Folheto 28.11.2010
Folheto 28.11.2010
Folheto 28.11.2010
Folheto 28.11.2010

Folheto 28.11.2010

  • View
    218

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Folheto 28.11.2010

Text of Folheto 28.11.2010

  • 1. MOTIVAOA Irms e irmos, iniciamos hoje um novo Ano Litrgico. Vamos fazer me-mria, durante todo o ano, da histria da Salvao. O centro dessa histria Jesus: sua encarnao, misso, paixo, morte, ressurreio e ascenso, e o der-ramamento do Esprito Santo.No tempo do Advento, celebramos as duas vindas de Jesus. Ele vir para dar pleno cumprimento a suas promessas. Ele veio e revelou o Projeto do Pai: fez conosco uma aliana, e quer nossa par-ticipao na construo de seu Reino de amor, justia, verdade e santidade.Ele sempre vem! Vigilantes, preparemos sua chegada e iniciemos nossa celebra-o, cantando.

    2. CANTO DE ABERTURA(37 Curso: 09.09)1. Uma voz fez-se ouvir l no deserto: / Preparai os caminhos do Senhor! / Na alegria do Cu assim to perto, /entoou toda Terra este clamor:Vem, Senhor, no tardes mais, / s o anseio das naes! / Vem curar os nos-sos ais / e expulsar as opresses! / Pastor Santo de Israel, / vem salvar teu povo, vem! / Deus bendito, Emanuel, / vem salvar teu povo, vem!2. Vai cumprir-se do Cu a profecia: / Nos-so Deus entre ns vem habitar! / Reunido, e na paz da liturgia, / vem o povo de Deus ento cantar:3. No horizonte j brilha nova vida, / Luz sublime de um novo amanhecer. /

    E, feliz, rumo Terra Prometida, / eis o povo de Deus sempre a dizer:4. Eis grilhes da injustia j rompidos, / mil algemas quebradas pelo amor, / mas na paz, o clamor dos oprimidos / chega ao Cu neste brado de louvor.

    3. ACOLHIDAP Em nome do Pai...T Amm.P O Deus da esperana, que nos cumu-la de toda alegria e paz em nossa f, pela ao do Esprito Santo, esteja convosco. T Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

    4. ATO PENITENCIALP Advento tempo de vigiln-cia. Somos chamados a ficar atentos a tudo que contrrio ao projeto de Deus e deixar que sua Palavra nos transforme. A melhor preparao para o Natal a nossa converso.Humildes e confiantes, peamos per-do dos nossos pecados.

    (Pausa)P Cantemos.(34 Curso: 09.07)1. Senhor, que vindes visitar vosso povo na paz, tende piedade de ns.2. Cristo, que vindes salvar o que estava perdido, tende piedade de ns.3. Senhor, que vindes criar um mundo novo, tende piedade de ns.Senhor, tende piedade. Cristo, tende pie-dade de ns. Senhor, piedade, piedade de ns. (bis)

    (Concluso pelo presidente)

    5. ORAOP Oremos.

    (Pausa para orao) Deus todo-poderoso, concedei a vossos fiis o ardente desejo de possuir o reino celeste, para que, acorrendo com as nossas boas obras ao encontro do Cristo que vem, sejamos reunidos sua direita na comunida-de dos justos. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Esprito Santo.T Amm.

    VIGIEMOS: O SENHOR VEM!

    A A melhor atitude de vigilncia a es-cuta atenta da Palavra de Deus. Com todo zelo, escutemos.

    6. PRIMEIRA LEITURALeitura do Livro do Profeta Isa-

    as (2,1-5) 1Viso de Isaas, filho de Ams, sobre Jud e Jerusalm. 2Acontecer, nos ltimos tempos, que o monte da casa do Senhor estar fir-memente estabelecido no ponto mais alto das montanhas e dominar as co-linas. A ele acorrero todas as naes, 3para l iro numerosos povos e diro: Vamos subir ao monte do Senhor, casa do Deus de Jac, para que ele nos mostre seus caminhos e nos ensine a cumprir seus preceitos; porque de Sio provm a lei e de Jerusalm, a Palavra do Senhor.

