Noticirio 10 06 15

  • Published on
    22-Jul-2016

  • View
    221

  • Download
    6

DESCRIPTION

 

Transcript

  • O DEBATEDIRIO DE MACA

    www.odebateon.com.br

    Maca (RJ), quarta-feira10 de junho de 2015Ano XL, N 8729Fundador/Diretor: Oscar Pires

    DIVULGAO/PM WANDERLEY GIL

    facebook/odebate

    twiter/odebate

    issuu/odebateon

    QUATRO LINHAS DE 10 CARACTERES

    QUATRO LINHAS DE 10 CARACTERES

    QUATRO LINHAS DE 10 CARACTERES

    R$ 1,00

    EDITORIA, PG.X EDITORIA, PG.X EDITORIA, PG.X

    EDUCAO ESPORTEMARIANNA FONTES

    Elosa ao lado do mestre Cludio Joanino

    Senai Maca vai sediar Frum Regional

    Atleta de Maca destaque na Califrnia

    Associao Brasileira de Recursos Humanos rene profissionais da regio PG. 7

    Elosa Alexandre Souto foi vice-campe de jiu-jtsu em campeonato mundial PG. 2

    WANDERLEY GIL

    Evento gratuito acontece nesta quarta-feira a partir das 13h30 na sede da instituio

    WANDERLEY GIL

    WANDERLEY GIL

    KAN MANHES

    Cmara defende concesso do Maca Centro

    POLTICAECONOMIA

    No ms marcado pela ex-pectativa relativa oitava edi-o da Brasil Offshore, a atual legislatura da Cmara de Ve-readores colocou em discusso uma proposta que j movimen-tou debates dentro do plenrio do parlamento municipal: tor-nar o Centro de Convenes Jornalista Roberto Marinho como espao de fomento eco-nomia da cidade.Ontem, o plenrio do Legisla-

    tivo aprovou, por unanimidade, a indicao 515/2012, apresen-tada pelo vereador Welberth Rezende (PPS), que props ao governo a elaborao de estudo para a criao de parceria com a iniciativa privada, visando a concesso da administrao do Centro de Convenes, permi-tindo assim a utilizao do espa-o para outros eventos voltados a segmentos importantes para a economia de Maca, da regio e at mesmo do Estado. PG. 3

    Proposta do vereador WelberthContato com os animais

    Bancrios de Maca aderem mobilizao sobre o HSBC

    SINTONIA COM O AMBIENTE

    Aps anncio sobre encerramento das atividades da instituio bancria no pas, membros da instituio se posicionaram em defesa de garantia de vagas para funcionrios da cidade

    Assim como em diversas par-tes do pas, o Sindicato dos Ban-crios de Maca e Regio ade-riram mobilizao em defesa da garantia das vagas ocupadas atualmente pelos funcionrios das agncias do HSBC sediadas na Capital Nacional do Petrleo. O ato foi divulgado pelo presi-dente do Sindicato, Wagner Fi-gueiredo, logo aps o anncio do HSBC sobre o encerramen-to das suas atividades no Brasil at o final do prximo ano. De acordo com o Sindicato de Ma-ca, cerca de 150 funcionrios trabalham nas duas agncias do HSBC instaladas na cida-de. Apesar da possibilidade de compra dos ativos do HSBC no pas, ainda no h a garantia de preservao dos postos de tra-balho ocupados pelos funcion-rios. PG. 5

    Alertar a populao so-bre os problemas ambientais e a importncia da preservao dos recursos naturais. Esse prin-cipal objetivo das atividades em comemorao ao Dia Mundial do Meio Ambiente que esto sendo realizadas pela SEMA. A programao comeou ontem (9) e segue at o prximo dia 11. A abertura das atividades, co-

    ordenada pela analista ambien-tal Patrcia Antunes, foi realiza-da na manh de ontem na nova sede da Secretaria de Ambiente, localizada no Maca Shopping (Avenida Rui Barbosa, 1725 - Al-to dos Cajueiros) e contou com a participao de estudantes da Escola Municipal Joaquim Luiz Freire Pinheiro e da Escola Mu-nicipal Parque Mrio Anglica.

    A programao contou com as palestras Fiscalizao Am-biental: Um dever de todos, com o fiscal de Ambiente Edi-nilson de Oliveira Rgis e Ser-pentes: animais peonhen-tos, com o bilogo Henrique Abraho Charles. O outro tema abordado Serpentes, tambm despertou o interesse da crian-ada. PG. 7

    Aps o anncio sobre o encerramento das atividades no pas, as duas agncias do HSBC em Maca vo manter o atendimento normal

    Estudantes aprendem, na prtica, a importncia da preservao do ecossistema

    NDICETEMPO

    COTAO DO DLAR

    EDITORIAL 4

    PAINEL 4

    GUIA DO LEITOR 4

    ESPAO ABERTO 4

    CRUZADINHA C2

    HORSCOPO C2

    CINEMA C2

    AGENDA C2

    Mxima 30 CMnima 15 C

    Compra R$ 3,0998Venda R$ 3,1010 Anuncie: (22) 2106-6060 (215)

    POLCIA ESPORTE POLTICA CADERNO DOIS

    Moradores do Imburo solicitam policiamento

    Maca abre vendas de ingresso para partida

    Atuao de Conselho volta a ser cobrada

    Pea infantil enche de alegria o Teatro do Sesi

    Comando da PM garante policiamento ostensivo PG. 6

    Alvianil Praiano vai encarar o Bragantino no sbado (13) PG. 10

    Igor solicita cpa de documentos que instituiu grupo PG. 3

    'Vctor James ocupa o palco s 16h desta sexta (12) CAPA

    EDUCAO

    PM SUFOCA TRFICO DE DROGAS NO LAGOMAR

    AMBULANTES SE RENEM COM O GOVERNO

    MAXWELL COBRA SINDICNCIA NA ESANE

    POLCIA, PG.6 POLCIA, PG.6 POLTICA, PG.3

    SindServi rejeita reajuste de 6% e convoca nova assembleia

    Em nota oficial, Sindicato dos Servidores Pblicos Municipais de Maca convoca associados para participar de reunio agendada para o prximo dia 15 com objetivo de traar nova meta de negociao com o governo PG. 9

  • O DEBATE DIRIO DE MACA2 Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015

    Cidade NOTASEMA

    Caminhada noturna ser realizada no Parque AtalaiaEvento aberto populao marca o encerramento das atividades da Semana do Meio Ambiente

    DIVULGAO/ HENRIQUE ABRAHO

    Amantes da fotografia tero a oportunidade de fotografar a vida silvestre no perodo da noite

    Inscries para o CVT foram prorrogadas. Novo prazo encerra na quinta-feira (11). Inscrio pode ser feita pelo link: Inscries para o Ensino Tcnico e Educao Superior da FAETEC

    Marianna Fontesmarifontes@odebateon.com.br

    Encerrando as aes da Se-mana de Meio Ambiente, a Prefeitura vai realizar no prximo sbado (13), uma caminhada noturna no Parque Municipal do Atalaia. A ao, que est sendo promovida pela secretaria de Ambiente, e que conta com apoio da Guarda Am-biental, ser aberta ao pblico.De acordo com o organizador,

    o bilogo Henrique Abraho Charles, essa ser uma oportu-nidade para a populao conhe-cer a fauna silvestre, e como ela se comporta noite. O parque est sempre aberto durante o dia, que quando a gente rece-be os visitantes. Mas ns agen-damos esses passeios noturnos para que a sociedade possa co-nhecer o meio ambiente no pe-rodo noturno. Ser um passeio acompanhado de bilogos que abordaro assuntos como eco-logia, fauna, o meio ambiente no contexto geral. uma expe-rincia incrvel e tenho certeza que quem participar vai sair com outros olhos, relata.Para participar no preciso

    fazer o agendamento prvio. Basta ser maior de 12 anos e

    comparecer no dia, s 18h, na sede do Parque Atalaia. im-portante que a pessoa esteja vestindo os trajes adequados (cala comprida - preferncia jeans, tnis fechado, meias com-pridas e camisa), alm de levar itens como lanterna, repelente, informaes por escrito se faz o uso de medicamentos ou se ne-cessita de cuidados especiais e cmera fotogrfica manual/di-gital (opcional). Alm do pas-seio, ns vamos mostrar como tirar fotos noturnas, explica Henrique. O Parque Municipal do Ata-

    laia - situado a 27km do Cen-tro na subida para Glicrio - conhecido pelos aventureiros devido s suas trilhas ecolgicas de vrios nveis (fcil, mdio e intenso). Para as crianas, um parqui-

    nho no meio da mata propor-ciona o lazer junto ao contato com a natureza. A estrutura fsica do parque composta de um centro administrativo, re-feitrio e centro de convivncia. Como no local no realizada a venda de alimentos, os visi-tantes podem levar alimentos para consumir no parque. Para manter o local preservado, vale sempre ressaltar aos visitantes

    que todo resduo deve ser co-letado e descartado nos locais destinados.Alm de ser uma opo saud-

    vel, uma forma de lazer total-mente gratuita. O parque fun-ciona de tera a domingo, das 9 s 16 horas, no necessitando agendamento para famlias. Ao todo so 235 hectares de

    Mata Atlntica, totalmente mo-nitorados, o que evita a invaso ou desmatamento do parque. Essa, que j foi a segunda maior floresta tropical do pas, uma das poucas no estado que tem esse total controle do territrio. Criado pela Lei 1.595/95, e

    regulamentado de acordo com o Sistema Nacional de Unidades de Conservao (Lei 2.563/04), o parque um reduto de esp-cies como tucanos, cachorros do mato, lontras, papagaios, ta-tus, gambs, jiboias, macacos e onas-pardas.A educao ambiental uma

    das principais finalidades do parque. Assim, importante que o lugar esteja aberto vi-sitao pblica. Durante todo o ano, estudantes visitam o es-pao, onde tm a oportunidade de conhecer de perto o parque. Universidades tambm reali-zam pesquisas no local.

    JIU-JTSU

    Atleta macaense destaque em mundial na Califrnia

    alm de ser a Capital do Petrleo, Maca tambm co-nhecida por ser bero de gran-des atletas do jiu-jtsu. E foi com a misso de representar o municpio e o pas que Elosa Alexandre Souto e Lus Felipe participaram do World Jiu-Jit-su Championship, realizado no final de maio em Long Beach, na Califrnia (EUA). Representando a equipe da

    Nova Unio Maca Barroco Combat (mestre Cludio Joa-nino), Elosa voltou para casa com uma nova medalha, m-rito pelo vice-campeonato em sua categoria - Faixa Marrom Adulto Pena. A conquista veio aps quatro lutas com grandes adversrias. A primeira luta eu ganhei por

    quatro a dois e duas vantagens. J na segunda, eu venci por no-ve a zero. Na terceira, eu pulei a guarda e acabei machucando a adversria. J na quarta acabei perdendo, ficando com o segun-do lugar, conta Elosa.A atleta ressalta que s conse-

    guiu ir longe graas sua dedi-cao e ao apoio do seu treina-dor, Cludio Joanino. Preciso agradec-lo, pois ele est sem-pre presente e me ajuda muito na preparao fsica. Tambm quero deixar os meus agrade-cimentos Brasil Combat por nos apoiar e acreditar no nosso talento e potencial, destaca.Assim como a maioria dos

    atletas no Brasil, Elosa refora a importncia de conseguir no-vos patrocinadores. Precisa-mos de apoio para poder parti-cipar das maiores competies do pas e do mundo. O custo para isso elevado e, na maio-ria das vezes, a gente conta com

    Elosa Souto foi vice na sua categoria durante o World Jiu-Jtsu Championship

    a ajuda de conhecidos, e at do prprio bolso. O prprio mestre Cludio no pde ir no mundial na Califrnia porque no tinha recursos. E tenho certeza que ele tinha grandes chances de trazer uma medalha de ouro pa-ra casa. Eu s consegui ir dessa vez porque ganhei a passagem durante uma competio que participei, o que garantiu a mi-nha vaga, relata Elosa. J Cludio destacou a atua-

    o da atleta e a parabenizou. Ela foi vice nessa competio, que rene os maiores nomes da modalidade, mas vale lembrar que, somente esse ano, ela j foi tricampe do campeonato pro-movido pela CBJJ e campe do Rio Open 2015, frisa.Agora, Elosa, junto a outros

    atletas da equipe, se preparam para o prximo desafio: o Curi-tiba International Open IBJJF Jiu-Jitsu Championship - a ser realizado na capital paranaen-

    se na prxima semana, nos dias 13 e 14 de junho. Essa competi-o de pontuao no ranking, mas para mim ser mais uma oportunidade para continuar treinando e me preparando pa-ra campeonatos de mais peso, explica.Quem quiser patrocinar al-

    gum atleta, ou a equipe, pode entrar em contato pelos te-lefones: (22) 99863-4107 ou 99209-3709 ou pelos e-mails: elosouto@hotmail.com ou jo-anino04@hotmail.com. J para os interessados em

    fazer parte da equipe, basta procurar a secretaria, situada na Rua Benedito Peixoto, n 35, Centro. As aulas aconte-cem de segunda a sexta-fei-ra, das 12h s 14h; segundas, quartas e sextas-feira em dois horrios: das 18h s 19h e das 20h s 21h30. Podem ingres-sar pessoas a partir dos cinco anos de idade.

