Click here to load reader

Jornal da Mealhada - n.º 672 – 02.01.2008

  • View
    2.859

  • Download
    14

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Versão integral da edição n.º 672 do semanário “Jornal da Mealhada”, que se publica na Mealhada, distrito de Aveiro, Portugal. Director: Nuno Castela Canilho. 02.01.2008. Visite o site do “Jornal da Mealhada”, em http://www.jornaldamealhada.com Não se esqueça de que pode ver o documento em ecrã inteiro, bastando para tal clicar na opção “full” que se encontra no canto inferior direito do ecrã onde visualiza os slides. Também pode descarregar o documento original. Deve clicar em “Download file”. É necessário que se registe primeiro no slideshare. O registo é gratuito. Para além de poderem ser úteis para o público em geral, estes documentos destinam-se a apoio dos alunos que frequentam as unidades curriculares de “Arte e Técnicas de Titular”, “Laboratório de Imprensa I” e “Laboratório de Imprensa II”, leccionadas por Dinis Manuel Alves no Instituto Superior Miguel Torga (www.ismt.pt). Para saber mais sobre a arte e as técnicas de titular na imprensa, assim como sobre a “Intertextualidade”, visite http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm (necessita de ter instalado o Java Runtime Environment), e www.youtube.com/discover747 Visite outros sítios de Dinis Manuel Alves em www.mediatico.com.pt , www.slideshare.net/dmpa, www.youtube.com/mediapolisxxi, www.youtube.com/fotographarte, www.youtube.com/tiremmedestefilme, www.youtube.com/discover747 , http://www.youtube.com/camarafixa, , http://videos.sapo.pt/lapisazul/playview/2 e em www.mogulus.com/otalcanal Ainda: http://www.mediatico.com.pt/diasdecoimbra/ , http://www.mediatico.com.pt/redor/ , http://www.mediatico.com.pt/fe/ , http://www.mediatico.com.pt/fitas/ , http://www.mediatico.com.pt/redor2/, http://www.mediatico.com.pt/foto/yr2.htm , http://www.mediatico.com.pt/manchete/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/foto/index.htm , http://www.mediatico.com.pt/luanda/ , http://www.biblioteca2.fcpages.com/nimas/intro.html

Text of Jornal da Mealhada - n.º 672 – 02.01.2008

  • 1. Sociedade de MediaoAno XXII dImobiliria, LdaLicena n. 1736 - AMIN. 672 Av. 25 de Abril n. 7Preo: 0,60 euros 3050-334 Mealhada www..com 966 047 177 964 206 118 231 202 387 Director: Nuno Castela Canilho Fax: 231 205 666Director-adjunto: Afonso SimesQuarta-feira, 2 de Janeiro de 2008TurismoAntnio Lousada, Junta de Turismocomandante dos Bombeiros da Mealhada Luso-Buaco extinta em JaneiroPgina 2Concelho da MealhadaNatal, tempo de festa Comandar um corpo dePginas 12 e 13Poluio na Ribeira da Vacaria bombeiros no a mesma Anlise comprova: coisa que comandar um gua est poluda peloto de militaresPgina 3Pginas 10 e 11Assembleias de Freguesia em reunio Oramentos aprovadosPgina 8 e 9 Venha saborear este especial prato de Restaurante quot;O Leitozinhoquot; Festival de Marisco Santa Luzia Reservas: telefone e fax : 239 918 110 servas tele as: elef fa Leito Bairrada, Cabrito grelhado ou assado e mariscosArroz de marisco, Bacalhau casa, Picanha grelhada, Arro marisco Bacal acalhau casa,grelelhada, Fatiada com alho com migas, Polvo Lagareiro Temos preos especiais para casamentos, baptizados,comunhes, grupos e empresas.

2. Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008 10Entrevista a Antnio Lousada, comandante dos Bombeiros da Mealhada Eu sei que os bombeiros da Mealhadae que me cabe conquistar a sua confia A ntnio Manuel Lousada , desde 14 de Dezembro de 2007, o comandante dos Bombeiros Voluntrios em qualquer das situaes h que trabalhar com bom senso da Mealhada. Sargento Paraquedista, na reserva, com uma folha de servio com duas misses noe ponderao. Tenho a noo que comandar um corpo de estrangeiro na Bsnia Herzegovina, em 1996, e em Timor Leste em 2000 foi tambm rbitro bombeiros no a mesma coisa que comandar um peloto de basquetebol, um desportista disciplinado e autarca na freguesia da Mealhada. Ao Jornal da Mealhada ou uma companhia de militares. descreveu o seu entendimento e os seus objectivos para o futuro da corporao que este ano comemorou Quais so as suas expectativas para o exerccio desta o seu 80. aniversrio. nova misso? Na quarta-feira, 19 de Dezembro, informei o corpo Alguma vez tinha pensado em ser bombeiro?Antnio Lousada nunca foi bombeiro, acha que isso pode activo, numa reunio, dos objectivos que tracei para os J tinha sido sondado, h alguns anos, sobre a minha ser uma mais valia para ser comandante?primeiros tempos do mandato. As minhas expectativas so, disponibilidade para integrar o corpo activo dos Bombeiros Como j disse, em termos operacionais, no ter sidoportanto, o atingir destes objectivos, o que significa que, Voluntrios da Mealhada. A minha vida profissional, soubombeiro poder ser uma desvantagem mas, de qualquer daqui a um ou dois anos, se correr bem, tudo estar a militar, no entanto, nunca o permitiu. Nunca pude aceitarmodo, preciso entender que o papel do comandante no funcionar imagem do que quero. Sei que para atingirmos por falta de disponibilidade. Entendo que no faria sentido de executante. de domnio de aspectos tcticos, de estes objectivos essencial a adeso, a entrega, a integrar o corpo activo s por integrar, sem ter organizao e de comando. No estou preocupado, ser colaborao do corpo activo sem o qual impossvel fazer disponibilidade. coisa que no faz parte do meu feitio.uma situao transitria. Os bombeiros da Mealhada,seja o que for.sendo pessoas voluntrias, so profissionais no Acabou por ser convidado para comandante e aceitou.cumprimento da sua misso. Repare-se que mesmo durante Pode dizer-nos quais so, ento, os seus objectivos? Aceitei porque tenho disponibilidade. Fui convidado no os tempos conturbados que se viveram nesta casa nunca a capaz de ser enfadonho estar a enumer-los, posso dia 27 de Maro de 2007, estava h dois anos na reserva ecapacidade e a resposta operacional esteve em causa. dizer-lhe que se prendem com aspectos relacionados com aceitei este desafio. a melhoria da instruo, da disciplina, do funcionamentoO comandante frequentou o curso de comando e, ao interno e do desempenho nas misses a desempenhar.Nesses dois anos esteve ligado ao desporto, aoque sabemos, com excelentes resultados. basquetebol. Desconheo qual foi o resultado em termos de Nessa reunio, qual foi a reaco dos bombeiros aosJ antes de estar na reserva, eu estive ligado ao classificao. No fao ideia de qual foi a minhaobjectivos que traou? basquetebol, arbitragem exactamente. Fui rbitro, entreclassificao no curso.Fiquei com a impresso de que comungam das mesmas 1982 e 1998, e desde essa altura que sou comissrio e ideias. No houve ainda tempo para discutirmos ponto por observador de rbitros da Federao Portuguesa deFoi convidado em Maro, assumiu o comando em ponto e recolher o contributo deles. Mas hoje no posso Basquetebol. Dezembro. Passou a frequentar o quartel e a estabelecerdizer que as pessoas no esto comigo. Acredito que paracontactos. Como que viveu estes meses? os bombeiros exista hoje um misto de incerteza quanto aTeve tambm cargos na Associao de Basquetebol deFoi fcil. preciso dizer-se que os bombeiros damim. No sabero com o que contam. Estou convencido Aveiro e no Conselho de Arbitragem.Mealhada nunca deixaram de ter comandante. Durante esteque sou credor do chamado benefcio da dvida. Terei deSim, fui vice-presidente da Associao de Basquetebol perodo estabeleci como objectivos a aprendizagem e oconquistar os indecisos e os duvidosos. de Aveiro e do Conselho de Arbitragem. aperceber-me de como funcionava a corporao. Nestedomnio foram preciosos os ensinamentos e a experinciaNo sentiu hostilidade? Abdicou desses cargos para se