prova objetiva ufrn

  • View
    288

  • Download
    13

Embed Size (px)

Text of prova objetiva ufrn

INSTRUES1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa esto corretos e, em seguida, assine no espao reservado para isso. Este Caderno contm 100 questes, contemplando as reas de Ginecologia e Obstetrcia, Pediatria, Clnica Mdica, Cirurgia Geral e Medicina Preventiva e Social. Se o Caderno estiver incompleto ou contiver imperfeio grfica que impea a leitura, solicite imediatamente ao Fiscal que o substitua. Cada questo apresenta somente uma opo de resposta correta. Utilize qualquer espao em branco deste Caderno para rascunhos e no destaque nenhuma folha. Voc dispe de quatro horas para responder s questes e preencher a Folha de Respostas. Os rascunhos e as marcaes feitas neste Caderno no sero considerados para efeito de avaliao. O preenchimento da Folha de Respostas de sua inteira responsabilidade. Ao retirar-se definitivamente da sala, devolva ao Fiscal a Folha de Respostas. Retirando-se antes de decorrerem trs horas do incio da prova, devolva, tambm, este Caderno; caso contrrio, poder lev-lo.

Assinatura do Candidato: ____________________________________________________________

PROVA GERAL

01 a 100

01. O ciclo menstrual caracteriza-se por uma srie de eventos que ocorrem em diversos nveis do eixo hipotlamo-hipfise-ovrio. Em relao a esse ciclo, correto afirmar que A) o GnRH age sobre a neurohipfise estimulando a secreo de gonadotrofinas. B) o GnRH um decapeptdeo secretado pelo ncleo arqueado situado no hipotlamo. C) a hipfise posterior produz FSH, LH e TSH e cada hormnio produzido por clulas diferentes. D) A inibina um peptdeo produzido no ovrio pelas clulas da teca e est ligada a SHBG. 02. As diversas etapas da vida da mulher so demarcadas pela funo ovariana. Em relao fisiologia do Climatrio, pode -se afirmar que A) a capacidade do hipotlamo em produzir GnRH bastante reduzida na fase da pr menopausa. B) os nveis de prolactina aumentam de vido influncia dos nveis reduzidos de estrgeno na ps-menopausa. C) o estradiol, na ps-menopausa, origina-se basicamente da converso perifrica da testosterona. D) o hormnio antimlleriano produzido pelas clulas da granulosa do folculo primrio , e um marcador da reserva ovariana. 03. Mulher de 27 anos apresenta ulcerao genital endurecida, com bordas regulares, base lisa, sem linfadenopatia inguinal, e surgida aps quinze dias de coito suspeito. Essa paciente deve ser tratada com A) Penicilina Benzatina 2,4 milhes de UI por via IM, em dose nica. B) Ceftriaxona 250mg IM, em dose nica. C) Aciclovir 400mg VO duas vezes ao dia, por sete a dez dias. D) Penicilina Benzatina 7,2 milhes de UI por via IM fracionada, em trs doses. 04. Em relao s infeces do trato urinrio, correto afirmar que A) a uretrite tem incio agudo e geralmente causada por Candida albicans e Trichomonas vaginalis. B) a cistite recorrente diagnosticada atravs de exame sumrio de urina e sempre causada pela mesma bactria. C) gestantes com pielonefrite grave devem ser hospitalizadas para tratamento parenteral. D) o tratamento ambulatorial de pielonefrite recorrente em gestantes tem como primeira escolha uma quinolona por 10 a 14 dias. 05. Os corrimentos vaginais correspondem a uma grande parte das doenas ginecolgicas, perfazendo 30% das queixas que motivam a realizao de consultas mdicas. Em relao a esses corrimentos, correto afirmar que A) a presena de colpite focal, caracterizada por um colo em fra mboesa, e o teste de Schiller em pele de ona so tpicos da candidase vaginal. B) a vaginite causada por Gardnerella vaginalis apresenta um nmero significativo de leuccitos e est associada a doena inflamatria plvica. C) o aspecto do esfregao corado pelo Gram serve para avaliar a quantidade de anaerbios e o grau de ausncia de lactobacilos da secreo vaginal. D) o uso de metronidazol para tratamento de vulvovaginites em mulheres grvidas ainda no tem segurana estabelecida na literatura.

UFRN Residncia Mdica 2011 Prova Geral

1

06. A doena inflamatria plvica geralmente um processo agudo, caracterizando -se por infeces frequentemente polimicrobianas. Em relao a essa doena, correto afirmar que A) existem evidncias cientficas comprovadas de que o DIU tenha de ser retirado em mulheres com este diagnstico. B) podem ocorrer pequenos abcessos na superfcie heptica nas infeces por Neisseria gonorrhoeae. C) o material colhido do fundo de saco vaginal posterior, na suspeita de gonorria, deve ser semeado imediatamente em meio apropriado. D) a Chlamydia trachomatis pode desencadear doena ativa anos aps sua inoculao.