    MARIANNA FONTES

    Atleta e seu mestre, Cludio Joanino, comemoram conquista

    4 EDIO

    Torneio de Futsal das Escolas Estaduais acontece hoje

    a populao macaense est convidada para prestigiar os atletas no 4 Torneio Mas-culino e Feminino de Futsal dos Colgios Estaduais de Ma-ca. O evento, que est sendo promovido pelo Grupo Amigos da Escola, acontece hoje (10), das 7h s 12h30, no Centro de Treinamento (CT) Maca, lo-calizado na Rua Baro de Mau, n 80 - Centro (ao lado da antiga estao de trem).A primeira etapa, que foi o fe-

    minino, aconteceu no ltimo dia 3, onde foram definidos os dois times finalistas, que disputam hoje o campeona-to. J o masculino, tanto as eliminatrias, quanto a deci-so, ser tambm nesta tera-feira. esperada a presena do ex-jogador de futebol, Be-beto, um dos apoiadores do

    Campeonato ser realizado das 7h s 12h30, no Centro de Treinamento Maca

    Grupo Amigos da Escola. De acordo com um dos repre-

    sentantes, Pedro Costa, o objeti-vo valorizar as instituies de ensino pblico, estimulando a amizade, convivncia e a con-fraternizao dos participantes atravs da prtica esportiva. A competio tambm visa con-tribuir com a reduo da evaso escolar e maior rendimento dos estudantes dentro das salas de aula. O campeonato voltado para

    estudantes na faixa etria entre 15 a 19 anos, matriculados regu-larmente na instituio de ensi-no que esto representando. O regulamento tambm ressalta que s sero aceitos aqueles que tenham poucas faltas e compor-tamento exemplar no colgio, e que no tenham mais de duas notas vermelhas no boletim escolar. Esto participando esse ano

    as seguintes instituies de en-sino: Colgio Estadual Jornalis-ta lvaro Bastos (Parque Aero-porto), C.E. Luiz Reid (Centro),

    C.E. Prof Vanilde Natalino Mattos (Barra de Maca), C.E. 1 de Maio (Miramar), C.E. Ma-tias Neto (Centro), C.E. Viscon-de de Arajo (Novo Visconde), C.E. Tlio Barreto (Aroeira) e C.E. Thomas Gomes (Centro - Carapebus). Vale ressaltar que o campe-

    onato regido conforme as re-gras da Confederao Brasileira de Futsal (CBFS), devidamente regimentada pelas alteraes e aprovao da Federao Inter-nacional de Futebol Association (FIFA). A premiao conta com tro-

    fus de 1, 2 e 3 lugares para os times vencedores e meda-lhas para jogadores e tcnicos. O artilheiro e melhor goleiro tambm sero premiados. O torneio conta com o patro-

    cnio da Evolute Cursos Pro-fissionalizantes, Pop Idiomas Interativos, Sarrata e Banca de Jornal do Alexandre, e com o apoio do jornal O DEBATE, R-dio 101 FM, Pizza Store e Marra Acessrios.

    ARQUIVO

    Competio vai ser realizada no dia de hoje, 10 de junho, no CT Maca

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015 3

    PolticaDESENVOLVIMENTO

    Cmara aprova pedido de estudo para concesso do Maca CentroIniciativa tem como objetivo tornar espao um centro de fomento econmico para a cidade

    Mrcio Siqueiramarcio@odebateon.com.br

    No ms marcado pela expectativa relativa oitava edio da Brasil Offshore, a atual legislatura da Cmara de Vereadores colocou em discusso uma proposta que j movimentou debates dentro do plenrio do parlamento municipal: tor-nar o Centro de Convenes Jornalista Roberto Marinho como espao de fomento economia da cidade.Ontem, o plenrio do Legisla-

    tivo aprovou, por unanimidade, a indicao 515/2012, apresen-tada pelo vereador Welberth Rezende (PPS), que props ao governo a elaborao de estudo para a criao de parceria, com a iniciativa privada, visando a concesso da administrao do Centro de Convenes, permi-tindo assim a utilizao do espa-o para outros eventos voltados a segmentos importantes para a economia de Maca, da regio e at mesmo do Estado."Acredito que o Centro de

    Convenes uma grande e importante ferramenta capaz de movimentar o turismo de Maca. Assim como acontece no perodo de realizao da Bra-sil Oshore, setores como a rede hoteleira, Polo Gastronmico e servios de atendimento seriam beneficiados com a realizao de outras feiras, shows-room, salo de automveis e conven-es relativas a setores que mo-vimentam a economia do nosso Estado", defendeu Welberth.O vereador props ainda que

    CRDITO

    Indicao do vereador Welberth Rezende foi aprovada por unanimidade pelo plenrio

    o estudo fosse realizado pela nova estrutura do setor de De-senvolvimento Econmico do municpio."Em meio oscilao do ci-

    clo do petrleo, a realizao desses eventos no Maca Cen-tro auxiliaria diversos setores a manter em alta o faturamento, a gerao de emprego e, conse-quentemente, a arrecadao de

    impostos", pontuou Welberth.A proposta foi encarada co-

    mo uma nova alternativa para a utilizao devida do Centro de Convenes."O espao s utilizado na fei-

    ra oshore. Depois, permanece fechado por dois anos. A res-ponsabilidade sobre o Centro de Convenes do governo, j que o prdio foi construdo com

    dinheiro pblico. No entanto, melhor garantir um uso real do local, ao invs de deix-lo subu-tilizado por tanto tempo", apon-tou Marcel Silvano (PT).J Maxwell Vaz (SD) conside-

    rou a proposta como uma ideia capaz de reduzir as despesas do municpio com a manuteno do espao."A reforma realizada hoje

    TRANSPORTE

    Atuao de Conselho volta a ser cobradao parlamento municipal aprovou ontem o requerimento 329/2015, que solicita ao gover-no cpias de documentos que comprovem a implantao e atuao do Conselho Municipal de Transporte.A matria foi apresentada pe-

    lo vereador Igor Sardinha (PT), autor do projeto que props a criao do Conselho, regula-mentado no ano passado pelo Executivo.Segundo Igor, a atuao do

    Conselho foi apontada pela equipe da secretaria municipal de Mobilidade Urbana, durante Audincia Pblica realizada no ms passado no Legislativo."Se o Conselho foi implemen-

    tado, precisamos saber quem o compe, quais as aes j foram adotadas e os encontros realiza-dos", disse o vereador.O vereador Maxwell Vaz (SD)

    alertou sobre um possvel erro de interpretao da secretaria."Acredito que a secretaria

    esteja confundindo o Conselho de Transporte com o Conselho ligado ao Fundo Municipal de Transporte, que avalia a gesto dos recursos gerados por multas na cidade. Eu fui indicado pela Cmara para compor o grupo, mas nunca fui convidado a par-ticipar de uma reunio", disse.

    WANDERLEY GIL

    Alm da Guarda, o vereador elogiou trabalho de agentes de trnsito

    Vereador cobra sindicncia e pede reabertura de inqurito

    GESTO

    Maxwell apresenta vdeo sobre investigao de denncia de crime ambiental

    a instaurao do proces-so de sindicncia para apurar a postura de funcionrios da Empresa Municipal de Sanea-mento (Esane) e a reabertura de inqurito que apura flagrantes de crimes ambientais na cida-de, foram atitudes adotadas e anunciadas ontem pelo presi-dente da Comisso Permanente de Meio Ambiente e Saneamen-to Bsico, Maxwell Vaz (SD) no plenrio do Palcio Natlio Sal-vador Antunes, durante a sesso ordinria de ontem da Cmara de Vereadores.Os procedimentos foram

    adotados por Maxwell dian-te da proibio do seu acesso, como agente parlamentar, nas dependncias da Estao de Tratamento de Esgoto (ETE) do Engenho da Praia, sistema adaptado para o tratamento de resduos limpa-fossa captados por veculos disposio da prefeitura.Ao participar do grande ex-

    pediente da sesso ordinria de ontem, o parlamentar apresen-tou um vdeo gravado no dia da ao realizada, no ms passado, como presidente da Comisso Permanente de Meio Ambiente.Na gravao, o vereador ex-

    plicou que esteve no local para apurar novas denncias sobre o despejo, in natura, dos re-

    sduos limpa-fossa no Canal Maca-Campos, devido ao no funcionamento do sistema de tratamento da ETE do Engenho da Praia."Quando cheguei na ETE

    o porto estava fechado com grade e cadeado. Apresentei os meus documentos e a carteira funcional de vereador, solici-tando a um funcionrio que abrisse. No entanto, ele no permitiu o meu acesso ao local por afirmar no ter autorizao de superiores da Esane", contou Maxwell.O parlamentar disse ainda ter

    recebido, por mensagem, a in-formao de que a presidncia da Esane no iria permitir seu acesso ao local.

    WANDERLEY GIL

    Durante a sesso ordinria de ontem, Maxwell apresentou vdeo sobre anlise de crime ambiental

    REFORO

    Paulo Antunes elogia atuao da Guarda

    aps um ano sem resposta, a solicitao apresentada pelo ve-reador Paulo Antunes (PMDB), referente atuao da Guarda Municipal na rea da Lagoa de Imboassica, foi atendida pela secretaria municipal de Ordem Pblica.Na sesso ordinria, o parla-

    mentar destacou o retorno da atuao dos agentes na regio da 5 inspetoria da corporao."Aps um ano, conseguimos

    junto a Ordem Pblica o retor-no dos agentes da Guarda na La-goa. Agora s falta a reabertura da sede da 5 inspetoria, garan-tindo a instalao definitiva da Guarda", disse o vereador.

    Vereador destacou tambm trabalho da Mobilidade e campanha do Maca Esporte

    Paulo Antunes apresentou o momento no plenrio para rei-terar tambm a importncia do trabalho retomado pela secre-taria municipal de Mobilidade Urbana no local."Os agentes de trnsito volta-

    ram a atuar no local, ajudando a reorganizar o fluxo de pesso-as que frequentam a Lagoa e a Praia do Pecado nos finais de semana", disse.Nos registros em Ata, o verea-

    dor incluiu tambm o parabns ao time do Maca Esporte pela campanha na Srie B do Cam-peonato Brasileiro."Parabns a Mirinho e a toda

    a equipe do Maca por alcan-ar a terceira posio no cam-peonato. Parabns ao prefeito Dr. Aluzio Jnior por apoiar a equipe que est levando o nome da nossa cidade para vrios lu-gares do pas", destacou.

    "O que eles queriam escon-der? Essa postura s refora a denncia de que atos irregula-res estavam acontecendo na-quele local", comentou.Passado um ms da denncia

    feita pelo vereador sobre o caso, Maxwell voltou a cobrar ao Exe-cutivo a abertura da sindicncia."Um ms j se passou e eu no

    vi uma publicao do governo referente a essa sindicncia. Como presidente da Comis-so pretendo convocar os funcionrios da Esane para que apresentem explicaes sobre esse caso", afirmou o vereador.Na gravao apresentada on-

    tem ao plenrio, Maxwell iden-tificou barulhos que, segundo

    ele, so quatro disparos de arma de fogo. Ele entregou uma cpia do vdeo Polcia Civil."Um DVD com a cpia desse

    vdeo j foi entregue polcia. Solicitei tambm a reabertura do inqurito, instaurado em 2013, quando flagramos cami-nhes a servio da prefeitura despejando esgoto direto em uma boca de lobo ligada ao Ca-nal Maca-Campos", relatou o parlamentar.Maxwell afirmou ainda que

    pretende analisar o contrato da Parceria Pblica Privada (PPP) do Esgoto para apurar a possvel responsabilidade da Odebrecht Ambiental na operao do sis-tema de tratamento da ETE do Engenho da Praia.

    WANDERLEY GIL

    Igor Sardinha (PT)

    Luciano Diniz (PT) solicitou a Companhia Estadual de Gs (CEG) atendimento a demandas de moradores da rea Norte da cidade

    NOTA

    pela prefeitura no valor de R$ 17 milhes poderia garantir a construo de um segundo es-pao. A privatizao, atravs de licitao, seria sim uma alterna-tiva importante para o munic-pio e para o Centro de Conven-es", sugeriu o parlamentar.O vereador Igor Sardinha

    (PT) afirmou que a subutiliza-o do Centro de Convenes est atrelada sua administra-o."O debate sobre essa propos-

    ta reacende a discusso que promovemos na votao da reforma administrativa. Se en-tendemos que o espao uma importante ferramenta para estimular o turismo, como isso ser promovido sob a gesto da Fundao de Esporte? Por isso defendi que a gesto do Centro foi incluida entre as atribuies da secretaria de Desenvolvi-mento Econmico", disse.O vereador Amaro Luiz (PSB)

    tambm votou a favor da pro-posta, mas enfatizou que a con-cesso deve seguir regras bem definidas."Essa indicao representa

    que a Casa se importa em dis-cutir questes vergonhosas que ainda existem nesta cidade. Como ver um espao daquele ser consumido pela ferrugem e a maresia? Eu voto a favor da proposta, mesmo sabendo que a 'coisa pblica' quando pas-sa para a gesto privada acaba sendo utilizada como cabide de emprego e arma para barganhas polticas", apontou o vereador.Aps a aprovao, a indicao

    vai ser encaminhada para o Exe-cutivo.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA4 Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015

    Opinio

    ESPAO ABERTO

    EDITORIAL FOTO LEGENDA

    Desde o anncio sobre a mudana na conduo da Unidade de Operaes da Bacia de Campos (UO-BC), especulaes sobre o futuro das atividades da Petrobras em Maca surgiram e movimentaram a ca-deia oshore local. Passado um ms da deciso, a no apresentao do novo nome que assumir a gesto da principal rea para a produo de leo e gs do pas, cria ainda mais expectativas para o mercado.

