safrinha de milho

  • View
    221

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of safrinha de milho

  • educao: Olimpadas deLngua Portuguesa vai comear emgrande parte das escolas pblicas

    das cidades da regio

    Nesta Edio:

    empresas: Cidades daregio criam cooperativa de crdito

    P.11

    Foto

    :Fl

    avia

    Roch

    a|36

    0

    n28ano III

    P.18

    CIRCULAO mensal nas cidades: Avar Sta. Cruz do Rio Pardo Ourinhos Piraju leoTimburi Bernardino de Campos Manduri Cerqueira Cesar guas de Sta. Brbara Fartura So Pedro do Turvo Esprito Sto. do Turvo Ipaussu Chavantes JUNHO_JULHO/2008

    ServiosOfertas:produtos

    Guca Domenico ensina a SER FELIZ

    bem viver: A Dra.Deborah Epelman fala sobre o

    prazer de dizer no, como propusemos na edio anterior

    agenda:Festival de Teatro em Bernardino e de Msica em

    Ourinhos. Aproveite o ms de friase divirta-se com arte

    Art

    e: B

    roth

    er |

    360

    P.10

    P.12

    P.5

    Falsa seringueira em praa de Sta. Cruz. Fica ou sai?

    Foto

    : D

    anie

    la D

    alm

    atti

    |360

    www.caderno360.com.br

    Plantao de milho nobairro Kaete, entre

    Santa Cruz e Bernardino.O verde e o amarelo

    reluzindo sob o cu anil

    REGIO desfruta da

    PAOLA prova osorvete de milhoverde daSorveteria Unio,em Sta. Cruz

    P.17 P.15 P.23

    Foto

    : di

    vulg

    ao

    Foto

    :Br

    uno

    Figu

    eira

    | 3

    60

    P.12

    safrinha de milho

    segurana:Finalmente, a entrevista com oDr. Renato Mardegan EXCLUSIVA

    P.6

    LEIA o 360 na internet:

    RVORE levanta questosobre o que preservar

  • Era para ser uma edio maisfotogrfica do que qualquer ou-ra coisa. Mas as notcias foramchegando, sendo apuradas ecomo deixar de usar as palavraspara informar o leitor? Para co-mear, uma questo que ilustra oquanto estamos perdidos quandose trata de preservar nossas his-trias e riquezas aparece emMEIO AMBIENTE. E foi precisoouvir diversos especialistas parareportar o assunto com iseno.

    Depois foi a vez do milho, que, alis,avanou da seo GASTRONOMIApara aparecer tambm emAGRONEGCIO. Em EDUCAOE CULTURA, um dos eventos maisabrangentes em termos de municpiosnos convenceu: seria mesmo difcil atal edio fotogrfica. Mas ela vir.Enquanto isso, nos rendemos impor-tncia das palavras para nos dar umabase de conhecimento capaz de nosgarantir o direito de opinar.

    Saber algo bom demais. E s temum jeito: lendo. Ouvir falar muitoarriscado, pois pode-se ter uma opi-nio distorcida por conta da interpre-tao de quem narra o fato. Pesquisarum tema e ler tudo sobre ele que nosgarante ter a melhor opinio.

    Para quem no gosta de ler, a dica no pensar na leitura, mas na vanta-gem que ela traz. Se voc curioso,vai ficar sabendo de muitas coisas, se vaidoso e no gosta de ser surpreendi-do ignorando algo, vai poder se preve-nir e estar por dentro dos fatos. Se deprimido, vai achar muitas razespara encarar a vida com mais alegria,se tmido, vai encontrar companhia,

    se sonhador, vaiencontrar inmerosmodelos de felicida-de, se no nadadisso, no mnimo,vai se conhecermelhor.

