dissertacao corrigida - Biblioteca Digital de Teses e ... prevalncia de anemia ferropriva estabeleceu,

  • View
    214

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of dissertacao corrigida - Biblioteca Digital de Teses e ... prevalncia de anemia ferropriva...

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

11

1. INTRODUO

1.1. ANEMIA E DEFICINCIA DE FERRO

Anemia definida pela Organizao Mundial da Sade (OMS) como a

condio na qual o contedo de hemoglobina no sangue est abaixo do

normal como resultado da carncia de um ou mais nutrientes essenciais. Os

principais efeitos adversos e conseqncias so: fadiga generalizada,

anorexia, menor disposio para o trabalho, apatia, retardo no crescimento,

perda significativa de habilidade cognitiva, baixo peso ao nascer,

mortalidade perinatal e dificuldade de aprendizagem (MINISTRIO DA

SADE, 2004). A anemia comum mesmo entre famlias de melhor nvel

socioeconmico e sua tendncia secular no Brasil de aumento

(MONTEIRO et al., 2000).

Estima-se que a deficincia de ferro responsvel por cerca de 50%

de todas as causas de anemia (WHO/FAO, 2006). Outras possveis causas

so: hemlise por malria, deficincia da glicose-6-fosfato desidrogenase,

defeitos hereditrios na sntese de hemoglobina e deficincias nutricionais,

por exemplo, vitamina A, B12, C e cido flico. Perdas de sangue tais como

as associadas com esquistossomose, infestao por ancilstomo, Trichuris

trichiura, amebas, hemorragia em crianas e traumas tambm podem

resultar em ambos: deficincia de ferro e anemia (WHO, 2001). No caso de

infestao por Ancylostoma duodenale ou Necator americanus, as perdas de

sangue ocorrem tanto pelo prprio sangue sugado pelo parasita, como

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

12

tambm pelo sangramento decorrente da leso na mucosa intestinal. J a

competio por alimento pode ser causada pela infestao por Ascaris

lumbricoides e Giardia lamblia (QUEIROZ e TORRES, 2000).

Alm desses fatores, a deficincia de ferro pode ser causada pelo

inadequado consumo diettico e geralmente acompanhada de desnutrio

e infeco crnica (DRAPER, 1997). A prematuridade infantil e o baixo peso

ao nascer, associados ao abandono precoce do aleitamento materno

exclusivo, so as causas mais comuns que contribuem para a espoliao de

ferro no lactente (QUEIROZ e TORRES, 2000). O leite materno tem

contedo relativamente baixo de ferro, embora seja um ferro melhor

absorvido que o ferro encontrado no leite de vaca. A deficincia de ferro

comumente desenvolve-se aps os 6 meses de idade, principalmente se a

alimentao complementar no prover suficiente quantidade de ferro,

mesmo para as crianas amamentadas exclusivamente ao peito (WHO,

2001).

O principal problema durante o primeiro ano de vida e, de modo geral,

durante toda a infncia suprir ferro nutricional suficiente e assegurar que

uma proporo adequada desse ferro seja absorvida. Os estoques de ferro

presentes no recm-nascido e o ferro oriundo do leite materno provm ferro

suficiente para atender as demandas da criana at os 6 meses de idade,

aps esta fase outras fontes de ferro so necessrias (DRAPER, 1997). Os

recm-nascidos de baixo peso tm menores reservas de ferro, sendo

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

13

maiores os riscos de apresentarem sinais de deficincia em idade mais

precoce (LNNERDAL e DEWEY, 1996).

Alm desses aspectos, devem ser considerados o baixo nvel scio-

econmico e cultural, as condies de saneamento bsico e de acesso aos

servios de sade, o fraco vnculo na relao me-filho e a multiparidade

com intervalo interpartal curto, impossibilitando a reposio das perdas

nutricionais da gestao anterior e, deste modo, causando a anemia na

gestante e muitas vezes, no recm-nascido (QUEIROZ e TORRES, 2000).

Por todas as conseqncias j bem conhecidas da deficincia de ferro,

a WHO a categoriza como um dos dez mais srios problemas de sade no

mundo atual. Cerca de 40% das pessoas em pases em desenvolvimento

sofrem de deficincia de ferro. Este ndice em 2000, no Brasil, era de 45%.

J na Etipia atingia 85% e na China, 8%. Nos ltimos 15 anos, a deficincia

de ferro tem assumido maior importncia devido a evidncias de sua relao

com prejuzo mental, afetando, por exemplo, o quociente de inteligncia (QI),

que apresenta queda de 5 a 7 pontos em crianas deficientes (UNICEF,

2004).