tornar comandante dosdo Chefe Antnio Gomes, que assumiu as funes deTodos me dizem que posso contar com eles. claro que Bombeiros da Mealhada? comandante em regime de substituio. Estive no quartelpodem dizer-me que aceitam e aderem, e na hora da verdade Exactamente. Por uma questo de tempo. Continuarei muito dias a ver como era dada resposta a cada uma das ser diferente. Mas sei que o trabalho tem de ser meu. Eu sei ligado formao de rbitros e a dar o meu contributo nasolicitaes. Preocupei-me em assumir um papel de mero que os bombeiros da Mealhada so bons profissionais e medida do possvel.observador atento, tirando ilaes de tudo o que via.que me cabe conquistar a sua confiana e faz-los acriditarNaturalmente que, por algumas vezes, foram tomadas no meu trabalho. Antnio Lousada um militar, na reserva, e foi rbitrodecises que eu no tomaria, mas cada pessoa pensa desportivo. um perfil tpico de uma pessoa que aprecia a sua maneira e d respostas diferentes. Preocupei-me em Identificou a disciplina e a instruo como objectivos da disciplina. Acha que foi isso que levou a direco dos aprender durante este tempo. sua aco. Acha que so os pontos fracos da corporao? Bombeiros a convid-lo para comandante? No entendimento que tenho do que so os princpios da Penso que sim. Os elementos da Direco conheciam o Pondera a hiptese de pedir conselhos aos comandantes disciplina, entendo que h coisas a mudar e a alterar. No meu historial, o meu percurso de vida e entenderam que que o antecederam? posso dizer que os bombeiros da Mealhada sejam tinha o perfil necessrio e fundamental para exercer esta Se necessitar no terei problema absolutamente nenhum indisciplinados, mas acontecimentos anteriores mostram responsabilidade e ficar frente do corpo activo dosem pedir conselhos no que diz respeito rea operacional. que a disciplina no estava a funcionar. Bombeiros. A experincia dos comandantes que me antecederam muito valiosa. Quanto parte administrativa e deA disciplina ou existe ou no existe. No assim?Com uma aco disciplinar forte?organizao, tenho a minha forma de trabalhar, os meus No. Em minha opinio disciplina no o quero, posso preciso reconhecer que, para mim, a parte operacional mtodos, estilo e imagem.e mando, determino e mando publicar H um conjunto de um corpo de bombeiros pode ser, nesta primeira fase, de normas e prticas que se implementam e respeitam. Por mais difcil. No entanto na parte administrativa, no que diz Tem experincia a comandar militares. diferenteparte de quem disciplina tem de haver um incentivo pelo respeito formao, disciplina e ao funcionamento sinto-comandar voluntrios?exemplo. A quem cabe respeitar cumpre aceitar as regras me muito vontade e acredito que pode ser feito um bomEu sempre trabalhei com voluntrios. O ingresso nosque, se preciso for, devem ser justificadas. A disciplina no trabalho.paraquedistas voluntrio. So militares mas so, todos precisa de ser frrea, rgida. Mas tambm no pode servoluntrios. Tenho a perfeita noo de que se bombeiro cada um a mandar e a fazer aquilo que quer, tem de haver Tem experincia no comando de homens?voluntrio por gosto. De que os direitos, obrigaes e organizao, cumprimento do que determinado. A Na minha vida profissional comandei homens emmaneiras de encarar a misso, dos bombeiros voluntrios, disciplina no implica s punio e castigo, tambm so teatros de operaes, de conflitos armados, em situaes diferente da dos militares. De que h uma exigncia maior, louvores e reconhecimento. Eu penso que a punio e o de grande presso, similares s passam os bombeirosum tratamento mais austero e rgido para com os militares. castigo so o resultado da falta de disciplina. voluntrios nas operaes e misses que so chamados a H, por outro lado, a questo financeira. O bombeiro no cumprir. Acho que toda essa experincia e compreenso da pago e paga muitas vezes com a vida o servio que presta. A instruo outro objectivo. minha parte podero contribuir para a resoluo de No podemos ver da mesma maneira voluntrios militaresInstruo dura, combate fcil o lema da instituio situaes que estavam mal e que urge corrigir. e voluntrios bombeiros. Sem quebrar com a disciplina, militar de onde venho. Acredito que quanto mais 3. Quarta-feira, 2 de janeiro de 2008 11da so bons profissionais nfiana.praticarmos, melhor estaremos para fazer face ssolicitaes que nos aparecem. Pela especificidade porum lado e variedade por outro, no trabalho dos

Search related