    Quando a Dilma foi apresentada nao como a gerento-na e Me do PAC, terrorista comunista que sofreu nas mos da ditadura, em suma uma guerreira, muitos crticos vieram a pblico apresent-la como brizolista e microem-presria falida (faliu uma loja de 1,99).

    Incerteza

    Dilma, chame o Serra!

    Em maio, foi anunciada a as-censo de Joelson Falco Men-des ao posto de gerente executivo Sul/Sudeste, departamento que engloba as operaes realizadas na Bacia de Campos, do Esprito Santo e de trecho da rea Sul do pas. A confirmao no quadro da gerncia da estatal foi apresenta-da, primeiramente, Comisso Municipal da Firjan, a casa da indstria do petrleo em Maca.Desde ento, diversos nomes

    foram especulados para assumir o principal posto da Petrobras em Maca. Mais que uma questo tcnica, diante da competncia comprovada por Joelson ao se manter, por mais de trs anos, frente da UO-BC, a alterao do quadro de gerncia da estatal pesa nas aes relativas restru-turao do mercado do petrleo, um processo ainda no sentido para as empresas que sobrevive-ram crise gerada pela recesso de investimentos no setor.As alteraes no quadro de ge-

    rncia da unidade da Petrobras em Maca acontecem quatro meses aps as mudanas na presidncia da companhia, um ato esperado

    pelo mercado como o incio do equilbrio administrativo da es-tatal, superando os efeitos devas-tadores gerados pela corrupo apurada pela operao Lava-Jato.Bero das atividades offsho-

    re nacional, a Bacia de Campos segue como a principal rea de produo de petrleo do pas, gerando grande parte dos 2,5 milhes de barris de leo bruto prospectados diariamente no Brasil. Por conta disso, o futuro da gerncia dessas operaes gera tantas expectativas para a cadeia local.No ano em que ser difcil a

    manuteno dos R$ 9 bilhes investidos, apenas em Maca, em contratao de servios e aquisio de materiais, o mer-cado do petrleo local aguarda a apresentao do Plano de Ne-gcios 2015-2019 da companhia, que nortear os novos negcios oshore no pas.Mais que uma especulao po-

    ltica, o anncio do nome do novo gerente da UO-Bacia de Campos pode gerar uma nova fase da Pe-trobras em Maca. Pelo menos o que espera o mercado local.

    No governo Lula, ela tornou-se responsvel pela conduo da Energia no Brasil. Dizem as ms lnguas que ela impressionou Lula quando se apresentou a ele em uma reunio munida de um notebook. Oh!Famosa por gritar com subordi-

    nados e impor sua vontade contra especialistas da rea, ela foi respon-svel por todos os desastres que hoje vivemos. Ela avalizou ou nomeou os diretores corruptos ou incom-petentes, ou ambos, da Petrobras, da Eletrobras, etc. Imps polticas erradas, como manter o preo da gasolina artificialmente baixo e baixar o valor da energia eltrica em um momento crtico. E afirmou que as competentes estatais paulistas e mineiras no aderiram por causa da poltica, hoje vemos quem entende de energia, n?Para fazer a Copa do Mundo

    diante de muitos questionamen-tos, tornou as contas sigilosas... Sei! Sei! Comearam a questio-nar os financiamentos de em-preiteiras nas ditaduras cubana e africanas... E taca-lhe sigilo! Por qu? Descobrimos agora a mara-vilha: bolsa ditador-sanguinrio e bolsa-empreiteiro. Dinheiro do povo brasileiro a juros camaradas para ditaduras, lucro danado para empreiteiros, gerando quase ne-nhum emprego de brasileiros.Nos ltimos oito anos, o BN-

    DES financiou quase US$ 12 bi-lhes. Com taxas de 2 a 6%, ca-maradssimas... Pegue a fatura do seu carto de crdito e veja quanto o Banco do Brasil e a Caixa Fede-ral esto cobrando por ms... Voc espoliado em dobro, pelo Imposto e pelo juro do banco estatal. E os prazos de pagamento? Para di-tadores, de 10 a 25 anos. S a Ve-nezuela detm 20% dos valores emprestados pelo BNDES entre 2007 e 2015.

    Curiosamente, as empreiteiras investigadas na Operao Lava-Jato lideram a lista dos projetos beneficiados por financiamentos. A Odebrecht recebeu US$ 8,2 bi-lhes, a Andrade Gutierrez, US$ 2,81 bilhes, outro bilho para a Queiroz Galvo, OAS e a Camargo Corra. Fcil entender o porqu do sigilo!Para garantir uma agenda po-

    sitiva, para ter uma reeleio f-cil, Dilma implementou diversas polticas burras. Expandiu o pro-grama tcnico PRONATEC, que pagou at agora mensalidade para alunos mortos... Criou o programa Cincia Sem Fronteiras que man-dou uma multido de estudantes que no sabia nem dar bom dia em ingls para os Estados Unidos e Europa. Et Cetera!Sem conseguir emplacar uma

    agenda positiva e vendo a reelei-o escapar das mos, Dilma ape-lou para a mentira deslavada. Pas-sou a afirmar que o cenrio preo-cupante de Acio e Marina no era uma viso verdadeira, que o Brasil faria ainda mais porque no estava bem. Mas no estava, n?Reeleita, no conseguiu ne-

    nhum dos maiores nomes, e o que achou, logo foi taxado de neoliberal pelos petistas que fa-zem campanha explicita pela sua deposio. Tambm, quer fazer ajuste fiscal dando a conta para o povo pagar, nenhum sacrifcio do governo. E o Banco Central subiu a taxa bsica de juros para 13,75% ao ano. Governo sem iniciativa, melhor chamar o Serra, que desde 2002 tinha alternativa para o Bra-sil, mas o povo resolveu apostar no Lula, que escolha!

    Mario Eugenio Saturno - Tecno-logista Snior do Instituto Na-cional de Pesquisas Espaciais (INPE) e congregado mariano.

    KA

    N

    MA

    NH

    E

    S

    EXPEDIENTE

    PAINEL

    GUIA DO LEITORPOLCIA MILITAR: 190POLCIA RODOVIRIA FEDERAL: 191SAMU - SERV. AS. MED. URGNCIA: 192CORPO DE BOMBEIROS: 193DEFESA CIVIL: 199POLCIA CIVIL - 123 DP: 2791-4019DISQUE-DENNCIA (POLCIA MILITAR): 2791-5379DELEGACIA DE POLCIA FEDERAL (24 HORAS): 2796-8330DEL. DE POL. FEDERAL (DISQUE DENNCIA): 2796-8326DEL. DE POL. FEDERAL (PASSAPORTE/VISTO): 2796-8320DISQUE-DENNCIA (CMARA DE MACA): 2772-7262HOSPITAL PBLICO MUNICIPAL: 2773-0061AMPLA: 0800-28-00-120CEDAE: 2772-5090PREFEITURA MUNICIPAL: 2791-9008DELEGACIA DA MULHER: 2772-0620GUARDA MUNICIPAL: 2773-0440ILUMINAO PBLICA: 0800-72-77-173AEROPORTO DE MACA: 2772-0950CARTRIO ELEITORAL 109 ZONA: 2772-9214CARTRIO ELEITORAL 254 ZONA: 2772-2256CORREIOS - SEDE: 2759-2405AG CORREIOS CENTRO: 2762-7527TELEGRAMA FONADO: 0800-5700100SEDEX: 2762-6438CEG RIO: 0800-28-20-205RADIO TAXI MACA 27726058CONSELHO TUTELAR I 2762-0405 / 2796-1108 PLANTO: 8837-4314CONSELHO TUTELAR II 2762-9971 / 2762-9179 PLANTO: 8837-3294CONSELHO TUTELAR III 2793-4050 / 2793-4044 PLANTO: 8837-4441

    Telefones teis

    EJORAN - Editora de Jornais, Revistas e agncias de Notcias

    CNPJ: 29699.626/0001-10 - Registradona forma de lei.DIRETOR RESPONSVEL: Oscar Pires.SEDE PRPRIA: Rua Benedito Peixoto, 90 - Centro - Maca - RJ.Confeccionado pelo Sistema de Editorao AICS e CTP (Computer to Plate).Impresso pelo Sistema Offset.

    CIRCULAO: Maca, Quissam, Conceio de Macabu, Carapebus, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes e Casimiro de Abreu.

    A direo do O DEBATE no se responsabiliza e nem endossa os conceitos emitidos por seus colaboradores em aes ou artigos assinados, sendo de total responsabilidade do autor.

    Filiado ADJORI-RJ - Associao dos Diretores de Jornais do Estado do Rio de Janeiro e ABRAJORI - Associao Brasileira de Jornais do Interior. ANJ - Agncia Nacional de Jornais. ADI Brasil - Associao dos Jornais Dirios do Interior.

    REPRESENTANTE: ESSI PUBLICIDADE E COMUNICAO S/C LTDA.

    SO PAULO: R. Ablio Soares, 227/8 andar - Conjunto 81 - CEP: 04005-000 Telefone: (11) 3057-2547 e Fax: (11) 3887-0071 RIO DE JANEIRO: Av. Princesa Isabel, 323 - sala 608 - CEP: 22011-901 - Telefone: (21) 2275-4141 BRASLIA: SCS Ed. Maristela, sala 610 / DF - CEP: 70308-900 - Telefone: (61) 3034-1745(61) 3036-8293.TEL/FAX: (22) 2106-6060, acesse: http://www.odebateon.com.br/, E-MAIL: odebate@odebateon.com.br, COMERCIAL: Ligue (22) 2106-6060 - Ramal: 215, E-MAIL: comercial@odebateon.com.br, classificados: E-mail: classificados@odebateon.com.br

    NOTA

    Trabalho preventivo contra dengue deve ser mantido no inverno. Segundo o LIRAa realizado em maro desse ano, o Estado do Rio encontra-se em situao de alerta.

    PavimentaoRota alternativa para os veculos que bus-cam acesso ao Novo Cavaleiros, a Rua Maria Francisca Reid, no alto do Bairro da Glria, apresenta srias avarias. Ainda em calamento, a pavimentao da via registra crateras e at paraleleppedos soltos, o que danifica os carros que circulam diariamen-te pelo local. Assim como diversas ruas da cidade, a via poderia receber as obras de asfaltamento, realizadas pela recm-criada secretaria de Servios Pblicos.

    PichaesAs pichaes passaram a ser marcas pre-sentes no visual da Capital Nacional do Petrleo. As inscries que fazem aluso a grupos baderneiros ou a faces crimino-sas mancham muros e fachadas de imveis comerciais, residenciais e at prdios p-blicos, situao que precisa ser combatida com mais empenho pelas autoridades mu-nicipais. Alm de gerar prejuzo, o ato deixa a cidade mais suja, um cenrio no muito agradvel para visitantes.

    RegistrosEm funo da prtica aprovada pela secre-taria estadual de Segurana Pblica, o no funcionamento da 123 Delegacia Legal de Maca no perodo noturno e da madrugada tem elevado a demanda de registros de ocor-rncia durante o dia. Com isso, o cidado alvo de furtos, assaltos e roubos acaba tendo que enfrentar filas para ter acesso ao atendimen-to, prioritrio para registro de aes realiza-das pela Polcia Militar em bairros, distritos e comunidades da cidade.

    Social A concentrao de moradores em situa-o de rua na rea prxima a Rodoviria de Maca tem elevado a cada dia. Aps o expediente do cameldromo, homens e mulheres aproveitam as estruturas das bancas para poder se abrigar do frio, da chuva e dos riscos encarados nas ruas da cidade. bom lembrar que o terminal re-gistrar movimento extra entre os dias 23 e 26 deste ns, quando acontece a oitava edio da Brasil Offshore.

    Humanizado O secretrio municipal de Governo, Lo Go-mes, se reuniu na segunda-feira (8) com as equipes das secretarias de Ordem Pblica e de Desenvolvimento Social e Direitos Huma-nos, para traar uma estratgia de atendimento humanizado a moradores em situao de rua, que passaram a se concentrar na esquina entre a Rua Dr. Joo Cupertino e a Rua da Igualdade. Ontem, as equipes da secretaria de Sade e da Procuradoria Geral do Municpio tambm foram convocadas para integrar a ao.

