Click here to load reader

Wasteland _ ACSC

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Este é o nosso território… Devastado, apocalíptico, fértil. O que acontece quando não temos nada para dizer, nada para observar. Como reage o nosso corpo, perante um espaço hostil e um vazio fisico do individuo que se fascina por qualquer extensão dele próprio em qualquer outro material que ele mesmo. Uma colecção de instantes e histórias em processo ordenador e configurador da realidade alargando-se ao imaginário, à fisicalidade das ideias, num território “contentor” onde o corpo pode ser facilmente abandonado e esquecido. Conquistar o território com o corpo... O corpo torna-se o território… Conceito, coreografia, interpretação, figurinos e desenho de luz - António Cabrita e São Castro // Consultoria Artística - Silke Z. // Música - Hildur Gudnadóttir, Nine Inch Nails, Godspeed You Black Emperor // Sonoplastia – São Castro // Direcção Técnica - João Frango Produção – Silke Z./ resistdance (Alemanha) em colaboração com Vo’Arte (Portugal)

Text of Wasteland _ ACSC

  • WastelandAntnio Caritae So Castro

    Uma co-produoVoArte

    Silke Z./resistdance

    2012

    Foto

    Cap

    a e

    Co

    ntra

    cap

    a

    Aug

    usto

    Cab

    rita

  • Wasteland um dueto.Comea por ser uma interveno fsica de um corpo no outro e uma tomada de conscincia dos dois corpos num mesmo espao.Comemos a assistir a uma certa recusa e afastamento da ilimitada expresso e linguagem do corpo, tornando-se num territrio contentor onde o corpo e suas potencialidades so facilmente esquecidas.Entregmo-nos responsabilidade de criar simultaneidade e sintonia entre dois corpos que facilmente se entregariam ao desencontro fsico.Desafimo-nos a tentar lembrar o prazer de descobrir onde o corpo criativo se torna parte do jogo do processo criativo. Encontrmos um corpo que se tornou instrumento de expresso abstracta e um processo que se tornou num desdobramento potico do corpo.

    Foto Augusto Cabrita

  • Este o nosso territrio Devastado, apocalptico, frtil.O que acontece quando no temos nada para dizer, nada para observar. Como reage o nosso corpo, perante um espao hostil e um vazio fisico do individuo que

    SINOPSE se fascina por qualquer extenso dele prprio em qualquer outro material que ele mesmo. Uma coleco de instantes e histrias em processo ordenador e configurador da realidade alargando-se ao imaginrio, fisicalidade das ideias, num territrio contentor onde o corpo pode ser facilmente abandonado e esquecido. Conquistar o territrio com o corpo... O corpo torna-se o territrio

    um projecto de colaborao artstica entre os dois bailarinos Antnio Cabrita e So Castro, que se propem ao cruzamento de interesses e estmulos criativos como movimento, imagem e som.

    @ T

    eatr

    o d

    as F

    igur

    as

  • Antnio Cabrita licenciado pela Escola Superior de Dana e formado pela Escola de Dana o Conservatrio Nacional. Estudou no Joffrey Ballet School em Nova Iorque, tem o curso de cinema da New York Film Academy, e o curso de Criatividade Publicitria da Restart. Desenvolve o seu trabalho nas reas da dana, cinema, fotografia, publicidade, msica e produo. Em 2003 cria em Lisboa o espao cultural alternativo Espao M. Trabalhou com Rui Horta, N Barros, Romulos Neagu, Escena Subteranea, Teatro em Branco, Compota, Companhia Instvel, Balleteatro ou Paulo Ribeiro. Trabalha como intrprete no projecto Private Spaces, da Resistdance (Alemanha) com a coregrafa Silke Z e com a qual ganhou o prmio de melhor pea de Colnia 2008.

    So Castro estudou no BalletTeatro e licenciou-se na Escola Superior de Dana. Fez parte do Ballet Gulbenkian, Integrou a Companhia Portuguesa de Bailado Contemporneo, sob a direco de Vasco Wellenkamp, a Companhia Lisboa Ballet Contemporneo, sob a direco de Benvindo Fonseca e a Companhia Rui Lopes Graa no projecto Arte da Fuga. Fez criaes para a Companhia de Dana do Algarve e para a Escola de Dana do Conservatrio Nacional. Destaca as suas participaes em Feminine eMaiorca de Paulo Ribeiro, Sagrao da Primavera de Olga Roriz, Suggestions for Walking Alone de Andr Mesquita, Duraes de um Minuto de Clara Andermatt e Marco Martins e Icosahedron de Tnia Carvalho.

    Foto

    s

    Rui

    Car

    los

    Mat

    eus

  • Conceito, coreografia, interpretao,

    desenho de luz e figurinos

    Antnio Cabrita e So Castro

    Msica

    Hildur Gudnadttir, Godspeed You Black

    Emperor, Nine Inch Nails

    Sonoplastia

    So Castro

    Consultoria Artstica

    Silke Z.

    FICHA TCNICA E ARTSTICA

    Direco tcnica

    Joo Frango

    Co-produo

    Silke Z. / resistdance (Alemanha) em

    colaborao com VoArte (Portugal)

    Management

    Mechtild Tellmann (Germany)

    Ana Rita Barata (Portugal)

    Durao aprox. 40 minutos

    Classificao etria M/ 6

    Apoios residncia artstica

    CCB - Centro Cultural de Belm,

    Quorum Ballet, Move - Estdio de

    Dana e Pilates Rosa Macedo

    (S. Miguel Aores ), StudioTrade

    - European Network, Pr- Dana,

    Companhia Portuguesa de Bailado

    Contemporneo.

    Vdeo

    http://vimeo.com/41409959

    (password: handmade)

    @ T

    eatr

    o d

    as F

    igur

    as

  • PRODUO

    APOIOS

    Abril 2012

    ESTREIA Teatro Municipal de Almada

    Ciclo Sala Experimental

    Setembro 2012

    Teatro das Figuras | Semana da Dana

    Novembro 2012

    Teatro Viriato

    Mostra New Age . New Time

    Dezembro 2012

    Teatro So Luiz

    InShadow 4 Festival Internacional

    de Vdeo, Performance e Tecnologias

    | ACSC |

    [email protected]

    Mechtild Tellmann (DE)

    Silke Z./resistdance

    [email protected]

    Ana Rita Barata (PT) / VoArte

    [email protected]

    +351 213932410 | +351 914040471

    WWW.ACSC.PT WWW.VOARTE.COM

    APRESENTAES

    CONTACTOS

    @ T

    eatr

    o d

    as F

    igur

    as