OS PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA OS PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO GRECO-ROMANA

Embed Size (px)

Text of OS PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA OS PARADIGMAS DA EDUCAÇÃO GRECO-ROMANA

  • Slide 1
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA
  • Slide 2
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Componentes: Angelo Ramos Israel Sousa Jackeline Barbosa Moreira Jeanderval Santos OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA
  • Slide 3
  • GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA A influncia gerada pelas conquistas de Alexandre Magno Aproveitando-se das rixas entre as cidades-estado gregas, o Rei Filipe II da Macednia, conquistou e assumiu o controle de toda a Grcia. Aps sua morte. Seu filho Alexandre Magno herda e expande o imprio.
  • Slide 4
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA A influncia gerada pelas conquistas de Alexandre Magno Conta-se que Alexandre, ao atingir o climax de suas conquistas, chorou porque no tinha mais mundos para conquistar. No por mera ambio territorial e sim porque acreditava que sua misso era maior e bem mais nobre do que um simples chefe militar. Sonhava com um mundo Iluminado pelo esplendor da cultura grega.
  • Slide 5
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA A influncia gerada pelas conquistas de Alexandre Magno Embora Aristteles ousasse dizer que era dever de todo o homem tratar os gregos como homens livres e os orientais como escravos. Seu discpulo Alexandre, declarou que ele havia sido enviado pela divindade para unir, pacificar, e reconciliar o mundo inteiro. Idealizava um imprio sem barreiras tnicas, linguisticas ou cromticas.
  • Slide 6
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA A influncia gerada pelas conquistas de Alexandre Magno A Helenizao cultural expandiu-se. Todas as crianas livres do espao helnico frequentavam pelo menos a escola primria. As cidades helensticas no viviam em isolamento cultural.
  • Slide 7
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA A influncia gerada pelas conquistas de Alexandre Magno Partilhavam de um sistema uniforme de educao. Rapidamente essas escolas se implantaram em todo o espao do mundo helenstico. Por toda a parte surgiam indivduos e fundaes a patrocinar a educao das crianas e dos jovens, ou a apoiar projetos literrios dentro e fora de sua ptria. O sistema de educao helenstico baseou-se em dois modelos pedaggicos: platnico e sobretudo isocrtico.
  • Slide 8
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Plato Filsofo grego nasceu em Atenas, provavelmente em 427 a.C. e morreu em 347 a.C. considerado um dos principais pensadores gregos, pois influenciou profundamente a filosofia ocidental.
  • Slide 9
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Frases de Plato: Frases de Plato: A educao deve propiciar ao corpo e alma toda a perfeio e a beleza que podem ter Ao longo dos anos, os antigos encontraram uma boa receita para a educao: ginstica para o corpo e msica para a alma
  • Slide 10
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Ideais: O filsofo defendia que toda educao era de responsabilidade estatal. Defendia uma mesma instruo para meninos e meninas e o acesso universal ao ensino. Plato era um opositor da democracia
  • Slide 11
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Como pode uma sociedade ser salva, ou ser forte, se no tiver frente seus homens mais sbios?, escreveu Plato
  • Slide 12
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Estudo permanente A educao, segundo a concepo platnica, visava a testar as aptides dos alunos para que apenas os mais inclinados ao conhecimento recebessem a formao completa para ser governantes. O processo deveria ser longo, porque Plato acreditava que o talento e o gnio s se revelam aos poucos.
  • Slide 13
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA O curso de estudos, para Plato deveria ser de cinco perodos: 1- dos 3 aos 6 anos: Prtica do pentatlo (Nome colectivo de cinco exerccios que constituam os jogos da Grcia, em que entravam os atletas: salto, carreira, luta, pugilato e disco. Dana e msica para ambos os sexos). 2- dos 7 aos 13 anos: Introduo paulatina da cultura intelectual e acentuao dos exerccios fsicos. A partir dos 10 anos, aprendizagem da leitura e escrita e clculo por processos prticos. Afasta-se assim dos costumes atenienses que comeavam a educao intelectual antes dos 10anos.
  • Slide 14
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA 3- dos 13 aos 16 anos: Perodo da educao musical. O programa dividido em duas seces: uma literria, compreendendo gramtica e aritmtica; outra musical, compreendendo poesia e msica. Ensina-se a tocar a ctara e prefere-se a msica drica, enrgica e viril. 4- dos 17 aos 20 anos: Perodo da educao militar. Os jovens devero adquirir resistncia e uma sade a toda a prova. Ser preciso harmonizar a msica ginstica, faziam-se os homens ferozes. Somente com a msica, produzir-se-iam os afeminados.