    DissidentesNesta semana, o diretrio municipal do Par-tido dos Trabalhadores perdeu mais um im-portante integrante do seu quadro de militan-tes: Igor Sardinha. O vereador o segundo membro com mandato a receber ultimato da executiva estadual. O primeiro foi Guto Gar-cia, que assinou com o PSB. Em 2013, Ma-xwell Vaz deixou a legenda para assinar com o Solidariedade, partido criado na poca. J Marcel Silvano e Luciano Diniz seguem firme na bancada do partido dentro da Cmara.

    RumoTambm dissidente do Partido dos Tra-balhadores, o vice-prefeito Danilo Funke ainda no assinou com nenhuma legen-da. Aps o racha em 2013, em funo da aproximao do governo municipal com o PMDB, Danilo recebeu convites de legen-das como o PC do B e do diretrio estadual do PSB, partido que passou a fazer parte do grupo de apoio ao Executivo municipal no incio deste ano. O futuro de Danilo ain-da segue incerto.

    RecuperaoEntrou em discusso nica ontem na As-sembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) o projeto de lei criado pelo governo do Estado que estabelece o Fun-do de Recuperao Econmica dos Mu-nicpios. Das 92 cidades que compem a federao fluminense, apenas 20 foram includas no texto original da proposta que recebeu 47 emendas. Sem representante efetivo no parlamento estadual, Maca fi-cou de fora desse auxlio.

    Confirmada Depois de especulaes, a Petrobras con-firmou a participao na oitava edio da Brasil Offshore como expositora. O nome da estatal ainda no foi includo na relao das companhias que iro participar do evento. A empresa tambm no aparece como apoia-dora ou patrocinadora da feira, o que ajudou a aumentar as dvidas quanto a sua presena na terceira maior feira do petrleo mundial. Os estandes j comearam a ser montados no Centro de Convenes.

    Ao longo dos ltimos 40 anos, o Canal Maca-Campos se transformou em uma verdadeira vala negra ao receber diariamente toneladas de lixos e materiais orgnicos, sem tratamento, produzidos por residncias e estabelecimentos comerciais situados na parte norte da cidade. Com os investimentos previstos pela Parceria Pblica Privada (PPP) do Esgoto, essa situao pode mudar. Mas ainda vai levar cinco anos, pelo menos o que prev o projeto.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015 5

    Economia Feira do Petrleo nos ltimos preparativos para 8 edio. Petrobras deve assinar contrato de patrocnio ao evento nos prximos dias.NOTA

    BANCO

    Retirada estratgica do HSBC gera mobilizao entre bancriosFim das atividades da instituio financeira pode acarretar em quase 5 mil demisses somente no Rio

    Guilherme Magalhesguilherme@odebateon.com.br

    Aps anunciar o encerra-mento de quase todas as suas atividades em mbito nacional, durante o dia de ontem, o HSBC gerou mobilizao entre os bancrios de Maca. Em apoio aos empregados da holding bri-tnica, embora no tenha havido paralisaes dos trabalhos nas agncias da instituio financei-ra como aconteceu na capital do estado, segundo o Sindicato dos Bancrios de Maca e Regio (Se-ebMR), na cidade os funcionrios de todos os bancos foram infor-mados sobre a situao que pode acarretar na demisso de quase 5 mil pessoas somente no Rio.De acordo com o presidente do

    SeebMR, Wagner Figueiredo, em-bora j exista a sinalizao prvia do prprio HSBC de que as insti-tuies compradoras a assumir as 853 unidades do banco espa-lhadas pelo pas mantenham os empregados, a situao preocupa.No existe nenhuma garantia

    de nada. A empresa simplesmen-te est de malas prontas, com da-ta prevista de sada para agosto, e nenhum banco se manifestou

    pela compra dos trabalhos dela no Brasil, explicou Figueiredo ressaltando que, ainda no incio do ms passado, ameaados pelos rumores publicados na impren-sa de que a instituio financeira com sede em Curitiba estaria ana-lisando a possibilidade de sair do pas, a Comisso de Organizao dos Empregados (COE) do HSBC foi a Braslia em busca do apoio de parlamentares pela preservao dos empregos do banco ingls no Brasil. Na ocasio, os dirigentes con-

    versaram com deputados e sena-dores de vrios partidos e entre-garam documento mostrando o impacto que o fim das operaes do banco pode trazer para cerca de 21 mil empregados e para a economia das regies onde atua. Em Maca, o HSBC tem duas

    agncias (uma no Centro e outra nos Cavaleiros), somando cerca de 150 funcionrios.

    BATENDO EM RETIRADAEm confirmao concesso

    dos direitos de quase todas as atividades no Brasil e Turquia at 31 de dezembro de 2016, o anncio oficial do HSBC foi fei-to ontem pela manh. Segundo

    DIVULGAO

    SeebMR promoveu Dia de Luta nas agncias do HSBC em Maca em prol do emprego dos funcionrios

    a instituio financeira, apenas uma "participao modesta" das instalaes ser mantida no Bra-sil para atender os grandes clien-tes corporativos. O HSBC Brasil est em um

    processo de venda e no de en-cerramento de suas operaes no pas. O banco segue operando normalmente e, mesmo aps a venda, seguir prestando servi-os aos seus clientes. O HSBC est empenhado em garantir a continuidade do negcio e uma transio suave e coordenada para um potencial comprador, informou em nota.Ainda segundo o banco, o obje-

    tivo das mudanas faria parte de um plano para reestruturao da instituio, que pretende econo-mizar entre US$ 4,5 bilhes e US$ 5 bilhes com a medida at 2017 para, posteriormente, concentrar atuao na sia - principalmente na China e na ndia.Foi preciso reconhecer a mu-

    dana do mundo e mudar com ele, disse em coletiva o CEO da companhia, Stuart Gulliver, com-pletando que a sia dever mos-trar alto crescimento e se tornar o centro do comrcio global ao longo da prxima dcada.

    POLMICANo primeiro trimestre deste ano

    o HSBC esteve no centro do es-cndalo de fraude fiscal conhecido como "SwissLeaks" - investigao sobre lavagem de dinheiro e sone-gao de impostos na Sua.

    Como desfecho do caso, na se-mana passada o banco concordou em pagar mais de R$ 120 milhes em acordo com o Ministrio P-blico da Sua para encerrar as investigaes.As investigaes apontam que,

    escondidos atrs de sociedades oshore, cerca de 180,6 milhes de euros pertencentes a mais de 100 mil clientes e 20 mil pessoas jurdicas transitaram entre no-vembro de 2006 e maro de 2007 por contas do banco na Sua.

    FUTURO

    Pacote de interveno scal ter impacto direto em Maca

    como parte do Programa de Investimento em Logstica (PIL), que tem como objetivo modernizar a infraestrutura do pas, o governo federal anunciou ontem (9) que ir privatizar ae-roportos, ferrovias, rodovias e portos, at ento pertencentes unicamente Unio. Segundo representantes locais, dentro do mapa de ao previsto pa-ra as medidas, Maca poder ter dois papis significativos: um primeiro, voltado para a possibilidade de instalao de um modelo baseado na Parce-ria Pblico- Privada (PPP) no aeroporto do municpio, vista com cautela por lderes locais; e um segundo, mais positivo, em relao ao desenvolvimento do eixo Rio-Vitria, por meio do desenvolvimento da malha fer-roviria entre os dois estados. De acordo com Marcelo Reid,

    Leilo de aeroportos, ferrovias, portos e rodovias podem definir novo rumo para a Capital Nacional do Petrleo

    presidente da comisso munici-pal da Firjan, a grande preocu-pao em relao aos novos in-tentos do governo seria o atraso de alguns processos j encami-nhados como, por exemplo, o do novo terminal de passageiros do aeroporto de Maca, em fase fi-nal de construo.O problema desses planos

    de desenvolvimento do gover-no so justamente suas alter-nncias em um prazo de tempo muito curto para se desenvolver algo. H alguns anos atrs fo-ram elaborados os Programas de Acelerao do Crescimento, PAC 1 e PAC 2, que, na prtica, nada mais foram do que um modelo em maior escala do novo pacote de concesses e investimentos. Neste sentido, a grande preocupao que, as-sim como aconteceu na poca, estes leiles atrasem projetos j em vias de fato na cidade, como poderia acontecer, caso o aero-porto entrasse nesse tipo de ne-gociao pblico-privada agora. Pois o dinheiro que custeia as verbas da obra no se restringe Infraero, e o governo quer fazer caixa, explicou Reid.Por outro lado, como parte da

    KAN MANHES

    : Investimentos dever ter impacto direto na cidade durante os prximos anos

    fatia de R$ 198,4 bilhes em in-vestimentos previstos referen-tes ao pacote para os prximos anos, um dos projetos logsticos mais cobiados por Maca pode enfim ganhar uma nova injeo de estmulo e sair do papel, qual seja o eixo Rio-Vitria. De acor-do com o secretrio de Desen-volvimento Econmico e Tec-nolgico, Vandr Guimares, a interlocuo com os planos estadual e federal teve impacto direto na priorizao do projeto ferrovirio.Em linhas gerais, acredi-

    to que o pacote de interven-o fiscal tem potencial para ser muito satisfatrio para o municpio. Nos ltimos me-ses viemos alinhando nossas aspiraes regionais com as metas federais e, pelas prio-ridades previstas no pacote, acho que eles entenderam que Maca tem tudo para ser um dos principais sinnimos nacionais de crescimento do PIB e gerao de recursos para o pas. No por acaso, sete das oito prioridades do pacote de interveno fiscal se voltam de alguma forma para o munic-pio, pontuou Vandr.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA6 Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015

    PolciaNOTA

    Prefeitura buscar soluo para ambulantes do Terminal Central. Aps ao da prefeitura na retirada dos comerciantes do Terminal Central, classe busca solues.

    Obiturio JORGE BELTRO AGOSTINHO, 83 anos, vivo, morador de Casimiro de Abreu. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 11h, no Memorial Mirante da Igualdade. GERALDO MOREIRA FLORES, 46 anos, solteiro, morador da Malvinas. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 11h30, no Memorial Mirante da Igualdade. ROSA MARIA DIAS DOS SANTOS, 34 anos, casada, moradora da Aroeira. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 14h, no Memorial Mirante da Igualdade. MANOEL DA SILVA MARTIM GIL, 87 anos, vivo, morador do Visconde de Arajo. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 14h30, no Memorial Mirante da Igualdade. AROLDO SOUZA DE OLIVEIRA, 48 anos, solteiro, morador do Parque Aeroporto. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 16h30, no Memorial Mirante da Igualdade. ROSA GUIMARES MANOEL, 37 anos, casada, moradora do Jardim Franco. O sepultamento aconteceu ontem (09), s 17h, no Memorial Mirante da Igualdade.

    POSTURA

    Ambulantes retirados do Terminal Central se renem com o governoAntes de encontro, alguns trabalhadores realizaram protesto em defesa de permisso para atuar no espao pblicoLudmila FernandesLudmila@odebateon.com.br

    crime trabalhar no Brasil, assim disse um ambulante que esteve ontem na frente do prdio da Prefeitura. H duas semanas os comerciantes tentam nego-ciar com o governo municipal uma forma de voltar a vender suas mercadorias dentro do Terminal Central. Ontem, eles foram recebidos pelo prefeito Dr. Aluzio Jnior.Na manh de tera-feira (09),

    os ambulantes resolveram iniciar um protesto, com o objetivo de chamar a ateno da populao e do governo para o problema que esto vivenciando desde dia 02 de junho: a proibio de atuar dentro do Terminal Central, vendendo suas mercadorias.De forma pacfica e com car-

    tazes, cerca de 20 ambulantes reivindicaram a permisso de permanecer dentro do Ter-minal Central. Ontem pela manh eles foram recebidos pelo secretrio municipal de Governo, Leonardo Gomes, que garantiu o agendamento da audincia com o prefeito.Marcado inicialmente para s

    15h, os ambulantes foram recebi-dos s 17 horas em uma reunio fechada na prpria Prefeitura, com a participao do coordena-dor de Posturas.

    importante que as pessoas saibam que fomos surpreendidos com a retirada do Terminal Cen-tral. Estvamos trabalhando de acordo com a lei, j que tnhamos a licena concedida pela Prefeitu-ra, que valia por um ano. Para ns, essa licena venceria em outubro mas, de acordo com a Postura, a licena venceu em abril deste ano e, assim, estvamos irregulares. Fomos notificados e, no mesmo dia, fomos retirados do Terminal, levando parte da nossa mercado-ria, contou um ambulante.A classe pede a ateno do

    poder pblico para que sejam liberados para trabalhar, tendo em vista que todos os produtos que foram comprados tm data de validade e, perdendo a merca-doria, mais um prejuzo.Os dias vo passando e a gente

    sem trabalhar, sem levar o nosso sustento para casa, a nossa mer-cadoria tem data de validade. O que vamos fazer? Todo mundo aqui s quer trabalhar, nada alm disso, comentou o trabalhador.De acordo com a classe, eles pa-

    garam para a Prefeitura uma taxa de cerca de R$ 500, vlida como taxa de fiscalizao e taxa de solo. Entretanto, com a falta de fiscalizao, que de responsabi-lidade da Prefeitura, acabou ge-rando baguna no Terminal. Por esse motivo, decidiram retirar os comerciantes do local.A justificativa da Prefeitura

    que virou baguna, que estava tu-do desorganizado. Mas acontece que se virou baguna foi porque no houve a fiscalizao da parte deles, e pagamos pela fiscalizao no local, ento o erro no nosso. Agora que nos tiraram do Termi-nal, vrios Guardas Municipais esto realizando esse trabalho de fiscalizao. Por que no fizeram isso enquanto estvamos l? Evi-taria que acontecesse a baguna, e hoje estaramos trabalhando sem problemas.O governo se comprometeu a

    apresentar uma definio para os ambulantes ainda neste ms.

