Revist@Mais Abril15

  • View
    801

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Revista escolar do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro, Abril de 2015

Text of Revist@Mais Abril15

  • revistrevist@@maismais

    revist@ n 7, abril 2015

    Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro

    ano letivo 2014/15 ISSN 2183 2196

  • pgin@ 2 Sede: Rua Dr Accio de Azevedo, 28 3770-213 Oliveira do Bairro Tel: +351 234 747 747

    FICHA TCNICA ttulo

    revist@mais

    equipa tcnica

    Capa: Ctia Vitria, aluna do 11C

    Layout: Paula Agostinho

    Reviso: Llia Filipe e Lygia Pereira

    Editores: Joaquim de Almeida e Alberto Cardoso

    ISSN

    21832196

    tiragem

    250 exemplares

    Reservados todos os direitos de acordo

    com a legislao em vigor

    abril 2015

    agradecimentos

    A toda a comunidade escolar, mas

    especialmente aos alunos sem os quais

    esta publicao no faria sentido.

    ndice pgin@ 3 editori@l

    pr-escolar em revist@

    pgin@ 4

    pgin@ 7

    1 ciclo em revist@

    pgin@ 11

    pgin@ 15

    ... temos no @eob

    educao especi@l

    pgin@ 19

    trabalhos de @lunos

    ensino profissionalizante em revist@

    pgin@ 30

    pgin@ 32

    biblioteca@ndo ...

    pgin@ 34

    em entrevist@

    pgin@ 35

    pgin@ 36

    acontece no @eob

    desporto em revist@

    revist@ n 7, abril 2015

    parl@mento dos jovens pgin@ 27

    ... conta-me como er@

    ... for@ de portas

    pgin@ 38

    pgin@ 39

  • editorial pgin@ 3 Sede: Rua Dr Accio de Azevedo, 28 3770-213 Oliveira do Bairro Tel: +351 234 747 747

    revist@ n 7, abril 2015

    O Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro tem participado, sempre que a tutela lana novos desafios, atividades que nos levem a inovar,

    avaliar e refletir sobre reformulao de processos e procedimentos.

    Foi assim com a Avaliao Externa das Escolas, foi assim com os Mega Agrupamentos, foi assim com o Contrato de Autonomia.

    Valeu a pena? Claro que sim!

    A prtica diz-nos que estas so experincias piloto que rapidamente se generalizaram e tornaram obrigatrias. Entretanto, o Agrupamento

    participou nas discusses e reflexes sobre estas matrias, teve o apoio inicial que estes processos implicam, optou, esteve na frente.

    Novo desafio se apresenta agora, a DESCENTRALIZAO!

    uma experincia piloto, que engloba at ao momento 13 concelhos no pas e que implica a delegao no Municpio de algumas das

    competncias at presente data acometidas ao Ministrio da Educao.

    Este tem sido um processo pouco debatido, logo, que traz muitas dvidas. Comeou a falar-se dele em meados do passado ano letivo, a sua

    implementao foi sendo adiada, o Quadro de Competncias a delegar foi sofrendo alteraes conforme as negociaes foram avanando.

    As escolas pouco ou nada foram comprometidas, pois estas negociaes, em muitos casos, tiveram apenas dois interlocutores: a tutela e o

    Municpio. Esta no a nossa realidade. O Municpio de Oliveira do Bairro tem por prtica tomar connosco as decises que educao dizem respeito.

    Nesta medida, a Matriz, que mais no do que o Quadro de Competncias a delegar, foi sempre analisada, alterada e proposta em conjunto.

    Como sempre acontece com processos que implicam alteraes profundas, as vozes discordantes tm sido muitas, na minha opinio mais pelo

    receio que o desconhecimento acarreta, do que por conscincia da discordncia. A verdade, e acredito num contrato que acordado e assinado por

    identidades que tm a obrigao, poltica e social, de ser pessoas de bem, que para o Municpio delegado o Pessoal No Docente e Tcnico, as

    instalaes e os apoios sociais. Tudo o que respeita a Pessoal Docente e orientao e gesto pedaggica continua sob a responsabilidade do Ministrio

    da Educao e Cincia e dos rgos de Administrao e Gesto da Escola. Pouco difere da realidade que j h algum tempo vivemos em Oliveira do

    Bairro com o Pr-escolar e 1 Ciclo e o Pessoal no Docente do Ensino Bsico.

    Convm tambm no esquecer que este contrato, a ser assinado, faz uma delegao e no transferncia de competncias, um projeto

    piloto, que a qualquer momento pode ser suspenso, por motivos devidamente justificveis, claro.

    Convm tambm no esquecer que em Oliveira do Bairro a situao bem diferente e bastante mais facilitadora, pois temos um nico

    Agrupamento no concelho.

    Mais uma vez digo: a partir do momento em que esta proposta passe a contratual, deixemos os Se e passemos ao Vamos; aproveitemos as

    dificuldades e transformemo-las em oportunidades!

