Click here to load reader

Peças Roscadas (

  • View
    231

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Peças Roscadas (

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    1 de 47 15-08-2008 11:30

    Richard George Fernandes

    Peas Roscadas (Roscas, Generalidades, Definies)NE E 03-051//E 27-005

    As peas roscadas so de utilizao frequente em mecnica. As roscas podem ter utilizaes muito diferentes:

    - Provocar um esforo de presso entre duas peas para as imobilizar mutuamente;

    - Transformar um movimento de rotao num movimento de translao (por exemplo: um parafuso micromtrico).

    De modo geral, uma pea roscada no deve trabalhar ao corte. Se houver esforos deste tipo, de incluir um casquilho protector. (figuras seguintes)

    1. CARACTERSTICAS DE UMA ROSCA1 - Dimetro nominal

    Macho - dimetro d do vrtice do fio

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    2 de 47 15-08-2008 11:30

    Fmea - dimetro D do fundo do fio

    2 - Passo

    a distncia ( medida num plano que contm o eixo) entre dois pontos homlogos de dois perfis consecutivos do mesmo fio de rosca.

    As roscas podem ser:

    - de passo grosso (ou normal), para uso geral ;

    - de passo fino: pequeno avano por volta e pequena profundidade. So usadas em casos especiais: roscagem de tubos ou regulao fina. Para osmesmos dimetros, exigem tolerncias mais severas.

    3 - Sentido da Hlice

    A rosca pode ser direita ou esquerda.

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    3 de 47 15-08-2008 11:30

    4 - Nmero de fios

    Na mesma espiga podem ser abertos vrios fios de rosca.

    2. DEFINIESParafuso -

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    4 de 47 15-08-2008 11:30

    pea consttuida por uma espiga (haste) roscada a todo o comprimento ou no, com cabea ou sem cabea ( e neste caso diz-se "parafuso degolado" ,"espiga roscada" , etc.), mas sempre com dispositivo de imobilizao ou de movimentao.

    Porca - pea furada com rosca fmea, com dispositivo de movimentao e destinada a entrar numa rosca macho.

    Perno roscado - (parafuso com porca, cavilha roscada, etc.): conjunto formado por um parafuso com cabea e uma porca, destinado normalmente a fazer aperto entreas faces interiores da porca e da cabea do parafuso.

    Espigo - haste roscada em ambas as extremidades, destinada a fazer aperto entre a face de uma pea em que implantada por roscagem e a face interior deuma porca aplicada extremidade livre.

    3. DESIGNAO DAS CLASSES DE QUALIDADE (parafusos e espiges)As classes de qualidade so designadas por dois nmeros:

    O primeiro - ( resistncia mnima traco ) /10

    O segundo - 10 x relao entre o limite mnimo de elastecidade e a resistencia mnima traco.

    Classes de qualidade normalizada : 3.6 - 4.6 - 5.6 - 6.6 - 6.9 - 8.8 - 10.9 - 12.9 - 14.9

    4. PERFIL ISO

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    5 de 47 15-08-2008 11:30

    O perfil ISO definido pela fig: tem por base um tringulo equiltero de lado igual ao passo e com a base paralela ao eixo da rosca.

    As roscas usadas em parafusos, pernos, etc. esto resumidas nos quadros segundo os passos (NF E 03-014). As seces da espiga so as secesnominais utilizadas no clculo de resistncia.

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    6 de 47 15-08-2008 11:30

    1 - Rosca normal (passo grosso)Designao: p. ex., M8 (dimatro 8 mm) sem indicao do passo.

    2 - Rosca fina

    Designao: p.ex., M8 x 1 (dimetro 8 mm, passo 1 mm).

    A designao da rosca ser eventualmente seguida da indicao da tolerncia.

    Por analogia com a tcnica de tolerncias de peas lisas : a classe de tolerncia de uma rosca de dimetro e passo dados designada por um smbolo que inclui:

    - para tolerncia nos flancos : um nmero e uma letra de desvio ;

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    7 de 47 15-08-2008 11:30

    - para tolerncia no fundo : um nmero e uma letra de desvio ;

    Exemplo : M 10-5 g (macho), M 10-4 H 5 H (fmea).

    Qualidade mdia 6 H na fmea, 6 g no macho.

    5. ROSCA GS COM ESTANQUECIDADE

    Este tipo de rosca utilizado em montangens onde se pretenda estanquecidade (tubos e junes).- Rosca exterior cnica ;

    - Rosca fmea cilndrica ;

    - Dimenses : v. quadro

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    8 de 47 15-08-2008 11:30

    O comprimento da roscagem exterior cnica (comprimento til ) deve ser, pelo menos, igual a a + 1.

    O comprimento n da rosca cilndrica (fmea) deve ser, pelo menos, igual a 0,8. (amin + 1).

    O comprimento m maior ou igual a amax + 1 .

    Designao :

    Exemplo:

    - rosca exterior cnica G - 2 1/2 J, NF E 03-004.

    - rosca cilndrica G - 2 1/2 J, NF E 03-004

    6. ROSCA GS SEM ESTANQUECIDADE

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    9 de 47 15-08-2008 11:30

    Este tipo de rosca no proporciona estanquecidade. Para dimenses ver quadro acima.

