Click here to load reader

Meio Amb e Logist

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Sustentabilidade e Meio Ambiente em Logistica

Text of Meio Amb e Logist

  • MEIO AMBIENTE E LOGSTICA

    SUSTENTABILIDADE

  • MEIO AMBIENTE E LOGSTICA

    SUSTENTABILIDADE

  • SUSTENTABILIDADE

    Habilidade de sustentar ou suportar uma

    ou mais condies, exibida por algo ou

    algum.

    Tambm pode ser definida como a

    capacidade do ser humano interagir com o

    mundo, preservando o meio ambiente para

    no comprometer os recursos naturais das

    geraes futuras.

  • DESENVOLVIMENTO SUSTENTVEL

    Desenvolvimento sustentvel significa obter

    crescimento econmico necessrio, garantindo

    a preservao do meio ambiente e o

    desenvolvimento social para o presente e

    geraes futuras.

    Para que ocorra o desenvolvimento sustentvel

    necessrio que haja uma harmonizao entre

    o desenvolvimento econmico, a preservao

    do meio ambiente, a justia social

  • LOGSTICA DE MEIO AMBIENTE

    A logstica tem se posicionado como uma ferramentapara o gerenciamento empresarial pela suacontribuio na obteno de vantagens econmicas,sem, contudo, desconsiderar os aspectos ambientais.

  • LOGSTICA REVERSA

    A logstica reversa est ligada ao mesmo

    tempo, a questes legais e ambientais e as

    econmicas, o que coloca em destaque e faz

    com que seja imprescindvel o seu estudo no

    contexto organizacional, porque o processo

    por meio das quais as empresas podem se

    tornar ecologicamente mais eficiente por

    intermdio da reciclagem, reuso e reduo

    da quantidade de materiais usados.

  • GESTO AMBIENTAL

  • RESDUOS

    Para aplicar a logstica na gesto ambiental e

    otimizar as atividades, deve-se conhecer

    perfeitamente cada tipo de resduo gerado

    no processo produtivo da empresa, para

    definir a melhor forma de descart-lo, o

    tipo de transporte mais adequado, e a

    frequncia com que pode ser realizado esse

    transporte.

  • CLASSIFICAO DOS RESDUOS SLIDOS

    Os resduos podem ser classificados deacordo com a sua origem:

    Resduos domsticos: so aqueles produzidospelas pessoas em suas residncias, soconstitudos de restos de alimentos,embalagens, papis, plsticos etc.

  • Resduos comerciais: so aqueles gerados pelo

    setor tercirio e so compostos especialmente

    por papis, papeles e plsticos.

    Resduos das reas de sade: so provenientes

    de hospitais, farmcias, postos de sade e

    casas veterinrias. Compostos principalmente

    por seringas, vidros de remdios, algodo,

    gaze, rgos humanos etc.

  • Resduos industriais: so aqueles que se

    originam das atividades do setor industrial,

    como restos de metais, de madeiras, de

    tecidos, de produtos qumicos e outros. Seu

    potencial poluidor varivel, dependendo

    grandemente da sua composio.

  • De acordo com a norma NBR 10004

    Resduos Slidos Classificao, os

    resduos podem ser classificados quanto aos

    riscos potenciais ao meio ambiente, indicando

    quais devem ter manuseio e destinao mais

    rigidamente controlados:

    NBR 10004 Resduos Slidos

  • Resduos Classe I Perigosos: os resduos

    perigosos apresentam caractersticas de

    inflamabilidade, corrosividade, reatividade e

    patogenicidade, podendo representar risco

    para a sade pblica, provocar mortalidade

    ou incidncia de doenas, alm de causar

    efeitos adversos ao meio ambiente, quando

    manuseados ou dispostos de forma

    inadequada.

  • Resduos Classe II No Inertes: so

    classificados como no inertes os resduos

    slidos ou misturas de resduos slidos que

    no se enquadrem nas Classes I e III.

    Estes resduos podem ter propriedades de

    combustibilidade, biodegrabilidade ou

    solubilidade em gua.

  • Resduos Classe III Inertes: so classificados

    como resduos inertes os resduos slidos ou

    misturas de resduos slidos que, submetidos

    ao teste de solubilizao no tenham nenhum

    de seus constituintes solubilizados, em

    concentraes superiores ao padres definidos

    na norma NBR 10005 (Padres para teste de

    solubilizao). Como exemplo destes

    materiais, temos rochas, tijolos, vidros e certos

    plsticos e borrachas que no so facilmente

    decompostos.

  • TRATAMENTO DOS RESDUOS SLIDOS

    Basicamente, existem quatro maneiras de

    eliminar os resduos industriais,

    dependendo do tipo de resduo gerado a

    escolha do fim que pode ser dado a ele. Os

    resduos slidos podem ser aterrados em

    aterros industriais, incinerados, reciclados

    ou reutilizados.

  • Aterro Sanitrio

    Tcnica de disposio final de resduos slidos urbanosno solo, atravs de confinamento em camadas cobertascom material inerte, geralmente solo, segundo normasespecficas, de modo a evitar danos ou riscos sade e segurana, minimizando os impactos ambientais.

  • Aterro Controlado

    uma variante que dispensa o uso permanente demquina. A diferena bsica entre um aterro sanitrio eum aterro controlado que este ltimo prescinde dacoleta e tratamento do chorume, assim como dadrenagem e queima do biogs

  • Aterro Industrial

    Tcnica de disposio final de resduos industriais nosolo, sem causar danos ou riscos sade pblica e sua segurana, minimizando os impactos ambientais,utilizando, semelhana dos aterros sanitrios,princpios de engenharia para confinar os resduosindustriais, tanto perigosos (Classe I) quanto noinertes (Classe II), na menor rea possvel.

  • RECICLAGEM

    Designao genrica para os processos de

    transformao de bens e materiais descartados

    que envolvem a alterao de suas

    propriedades fsicas, aproveitando-se a

    matria-prima neles contidas para a produo

    de bens e materiais utilizveis. No se deve

    confundir com reutilizao, que o

    reaproveitamento do prprio objeto

    descartado, sem alterao fsica exceto pela

    limpeza e eventuais reparos.

  • INCINERAO

    A incinerao um processo tecnolgico que

    emprega a decomposio trmica, atravs de

    oxidao em altas temperaturas, para destruir a

    frao orgnica de um resduo ou reduzir seu

    volume. Quaisquer resduos que contenham

    uma frao orgnica perigosa so candidatos

    incinerao. A incinerao de solos

    contaminados por vazamentos de produtos

    perigosos bastante comum

Search related