    RETIRADA DOS AMBULANTESDesde quarta-feira (03), os co-

    merciantes tentam uma soluo para o problema, indo at a pre-feitura em busca de respostas. Contudo, os 23 ambulantes no esto conseguindo ser atendidos. Os ambulantes esperam que

    seja permitido, de forma orga-nizada, a realizao do trabalho deles, j que os mesmos tinham uma autorizao concedida pela prpria prefeitura para trabalhar no local e a autorizao estava ex-pirada, e ainda no foi renovada. Para a maioria dos ambulan-

    tes que atuavam na unidade, o comrcio era a nica forma de sustento da famlia. Com a proibio do trabalho, muitos ficaram sem poder prover o sustento da famlia.

    WANDERLEY GIL

    Aps protestos na porta da Prefeitura, ambulantes foram atendidos pelo Prefeito

    Moradores do Aterrado do Imburo cobram mais seguranaPOLICIAMENTO

    grande parte da populao macaense nunca visitou as regi-es rurais da cidade, desconhe-cendo, assim, os problemas de infraestrutura que alguns ma-caenses passam por morar mais distantes da regio central. O Aterrado do Imburo tem

    cerca de 2 mil habitantes e sofre com diversas carncias, apesar da prefeitura estar realizando algumas melhorias que vo be-neficiar os moradores do bairro. Uma das principais queixas, no momento, a evidente falta de segurana no local. De acordo com um morador,

    que prefere no se identificar, o Aterrado do Imburo est aban-donado no quesito segurana. Sem policiamento, os assaltos acontecem com frequncia, prin-cipalmente s residncias.Infelizmente essa a rea que

    Em resposta, a Polcia Militar diz estar com efetivo no bairro

    mais precisamos de ajuda. A en-trada do bairro est sem ilumi-nao e, com isso, os assaltantes aproveitam para praticar roubos de veculos ou a quem estiver pas-sando a p. O que notamos que a prtica de assaltos a residncias so os que acontecem com mais frequncia, falou o morador. Alm da iluminao - que pre-

    cria - e que acaba influenciando a prtica de roubos, os morado-res pedem mais segurana para a praa, pois os moradores alegam que no h nem patrulhamento nem policiais no local, dando oportunidade para que algumas pessoas faam uso de drogas. Pessoas fazendo uso de dro-

    gas na nica praa aqui do nosso bairro incomoda muito. Infeliz-mente, no h um patrulhamento ostensivo para coibir tais prticas. preciso liberar o local para que as famlias voltem a frequentar a praa para lazer. Como alguma criana pode brincar no parqui-nho tendo ao lado uma pessoa fa-zendo uso de drogas?, questiona

    KAN MANHES

    A praa, nica rea de lazer do bairro, sem segurana acaba sendo local para o consumo de drogas

    o morador. O morador tambm explicou

    que, nos finais de semana, o bair-ro recebe um grande nmero de pessoas, j que so promovidas atividades esportivas. E os visi-tantes acabam sendo assaltados por conta da falta de segurana.A gente tenta ligar para a PM

    e nem assim somos atendidos. Essas pessoas que vm ao nosso bairro para os eventos nos aju-dam, pois acabam movimentan-do a economia local. Entretanto, com a insegurana essas pessoas no retornam, e somos prejudica-dos duas vezes, explicou.Em resposta, a Polcia Militar

    informou que est atuando com patrulhamento na regio h al-gum tempo. Segundo o coman-dante da Polcia Militar de Maca, coronel Jorge Fernando Pimenta, viaturas, motos e policiamento a p so medidas efetivadas no bairro. Alm disso, o ndice refe-rente violncia no bairro est muito abaixo do que estabele-cido pelo Governo Estadual.

    Suposto chefe do trco de drogas preso pela PMLAGOMAR

    na noite de segunda-feira (08), policiais militares da equipe do Grupamento de Aes Tticas (GAT) I e II receberam uma denncia annima da localizao do suspeito de chefiar o trfico de drogas no Lagomar.Os agentes foram at a Rua

    W12, local indicado pela de-nncia como esconderijo do suspeito. L, os agentes en-contraram Joel de Lima Ran-gel, de 27 anos, mais conheci-

    Drogas e uma balana de preciso foram encontradas na residncia do elemento

    do como J, em um pequeno comrcio em frente ao imvel visitado. O suspeito estava acompanhado de sua esposa Daiana Corra Rangel, de 28 anos e de um menor de idade, de 17 anos. Os policiais foram at a re-

    sidncia do suspeito e, aps uma minuciosa busca no local, tiveram xito em encontrar enterrado no quintal da casa 6.470 pinos de cocana e uma balana de preciso utilizada pelo trfico. O material e os dois suspei-

    tos foram encaminhados at a 123 DP, onde foi lavrado o auto de priso em flagrante. O menor ficou apreendido.

    CRDITO

    PM encontrou 6.470 pinos de cocana enterrados no quintal da residncia do suspeito

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015 7

    GeralNOTA

    PRESERVAO

    Comemorao pelo Dia Mundial do Meio Ambiente rene estudantes Atividades esto sendo realizadas pela Secretaria Municipal de Ambiente. Programao segue at o dia 11

    Feira do Petrleo nos ltimos preparativos para 8 edio. Petrobras deve assinar contrato de patrocnio ao evento nos prximos dias.

    Juliane Reis Juliane@odebateon.com.br

    Alertar a populao sobre os problemas ambientais e a importncia da pre-servao dos recursos naturais. Esse principal objetivo das atividades em comemorao ao Dia Mundial do Meio Ambien-te que esto sendo realizadas pela SEMA. A programao comeou ontem (9) e segue at o prximo dia 11. A abertura das atividades,

    coordenada pela analista am-biental Patrcia Antunes, foi realizada na manh de ontem na nova sede da Secretaria de Ambiente, localizada no Maca Shopping (Avenida Rui Barbo-sa, 1725 - Alto dos Cajueiros) e contou com a participao de estudantes da Escola Muni-cipal Joaquim Luiz Freire Pi-nheiro e da Escola Municipal Parque Mrio Anglica. A programao contou com

    as palestras Fiscalizao Am-biental: Um dever de todos, com o fiscal de Ambiente Edi-nilson de Oliveira Rgis e Ser-pentes: animais peonhen-tos, com o bilogo Henrique Abraho Charles. Atuando na fiscalizao am-

    biental h 13 anos, Edinilson conta que buscou passar aos alunos a importncia desse

    papel da fiscalizao no s por parte dos profissionais, mas tambm da populao, de cada um. Foi uma palestra interati-va, com perguntas, brincadei-ras educativas, e at mesmo interao com personagens da televiso. E assim falamos de crimes ambientais, do papel da fiscalizao e, ao trmino, dei-xei um nmero para contato para casos de denncias que o 2759- 2429, disse.O outro tema abordado Ser-

    pentes, tambm despertou o interesse da crianada. Ao tr-mino da apresentao, o bilogo Henrique mostrou aos partici-pantes duas das espcies apre-sentadas na palestra: um filhote de uma falsa coral e uma jiboia. A serpente uma espcie que trabalha o equilbrio ecolgico e tem sua importncia no meio ambiente. No entanto, comum as pessoas matarem esse ani-mal, e foi por isso a escolha do tema no evento. Busquei mos-trar para as crianas que esses animais no apresentam perigo e necessrio que ele exista na natureza. E o conselho que a gente d no caso de as pessoas se depararem com esse animal no matar, e sim chamar a se-cretaria de ambiente. No caso da rea rural, ele mesmo voltar para seu habitat, enfatizouPara os profissionais das ins-

    tituies, o evento de grande importncia em especial para os alunos. A gente trabalha o tema na escola, pois acreditamos ser uma forma de prevenir o futuro, e o futuro so eles. Da eles pre-cisam saber como preservar, a importncia de preservar. Alm disso, eles ainda levam o conhe-cimento obtido para casa, res-saltou a professora da Escola Joaquim Luiz Freire Pinheiro, Maura Vicente. J a docente da unidade

    Parque Mrio Anglica, Luzia Merlin ressaltou que o projeto que est sendo desenvolvido na escola no 2 e 3 bimestre tem relao com o meio ambiente. O tema do projeto Meio Ambiente: preservando a vi-da. Nossa ideia trabalhar com toda a escola a importncia da preservao ambiental, do uso sustentvel, coleta seletiva de lixo. A gente trabalha a teoria, e mostramos tambm a prtica, levamos os alunos para conhe-cer algumas unidades de pre-servao e praias no municpio, pois muitos no so de Maca e no conhecem a cidade, disse a professora. Para a estudante Ana Clara

    Magalhes o evento foi muito bom. Gostei das palestras, fo-ram muito legais, inclusive a da serpente, mas na hora de ver a ji-boia eu fiquei com medo, contou.

    WANDERLEY GIL

    Ao final das palestras os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer a falsa coral e a jiboia

    J na parte da tarde a pro-gramao contou com a pales-tra Defesa Ambiental, sob a orientao do coordenador da Guarda Ambiental Madson Nazareno e Arquiplago de Santana com o ambientalista Vicente Stanislaw. As atividades seguem nesta

    quarta-feira com oficinas de artesanato com matrias reci-clveis no auditrio da Secreta-ria de Ambiente. Est prevista

    a participao da Escola Mu-nicipal Amil Tanos, na parte da manh, e da Escola Antnio l-vares Parada na parte da tarde. Para encerrar as atividades

    haver uma ao de conscienti-zao ambiental na quinta-feira com alunos da rede municipal no distrito do Frade, culmi-nando com o plantio de mudas nativas no entorno do campo de futebol do Frade. Envolvendo alunos da Edu-

    cao Infantil e do Ensino Fun-damental da rede municipal de ensino, as atividades tm o obje-tivo de reforar a implementa-o de programas pedaggicos para promover a importncia da Educao Ambiental, assim como a adoo de prticas que visam a sustentabilidade e a multiplicao de informaes quanto reduo dos impactos ambientais que afetam o ecos-sistema.

    HISTRIA

    Senai Maca vai sediar mais um Frum Regional da ABRH

    a associao brasileira de Recursos Humanos (ABRH) RJ, com o apoio do Sistema Fir-jan, realiza nesta quarta-feira mais um Frum Regional. O evento gratuito vai acontecer no auditrio do Senai a partir das 13h30. A programao vai contar com credenciamento, boas-vindas e a palestra intitu-lada 13 anos em 1500 metros a ser ministrada pela treinadora comportamental e experimen-tal Kika Bradford e ter como mediador o diretor do Ncleo Norte Fluminense Maca - ABRH, Raul Machado. Ao decorrer do evento, Kika

    Bradford vai falar sobre supera-o, a importncia da equipe uni-da e momentos de crise narrando um desafio enfrentado por ela. O

    Evento ter como tema Histria de Superao com a palestrante Kika Brandfor

    objetivo do Frum contar a his-tria da treinadora que desen-volveu um grande sonho, ao qual acabou se tornando seu maior desafio: percorrer sozinha 1500 metros em uma montanha ins-pita da Patagnia, tendo como ferramentas recursos escassos, corrida contra o tempo e experi-ncia acumulada em 13 anos de escaladas. O objetivo era salvar seu parceiro de escalada e tam-bm melhor amigo e a si mesma.Por meio dessa histria ser

    criada uma oportunidade de re-flexo em torno de uma equipe unida e de como superar barrei-ras em momentos de extrema presso psicolgica, emocional e fsica. O Frum da ABRH-RJ um

    encontro de profissionais de gesto e recursos humanos. Podem participar do encontro gestores, diretores de diversas organizaes e profissionais de recursos humanos. O objetivo da ABRH a melhoria da gesto de RH nas organizaes.

    WANDERLEY GIL

    Evento gratuito acontece nesta quarta-feira a partir das 13h30

    INSG/Castelo oferece vagas para o Projeto Enem 2015

    OPORTUNIDADE

    estudantes interessa-dos em se preparar para a edi-o 2015 do Exame Nacional do Ensino Mdio (Enem) devem ficar atentos s oportunidades para se prepararem para a pro-va. Visando atender aos alunos que buscam se estudar para o exame, o Instituto Nossa Se-nhora da Glria (INSG)/Caste-lo j est com inscries abertas

    As inscries j esto abertas. A iniciativa aberta a alunos do INSG/Castelo e de outras escolas

    para o Projeto Enem realizado na instituio. De acordo com informaes,

    o projeto conta com uma equi-pe de professores experientes e focados nas atuais modali-dades de ingresso ao ensino superior, e oferece contedo especfico e nfase na inter-disciplinaridade. A iniciativa aberta a alunos do INSG/Castelo e de outras escolas.As aulas comeam no dia 27

    de junho e vo at o final do ms de outubro, aos sbados, incluindo encontros temticos, resoluo de provas dos anos anteriores e simulados.