07. Observe a Figura abaixo:

1

3 4

2

Nela, os nmeros 1, 2, 3 e 4 correspondem, respectivamente, a A) msculo isquiocavernoso, msculo transverso superficial do perneo , centro tendneo do perneo, msculo elevador do nus. B) msculo bulbocavernoso; msculo isquiocavernoso; centro tendneo do perneo; fscia isquiorretal. C) msculo pubococcgeo; iliossacro. msculo puborretal; msculo bulboesponjoso; ligame nto

D) msculo transverso profundo do perneo; msculo isquiorretal; ligamento anococcgeo; msculo elevador do nus. 08. Em relao anovulao crnica, pode-se afirmar que A) a Sndrome de Sheehan est relacionada a amenorria primria e hipogonadismo hipergonadotrfico. B) a associao de amenorria, FSH menor que 20 UI/L e LH menor que 10 UI/L caracteriza o diagnstico de anovulao crnica. C) a ocorrncia de amenorria com hipogonadismo hipergonadotrfico aps os 45 anos caracteriza a menopausa precoce. D) a presena de caractersticas sexuais secundrias indica que houve maturao adequada do eixo gonadotrfico e pode ou no haver anovulao.2 UFRN Residncia Mdica 2011 Prova Geral

09. Em relao s neoplasias do colo uterino, possvel afirmar que A) o fator de risco primrio m ais importante para desenvolvimento de leses pr -neoplsicas o incio precoce da vida sexual. B) pacientes com diagnstico, pelo Papanicolau, de leso intraepitelial de baixo grau devem ser submetidas a biopsia. C) dentre os exames de rotina, solicitados para o estadiamento do cncer do colo do tero, esto: raios-X de trax e ressonncia magntica. D) as leses pr-neoplsicas e as microinvasivas so assintomticas.

10. Ndulo mamrio de consistncia slida, mvel, antes dos 25 anos de idade, sugere A) carcinoma. B) mastopatia fibrocstica. C) fibroadenoma. D) ectasia ductal.

11. De acordo com a Legislao Brasileira em vigor, pode -se realizar a interrupo da gravidez no caso de A) feto com trissomia do cromossomo 18. B) feto com trissomia do cromossomo 13. C) gravidez resultante de estupro. D) gravidez em uso de Isotretinona.

12. Em relao Aspirao Manual Intrauterina, correto afirmar que A) a seringa de vlvula dupla pode ser usada com cnula de at 20 mm no tratamento do aborto incompleto. B) a anestesia local, na forma de bloqueio paracervical, fornece alvio da dor no caso da presena de dilatao cervical. C) a melhor alternativa quando a gravidez encontra -se acima de 12 semanas e o feto est morto. D) a desinfeco das cnulas com Fenol adequada para proteger a paciente de uma possvel infeco.

13. Na propedutica da avaliao do risco de prematuridade, o exame que apresenta melhor predio a A) dosagem de fibronectina no canal do colo uterino. B) medida do comprimento do colo uterino atravs da ultrassonografia. C) histria clnica e a avaliao cervical atravs do toque bidigital. D) coleta de secreo vaginal para pesquisa de estreptococos.

14. Na fisiopatologia da pr-eclmpsia grave, podem ocorrer A) vasoconstrico e hiperproteinemia. B) vasodilatao e microtrombose. C) vasoconstrico e coagulao intravascular disseminada. D) vasodilatao e hipoproteinemia.UFRN Residncia Mdica 2011 Prova Geral 3

15. Purpera, no stimo dia ps-cesrea, apresenta temperatura de 39 C, astenia, mialgia, aumento da intensidade da loqueao e dor mobilizao do tero. Est em aleitamento exclusivo. O provvel diagnstico e a conduta correta a este tipo de caso so, respectivamente, A) infeco puerperal antibioticoterapia e manuteno do aleitamento. B) mastite puerperal suspenso do aleitamento e conduta expectante. C) corioamnionite curetagem uterina e suspenso do aleitamento. D) infeco hospitalar tratamento expectante e manuteno do aleitamento. 16. Em relao propedutica da isoimunizao, correto afirma r que A) a fluxometria da artria cerebral mdia permite avaliar o grau de anemia fetal pela relao direta com a velocidade sistlica mxima da artria. B) a avaliao, atravs do Doppler, da artria umbilical mostra relao direta entre a intensidade da hemlise e o ndice de resistncia da artria. C) a cordocentese o procedimento que permite avaliar o tipo e o grau de incompatilidade materno-fetal. D) a amniocentese permite a avaliao do grau de comprometimento cerebral fetal, pela anlise indireta do lquido amnitico. 17. Para uma primigesta no curso de 36 semanas, que chega Urgncia Obsttrica apresentando amniorrexe h uma hora, sem contrao uterina, vitalidade fetal preservada e colo uterino prvio para 2 cm, a conduta adequada A) acompanhamento ambulatorial, pesquisa de infeco materna e avaliao de vitalidade fetal a cada dois dias. B) acompanhamento ambulatorial na ausncia de causa infecciosa, corticoinduo da maturidade pulmonar fetal. C) internamento, antibioticoterapia, corticoind uo da maturidade pulmonar fetal e cesrea 24 horas aps o uso do corticide. D) internamento, pesquisa de infeco materna, controle de pulso e temperatura, e assistncia ao parto. 18. O Plano Zero de De Lee corresponde ao A) Plano III de Hodge. B) Plano II de Hodge. C) Plano IV de Hodge. D) Plano I de Hodge.

19. Nas apresentaes ceflicas defletidas de 2 grau, a linha de orientao e o ponto de referncia, so, respectivamente, A) sutura metpica e bregma. B) sutura metpica e glabela. C) sutura sagital e bregma. D) sutura sagital e glabela.

20. Em relao s modificaes fisiolgicas da gravidez, correto afirmar que A) a hipovolemia associada gravidez permite a compensao e estabiliza a presso arterial du