De acordo com dados de mortalidade da WHO, cerca de 0,8 milhes

de mortes por ano podem ser atribudas deficincia de ferro. Em termos de

perda de vida saudvel, expressa em DALYs (Disability-Adjusted Life

Years), a anemia por deficincia de ferro ocupa o 14 lugar no rank das

principais causas de DALYs perdidos no mundo no ano de 1990

(UNILEVER, 2001).

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

14

O ferro desempenha importantes funes no metabolismo humano, tais

como transporte e armazenamento de oxignio, reaes de liberao de

energia na cadeia de transporte de eltrons, converso de ribose a

desoxirribose, co-fator de algumas reaes enzimticas e inmeras outras

reaes metablicas essenciais (COOK et al., 1992). Normalmente, cerca de

70 a 90% do ferro captado pela medula ssea para ser utilizado na

produo da hemoglobina (QUEIROZ e TORRES, 2000). O ferro estocado

no fgado, sob as formas de ferritina e hemossiderina (WHO/FAO, 2006).

Mais de 65% do ferro corporal encontra-se na hemoglobina, cuja

principal funo o transporte de oxignio e gs carbnico. Na

hemoglobina, um tomo de ferro divalente encontra-se no centro de ncleo

tetrapirrlico, formando o ncleo heme (QUEIROZ e TORRES, 2000).

Cerca de 90% do ferro dos alimentos esto na forma de sais de ferro,

denominados no-heme. O grau de absoro deste tipo de ferro altamente

varivel e depende das reservas de ferro do indivduo e de outros

componentes da dieta. Entre os fatores que interferem positivamente na

absoro de ferro esto as carnes e os cidos orgnicos como o ctrico,

mlico, tartrico, ltico e, principalmente, o cido ascrbico. Entre os

inibidores da absoro esto os polifenis, fitatos, fosfatos e oxalatos

(BOTHWELL et al., 1989).

Os outros 10% do ferro da dieta esto na forma de ferro heme,

provenientes principalmente, da hemoglobina e mioglobina. O ferro heme

bem absorvido, e sua absoro pouco influenciada pelas reservas

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

15

orgnicas de ferro ou por outros constituintes da dieta (CARDOSO e

PENTEADO, 1994). Ainda no existem concluses sobre a porcentagem de

absoro de cada forma de ferro. HALBERG (1981) e FAIRWEATHER-TAIT

(1992) consideram 25% de absoro do ferro heme e 10% do ferro no

heme. J MONSEN et al. (1978), considerando uma dieta com

biodisponibilidade mdia, acreditam em valores de 23% de ferro heme

absorvido e 5% de ferro no heme. Os mesmos autores relatam valores de

14% de absoro de ferro heme de um cereal fortificado com hemoglobina.

Alm disso, o nvel das reservas de ferro do indivduo pode se

relacionar com a porcentagem de absoro do mineral. Indivduos

deficientes em ferro, quando comparados a indivduos normais, absorvem 2

a 3 vezes mais o ferro heme e 6 a 10 vezes mais o ferro no heme (UZEL e

CONRAD, 1998), por este motivo to difcil concluir acerca da absoro

exata de ferro em grupos populacionais, que normalmente consomem

alimentos com ferro heme e no heme.

O ferro heme entra no entercito e por ao enzimtica liberado

dentro da clula, passando a fazer parte de um compartimento intracelular

comum transitrio, no qual armazenado como ferritina ou transportado

para a regio basolateral do entercito, e desta para a circulao. A

absoro do ferro no-heme ocorre por duas vias que agem de forma

simultnea. A primeira parece tratar-se de absoro passiva, onde a

captao de ferro proporcional concentrao do ferro no lmen intestinal.

Esta via predomina em indivduos com reservas de ferro aumentadas. A

________________Anemia em pr-escolares e interveno nutricional com snacks fonte de ferro

16

outra via envolve receptores e protenas de unio, ainda no completamente

caracterizadas, em um processo que saturvel e susceptvel a inibio

competitiva. Esta via predomina em indivduos com reservas de ferro

diminudas (GARCA-CASAL e LAYRISSE, 1998). Nas clulas da mucosa o

Fe2+ oxidado a Fe3+. Essa oxidao direta no ferro no-heme e aps

prvia ruptura do anel porfirnico, no caso do ferro heme (BOTTONI et al.,

1997).

As modificaes nas reservas de ferro do organismo causam apenas

limitadas variaes na excreo do ferro de 0,5 mg/dia na deficincia a 1,5

mg/dia nos indivduos com sobrecarga (WORWOOD, 1996). At mesmo o

ferro proveniente das hemcias retiradas da circulao, cuja meia vida de

120 dias, reaproveitado (QUEIROZ e TORRES, 2000).

A anemia o ltimo estgio da deficincia de ferro. O primeiro estgio,

depleo de ferro, afeta os depsitos e representa um perodo de maior

vulnerabilidade em relao ao balano marginal de ferro, podendo progredir

at uma deficincia mais grave,