa a posio de professora e mestre.

3

A censura nunca acaba para aqueles que vivenciaram a experincia.

uma marca no imaginrio que afeta o indivduo que sofreu. para sempre.

Noam Chomsky

4

RESUMO

O objetivo principal dessa dissertao analisar as relaes entre memria e trauma

no livro Memrias do crcere (1953), de Graciliano Ramos, levando em conta abordagens

sobre a tortura, a violncia fsica e psicolgica sofrida pelo personagem-narrador da obra. Este

trabalho d nfase a alguns tpicos da biografia do autor, bem como a um aporte terico sobre

trauma e memria, para, com base nesses pressupostos, ser realizada uma anlise da obra,

articulando-a com a realidade social e histrica do Estado Novo (1937 a 1945). O enfoque da

memria e do trauma fundamentos tericos de Mrcio Seligmann-Silva e Maurice

Halbawachs. Analisando o livro de Graciliano Ramos, observa-se que o trauma e a memria

relatados pelo personagem constituem-se posicionamentos coletivos, mas com componentes

individuais, articulando um ao outro. O que liga o trauma memria individual e coletiva o

testemunho, um trao que caracteriza o texto do escritor ao mesmo tempo em que consolida o

dilogo que a obra estabelece com os episdios que singularizam o Estado Novo. Nesse

sentido, considerando o relato do testemunho de Graciliano Ramos, este avalia a degradao e

a misria humana das prises brasileiras por meio da narrativa em primeira pessoa e a

linearidade dos fatos. Aborda-se tambm a linguagem do discurso traumtico presente nas

marcas lingusticas, como: o estado psicolgico, as dificuldades de lembrar, falar e

compreender do narrador, diante do autoritarismo na priso. Ressalta-se a narrao como cura

e construo da memria na tentativa de o narrador curar suas lembranas traumticas atravs

da narrativa. Por isso, a narrativa um meio possvel para construir uma memria dos fatos,

lutando que elas nos sejam esquecidas. Por fim, salienta-se a funo social e poltica da obra,

que apresenta uma viso mais crtica, reflexiva e a humanizadora diante dos fatos traumticos

narrados.

Palavras-chave: Memrias do Crcere. Trauma. Histria. Memria. Graciliano Ramos.

5

ABSTRACT

The main objective of this dissertation is to analyze the relationship between memory

and trauma in prison Memories book (1953), by Graciliano Ramos, considering approaches to

torture, physical and psychological violence suffered by the work character-narrator. This

work emphasizes in some author's biography of topics and a theoretical contribution on

trauma and memory, based on these assumptions held a work analysis, articulating with the

social and historical reality of the Estado Novo (1937-1945). The focus of memory and

trauma is studied through theoretical assumptions as Mrcio Seligmann-silva and Maurice

Halbawachs. Analyzing the book by Graciliano Ramos, it is observed that the trauma and

memory reported by the character constitute collective positions, but with individual

components, articulating each other. What connects the trauma to the individual and

collective memory is the testimony a trait that characterizes the writer of the text at the same

time consolidates the dialogue that the play sets with episodes that single out the New State.

Thus, considering the report of the Graciliano Ramos testimony, this evaluates the

degradation and human misery Brazilian prisons through the first-person narrative and the

linearity of the facts. Also tackles the language of traumatic discourse in this language brands

such as: the psychological state, to remember the difficulties, speak and understand the

narrator, before the authoritarianism in prison. We emphasize the narration as healing and

construction of memory in the attempt of the narrator heal their traumatic memories through

the narrative. Therefore, the narrative is a possible way to build a memory of facts, fighting

they no's are forgotten. Finally, we highlight the social and political function of the work,

which presents a more critical view, reflective and humanizing before narrated traumatic

events.

KEYWORDS: Memories of Prison. Trauma. History. Memory. Graciliano Ramos.

6

SUMRIO

INTRODUO ........................................................................................................... 7

1 LITERATURA E SOCIEDADE: CONTEXTO DA OBRA DE

GRACILIANO RAMOS.............................................................................................. 12

1.1 O autoritarismo do Estado novo............................................................... 12

1.2 Graciliano Ramos: vida e obra................................................................. 21

1.3 Memrias do Crcere: a obra e a fortuna crtica...................................... 28

1.4 O teor Autobiogrfico em Memrias do Crcere..................................... 36

2 LITERATURA, HISTRIA, MEMRIA E TRAUMA: ALGUNS APONTAMENTOS TERICOS ............................................................. 40

2.1 Fico, histria e memria ...................................................................... 40

2.2 Literatura e trauma ................................................................................. 49

2.3 Memria e esquecimento ........................................................................ 58

3 MEMRIA E TRAUMA EM GRACILIANO RAMOS: MEMRIAS DO CRCERE ............................................................................................................. 68

3.1 A forma narrativa de Memrias do Crcere............................................ 69

3.2 A narrao e a linguagem do discurso traumtico................................. 80

3.3 Narrao como cura e construo da memria ..................................... 84

3.4 Memrias do Crcere: funo social e poltica contrria ao apagamento da memria atravs da literatura..................................... 88

CONSIDERAES FINAIS...................................................................................... 92

REFERNCIAS .......................................................................................................... 96

7

INTRODUO

A presente dissertao visa a articular discusses acerca da memria e do trauma na

obra Memrias do Crcere (1953), de Graciliano Ramos. Os conceitos de memria e trauma

podem ser associados a uma reflexo do testemunho do personagem-narrador da obra de

Graciliano e, por meio dessa abordagem, possvel fazer uma leitura da sociedade brasileira

no perodo de 1937 a 1945, quando o Brasil viveu um regime autoritrio vinculado ao Estado

Novo, liderado por Getlio Vargas. Logo, so estabelecidas relaes entre literatura e histria

a partir de um vis sociolgico.

Alm disso, nosso trabalho pauta-s