  • Slide 15
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA 5- dos 21 anos em diante: Apenas os jovens mais capazes devem continuar a educao j com carter superior e baseada nas Matemticas e Filosofia. Entre eles, selecionam-se os futuros governantes, prosseguindo sua educao at os 50 anos.
  • Slide 16
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA Essa educao pode ser distribuda da seguinte forma: Dos 21 aos 30 anos: estuda-se com profundidade: aritmtica, geometria e astronomia. Dos 31 aos 35 anos: predomnio da formao filosfica e dialctica, sem prejuzo dos estudos matemticos. Dos 35 aos 50 anos: O magistrado ser incumbido de uma funo pblica e empregar os seus talentos para a prosperidade do Estado. Ningum ser admitido ao governo, antes dos 50 anos de idade.
  • Slide 17
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA O aprendizado como reminiscncia Todo aprendizado no passaria de um esforo de reminiscncia um dos princpios centrais do pensamento do filsofo. No possvel ou desejvel transmitir conhecimentos aos alunos, mas, antes, lev-los a procurar respostas, eles mesmos, a suas inquietaes. Plato do mais alto interesse para todos que compreendem a educao como uma exigncia de que cada um, professor ou aluno, pense sobre o prprio pensar, diz o professor Sardi.
  • Slide 18
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Para pensar: Plato acreditava que, por meio do conhecimento, seria possvel controlar os instintos, a ganncia e a violncia. O acesso aos valores da civilizao, portanto, funcionaria como antdoto para todo o mal cometido pelos seres humanos contra seus semelhantes. Hoje poucos concordam com isso; a causa principal foram as atrocidades cometidas pelos regimes totalitrios do sculo 20, que prosperaram at em pases cultos e desenvolvidos, como a Alemanha. Por outro lado, no h educao consistente sem valores ticos. Voc j refletiu sobre essas questes? At que ponto considera a educao um instrumento para a formao de homens sbios e virtuosos?
  • Slide 19
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Iscrates Filsofo e retrico ateniense (436 338 a C.). Dedicou-se ao ensino e fundou sua escola de retrica, contempornea e rival da Academia platnica.
  • Slide 20
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Uma educao do Homem pela linguagem como palavra repleta de sentido, referida aos assuntos que so fundamentais para a vida e a comunidade humana a que os gregos chamam de os assuntos da Plis. Segundo Iscrates so trs os fatores que esto na base de toda a educao: o dom, a prtica e o estudo. O primeiro requisito que o aluno tenha predisposio natural
  • Slide 21
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Muito se tem discutido sobre os ciclos e o contedo da Paideia Isocrtica. Digamos que Iscrates concorda com o essencial do programa de estudos do seu tempo. ginstica do corpo e da alma (obtida pelo estudo da msica, dos poetas, da gramtica e da retrica) devem juntar-se, na juventude, a aprendizagem dos conhecimentos adquiridos pelos antepassados na Geometria, na Astronomia e na Filosofia.
  • Slide 22
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Aristteles O Filsofo grego Aristteles nasceu em 384 a.C., na cidade antiga de Estgira, e morreu em 322 a.C.
  • Slide 23
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA tica e Poltica VIRTUDE Ser feliz e ser til comunidade eram dois objetivos sobrepostos, e ambos estavam presentes na atividade pblica. O melhor governo, dizia ele, seria aquele em que cada um melhor encontra o que necessita para ser feliz. A educao para Aristteles, um caminho para a vida pblica. Cabe educao a formao do carter do aluno.
  • Slide 24
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA Artes liberais: Trivium: lgica, gramtica e retrica; Quadrivium: Aritmtica, msica, geometria e astronomia;
  • Slide 25
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA "A educao tem razes amargas, mas os frutos so doces". Aristteles (D.L. 5, 18).
  • Slide 26
  • OS PARADIGMAS DA EDUCAO GRECO-ROMANA GRECO-ROMANA BIBLIOGRAFIA : http://pt.shvoong.com/social-sciences/education/1738088- educa%C3%A7%C3%A3o-grega-pedagogia-grega/#ixzz1K6kfM3er http://www.webartigos.com/articles/3646/1/Estado-E-Educacao-Em- Platao/pagina1.html http://educarparacrescer.abril.com.br/aprendizagem/aristoteles- 307025.shtml?page=page2# BASEADO EM : Paradigmas de educao na Antiguidade Greco-Romana http://www1.ci.uc.pt/eclassicos/bd_pdfs_hum/28/art.28- paradigmasdeeducacaogreco-romana.pdf