    Criana sabedas coisas. Lerajuda a ficar maisinteligente, tm

    afirmado diversos leitores mirins, queaparecem a cada edio em MENINA-DA. Revistas, jornais, livros.Vale tudo,mas importante olhar a qualidade e aorigem do material, pra no ficarlendo porcaria. Os solitrios de plan-to devem saber que as bibliotecas sotimos lugares para conviver comquem tem hbitos semelhantes. E oque no falta novidade, como aCasinha da Esquina, aberta emOurinhos, que aparece em AGENDA.

    Ms de frias_ Julho tem aquelamistura de friozinho com vontade deno fazer nada, j que os estudantesesto de frias. Aproveitar a programa-o do festival de Msica de Ourinhose do Festival de Teatro de Bernardino,que grtis, a balada da vez. Culturae moada. Arte a velhos amigos.Diverso e crianada.

    D pra dizer que ainda falta algo nanossa terra?Boa leitura!

    Flvia Rocha Manfrineditora 360

    2 | editorial 2:Editorial OraAo4:Achado 5:Ponto de Vista 6:Cidadania _ ELEIES

    8:Drops9:Empresas10:Gastronomia11:Agronegcio12:Meio Ambiente14:Meninada15:Bem Viver16:Gente_NOITE |opinio17:Esporte18:Bacana CLASSIFICADOS20:Gente_DIA |opinio21:Onde ir22:Educao e Cultura23:Agenda

    "A palavra de Cristopemanea entre vs

    em toda a sua riqueza, de sorte que com todasabedoria vos possais

    instruir e exortar mutuamente."

    Ora,Ao!Colossenses 3, VS 16

    xpediente360 publicao mensal da eComunicao. Todos os direitosreservados. Tiragem mnima: 8 mil exemplares. Circulao: Sta. Cruz do Rio Pardo, Ourinhos,Avar, Piraju, Chavantes, Bernardino de Campos, So Pedro do Turvo, Ipaussu, Esprito Sto. doTurvo, Timburi, guas de Sta Brbara, Manduri, Fartura, Cerqueira Csar e leo. Redao: FlviaRocha Manfrin editora e jornalista responsvel | Mtb 21563, Juliana Barbosa produo OdetteRocha Manfrin assistente de produo, Jos Adauto de Andrade Junior arte e pesquisa, MarcoBrother Boaventura arte, Jussara Alves limpeza, copa e separao, Guca Domenico, Jos MarioRocha de Andrade, Fernanda Lira, Claudio Antonioll e Tiago Cachoni colunistas, FrancoCatalano Nardo, Wellington Ciardulo e Rodrigo Bianco ilustraes, Luiza Sanson Menonreviso, Fullgraphics impresso, Fernando Bitencourt distribuio. ARTIGOS ASSINADOS NOEXPRESSAM NECESSARIAMENTE A OPINIO DESTA PUBLICAO. Redao: P. Dep. LenidasCamarinha, 38 | SCRPardo/SP | Cartas: Caixa Postal 89 cep 18900.000 SCRPardo/SP ou360@caderno360.com.br |Publicidade: comercial@caderno360.com.br Contatos e assinaturas14 3372.3548 e 14 9126.2342 www.caderno360.com.br| jun_jul/2008

    e

    Novamente muitos erros de digi-tao passaram batido. Umabarriga (como se chama uma

    gafe jornalstica) apareceu, como erro na data do Festival de

    Teatro de Bernardino.

    erramos!na edio 27

    cartas!na edio 27

    Existem milmaneiras de

    encontrar prazerem ler, algo fundamental

    para fazer da vidaalgo realmente

    consistente

    ndice

    LER fundamental

    Prezada Flvia,Fico super feliz quando vejo osucesso de seu trabalho expressosob a forma de um excepcionaljornal, o qual evidencia asbelezas de nossa cidade eregio!!! Parabns a toda equipe360 e principalmente a voc que a mentora de todo esseempreendimento!!! Abraos, da amiga de sempre...