    Informaes referentes ao valor das mensalidades podem ser obtidas diretamente na ins-tituio.Ainda segundo informaes

    da unidade, alm das aulas voltadas para o contedo das provas, o projeto prepara o alu-no para o ambiente do exame, reproduzindo as condies da avaliao e preparando o estu-dante de maneira integral para vencer o desafio do vestibular - inclusive com apoio especial para controlar o estresse. A preparao voltada para os

    exames e para os objetivos dos candidatos aumenta as chances

    de xito no vestibular, ressalta o Coordenador do Ensino M-dio, Jlio Boldrini. Ele lembra ainda que as notas do Enem tambm servem para a seleo no SISU (Sistema de Seleo Unificada) e no PROUNI (Pro-grama Universidade para To-dos) - vias de acesso ao ensino superior em universidades p-blicas e particulares, respectiva-mente. A nota tambm pode ser utilizada para a participao no programa federal Cincia sem Fronteiras, que oferece bolsas de estudo para intercmbio de estudantes em universidades de diversos pases do mundo.

    Nupem vai sediar hoje ltima etapa do curso de Biotecnologia

    CAPACITAO

    o ncleo em Ecologia e De-senvolvimento Socioambiental de Maca (Nupem) encerra nes-ta quarta-feira (10) a ltima eta-pa do curso de Biotecnologia: ensinando e desmistificando, oferecido pelo Laboratrio de Biotecnologia Vegetal a pro-fessores da rede municipal de ensino. O curso faz parte do projeto

    Novos Talentos, coordenado

    Curso est sendo oferecido por profissionais da instituio a professores da rede municipal

    pela professora Cristine Ruta e financiado pelo Governo Fe-deral atravs da CAPES, e tem como objetivo diminuir a dis-tncia entre o conhecimento acadmico especializado e os agentes do ensino local. As atividades so coordena-

    das pelo professor Dr. Marco Antnio Lopes Cruz, e conta com a colaborao da profes-sora Dr Elane da Silva Ribei-ro, da tcnica Dr Izabela Silva dos Santos e dos estagirios do Laboratrio Jaqueline Paiva, Emanuel Victor e Joel Ribeiro. De acordo com Marco Cruz,

    o curso tem sido muito bem avaliado pelos professores que esto participando. Inclusive, essa boa avaliao motivou a

    mudana do programa original j que havia um grande inte-resse nas tcnicas utilizadas na rotina de um laboratrio de pes-quisa na rea de biotecnologia e as aplicaes prticas dessas tecnologias voltadas para um desenvolvimento sustentvel, explica. Ainda segundo o coordena-

    dor, dessa forma, os resulta-dos obtidos at o momento so motivos de orgulho. No s para mim mas tambm para todos os membros do Labora-trio de Biotecnologia Vegetal que participam do projeto. Esperamos em breve repetir o Curso j que fui informado pe-la Secretaria de Educao que existe uma grade demanda pa-

    ra uma nova turma, ressalta.O curso teve inicio em fe-

    vereiro e contou ao todo com quatro encontros mensais. Ao decorrer do curso sero

    abordados temas relacionados s diferentes formas de biotec-nologia (vegetal, Animal, e mi-crobiolgica), assim como suas diversas formas de aplicaes na agricultura sustentvel, sa-de, meio ambiente e indstria alimentcia. Segundo Marco Cruz, a inicia-

    tiva visa no s contribuir para uma melhor qualificao dos professores do municpio de Maca, mas tambm promover a formao de cultura cientfica, aprimoramento continuado e incluso social.

  • O DEBATE DIRIO DE MACA8 Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    EDITAL 013/2015 - Anexo IELEIES PARA A COMPOSIO DO CONSELHO

    TUTELAR 2016-2019

    Pelo presente, o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criana e doAdolescente (CMDDCA), sediado na Travessa Ari de Schueler Pimentel, n25, Centro, Maca/RJ, criado pela Lei Municipal n. 1.365/92 e substitudapelas Leis n. 2.471/04 e 3558/2011, atravs da Comisso Especial Eleitoralpara Eleio dos Conselheiros Tutelares presidida pelo Sr. Antonio CarlosAgum e tendo como membros a Sra. Fernanda Marques Rodrigues Neves o Sr.Marcelo Mauricio dos Santos, a Sra. Cristiana da Silva Siqueira, no uso de suasatribuies legais, em consonncia com o Edital 008/2015, apontam asseguintes orientaes que devero ser seguidas quanto ao EDITAL DE ELEI-OES PARA A COMPOSIO DO CONSELHO TUTELAR 2016-2019:

    I - A FUNEMAC - Fundao Educacional de Maca ficar responsvel pelaelaborao, aplicao e correo das provas, mediante as condies estabele-cidas neste Anexo ao Edital 008/2015.

    II - As provas ocorrero na sede da FUNEMAC, a saber, Rua Aluizio da SilvaGomes (Linha Verde), n 50, Bairro da Glria, Maca - RJ, CEP: 27930-360.

    III - As provas objetivas e a redao tero durao de 3 (trs) horas e tero porbase os contedos programticos que seguem abaixo:a)Lngua Portuguesa: Ortografia: emprego das letras, homnimos, parni-mos, uso dos porqus; Acentuao Grfica; Morfologia: estrutura das palavras,flexo nominal, flexo verbal, processos derivacionais; Classes Gramaticais;Sintaxe: perodo simples(termos da orao), perodo composto(coordenaoe subordinao); Crase; Semntica: sinnimos, antnimos, valor semntico daconjunes, conotao, denotao, coeso e coerncia; Interpretao deTexto; Tipos de texto; Variao Lingustica.b)Redao: O tema da redao ser de carter social, que atenda ao contexto aque o processo seletivo est relacionado. Sero adotados os critrios: 1)Domnio da norma padro da lngua portuguesa; 2) Compreenso da propostade redao; 3) Seleo e organizao das informaes; 4) Demonstrao deconhecimento da lngua necessria para argumentao do texto; 5) Elabora-o de uma proposta de soluo para os problemas abordados, respeitando osvalores e considerando as diversidades socioculturais.c)Conhecimento do Estatuto da Criana e do Adolescente (Lei 8.069/90):Legislao baseada no site do Planalto (http://www.planalto.gov.br), comltima alterao em 08/06/2015.

    IV - Somente ser admitido(a) sala de provas o(a) candidato(a) que estivermunido(a) de documento oficial de identidade com foto do(a) candidato(a). Seroconsiderados documentos de identidade: carteiras expedidas pelos Comandos Milita-res, pelas Secretarias de Segurana Pblica, pelos Institutos de Identificao e pelosCorpos de Bombeiros; carteiras expedidas pelos rgos fiscalizadores de exerccioprofissional (Ordens, Conselhos); carto de identidade do trabalhador; passaportebrasileiro; certificado de reservista ou dispensa de incorporao; carteiras funcionaisdo Ministrio Pblico; carteiras funcionais expedidas por rgo pblico que, por Lei

    Federal, valham como identidade; carteira de trabalho; carteira nacional de habilitao(somente modelo com foto aprovado pelo artigo 159 da Lei n 9.503, de 23 desetembro de 1997).

    Pargrafo nico - Como o documento no ficar retido, ser exigida a apresen-tao do original, no sendo aceitas cpias, ainda que autenticadas.

    V - No sero aceitos como documentos de identidade: certides denascimento, CPF, ttulos eleitorais, carteiras de motorista (modelo sem foto),carteiras de estudante, carteiras funcionais sem valor de identidade, nem docu-mentos ilegveis, no identificveis e/ou danificados.

    VI - Caso o(a) candidato(a) esteja impossibilitado(a) de exibir, no dia de realiza-o das provas, documento de identidade original, por motivo de perda, roubo oufurto, dever ser apresentado documento que ateste o registro da ocorrncia emrgo policial, expedido h, no mximo, 90 (noventa) dias, alm de algumoutro documento que comprove sua identidade, ocasio em que ser submetido(a) identificao especial, compreendendo coleta de dados e de assinatura.

    VII - A prova de Lngua Portuguesa ocorrer no dia 19 de julho de 2015, comincio s 9h e trmino s 12h. A prova de Conhecimento do ECA ocorrer no dia09 de agosto de 2015, com incio s 9h e trmino s 12h.

    1 No dia da prova, o(a) candidato(a) dever chegar ao local das provas com1 (uma) hora de antecedncia do incio das mesmas, munido(a) de documentode identidade original com o qual se inscreveu e de caneta esferogrfica de tintapreta ou azul.

    2 No ser admitido(a) no local de provas o(a) candidato(a) que se apresentaraps o horrio estabelecido para o incio das mesmas.

    3 No haver segunda chamada seja qual for o motivo alegado para justificar oatraso ou a ausncia do(a) candidato(a).

    VIII- O(A) candidato(a) s poder ausentar-se do recinto das provas aps 1(uma) hora contada a partir do efetivo incio das mesmas. Por motivos desegurana, o(a) candidato(a) no poder levar o Caderno de Questes, a qualquermomento, sendo que este ser disponibilizado, aps a prova, no site da PrefeituraMunicipal de Maca.

    IX - O gabarito das provas sero publicados respectivamente nos dias 21 dejulho de 2015 a de Lngua Portuguesa e 11 de agosto de 2015 a de Conhecimentosobre o ECA, conforme a realizao das provas.

    X - Ao final das provas, os(as) 3 (trs) ltimos(as) candidatos(as) em cada salas sero liberados(as) quando todos(as) as tiverem concludo ou as mesmas setenham encerrado.

    Pargrafo nico - No haver, por qualquer motivo, prorrogao do tempoprevisto para a aplicao das provas em virtude de afastamento do(a) candidato(a)da sala de provas.

    XI - O(A) candidato(a) dever utilizar caneta esferogrfica de tinta preta ouazul, fabricada em material transparente, para o preenchimento do CartoResposta e da prova discursiva.

    XII - O(A) candidato(a) dever assinalar as respostas na folha prpria (Carto-

    Resposta) durante o tempo de realizao das provas e assinar, no espaodevido.

    1 - O preenchimento do Carto-Resposta ser de inteira responsabilidadedo(a) candidato(a), que dever proceder em conformidade com as instruesespecficas contidas neste Edital e na capa das provas.

    2 - Em hiptese alguma haver substituio do Carto-Resposta pormotivo de erro do(a) candidato(a).

    3 - Sero de inteira responsabilidade do(a) candidato(a) os prejuzosadvindos do preenchimento indevido do Carto Resposta ou decorrentesda ilegibilidade dos textos apresentados em sua prova discursiva de redao.

    4 - Sero consideradas marcaes indevidas as que estiverem emdesacordo com o Edital ou com as orientaes das provas, tais comomarcao rasurada ou emendada ou campo de marcao no preenchidointegralmente.

    XIII - No sero computadas questes no assinaladas e/ou questes quecontenham mais de uma resposta, emendas ou rasuras, ainda que legveis.

    XIV - O(A) candidato(a) ser sumariamente eliminado(a) deste se: a)lanar mo de meios ilcitos para realizao das provas; b) perturbar, dequalquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamentoindevido ou descorts com qualquer dos aplicadores, seus auxiliares ouautoridades; c) atrasar-se ou no comparecer a qualquer das provas; d)apresentar-se em local diferente do previsto para a realizao da prova; e)afastar-se do local das provas sem o acompanhamento do fiscal, antes de terconcludo as mesmas; f) deixar de assinar a Lista de Presena e o respectivoCarto-Resposta; g) ausentar-se da sala portando o Carto-Resposta e/ou oCaderno de Questes; h) no entregar o material das provas ao trmino dotempo destinado para sua realizao; i) descumprir as instrues contidas nascapas das provas; j) for surpreendido(a), durante as provas, em qualquer tipode comunicao com outro(a) candidato(a) ou utilizando mquinas de calcu-lar ou similares, livros, cdigos, manuais, apostilas, impressos ou anotaes;k) aps as provas, for constatado por meio eletrnico, estatstico, visual ougrafolgico, ter utilizado processos ilcitos na realizao das mesmas.

    XV - vedado o porte e/ou o uso de aparelhos sonoros, fonogrficos, decomunicao ou de registro, eletrnicos ou no, tais como: agendas, relgiosde qualquer natureza, telefones celulares, "pagers", microcomputadores por-tteis e/ou similares.

    Pargrafo nico - vedado tambm o uso de culos escuros ou de quaisqueracessrios de chapelaria tais como chapu, bon, gorro ou protetores auriculares.

    XVI - de inteira responsabilidade do(a) candidato(a) acompanhar a divulga-o de todos os Atos, Editais e Comunicados referentes as ELEIES PARAA COMPOSIO DO CONSELHO TUTELAR 2016-2019, que seropublicados em jornal de grande circulao no municpio e no CMDDCA.

    Maca, 09 de junho de 2015.

