Click here to load reader

Conhecimentos específicos prefeitura serrra

  • View
    20

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Conhecimentos específicos prefeitura serrra

  1. 1. CONHECIMENTOS ESPECFICOS : PROFESSOR MAPB - MATEMTICA Sistemas de numerao. Conjuntos numricos. Operaes: mltiplos, divisores. Fraes. Nmeros decimais. Medidas: rea, permetros, comprimento, capacidade, volume. Simetria. Funo de primeiro e segundo grau. Porcentagens, possibilidades e estatsticas. Grficos. ngulos. Proporcionalidade. Equaes e inequaes de primeiro e segundo graus. Sistema de Equaes. Polgonos. Funes e relaes. Trigonometria no tringulo. Semelhana. Congruncia. Teoremas: Tales e Pitgoras. Crculos. Noes de probabilidade. Geometria: figuras geomtricas planas: quadrado, retngulo, tringulo, crculo; slidos geomtricos: cubo, paraleleppedo, prisma, cilindro, pirmide, cone; esfera: clculo de permetros, reas e volumes. Tpicos de matemtica financeira: Juros Simples: Clculo do montante e do Principal - Equivalncia de capitais a juros simples. Juros Compostos: Clculo do Montante e do Principal - Equivalncia de capitais a juros compostos. Taxa de juros: Taxa de juros efetiva e nominal - Clculo da taxa efetiva a partir da taxa nominal - taxas equivalentes em perodos quaisquer. Fatorao. Polinmios (operaes). Lgica. Jogos e desafios da matemtica. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educao Bsica - Parecer CNE/CEB n 07, de 07 de abril de 2010 e Resoluo CNE/CEB n 4, de 13 de julho de 2010. Resoluo n 07, de 14/12/2010. Sugesto bibliogrfica: BRASIL. Parmetros Curriculares Nacionais. Braslia, 1997. ______. Referencial Curricular Nacional para a Educao Infantil. Braslia: 1998. CARRAHER, T. N et al. Na vida dez; na escola zero: os contextos culturais da aprendizagem matemtica. In : CARRAHER, T. N et al. Na vida dez; na escola zero. 10. ed. So Paulo: Cortez, 1995. p. 23-44. FERNANDES, D. Resoluo de problemas na formao inicial de professores de matemtica. Aveiro: Grafis, 1997. FREITAS, M. A. (Org.). Vygotsky: um sculo depois. Juiz de Fora, MG: EDUFJF, 1998. ______. O problema da afetividade em Vygotsky. In: TAILLE, Y. de la et al. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenticas em discusso. So Paulo: Summus, 1992a. ______. Vygotsky e o processo de formao de conceitos. In: TAILLE, Y. de la et al. Piaget, Vygotsky, Wallon: teorias psicogenticas em discusso. So Paulo: Summus, 1992a. GIOVANNI, GIOVANNI JR., BONJORNO. Matemtica Fundamental - Uma nova abordagem - Vol. nico, FTD, 2011. ISAIR, S. M. A. Contribuies da teoria vygotskyana para uma fundamentao psicoepistemolgica da educao. In: VALE, L. Desempenhos e concepes de futuros professores de matemtica na resoluo de problemas. In: VYGOTSKY, L. S. A formao social da mente. 6. ed. So Paulo: Martins Fontes, 1998a.
  2. 2. ______. Pensamentos e linguagem. 2. ed. So Paulo: Martins Fontes, 1998b. LNGUA PORTUGUESA: Compreenso de textos. Denotao e conotao. Ortografia: emprego das letras e acentuao grfica. Classes de palavras e suas flexes. Processo de formao de palavras. Verbos: conjugao, emprego dos tempos, modos e vozes verbais. Concordncias nominal e verbal. Regncias nominal e verbal. Emprego do acento indicativo da crase. Colocao dos pronomes tonos. Emprego dos sinais de pontuao. Semntica: sinonmia, antonmia, homonmia, paronmia, polissemia e figuras de linguagem. Funes sintticas de termos e de oraes. Processos sintticos: subordinao