Revista Di Role‚ 8 Edi§£o

  • View
    222

  • Download
    4

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Pedro Mariano é a capa desta 8ª edição, onde conta sobre a gravação de seu novo álbum, com a presença de uma orquestra e outros artistas. Leia aqui!

Text of Revista Di Role‚ 8 Edi§£o

  • NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 1 NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 1

  • 2 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 2014

  • NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 3

  • 4 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 2014

    EXPEDIENTEJornalistas: Ana Luiza Medeiros, Bianca Ramos, Cibele Moreira, Djenane Arraes, talo Damasceno, Kirk Moreno, Priscilla Teles, Saulo de Castilho, Soloni Rampin, Tamara Martins e Vincius Brando. traduo: Julia Grazinoli e Pedro Bueno. FotograFia: Carlos Eduardo Jr., talo Amorim, Pmela Kissianne. ProJEto grFiCo E diagraMao: Amanda Viviele / Camilla Maia - Via 3A Comunicao www.3acomunicacao.com.br | 61 - 3546-9705 dEsignEr: Gueldon Brito. dirEtora EXECutiVa: Jlia Dalia.

    SUM

    RIO06| Leitura nossa de cada dia08| O cenrio potico feito na cidade10| Tecnologia com mais definio traz novidade populao brasiliense14| Projeto resgata a histria da educao no DF18| Caiu um pouquinho de tinta em BSB20| Fio condutor de alta preciso24| Consumo em busca da arte28| Um remdio chamado esporte30| Espcie de biblioteca mvel incentiva leitura dentro dos txis de Braslia32| Restaurante mistura mgica a comidas tradicionais da Alemanha34| Cludia Matarazzo: a expert em comportamento que ensina etiqueta sem frescura38| Malandro exemplar

  • NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 5

    Era dia dos namorados e, nesta data, al-guns shoppings costumam promover atraes musicais... Sabia que conhecia aquela voz doce, sonora. Era ele, Pedro Camargo Mariano, ou somente Pedro Mariano, como conhecido. Dono da voz que canta e encanta. Por isso, como admi-radora da trajetria profi ssional e da pes-soa especial que ele , serei sempre algum que sente enorme satisfao em ouvir e apreciar as msicas de Pedro Mariano.

    Antnia Marzia, f e admiradora do cantor.

    Neste embalo de carinho, a revista Di Rol tem a honra de apresentar um dos maiores cantores e compositores do Brasil em sua ltima capa do ano de 2014. Pedro Maria-no, fi lho de Elis Regina, tem caractersti-cas nicas de algum com personalidade marcante e estilo prprio. Nesta edio, o leitor poder conferir um pouco sobre o projeto do cantor com uma orquestra que passou por sete cidades, inclusive Braslia, e os planos de retomar a turn em funo do lanamento do DVD.

    Considerada a maior expert em etiqueta do Pas, Cludia Matarazzo a estrela do bate papo realizado pela editoria Tribos nesta edio em que, carreira de sucesso e, claro, etiqueta, so os principais temas em foco.

    J ouviu falar em Bibliotxi? Esta a ltima novidade de uma cooperativa de txis em Braslia, que adotou a ideia de oferecer uma mini biblioteca em seus veculos, enquanto levam os clientes ao seu destino. E no que o negcio est bombando?!

    Estas e outras notcias exclusivas voc po-der conferir na ltima edio especial de fi nal de ano da revista Di Rol.

    Boa leitura!Jlia Dalia

    Diretora ExecutivaRevista Di Rol

    /revistadirole | www.arevistadirole.com.br

    ESPAO DO LEITORSe voc leu a revista Di Rol e tem opinies e/ou suges-tes, agora pode expressar-se. Envie sua sugesto ou comentrio acerca dos assuntos abordados na presente edio para: revistadirole@gmail.com

    EDITORIAL

    `

    09| The poetic scenario made in the city29| A medicine called sport

    SUMM

    ARY

    www.serranagrafica.com graficaserrana@terra.com.br |

    Impresso e Acabamento

    61. 3591 3398 61. 3591 8769|

  • 6 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 20146 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 2014

    ! Literatura

    LEITURA nossa de cada dia

    Por Ana Luiza Medeiros

    Sebos esto sendo revitalizados para uma verso online e moderna

    6 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 2014

    Foto

    : div

    ulga

    o

  • NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 7 NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 7

    At o mais vido dos leitores sente aquela pon-tada no corao ao ver o valor total de suas compras no caixa de sua livraria favorita. Para quem tem o hbito de levar dois ou trs volumes ao ms, esse ritual se torna cada vez mais doloroso, afi nal, esses poucos ttulos so o sufi ciente para transformar dois dgitos em trs, e o carto de dbito muitas vezes substitudo pelo de crdito.

    Diminuir o ritmo de suas leituras sempre o ltimo recurso a ser esgo-tado, pergunte a qualquer viciado em livraria, como nos reconhecemos no meio, carinhosamente. Muitos criaram entre os amigos crculos de leitura, repassando o mesmo exemplar de mo em mo at que todos o tenham lido, para que, s aps o fi nal do processo, seja feita a tal vaquinha para adquirir o prximo. Outros passaram a fazer uso dos e-books, os livros vendidos em formato digital, de acesso imediato aps a compra e de valor muito reduzido, se comparados verso impressa.