    Antonio Carlos AgumPresidente da Comisso Especial para Seleo Pblica

    dos Conselheiros Tutelares CMDDCA/Maca

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADEFundo Municipal de Sade

    ERRATA

    No jornal O Debate na edio n 8720 de 30/05/2015.Na pgina n 9.

    Onde se l: EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS

    N 015/2015INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DISK MED PDUA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDACNPJ : 04.216.957/0001-20

    ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    Leia-se:

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 014/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: COMERCIAL CIRRGICA RIOCLARENSE LTDA.CNPJ : 67.729.178/0004-91

    ITEM ESPECIFICAO QUANT. UNIDADE VALOR UNIT. VALOR TOTAL

    40 CARBONATO DE CLCIO 600mg +

    COLECALCIFEROL 400UI comprimido revestido

    420.000 CPR 0,330 138.600,000

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADEFundo Municipal de Sade

    ERRATA

    No jornal O Debate na edio n 8720 de 30/05/2015.Na pgina n 9.

    Onde se l: EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS

    N 015/2015 INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DISK MED PDUA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDACNPJ : 04.216.957/0001-20

    ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    186 CLORPROMAZINA, cloridrato 40mg/ml

    soluo oral frasco 20ml (PORT.N 344/98 Lista C1)

    FR 100 0,890 1.335,000

    Leia-se:

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 015/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: DISK MED PDUA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS LTDACNPJ : 04.216.957/0001-20

    ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    168 SULFATO FERROSO 25MG/ML SOLUO

    ORAL FRASCO 30ML FR 1.500 0,890 1.335,000

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADEFundo Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    ERRATA

    No jornal O Debate na edio n 8720 de 30/05/2015.Na pgina n 10.

    Onde se l:

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 028/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: COMERCIAL CIRRGICA RIOCLARENSE LTDA.CNPJ : 67.729.178/0004-91

    ITEM ESPECIFICAO QUANT. UNIDADE VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$22 AMBROXOL, cloridrato xarope

    infantil frasco 120ml + copo medida.

    12000 F/A 3,630 43.560,00

    Leia-se:

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 028/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: COMERCIAL CIRRGICA RIOCLARENSE LTDA.CNPJ : 67.729.178/0004-91

    ITEM ESPECIFICAO QUANT. UNIDADE VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$22 CEFEPIMA, cloridrato 1g p para

    soluo injetvel IV F/A. 12000 F/A 3,630 43.560,00

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOSN 017/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: HELP FARMA PRODUTOS FARMACUTICOS LTDA.CNPJ : 02.460.736/0001-78PROCESSO ADMINISTRATIVO N: 401713/2014PREGO PRESENCIAL N: 011/2015OBJETO: Medicamentos comuns e controlados (psicotrpicos), necessrios ao abastecimento da Rede Bsica, Urgncias e Emergncias do Servio Municipal de Sade, visando atender as necessidades da Diviso Especial de Farmcia.PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 14/05/2015VALOR REGISTRADO: R$ 475.615,000

    ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    06 CIDO FOLICO 5mg comprimido CPR 500.000 0,023 11.500,000

    18AMOXICILINA 500mg + CLAVULANATO 125mg comprimido revestido CPR 220.000 0,950 209.000,000

    20

    AMOXICILINA 50mg/ml + CLAVULANATO DE POTSSIO 12,5mg/ml - p para suspenso oral 75ml ou 100ml (250mg + 62,5mg/5ml) + copo medida

    FR 11.000

    5,300 58.300,000

    73 ESPIRONOLACTONA 25mg comprimido CPR 400.000 0,079 31.600,000

    124 METILDOPA 250mg comprimido revestido CPR 700.000 0,098 68.600,000

    140NORETISTERONA, enantato 50mg + ESTRADIOL, valerato 5mg/ml soluo injetvel ampola 1ml + seringa

    AMP 3.500 6,470 22.645,000

    164 SULFADIAZINA DE PRATA 10mg/g (1%) creme dermatolgico pote 400g

    POTE 600 19,900 11.940,000

    173 VARFARINA sdica 5mg comprimido CPR 50.000 0,090 4.500,000

    197FLUOXETINA, cloridrato 20mg cpsula ou comprimido (PORT.N 344/98 Lista C1)

    CP 750.000 0,060 45.000,000

    205

    VALPROATO DE SDIO/ CIDO VALPRICO 250mg cpsula ou comprimido revestido (PORT.N 344/98 Lista C1)

    CP/CPR 70.000 0,179 12.530,000

    VALOR REGISTRADO R$ 475.615,000

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 018/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: MEDICOM RIO FARMA LTDACNPJ : 39.499.710/0001-43PROCESSO ADMINISTRATIVO N: 401713/2014PREGO PRESENCIAL N: 011/2015OBJETO: Medicamentos comuns e controlados (psicotrpicos), necessrios ao abastecimento da Rede Bsica, Urgncias e Emergncias do Servio Municipal de Sade, visando atender as necessidades da Diviso Especial de Farmcia.PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 14/05/2015VALOR REGISTRADO: R$ 977.496,50ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    07 ACIDO FOLICO 0,2mg/ml sol oral frasco 30ml FR 1.700 4,950 8.415,000

    08GUA DESTILADA /GUA PARA INJEO soluo injetvel ampola plstica 10ml

    AMP 100.000 0,149 14.900,000

    15 AMIODARONA, cloridrato 50mg/ml soluo injetvel ampola 3ml

    AMP 1.000 1,780 1.780,000

    21 ANLODIPINA,besilato 5mg comprimido

    CPR 1.600.000 0,026 41.600,000

    23 ATROPINA, sulfato 0,25mg/mlsoluo injetvel ampola 1ml AMP 4.500 0,230 1.035,000

    31BENZILPENICILINA BENZATINA 600.000 UI p para suspenso injetvel f/a + diluente 4ml ou

    F/A 4.000 7,195 28.780,000

    33

    BENZILPENICILINAPROCANA 300.000UI + BENZILP. POTSSICA 100.000UI (400.000 UI) p

    F/A 3.500

    1,995 6.982,500

    34BICARBONATO DE SDIO 84mg/ml (0,84%) soluo injetvel ampola

    AMP 1.500 0,449 673,500

    37 CAPTOPRIL 25mg comprimido

    CPR 2.000.000 0,018 36.000,000

    38CARBONATO DE CLCIO 500mg + COLECALCIFEROL 400UI comprimido revestido

    CPR 80.000 0,499 39.920,000

    39 CARBONATO DE CLCIO 500mg comprimido revestido

    CPR 260.000 0,054 14.040,000

    44CEFALEXINA 250mg/5ml(50mg/ml) p para susp.oral frasco 100ml +

    FR 5.000 6,249 31.245,000

    45CEFALEXINA 250mg/5ml (50mg/ml) p para susp.oral frasco 60ml +

    FR 20.000 2,949 58.980,000

    46 CEFALEXINA 500mg cpsula ou comprimido revestido

    CPR 350.000 0,144 50.400,000

    47 CEFTRIAXONA 1g p para soluo injetvel IV f/a + diluente 10ml

    F/A 15.000 5,120 76.800,000

    52CLORETO DE SDIO 0,9% soluo injetvel ampola plstica 10ml (0,009g/ml, 9mg/ml)

    AMP 45.000 0,165 7.425,000

    53

    CLORETO DE SDIO 0,9% soluo injetvel bolsa plstica sistema fechado 100ml (0,009g/ml ou 9mg/ml)

    FR/BOLSA 9.000

    1,620 14.580,000

    54CLORETO DE SDIO 0,9% soluo injetvel bolsa plstica sistema fechado 250ml (0,009g/ml ou 9mg/ml)

    FR/BOLSA 7.000

    1,800 12.600,000

    55CLORETO DE SDIO 0,9%soluo injetvel bolsa plstica sistema fechado 500ml (0,009g/ml ou 9mg/ml)

    FR/BOLSA 120.000

    2,300 276.000,000

    56CLORETO DE SDIO 20% soluo injetvel ampola plstica 10ml (200mg/ml)

    AMP 7.000 0,190 1.330,000

    78 FUROSEMIDA 10 mg/ml soluo injetvel ampola 2ml

    AMP 17.000 0,499 8.483,000

    83GLICOSE HIPERTNICA 50% (500mg/ml) soluo injetvel ampola plstica 10ml

    AMP 6.000 0,200 1.200,000

    85GLICOSE ISOTNICA 5% (50mg/ml) soluo ingetvel

    FR/BOLSA 35.000 2,400 84.000,000

    93 IBUPROFENO 300mg comprimido

    CPR 1.000.000 0,057 57.000,000

    106 LEVODOPA 250mg + CARBIDOPA 25mg comprimido

    CPR 50.000 0,325 16.250,000

    114 LIDOCANA 20mg/ml (2%) soluo injetvel ampola 5ml sem vaso

    AMP 3.000 0,810 2.430,000

    119 MAGNSIO, sulfato 100mg/ml(10%) soluo injetvel ampola 10ml

    AMP 500 0,285 142,500

    137 NITROFURANTOINA 100mg cpsula gel dura

    CP 15.000 0,175 2.625,000

    139 NORETISTERONA 0,35 mg comprimido CPR 20.000 0,179 3.580,000 141 LEO MINERAL puro (Petrolato lquido) frasco

    100mlFR 5.000 1,875 9.375,000

    153 PROPRANOLOL, cloridrato 10mg comprimido

    CPR 33.000 0,050 1.650,00

    179CARBAMAZEPINA 200mg comprimido (PORT.N 344/98 Lista C1)

    CPR 600.000 0,075 45.000,00

    180CARBAMAZEPINA 20mg/ml suspenso oral frasco 100ml + copo medida (PORT.N 344/98

    FR 4.500 4,950 22.275,000

    VALOR REGISTRADO R$ 977.496,50

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    Edital 014/2015

    O presidente do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criana edo Adolescente (CMDDCA), criado pela Lei Municipal n. 1.365/92 esubstituda pelas Leis n. 2.471/04 e 3558/2011, sediado na Travessa Aryde Schueller Pimentel, n 25, Centro, Maca/RJ, Sr. Marcelo Mauricio dosSantos, no uso das suas atribuies conferida pela respectiva Lei Munici-pal, convida para REUNIO ORDINRIA em 11 de junho de 2015, comincio s 09 horas na sede do CMDDCA, os Conselheiros de Direitotitulares e suplentes, o Conselho Tutelar e demais Conselhos Municipais,o Fundo Municipal de Defesa dos Direitos da Criana e do Adolescente, asEntidades de Atendimento Filantrpicas e Governamentais, Secretarias,Empresas e Fundaes Municipais, Clubes de Servios, Sociedade deClasse, Sindicatos, Organismos de Segurana Pblica, Associaes deMoradores e Sociedades em Geral, bem como os Representantes doJuizado de Direito da 2 Vara da Famlia Infncia Juventude e Idoso daComarca de Maca e do Ministrio Pblico do Estado do Rio de Janeiro.

    Assuntos:Leitura da Ata - Reunio anterior;Apresentao dos Relatrios dos Grupos de Trabalho;Apresentao do Relatrio da Comisso Especial Eleitoral;Informes Gerais;Prestao de contas 1 trimestre FMDDCA.

    Maca, 09 de junho de 2015.

    Marcelo Mauricio dos SantosPresidente do CMDDCA de Maca/RJ

    CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DOS DIREITOSDA CRIANA E DO ADOLESCENTE DE MACA/RJTravessa Ari Shueller Pimentel, n 25, centro - Maca/RJTel.: (022) 2796-1300 e 2796-1546E-mail: cmddcademacae@gmail.com

    Estado do Rio de JaneiroPREFEITURA MUNICIPAL DE MACASECRETARIA MUNICIPAL DE SADE

    EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREOS N 024/2015

    INTERESSADO: FUNDO MUNICIPAL DE SADE FMS

    EMPRESA DETENTORA DO REGISTRO: VENNCIO PRODUTOS FARMACUTICOS LTDA.CNPJ : 00.285.753/0001-90PROCESSO ADMINISTRATIVO N: 401713/2014PREGO PRESENCIAL N: 011/2015OBJETO: Medicamentos comuns e controlados (psicotrpicos), necessrios ao abastecimento da Rede Bsica, Urgncias e Emergncias do Servio Municipal de Sade, visando atender as necessidades da Diviso Especial de Farmcia.PRAZO: 12 (doze) mesesINCIO: 14/05/2015VALOR REGISTRADO: R$ 161.312,00ITEM ESPECIFICAO UNIDADE QUANT. VALOR UNIT. VALOR TOTAL R$

    36 BUDESONIDA 50mcg/dose sus/aerossol nasal frasco 200 doses

    FR 5.000 30,000 150.000,00

    57 DEXAMETASONA 1 mg/ml (0,1%) suspenso oftlmica frasco 5ml

    FR 200 4,560 912,000

    99 ISOSSORBIDA, mononitrato 20mg comprimido

    CPR 130.000 0,080 10.400,00

    VALOR REGISTRADO R$ 161.312,00

    Pedro Reis Pereira Secretrio Municipal de Sade

  • O DEBATE DIRIO DE MACA Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015 Geral 9

    IMBRGLIO

    SindServi rejeita reajuste de 6% e convoca nova assembleiaEm nota oficial, presidente da instituio afirma que reunio ser realizada diante de 'inrcia' do governo

    Aps o cancelamento da nova rodada de negocia-es prevista para acon-tecer na semana passada, as-sim como a no-confirmao de uma nova agenda com o go-verno para discutir as propos-tas da campanha salarial deste ano, o Sindicato dos Servido-res Pblicos Municipais de Maca (SindServi) anunciou ontem a deciso de realizar uma nova assembleia geral e extraordinria, agendada para o prximo dia 15, com objetivo de decidir, junto aos associa-dos, a nova estratgia relativa consolidao da campanha salarial de 2015.Na convocao, publicada

    na edio de hoje de O DEBA-TE, o SindServi rejeita o ndi-ce de 6% de reajuste salarial para os servidores neste ano, percentual apresentado pelo governo durante a ltima ne-gociao, realizada no dia 28.O ndice de 6% no atende

    aos direitos legais e constitu-cionais da categoria, rejeitado em reunio realizada no gabi-nete do prefeito pela diretoria do Sindicato, no ltimo dia 28 de maio, relata a nota.A proposta do governo re-

    presenta a metade do ndice solicitado pelo Sindicato, de 12%, definido na campanha salarial discutida em assem-

    DIVULGAO/SINDSERVI

    ltima negociao entre a presidncia do Sindicato e o governo aconteceu no dia 28 de maio

    bleia realizada pelo SindServi, protocolada no dia 31 de mar-o deste ano.Alm de manter a defesa

    pelos 12%, o Sindicato reitera, na nota, que o reajuste supre a necessidade de reforar o po-der de compra do trabalhador e o crescimento do comrcio do municpio.A nota foi divulgada nas re-

    des sociais no fina da tarde de ontem.