e coordenao. Sugesto bibliogrfica: ABAURRE, Maria Luiza. Produo de texto: interlocuo e gneros. So Paulo: Moderna, 2007. BECHARA, E. Moderna Gramtica Portuguesa: atualizada pelo novo acordo ortogrfico. Editora Nova Fronteira, 2009. CEREJA, William Roberto. Gramtica reflexiva: texto, semntica e interao. So Paulo: Atual, 2005. EMEDIATO, Wander. A frmula do texto: redao e argumentao, e leitura. So Paulo: Gerao Editorial, 2004. FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristvo. Oficina de texto. Editora Vozes, 2003. FARACO, Carlos Alberto; TEZZA, Cristvo. Oficina de texto. Editora Vozes, 2003. KOCH, Ingedore G. Villaa. Desvendando os segredos do texto. So Paulo: Cortez, 2003. KOCH, Ingedore Villaa & ELIAS, Vanda Maria. Ler e compreender: os sentidos do texto. 2 ed. So Paulo: Contexto, 2006. SCHNEUWLY. Bernard; DOLZ, Joaquim e Colaboradores. ROJO, Roxane. CORDEIRO, Glas Sales (Org.). Gneros orais e escritos na escola. So Paulo: Mercado das Letras, 2004. SIMOES, Darclia Marandir. Consideraes sobre a fala e a escrita: Fonologia em Nova Chave. Editora: PARABOLA. ATUALIDADES E NOES DE ADMINISTRAO PBLICA MUNICIPAL:
  3. 3. Compreenso dos problemas que afetam a vida da comunidade, do municpio, do estado e do pas. Lei Orgnica do Municpio da Serra . Lei Municipal 2360/2001 e posteriores alteraes - dispe sobre o estatuto dos servidores pblicos do municpio da Serra e d outras providncias, disponveis no site www.serra.es.gov.br. Lei Municipal n 2172/1999 - Estatuto do Magistrio Municipal. Lei Municipal n 2173/1999 - Plano de Cargos do Magistrio Municipal. CONHECIMENTOS PEDAGGICOS: Histria da Educao. Filosofia da Educao. Psicologia do desenvolvimento e da aprendizagem. Sociologia da Educao: a democratizao da escola, educao e sociedade. Funo social da escola. Interdisciplinaridade no Ensino Fundamental: teorias e prticas. Tendncias do pensamento pedaggico. Avaliao da aprendizagem escolar. Educao Inclusiva: Fundamentos, Polticas e Prticas Escolares. Bullying. Teoria das Inteligncias Mltiplas. Legislao da Educao Bsica. Polticas Pblicas da Educao Bsica. Financiamento e Gesto da Educao. O Projeto Poltico Pedaggico da Escola. Rotina e gesto em sala de aula. Questes das relaes do grupo. Lei n 8069/1990 - Estatuto da Criana e do Adolescente. Relao famlia x escola. Ao pedaggica. Objetivos do ensino fundamental. Brincar e aprender. Aprendendo a aprender. Identificao da populao a ser atendida, a atividade econmica, o estilo de vida, a cultura e as tradies. Organizao da educao brasileira. Legislao educacional: LDB Lei n 9394/96. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao das Relaes tnico-Raciais e para o Ensino de Histria e Cultura Afro-Brasileira e Africana - Resoluo n 1, de 17 de junho de 2004, tendo em vista a Lei n 9.131, publicada em 25 de novembro de 1995, e com fundamentao no Parecer CNE/CP 3/2004, de 10 de maro de 2004. Interao social. Resoluo de problemas. Organizao do currculo. Erro e aprendizagem. A construo do conhecimento. Resoluo n 04, de 13/07/2010. Sugesto bibliogrfica: ARMSTRONG, Thomas. Inteligncias Mltiplas na sala de aula. Porto Alegre: Artmed. BRASIL. Constituio da Repblica Federativa do Brasil. Promulgada em 5 de outubro de 1998. Organizao do texto: Valmir Ascheroff et al. Rio de Janeiro: Esplanada, 1997. _____. Estatuto da criana e do adolescente. Lei n 8.069/90. Porto Alegre: Conselho Municipal dos Direitos da Criana e do Adolescente, 2000. _____. Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional - 9394/96. Braslia - 1996. Com atualizao de emendas e outras. _____. Parmetros nacionais de qualidade para a educao infantil. Ministrio da Educao/Secretaria de Educao Bsica. Braslia, DF: 2006. _____. Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional - 9394/96. Braslia - 1996. Com atualizao de emendas e outras.