    Mas a soluo que mais est chamando a ateno da comunidade con-sumidora de literatura em geral o sebo. Velho conhecido dos maiores de trinta anos, os sebos caram no esquecimento com a bolha digital, mas at o prprio foi transformado e repaginado para se adequar nova gerao de leitores, os acostumados com contedo gratuito online 24h, a um clique de distncia. Os sebos online so um dos grandes res-ponsveis pela nova leva de leitores de baixo oramento, sem apego ao fato de estar comprando material novo, e que agora comea a enxergar valor no apenas no contedo das pginas, mas tambm nas manchas de descolorao e assinaturas que o volume ganhou ao longo dos anos.

    Mas o apelo emocional no o nico. Os preos, indo muito alm de um mero desconto, chegam a 95% sobre o preo de mercado em, mui-tas vezes, exemplares seminovos com garantia de satisfao. Um dos sites especializados com o maior acervo do Brasil, o estantevirtual.com.br, assegura a qualidade do livro, assim como a entrega dentro do prazo estipulado, com garantia de devoluo do dinheiro em caso de extravio, ou caso o livreiro no cumpra com sua metade do acordo. Qualquer pessoa pode comprar ou vender seus livros nesse tipo de site, que co-leciona nmeros impressionantes como, por exemplo, uma mdia de 11.000 exemplares vendidos todos os dias e acesso a mais de 12 milhes de ttulos em portugus para atender a todos os gostos.

    Com vendedores em todo o Brasil e mais de dois milhes de pesso-as cadastradas no sistema, fcil acreditar que qualquer livro, ou quase qualquer um, pode ser encontrado por meio do servio de sebo online. E com a comodidade de comprar com apenas alguns cliques e receber no conforto do seu lar, ainda mais compreensvel como a cultura do sebo, agora online, pode no s voltar moda, como dominar o negcio da

    venda de livros, restringindo assim o volume de exemplares novos vendidos nas livrarias.

    Mais uma forma de contornar os gastos com a leitura nossa de cada dia, que est cada vez mais comum entre os internautas, o servio de trocas, disponibilizados e regulados por sites. Como exemplo, desta-camos o skoob, uma comunidade literria online, mais conhecida entre a tribo. O site, alm de dispo-nibilizar uma pgina pessoal onde voc pode dividir sua leitura atual, os volumes que j devorou, os seus preferidos, os que abandonou e etc, tambm oferece uma opo avan-ada de cadastro onde a comuni-dade pode interagir e trocar livros, criando assim uma espcie de cor-rente da leitura, utilizada pelos ca-dastrados, regulada pelo site.

    E para quem gostaria de arriscar na compra, venda ou troca de li-vros usados online, mas sem se cadastrar em um site especfi co, o bom e velho facebook est a para facilitar a vida de quem quer fazer parte da comunidade. Basta pro-curar um grupo destinado a esse fi m e entrar na brincadeira. Mas lembre-se que as regulamentaes e garantias de entrega podem no ser to seguras. Tenha cuidado ao enviar exemplares pelo correio ba-seado apenas na palavra do colega, e procure saber da sua reputao dentro do grupo antes de fi nalizar o acordo. Outra dica tentar fazer trocas com pessoas da sua cidade, facilitando assim que a transao ocorra pessoalmente e em um lo-cal de grande circulao de pesso-as, para garantir no s a entrega e recebimento dos dois livros, como principalmente a sua segurana.

    NOV/DEZ 2014 :: Revista Di Rol :: 7

  • 8 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 20148 :: Revista Di Rol :: NOV/DEZ 2014

    ! Culture-se

    O CENRIO POTICO FEITO NA CIDADEBraslia agrega uma vasta produo literria e atende

    diversas reas da cidadePor Cibele Moreira

    Braslia que j foi denominada como a capital de todas as tribos - por abrigar uma variedade de manifestaes culturais - possui tambm uma forte infl uncia potica. Entre as esquinas da ci-dade fcil ver alguma expresso artstica. So intervenes urbanas, saraus, entre outras formas de expressar por meio das palavras, um senti-mento, acontecimento ou um momento vivido. Para a poetisa Julianna Motter, colaboradora do coletivo Ex-estra-nhos, a poesia s se realiza do outro. A minha obra s vai ter senti-do quando fi zer parte da vida de algum, comenta Motter, que tem parte do seu acervo espalhado pelas ruas da capital federal. Para ela, essa troca tem que existir. E eu acho que faltam, em qualquer cida-de, esses espaos de suspiro, onde um poema pode proporcionar um sorriso a um passante, mudar o dia dele, explica.

    Alm dos carimbos feitos por Julianna Motter, Braslia proporciona quase todos os dias da semana um espao aberto para o falar potico. Os saraus presentes nas cidades satlites tm como principal objeti-

    vo abrir as portas para um mo-vimento que tem ganhado cada vez mais fora.

    Misturando poesia, msica e te-atro, o Sarau Radical, realizado bimestralmente desde 2003 em So Sebastio, integra a literatu-ra de protesto. A arte no tem a obrigao de ter uma ligao direta com a poltica, sim um ato de resistncia, de descobrir a nossa palavra, comenta Vinicius Borba, uma dos integrantes do Sarau Radical e do coletivo Radi-cais Livres S/A.

    Segundo ele, a cena potica de Braslia est mais viva do que nunca. Cada cidade promove

    Foto