Revista Sempre Neves - 8 edi§£o

  • View
    216

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Publicação do Colégio Nossa Senhora das Neves, em Natal/RN

Text of Revista Sempre Neves - 8 edi§£o

  • ANO 5 N. 8 dEZ 2014

    A educao vai alm da sala de aula e comprova que investir na formao de crianas e adolescentes pode fazer a diferena para as prximas geraes

  • Editorial

    A tecnologia avana, o acesso informao se expande de forma acelerada e o conhecimento est cada vez mais acessvel. Diante de tantas mudanas externas, um deta-lhe ganha destaque: o direcionamento da educao para o desenvolvimento das habilidades emocionais e com-portamentais do cidado. Acreditando neste conceito, a reportagem de capa da oitava edio da revista Sempre Neves destaca o programa pedaggico que ser implan-tado no Colgio a partir de 2015: a Escola da Inteligncia.O programa foi idealizado pelo renomado educador Augusto Cury e baseado na Teoria da Inteligncia Multifocal, que enfatiza o funcionamento da mente e a construo da inteligncia com o aprimoramento dos aspectos emocional e social, potencializando o desempe-nho escolar, o gerenciamento das emoes e a melhoria das relaes interpessoais. Saiba mais sobre essa novida-de nas prximas pginas.Nesta edio, tambm trazemos uma reportagem especial sobre a gerao Alpha, formada pelas crianas nascidas a partir de 2010, que veem a tecnologia como algo natural em seu cotidiano, tamanha a familiaridade

    que desenvolvem com equipamentos aparentemente indecifrveis para pessoas de geraes anteriores.Seguindo nossa proposta editorial de abordar temas de interesse geral, destacamos tambm reportagens de comportamento abordando, por exemplo, o delicado momento do desfralde em crianas, a adoo de dietas sem qualquer acompanhamento nutricional entre os adolescentes e como os pais podem orientar os filhos sobre segurana e combate s drogas.Os projetos cientficos desenvolvidos na escola tambm ganham espao nas prximas pginas. Conhea ainda as novidades da Educao Infantil implantadas em 2014 e desvende os diversos espaos que compem o Colgio das Neves, sob o olhar de alunos e sempre alunos que fazem questo de deixar sua marca em forma de benfei-torias concretas para as geraes vindouras.

    Boa leitura.

    Irm Marli Arajo da SilvaDiretora

    Inteligncia e emoo de mos dadas

    2 SEMPRE NEVES

    Editorial

  • Sumrio4 EDUCAO INFANTIL - A licena maternidade acabou - e agora?

    6 INFNCIA - A hora do desfralde

    14 INCENTIVO LEITURA - Para ler o mundo com outros olhos

    20 PESQUISA - Cincia no dia a dia da escola

    26 ALIMENTAO - De bem com a sade e com o espelho

    30 PSICOPEDAGOGIA - Um olhar atento sobre transtornos de aprendizagem

    22

    PATRIMNIOConhea os marcos deixados pelos alunos e entenda por que muitos querem contribuir para a formao da histria da escola

    GERAO ALPHA A tecnologia algo natural para as crianas

    de hoje em dia. Mas como usar essa facilidade a favor do desenvolvimento?

    10

    Praa Pedro II, 1055, Alecrim, Natal/RN

    59030-400 - fone/fax: 84 3215.7100

    www.colegiodasneves.com.br - Twitter: @sempreneves

    www.facebook.com/sempreneves

    www.instagram.com/sempreneves

    DIRETORIA. Diretora-Presidente Irm Marli Arajo da Silva.

    Diretora Financeira Irm Maria Beatriz Arajo de Medeiros. Vice

    Diretora Pedaggica Adalgiza Maria Alves Pereira. SERVIO DE

    COORDENAO PEDAGGICA. Educao Infantil Ana Cristina Moura.

    Ensino Fundamental 2 ao 5 ano Eufrsia Medeiros de Lima.

    Ensino Fundamental 6 ao 9 ano Slvia Regina de Freitas. Ensino

    Mdio Cristina Maria Oliveira de Freitas. Ensino Religioso Josefa

    Jodalva Oliveira. Educao Fsica Evndalo Emanuel de Macedo

    e Hosana Cludia Matias. CCE-MANA E ASSOCIAO DO SEMPRE

    ALUNO Ana Maria Rgis.

    Sempre Neves uma publicao do Colgio Nossa Senhora das Neves, filiado rede PRONEvES.