    Elaine Valim Camarinha MarcosBauru - SP

    *A reportagem sobre os japonesesno 360 me deixou emocionada.Me fez voltar adolescncia emSanta Cruz, o que muito bom. Eu adoro receber o 360!Obrigada!!

    Maria Inocncia Rocha de AndradeSo Luis - MA

  • Conhecer a histria por meio de objetos algo que todomundo gosta, ou no haveria tantos museus por a. E todoseles se valem de pessoas muito especiais para poder narrara histria da humanidade: os colecionadores. Aficcionadospor peas antigas, eles viajam longe e aplicam suas econo-mias ao encontrar objetos raros, que no se usam mais.Carlos Alberto Nunes um desses sujeitos. Ele fala com

    paixo de suas peas,que ocupam boa partede sua residncia, emSta. Cruz do RioPardo. Da cadeira debarbeiro bala de can-

    ho (devidamente descarregada de plvora) ele rene um acervo muito vari-ado de peas. Carlinhos admite que no gosta muito de vender, mas no pderecusar a proposta da Estao Kaf, atrao turstica que a rede Graal instalounum dos postos de abastecimento que possui na rodovia que liga Santa Cruza Bauru. Ali possvel encontrar em exposio vrios objetos que pertenciama ele, incluindo uma lambreta totalmente original. Outro endereo onde hpeas do colecionador venda, alis o Orquidrio Cyber Caf, que tam-bm fica numa rodovia, entre Santa Cruz e Ourinhos.

    Info: Posto RestauranteGraal Kaf RodoviaJoo Batista CabralRenn (SP225), km316,5 F: 14 3372.1353 Orquidrio CyberCaf Rod. OrlandoQuagliato (SP352) km14 Carlinhos daChica F: 14 9706.1667

    Nas fotos, a antiga estao ferroviria de Santa Cruz e afachada da rplica do Posto Kaf, onde pode ser vista a lam-breta dos anos 60. Da coleo de Carlinhos, a bicicleta comluz solar que tem a placa n1, cadeira de barbeiro e a TV,ainda com a propaganda de venda original

    4 | achado

    MUITA histria pra mostrar

  • ... que entende que cada um vive noseu tempo e, mesmo que isso nofizesse parte de sua poca, permitiaque os filhos - meninos e menina -tivessem a liberdade de levar respecti-vos namoradas e namorados paradormir em sua casa, com eles, emseus quartos?... que depois de 40 anos de casa-mento - portanto com mais de 60anos de idade - consegue ter a atitudede pedir o divrcio?... que mantm com o ex-marido umaamizade slida, mantendo-o presenteem todos os encontros familiares efaz dele a casa dela enquanto eleconvalesce de uma delicada cirurgia,recebendo, ainda, a visita de todas asnovas amigas dele?... que ouve sem julgar, nem fazerfofoca, as mais diversas histrias econfisses, envolvendo homossexualis-mo (um tabu em sua poca), drogas(tabu at hoje) e outros temas contro-versos com naturalidade, sem cons-tranger ou julgar ningum?... que toma whisky 12 anos, no mni-mo, preferencialmente sem gelo? Semnunca dar vexame?... que fala dos pais com admirao erespeito to grande?... que enaltece os filhos at nopoder mais?... que sempre recebeu parentes, ami-gos e at quase desconhecidos emsua casa para o tempo que eles jul-gassem necessrio?... que despertou amores, paixes eentusiasmos sem perder a elegncia e

    a nobreza?... que passados mais de 50 anos,tirou do ba um violino e dele fezuma linda histria de musicista, mar-cando sua presena em concertos deorquestras, saraus e tantos outroseventos e inspirando uma linda valsaque tem seu nome?... que nunca foi excessivamente vai-dosa, mas procurou manter-se sempresaudvel?... que nunca demonstrou a vaidadede precisar ser a mais bela, semnunca perder a elegncia?... que sempre gostou de viajar?... que soube amar suas irms comespecial ateno?... que teve especial desenvoltura paralidar com crianas e fazer