    REAJUSTE E QUEDA DE RECEITASAo garantir nos ltimos dois

    anos um reajuste mdio de 9% aos servidores municipais, o governo condiciona a nego-ciao da campanha salarial da categoria deste ano que-da na arrecadao de receitas importantes para a adminis-trao de Maca: os royalties, a Participao Especial e o Imposto Sobre Servio (ISS).Na nota oficial relativa

    negociao, emitida no incio do ms passado, o governo afirmou que a deciso sobre o reajuste dependia da aprova-o, na Cmara de Vereadores, do projeto da reforma admi-nistrativa, que readequaria as despesas da administrao municipal previstas para este ano, reduzindo o peso da folha de pagamento no oramento.

    Fabricao de veculos registra recuo acima de 25%AUTOMVEIS

    de acordo com a Associa-o Nacional dos Fabrican-tes de Veculos Automotores (Anfavea), em maio de 2015 a produo de veculos automo-tores caiu 25,3% na compara-o com o mesmo perodo do ano passado. A produo foi a menor em dez anos.Em nmeros especficos,

    no quinto ms deste ano fo-ram produzidas 210.086 mil unidades, frente 281.355 mil em maio de 2014. J no acu-mulado do ano, a produo chegou a 1.092.323 mil - 19,1%

    Como reflexo, nas concessionrias de Maca, venda de carros zero quilmetro segue em queda

    menor do que a produzida no mesmo perodo do ano passa-do (1.350.115 mil). Alm disso, em maio estavam empregados 138.200 funcionrios, ou seja 9,2% a menos do que em maio do ano passado.Na contrapartida aos n-

    meros deficitrios, as expor-taes chegaram ao patamar mensal de 149.280 veculos - crescimento de 3% no acumu-lado do ano, ante as 144.869 contabilizadas no mesmo perodo do ano passado. Ain-da em comparao a maio de 2014, as vendas ao exterior ti-veram aumento de 16,5%. Por sua vez, o licenciamento

    de carros zero quilmetro re-gistrou queda de 27,5% com a venda de 212.696 mil unidades ante as 293.362 mil unidades de

    WANDERLEY GIL

    Em Maca, a maioria das concessionrias registram queda de 20% na venda de zero quilmetro este ano

    maio de 2014. Em pesquisa recente reali-

    zada pela equipe de reporta-gem de O DEBATE, consta-tou-se que mesmo nas con-cessionrias de Maca, com um pblico de maior poder aquisitivo em relao mdia nacional, o movimento predo-minante de clientes tem sido em busca de seminovos. Influenciada pela elevao do

    Imposto Sobre Produtos Indus-trializados (IPI), que se elevou em at 7% no incio deste ano, de acordo com os gerentes de al-guns estabelecimentos locais, as vendas de carros zero quilmetro j recuaram 20% e a tendncia de alguns motoristas com carros mais novos ( modelo 2014) tem sido a troca por veculos mais an-tigos (modelos 2012-2013).

    Defesa Civil realiza simulado de estiagem no HPMSEGURANA

    a coordenadoria de Defe-sa Civil de Maca, em parceria com a Coordenadoria Regio-nal de Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro - Regio Li-tornea, realizou ontem (9) um simulado de estiagem. O exerccio aconteceu no Hos-pital Municipal de Maca (HPM) e um treinamento das aes que esto previstas no Plano de Contingncia do Municpio. O objetivo ca-pacitar os agentes da Defesa Civil e de outros setores pa-ra pronta resposta em locais cujas atividades no podem ser interrompidas pelo desa-bastecimento de gua.- O acionamento da Defesa

    Civil, em momentos de es-tiagem, s acontece em casos extremos. No simulado de ho-je, o atendimento foi ao HPM para abastecer a cisterna da unidade. importante que o agente entenda o tempo de

    Atividade teve como objetivo preparar equipe para promover atendimento imediato em situao de emergncia

    resposta numa ao como esta, pois o hospital no pode ficar sem gua e interromper seus servios - explicou o co-ordenador da Defesa Civil de Maca, Luciano Castilhos.Para elaborar o plano, a

    equipe de Defesa Civil fez o mapeamento dos recursos hdricos da cidade, fontes de captao, concessionria res-ponsvel pelo abastecimento, alm de carros que fazem o servio particular.O coordenador regional de

    Defesa Civil, Eric Schueler, acrescenta que este simulado de estiagem tambm uma preparao da equipe para ca-sos de contaminao de recur-sos hdricos. Ele lembrou que, no incio do ms, a Secretaria Estadual de Defesa Civil lanou o Mapa das Ameaas Climato-lgicas do Estado do Rio de Ja-neiro. O documento apontou que mais da metade dos mu-nicpios do estado (54%) tem risco severo de sofrer incndio florestal e 34% de passar por es-tiagem no inverno. Maca no est includa nesses ndices.- Para traar o diagnstico

    foi necessria a ajuda dos mu-nicpios. Entre os dias 2 e 20 de junho todas as cidades te-

    ro que realizar treinamentos baseados em seus Planos de Contingncia. O trabalho se antecipa chegada do inverno,

    considerando perodo crtico de seca, estiagem e incndios florestais - frisou Eric.Tambm participaram do

    simulado as secretarias muni-cipais de Mobilidade Urbana, Comunicao e profissionais do Hospital Pblico Municipal.

    A prxima ao, em data ainda a ser definida, ser na regio ser-rana, onde o treinamento ser sobre queimada florestal.

    SECOM

    Atividade teve como objetivo medir tempo de resposta para solicitao do HPM

  • O DEBATE DIRIO DE MACA10 Esporte Maca, quarta-feira, 10 de Junho de 2015

    FUTEBOL

    Maca abre venda de ingressos para a partida contra o BragantinoTorcedor que comprar o bilhete at sexta-feira pagar o valor promocional referente meia entrada

    Maca tem melhor ataque e mais disciplinaCAMPANHA

    Quatro vitrias - sendo duas fora de casa -, um empate e apenas uma derrota. Aproveitamento de 72,2%. Nem o mais otimista torce-dor do Maca esperava um incio to promissor de Srie B do Brasi-

    Nmeros ratificam boa campanha do Alvianil Praiano neste incio de Srie B

    leiro, ainda mais para um clube que debuta na competio. Aps seis rodadas, o Alvianil Praiano ocupa o terceiro lugar na tabela, com 13 pontos, trs a menos que os lderes Botafogo e Nutico. Mas no s isso. Outros nmeros ratificam a boa campanha do Leo.Ao lado do Botafogo, o time co-

    mandado pelo tcnico Marcelo Cabo tem o ataque mais positivo da Srie B, com 12 gols (a mdia

    de dois por partida). Um tero deles foi marcado pelo atacante Pipico, artilheiro da equipe com quatro gols. O camisa 7 do Maca tambm vice-artilheiro da com-petio, com um gol a menos que os goleadores Robert (Sampaio Corra) e Kayke (ABC-RN), que tm cinco gols cada.Os demais tentos do Leo esto

    bem divididos. O atacante Anselmo, o lateral-direito Henrique e o meia

    Fernando Santos marcaram duas vezes cada. J o volante Juninho e o apoiador Alosio balanaram as redes dos adversrios em apenas uma ocasio. Dos 12 gols do Maca, cinco foram marcados no primeiro tempo e sete na etapa final. Foram 10 em finalizaes de dentro da rea (sendo dois de cabea) e dois de mdia e longa distncia (um com Henrique, na derrota de 3 a 1 para o Sampaio Corra, e outro com

    Fernando Santos, na vitria de 2 a 1 sobre o Luverdense).A sexta rodada foi a que mais

    aconteceram gols: 30 no total (mdia de trs por jogo). E de 3 a 0 foi a vitria do Maca sobre o Cricima no ltimo sbado (06), no Estdio Heriberto Hlse.Outro dado importante do Ma-

    ca nas seis primeiras rodadas da Srie B o nmero de cartes amarelos. O Alvianil Praiano a

    equipe mais disciplinada da com-petio, com nove advertncias no total. Nenhum jogador e/ou membro da comisso tcnica foi expulso de campo. O nico que est pendurado com duas adver-tncias o atacante Pipico.Alm disso, o Maca a equi-

    pe que menos cometeu faltas no Brasileiro: 67 no total (mdia de pouco mais de 11 por partida), se-gundo o site Footstats.

    Dono da 13 melhor mdia de pblico da Srie B - com 2.093 pagantes -, o Maca inicia nesta quarta-feira (10), a partir das 9h, a venda antecipada dos ingressos para o duelo contra o Bragantino. A novidade que o torcedor que comprar o bilhete at sexta-feira (12) pagar o valor promocional de R$ 10, referente meia entrada. No sbado (13), dia do jogo, o ingresso volta ao preo normal: R$ 20 inteira e R$ 10 meia.Para esta partida, o Alvianil

    Praiano far a venda antecipa-da em cinco pontos espalhados pela cidade. Alm da sede do clube, o torcedor poder com-prar o seu bilhete na Barbearia do Joozinho, na Choperia Lar-gado, na banca de jornal Top 7 e na administrao do Estdio Cludio Moacyr de Azevedo. No sbado (13), a venda acontecer

    somente nas bilheterias do Mo-acyrzo.A carga total de ingressos

    disponveis ao torcedor ser de 4.990, incluindo as gratuidades na forma da lei e as cortesias. As gratuidades, entretanto, s po-dero ser adquiridas no dia da partida. Os que tm direito a este benefcio (menores de 12 anos, deficientes fsicos e ido-sos maiores de 65 anos) tero que acessar o estdio uma hora antes do jogo.

    ARBITRAGEM

    A CBF divulgou o trio de arbitragem que comandar a partida entre Maca e Bra-gantino. O vencedor do sorteio foi rbitro mineiro Igor Junio Benevenuto, aspirante ao qua-dro da FIFA. Ele ser auxiliado por Breno Rodrigues e Felipe

    Souza Leal, ambos tambm de Minas Gerais. Da Federao de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) esto escalados o quarto rbitro Leandro New-ley Ferreira Belota e o assessor

    Joo Jos da Silva Loureiro.Maca e Bragantino se en-

    frentam neste sbado (13), s 21h, no Moacyrzo, em confron-to vlido pela stima rodada da Srie B do Brasileiro.

    Preos dos ingressos

    ANTECIPADO R$ 10 - valor promocional at sexta-feira (j se refere meia entrada)

    NO DIA DO JOGO R$ 20 - inteira R$ 10 - meia

    PONTOS DE VENDA ANTECIPADO (9H S 18H) - Sede do clube - Rua Alfredo Backer, n 203, Centro - Barbearia do Joozinho - Rua Tenente Coronel Amado, n 187, Centro - Choperia Largado - Rua Dr. Tlio Barreto, n 620, Centro - Banca de jornal Top 7 - Avenida Rui Barbosa, n 975, Centro - Administrao do Moacyrzo - Barra de Maca

    NO DIA DO JOGO (A PARTIR DAS 9H) - Bilheterias do Moacyrzo - Barra de Maca

    TIAGO FERREIRA/ASSESSORIA

    O Leo recebe o Bragantino, s 21h, no Moacyrzo.

    Jornal 10-06-2015 (01)Jornal 10-06-2015 (02)Jornal 10-06-2015 (03)Jornal 10-06-2015 (04)Jornal 10-06-2015 (05)Jornal 10-06-2015 (06)Jornal 10-06-2015 (07)Jornal 10-06-2015 (08)Jornal 10-06-2015 (09)Jornal 10-06-2015 (10)