    PRODUO

    84 3206-5815 | www.ideia.jor.br

    @ideia_comunica | facebook.com/ideiacomunica

    Edio Marina Lino e Mariana Pinto. Reportagem Felipe Arajo, Lili

    Oliveira e Mateus de Paula Fotos Alex Fernandes e Arquivo Neves

    IMPRESSO

    Impresso Grfica

    TIRAGEM

    5.000 unidades

    PROjETO GRFICO E DIAGRAMAO

    Firenzze - Making Apps

    (84) 2010.6306 | www.firenzze.com | @firenzze

    SEMPRE NEVES 3

  • Educao Infantil

    A licena maternidade acabou

    Aps o nascimento do beb, a casa fica em festa. Os pais dedicam-se formao da nova famlia, acompanham todos os passos do de-senvolvimento do mais novo integrante e se desdobram para atender todas as neces-sidades do rebento. A dedicao da famlia em tempo integral vira rotina. Amamentar, programar a hora certa de dar comida e ba-nho, vacinar e consultar o pediatra regular-mente so cuidados intensos e constantes, principalmente nos seis primeiros meses de vida. Contudo, o tempo passa e a licena maternidade chega ao fim. Neste momento, tempo de experimentar um novo desafio repleto de dvidas para muitas mes, por ser a hora de decidir deixar o filho aos cuidados de outra pessoa para poder retomar a vida profissional.Com o objetivo de unificar a educao, pro-porcionar segurana e tranquilidade para as mes que precisam retornar ao trabalho aps a licena-maternidade, o Colgio Nossa Senhora das Neves, em 2014, ampliou a Edu-cao Infantil e criou o berrio. um espao acolhedor e adequado para receber bebs a partir do quarto ms de vida at um ano de idade, onde o aprender e o carinho esto li-gados ao cuidar.A agente de viagens Daniele Pereira tem 32 anos, me de Daniel Pereira, de nove me-ses, e conta por que escolheu levar o filho

    ao berrio. Quando a licena acabou, pen-sei em deix-lo aos cuidados das avs, mas acabei optando por um lugar que tivesse profissionais qualificados. A escolha se deu devido segurana e ao compromisso que senti desde o primeiro o contato com a es-cola, revela.De maneira geral, a escola precisa ter cuida-dores afetuosos e capacitados para que a criana vivencie esse primeiro rompimento sem traumas e consiga encontrar o amor maternal, a ateno e o carinho oferecidos em casa tambm no ambiente em que foi inserida. Segundo a psicloga da Educao Infantil, Sheila Salustino, a adaptao est li-gada diretamente ao profissional educador, que deve conhecer as necessidades bsicas e aspectos de sade, nutrio e higiene de cada criana. Desta forma, a socializao desenvolvida de forma independente, auto-confiante e educativa, j que o beb vivencia o aprendizado quando interage com adultos e outras crianas de sua idade ou mais ve-lhas, complementa.Muitos pais tambm se preocupam com o momento ps-adaptao e ficam na incer-teza de saber se fizeram a escolha certa. Por isso, a psicloga lembra que a relao fam-lia-escola deve ser contnua. Os pais devem ficar atentos ao comportamento dos bebs e sempre buscar conversar com a equipe pe-

    e agora?4 SEMPRE NEVES

  • No berrio, a ideia de proporcionar ao beb o

    carinho e o confortopara que ele se sinta em casa

    transmitida em cada detalhe

    daggica para esclarecer as dvidas e os medos, orienta.A rotina das crianas beraristas do Colgio das Neves con-templa atividades que promovem o desenvolvimento indi-vidual e coletivo. No Colgio, os bebs tomam banho de sol, recebem estimulao na sala de psicomotricidade, tm momentos de repouso e contam com um cardpio perso-nalizado preparado pela nutricionista da Educao Infantil, explicou a auxiliar de coordenao, Cludia Milene Cabral.A ideia de proporcionar ao beb o carinho e o conforto para que ele se sinta em casa transmitida em cada deta-

    lhe; desde o ambiente limpo e climatizado, com espao li-vre para estimulao e desenvolvimento, at os brinquedos educativos escolhidos especialmente pela equipe pedag-gica para despertar a coordenao motora, a imaginao, o lado emocional, os rgos sensitivos e a interao.O berrio do Neves possui equipe multidisciplinar e conta com profissionais qualificados como psicloga, odontope-diatra, nutricionista e enfermeiras, para complementar os estmulos necessrios em cada etapa do crescimento das crianas.

    SEMPRE NEVES 5

  • Infncia

    hora do desfraldeEntender os primeiros momentos de inde-pendncia de uma criana um fator mui-to importante para seu desenvolvimento. A partir dos dois anos de idade, os pequenos j apresentam sinais fsicos, cognitivos e comportamentais que podem auxiliar em uma etapa delicada e marcante na vida dos pais e filhos: a hora do desfralde.A retirada de fraldas pode parecer um pro-cesso simples, mas muitas vezes, a insegu-rana da famlia pode influir negativamen-te no processo, que deve ser conduzido da forma mais natural possvel. nesse mo-

    mento que insegurana, dvidas de como proceder e medo de fracassar podem aca-bar gerando ansiedade excessiva nos pais. importante que a famlia compreenda o ritmo do seu filho e que ele precisa de tempo para se adaptar a uma nova rotina, explicou a professora Nvea Maria.Por entender todos esses sentimentos e compreender melhor as tenses naturais da conquista dessa nova etapa na vida da criana, a professora criou em 2013 o proje-to Cad o meu penico?. O ttulo do pro-jeto refere-se ao livro homnimo da autora

    A6 SEMPRE NEVES

  • hora do desfraldeA fonoaudiloga Cynthia Cirne, me das alunas Maria Jlia e Maria Louise, teve muitas dvidas quanto ao momento certo para dar incio ao desfralde das filhas

    SEMPRE NEVES 7

  • CADA CRIANANO SEU RITMOTodo o processo deve ser desenvolvido de forma natural e sem presso. Existe uma ideia mais ou menos generalizada de que a idade certa para tirar a fralda da criana por volta dos dois anos. Mas cada pessoa diferente e, assim como elas aprendem a andar em mo-mentos distintos, a hora ideal pode variar. importante nunca forar a criana a sentar no penico, nem a segurar. Tambm no vale for-ar se seu filho estiver assustado. As consequ-ncias no futuro podem ser bem ruins, princi-palmente por causa da priso de ventre.Caso a criana resista ao desfralde, o melhor esquecer o assunto por