    4Ele h de julgar as naes e arguir numerosos povos; estes transformaro suas espadas em arados e suas lanas em foices: no pegaro em armas uns contra os outros e no mais travaro combate. 5Vinde, todos da casa de Jac, e deixemo-nos guiar pela luz do Senhor. - Palavra do Senhor. T - Graas a Deus.

    (Tempo de silncio)

    7. SALMO 121 (122) (Salmos e Aclamaes / ano A: 11.10)Que alegria quando me disseram: / Vamos casa do Senhor!1Que alegria, quando me disseram: / Va-mos casa do Senhor! / 2E agora nossos ps j se detm, / Jerusalm, em tuas portas. 4Para l sobem as tribos de Israel, / as tri-bos do Senhor. / Para louvar, segundo a lei de Israel, o nome do Senhor. / 5A sede da justia l est, e o trono de Davi.6Rogai que viva em paz, Jerusalm, / e em segurana os que te amam! / 7Que a paz ha-bite dentro de teus muros, / tranquilidade em teus palcios!8Por amor a meus irmos e meus amigos, / peo: A paz esteja em ti!/ 9Pelo amor que te-nho casa do Senhor, / eu te desejo todo bem!

    (Tempo de silncio)

    Sugestes para a equipe de celebrao:1. A cor rosada na mesa do altar, na mesa da Palavra e nas vestes litrgicas lembra-nos uma alegre espera e nos ajudam a diferenciar do roxo que caracteriza a penitncia quaresmal.2. Preparar a coroa do Advento, feita com ramos verdes, enfeitada com fitas coloridas e a cada domingo, introduz-se uma vela at completar 4 no final do Advento: 3 velas roxas e l rosa, ou todas da mesma cor.3. Antes da celebrao, acender solenemente a vela como o indicado no incio do folheto.4. Onde for costume, armar o prespio, fazendo-o aos poucos, durante todo o Advento ou, ento, a partir do dia 15/12. Que a cada domingo, a comunidade visualize sinais da aproximao da vinda do Senhor e alimente a esperana tambm atravs da armao do prespio.5. A comunidade reunida o Corpo de Cristo. Ele, sua Cabea. Por isso, bom valorizar a participao plena, ativa e cons-ciente da comunidade durante toda a celebrao, sobretudo nas partes reservadas para que toda a assembleia se expresse junto com o presidente. Por exemplo, na Profisso de F e na Orao do Pai Nosso, que todos digam as palavras do incio

    das oraes: Creio... , Pai ... e no simplesmente alcancem o presidente aps a pronncia da palavra, continuando a orao.O smbolo da profisso de f, na celebrao da Missa, tem por objetivo levar o povo a dar seu assentimento e resposta palavra de Deus ouvida nas leituras e na homilia, bem como recordar-lhe a regra de f antes de iniciar a celebrao da Eucaristia (IMR, n. 43). O smbolo dito pelo sacerdote com o povo (cf. IMR n. 44). s palavras E se encarnou pelo Esprito Santo, todos se inclinam, mas nas solenidades da Anunciao e do Natal todos se ajoelham.7. No tempo do Advento, o uso de instrumentos musicais e a or-namentao com flores devem ser moderados, conforme o carter prprio deste tempo e de modo a no antecipar a plena alegria do Natal. No 3 domingo, o Gaudete, pode-se usar cor-de-rosa (CB, n. 236). Hoje comeam as leituras do ano A. Neste incio de ano litrgico, durante as quatro semanas, a Igreja entoa um canto de es-perana quele que est por chegar, o Prncipe da Paz, o Emanuel, Deus-conosco. Este canto, primeiramente entoado por Joo Batista e Maria, continua ressoando no seio da Igreja que clama: Vem, Se-nhor, nos salvar. Vem, sem demora, nos dar a paz.(cf. Diretrio da Liturgia e da organizao da Igreja no Brasil, CNBB).

    VIGIEMOS: O SENHOR VEM!