  4. 4. _____. Resoluo CNE/CEB n 1, de 5 de julho de 2000 que institui as Diretrizes Curriculares Nacionais de EJA. Disponvel em http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB012000.pdf. BRASIL. Ministrio da Educao. Orientaes e Aes para Educao das Relaes tnico-raciais. Braslia SECAD, 2006. _____. Indagaes sobre o Currculo. 1) Currculo e Desenvolvimento Humano. 2) Educandos e Educadores: seus direitos e o currculo. 3) Currculo, conhecimento e Cultura. 4) Diversidade de Currculo. 5) Currculo e Avaliao. Braslia, 2008. _____. Ensino Fundamental de nove anos: orientaes para a incluso da criana de seis anos de idade. Braslia: 2009. Disponvel no site da SECAD/MEC. http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Ensfund/ensifund9anobasefinal.pdf. _____. Resoluo CNE/CEB n 04/2010 Define Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educao Bsica. _____.Resoluo CNE/CEB n 07/2010 Fixa Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove) anos. _____. Resoluo CNE/CEP n 01/2004 Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao das Relaes tnico-Raciais e para o Ensino de Histria e Cultura Afro- Brasileira e Africana. _____. Vamos cuidar do Brasil: conceitos e prticas em educao ambiental na escola. Disponvel no site da SECAD/MEC. Disponvel em: http://portal.mec.gov.br/index.php? option=comcontent&view=article&id=13788%3Adiversidadeetnicoracial& catid=194%3Asecad-educacao-continuada&Itemid=913. CALHAU, Llio Braga. Bullying: o que voc precisa saber: identificao, preveno e represso. Rio de Janeiro: Impetus. CAMPBELL, Linda. CAMPBELL, Bruce. DICKINSON, Dee. Ensino e Aprendizagem por meio das Inteligncias Mltiplas. Porto Alegre: Artmed CARVALHO, J. M.. Pensando o currculo escolar a partir do outro que est em mim. FERRAO, C. E. (Org.). Cotidiano escolar, formao de professores(as) e currculo. So Paulo: Cortez, 2005. DUARTE, Newton (Org.) Sobre o construtivismo. So Paulo: Autores Associados, 2000. p. 3-22. ESTEBAN, Maria Tereza. O que sabe quem erra? Reflexes sobre avaliao e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DPA Editora. 2002. ESTEBAN, M. T. O que sabe quem erra? Reflexes sobre avaliao e fracasso escolar. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.
  5. 5. FERRAO, C. E. Currculo, formao continuada de professores e cotidiano escolar: fragmentos de complexidade das redes vividas. Cotidiano escolar, formao de professores(as) e currculo. So Paulo: Cortez, 2005. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia. So Paulo: Cortez, 1998. GARDNER, Howard. Inteligncias Mltiplas - A Teoria na Prtica. Porto Alegre: Artmed GENTILI, P.; ALENCAR, C. Educar na esperana em tempos de desencanto. Petrpolis: Vozes, 2003. LIBNEO, J. C. Organizao e gesto da escola: teoria e prtica. Goinia: Alternativa, 2004. ROSSLER, Joo Henrique. Construtivismo e alienao: as origens do poder de atrao do iderio construtivista. In: SAVIANI, D.As idias pedaggicas no Brasil entre 1969 e 2001: configurao da concepo pedaggica produtivista. Captulos XI a XIV. Pgina 347 a 439. In

Search related