    Sejam Felizes! Jlia Gradeo Diretora do AEOB

    editori@l

  • pgin@ 4 Sede: Rua Dr Accio de Azevedo, 28 3770-213 Oliveira do Bairro Tel: +351 234 747 747

    em entrevist@

    conversa com

    Professora Teresa Figueiredo,

    Presidente do Conselho Geral do

    Agrupamento de Escolas de

    Oliveira do Bairro

    Maria Teresa Coelho Varandas Figueiredo nasceu na Curia, concelho de

    Anadia. Frequentou a Escola Primria de Espinhal - Curia e o Colgio

    Nacional de Anadia.

    licenciada em Contabilidade e Administrao e possui uma

    especializao que lhe confere a licenciatura em Educao pelo Instituto

    Jean Piaget.

    Professora h trinta e trs anos, lecionou em diversas escolas dos distritos

    de Viseu, Coimbra e Aveiro e exerceu ao longo da sua carreira os mais

    diversos cargos nomeadamente, Diretora de Turma, Coordenadora de

    Diretores de Turma, elemento do Conselho Pedaggico, Presidente da

    Assembleia de Escola, Diretora de Cursos Tecnolgicos/Profissionais,

    Coordenadora de Departamento, Diretora do Centro Novas

    Oportunidades (CNO), Coordenadora dos Cursos Noturnos, Coordenadora

    dos Cursos Profissionais, Orientadora de Estgio (FCT), bem como cargos

    de direo, de entre outros. Lecionou, tambm, as mais diversas

    disciplinas, a maior parte das quais abolidas dos atuais currculos, fruto

    das sucessivas alteraes curriculares.

    revist@ n 7, abril 2015

  • pgin@ 5 Sede: Rua Dr Accio de Azevedo, 28 3770-213 Oliveira do Bairro Tel: +351 234 747 747

    em entrevist@ em entrevist@ revist@ n 7, abril 2015

    , desde finais de 2013, presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Bairro. Poderia esclarecer-nos como escolhido o

    presidente deste rgo? nomeado ou eleito? Por quem?

    O Presidente deste rgo eleito de entre os seus membros, clarificando, o Presidente eleito, por sufrgio secreto e presencial, por maioria absoluta

    dos votos dos membros do Conselho Geral em efetividade de funes.

    Julgamos saber que, ao longo da sua carreira profissional, exerceu por vrias vezes funes em diversos rgos de gesto e administrao escolar.

    Gostaria de destacar alguns?

    Sim, exerci. Vou destacar os mais recentes nomeadamente, vice-presidente do Conselho Diretivo, Vice-presidente da Comisso Executiva Provisria e

    Adjunta do Diretor. Para alm de todos eles terem sido enriquecedores sob o ponto de vista pessoal e profissional , destaco o que para mim primordial

    na vida: o relacionamento humano e as interaes que, por via da nossa funo, temos de estabelecer com todos os intervenientes no processo

    educativo. Este relacionamento torna-nos mais pessoa e ajuda-nos a compreender o outro.

    Segundo o Regulamento Interno, o Conselho Geral o rgo de direo estratgica responsvel pela definio das linhas orientadoras da atividade

    do Agrupamento, assegurando a participao e representao da comunidade educativa (...). Quem so e como so escolhidos os elementos que o

    constituem ?

    Na composio do Conselho Geral tem de estar salvaguardada a participao de representantes do pessoal docente e no docente, dos pais e

    encarregados de educao, dos alunos, do municpio e da comunidade local, devendo ser um nmero mpar no superior a 21.

    Assim, os elementos que o compem so os seguintes: sete representantes do pessoal docente; dois representantes do pessoal no docente; quatro

    representantes dos pais e encarregados de educao; dois representantes dos alunos, sendo um representante do ensino secundrio regular e o outro

    do ensino profissional; trs representantes do municpio; trs representantes da comunidade local. A diretora tambm participa nas reunies do

    Conselho Geral sem direito a voto. Convm esclarecer que, no nosso Agrupamento, a comunidade local est representada pela Associao Comercial e

    Industrial da Bairrada (ACIB), pela Santa Casa da Misericrdia de Oliveira do Bairro e pelo Instituto de Educao e Cidadania da Mamarrosa (IEC).

    Os elementos que constituem este rgo so escolhidos por via de eleio e por designao: os representantes do pessoal docente, pessoal no docente

    e alunos so eleitos separadamente pelos respectivos corpos; os representantes dos pais e encarregados de educao so eleitos em assembleia geral de

    pais e encarregados de educao do Agrupamento de Escolas, sob proposta das respectivas organizaes representativas; os representantes do

    municpio so designados pela Cmara Municipal, podendo esta delegar tal competncia na Junta de Freguesia. A designao dos representantes da

    comunidade local e demais membros do Conselho Geral, decorre em reunio especialmente convocada para o efeito, para a qual cooptam (admitem) as

    individualidades ou escolhem as instituies e organizaes, as quais devem indicar os seus representantes no prazo de 10 dias.

    Resumindo, o Conselho Geral composto por vinte e uma pessoas e estas so escolhidas atravs de eleio, designao e cooptao.

  • pgin@ 6 Sede: Rua Dr Accio de Azevedo, 28 3770-213 Oliveira do Bairro Tel: +351 234 747 747

    em entrevist@ revist@ n 7, abril 2015

    As competncias do Conselho sero certamente muitas e