    Praa Dom Emanuel, s/n - Centro - Caixa postal 174 CEP 74001-970 - Goinia - GoisFone: (62) 3223-0759 - curia@arquidiocesedegoiania.org.br

    CRIA ARQUIDIOCESANA

    criao e a prece que elevamos a ti com as palavras que Jesus nos ensinou: T Pai Nosso... pois vosso o reino, o poder e a glria para sempre.

    26. ABRAO DA PAZ P Irmos e irms, por sua morte e ressurreio, o Cristo nos reconciliou. Demo-nos uns aos outros o abrao da paz!

    27. RITO DA COMUNHO (Aps o Pai-Nosso, quem preside convida a comunidade a partilhar o po, dizendo:)

    P Assim disse Jesus: Eu sou o po da vida. Quem vem a mim nunca mais ter fome e o que cr em mim nunca mais ter sede.Mostrando o po consagrado:P Eis o Cordeiro de Deus, aquele que tira o pecado do mundo!T Senhor, eu no sou digno(a)...Distribuio da comunho (Canto da Co-munho n. 17 deste folheto.)

    28. ORAO FINALP Deus, de ternura e de paz, tu nos

    acolheste nesta celebrao para dar ao nos-so corao a esperana de um tempo novo, sem violncia e sem misria. Prolonga em nossa vida a energia de amor que recebe-mos, para que possamos ser pessoas solid-rias e atentas aos sculos. Amm. Teus sinais, at o dia da manifestao de Jesus Cristo, nosso Salvador, bendito pelos sculos. T Amm.O roteiro de onde no houver missa encontra-se no livro Dia do Senhor de M. Guimares e P. Carpanedo, Paulinas: Apostolado Litrgico.

    Arquidiocese de Goinia1 Domingo do Advento

    28 de novembro de 2010 - Ano XXVIII - N 1582

    LITURGIA DA PALAVRA

    LEITURAS BBLICAS: 2-f.:Is 4,2-6; Mt 8,5-11. 3-f.:Rm 10,9-18; MT 4,18-22. 4-f.: Is 25,6-10a; Mt 15,29-37. 5-f.: Is 26,1-6; Mt 7, 21.24-27. 6-f.: Is 29,17-24; Mt 9, 27-31. Sbado: Is 30,19-21.23-26; MT 9,35-10,1.6-8. Domingo: 2 Domingo do Advento Is 11,1-10; Rm 15, 4-9; Mt 3,1-12.

    Preparao:a) Chegada, orao pessoal, ensaios de canto;b) Tempo de silncio;c) Refro meditativo:(39 Curso: 08.10)

    Vigiai unidos a mim, / comigo orando, / sempre orando.(Cantar vrias vezes at a assem-bleia tornar-se um s corpo. Durante o canto, faz-se o acendimento da 1. vela da coroa do Advento.)

    Quem faz o bemvai estar l!

    1 a 5 de dezembro - Estao Goinia

  • 8. SEGUNDA LEITURALeitura da Carta de So Paulo aos

    Romanos (13,11-14a) Irmos, 11vs sabeis em que tempo estamos, pois j hora de despertar. Com efeito, agora a salvao est mais perto de ns do que quando abraamos a f. 12A noite j vai adiantada, o dia vem chegando: despojemo-nos das aes das trevas e vistamos as armas da luz. 13Proceda-mos honestamente, como em pleno dia: nada de glutonerias e bebedeiras, nem de orgias sexuais e imoralidades, nem de brigas e rivalidades.

    14aPelo contrrio, revesti-vos do Senhor Jesus Cristo. Palavra do Senhor. T Graas a Deus.

    (Tempo de silncio)

    9. ACLAMAO AO EVANGELHO(Salmos e Aclamaes / ano A: 11.10)

    Aleluia, aleluia! (bis)Mostrai-nos, Senhor, vossa bondade / e a vossa salvao nos concedei!

    P O Senhor esteja convosco.T Ele est no meio de ns.P Proclamao do Evangelho de Je-sus Cristo segundo Mateus.T Glria a vs, Senhor.

    (24,37-44) Naquele tempo, Jesus disse aos seus discpulos: 37A vinda do Filho do Homem ser como no tempo de No. 38Pois nos dias, antes do dilvio, to-dos com