    Designao :

    Exemplo :

    - rosca exterior cilndrica G 2 1/2 A, NF E 03-005.

    As letras A ou B para as roscas exteriores e H para as fmeas indicam tolerncia.

    7. ROSCAS TRAPEZOIDAIS SIMTRICASOs perfis do macho e da fmea so definidos a partir do tringulo ABC (fig. 5). Estes perfis podem transmitir esforos considerveis (fusos de tornos,etc.).

    Os fundos so livres. O valor de a em funo de p vem no quadro 6.

    Peas Roscadas (Representao das peas roscadas)NF E 04-012/E 27-004

    1. REPRESENTAO GRFICA

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    10 de 47 15-08-2008 11:30

    Para porcas ou parafusos hexagonais, as dimenses a, b, h so dadas nas pginas seguintes em funo de d (dimetro nominal).

    2. REPRESENTAO DAS PEAS ROSCADAS

    Roscas visveis

    Nas roscas visveis o vrtice dos fios de rosca dado por um trao grosso contnuo eo fundo dado por um trao fino contnuo.

    Roscas invisveis

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    11 de 47 15-08-2008 11:30

    Nas roscas invisveis tanto o vrtice como o fundo da rosca so dados por traos interrompidos curtos, de espessura mdia.

    Peas roscadas representadas em corte

    Neste caso o tracejado vai at ao trao que representa os vrtices da rosca.

    Vistas de topo das roscas

    Rosca visvel - o fundo da rosca dado por uma poro de circunferncia (cerca de 3/4) a trao fino continuo.

    Rosca invisvel - o chanfro da extremidade no se representa.

    Limites da parte utilizvel da rosca

    O limite indicado com um trao grosso contnuo, ou por um trao interrompido curto de espessura mdia, conforme a rosca visvel ou invisvel

    Montagem de peas roscadas

    No desenho destas reunies de peas, aplica-se as convenes anteriores - mas as roscas exteriores devem sempre esconder as roscas interiores e nopodem ser escondidas por elas.

    3. REPRESENTAO DAS PEAS DE ROSCA ESQUERDAQuando h peas de rosca esquerda e a parte roscada no visvel por quem trabalha com elas, costume marc-las como se v na fig

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    12 de 47 15-08-2008 11:30

    Peas Roscadas ( Montagem de Conjuntos Roscados, Dimenses)NF E 27-025/E 27-040/E 27-041

    1. MONTAGEM

    1.1 Furos lisos

    O quadro n d o dimetro do furo liso onde tenha de passar um parafuso, perno , etc.

    1.2 Implantao

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    13 de 47 15-08-2008 11:30

    A implantao j define o comprimento de rosca a embeber na montagem:

    - parafusos : 0,5 d < j < 1,5 d

    - espiges : 1,5 d < j < 2 d

    1.3 Furos roscados

    De um modo geral, para melhor trabalho de acabamento mecnico, os furos roscados devem ser feitos de fora a fora.

    No caso contrrio, deve-se fazer:

    p = j + 3 ou 4 passos

    p = j + 8 ou 9 passos

    2. ANILHAS

    As anilhas so utilizadas para melhor assentamento ou para travagem do elemento roscado.

    3. CAMAS E CAIXAS

    - A cama melhora o encosto da cabea ou da anilha;

    - A caixa permite embeber a cabea

    4. CHANFROS E CONTRAPUNOADOSPara facilidade de montagem, recomenda-se a sua utilizao nos furos.

    5. COMPRIMENTOS

    Os comprimentos da espiga e da parte roscada aplicam-se a parafusos e espiges.

    6. DESIGNAOA designao comporta o nome do elemento roscado, a forma da cabea (smbolo), eventualmente a forma da extremidade, e a letra M seguida dodimetro, do comprimento e do nmero de referncia da norma.

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    14 de 47 15-08-2008 11:30

    Exemplo :

    Parafuso QP de ponta cavada, M 12-50 NF E 27-110. Se o passo no for o normal, ser tambm assinalado.

    Peas Roscadas (Parafusos)NF E 27-113/E 27-311

    1. PARAFUSOS DE CABEA HEXAGONAL OU QUADRADAOs parafusos de cabea hexagonal so os mais utilizados, dada a facilidade e eficcia do seu aperto;

    Para desenhar, escolherse-:

    y = 1,15a

    z = 0,58a

    Os parafusos de cabea quadrada so frequentemente montados em ranhuras em T.

    Designao ;

  • Peas Roscadas ( http://demnet.ubi.pt/~humberto/ensino/estebi/richard/

    15 de 47 15-08-2008 11:30

    Exemplo :

    parafuso H, M 18-90, NF E 27-311

    2. PARAFUSOS DE CABEA DE EMBEBER, CHATA OU DE TREMOO, PARA METAIS

    Este tipo de parafuso usado para melhor acabamento (no aspecto esttico).

    A centragem imposta por este tipo de cabea pode representar um inconveniente na montagem.

    Esta forma permite embeber as cabeas dos parafusos em espessuras pequenas, como por exemplo em chapas.

    Para aplicao em furos no contrapun

Search related