Click here to load reader

Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015

  • View
    215

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Segundo Ano ICE - Teste Mensal - Bimestre 1/2015

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Para entender melhor as desigualdades regionais noBrasil, se faz necessrio avaliar o processohistrico/geogrfico em que se geraram as diferenasde desenvolvimento regional no pas...

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Porque o continente americano to desigual?

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Porque o continente americano to desigual?

    Se o mundo fosse uma vila de 100 pessoas:

    6 pessoas teriam 59% da riqueza (todos dos eua)

    74

    pessoas dividiriam entre s 2% da riqueza

    teriam que disputar 39% do dinheiro ou riquezas

    20

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Os dois mundos que se encontraram no Rio de Janeiro em 1808 tinham vantagens e carnciasque se complementavam. De um lado, havia uma corte que se julgava no direito divino demandar, governar, distribuir favores e privilgios, com a desvantagem de no ter dinheiro. De

    outro, uma colnia que j era mais rica do que a metrpole, mas aindano tinha educao, refinamento ou qualquer trao de nobreza. Trs sculos aps oDescobrimento, o Brasil era uma terra de oportunidades imensas, tpica das novas fronteirasamericanas, onde fortunas eram construdas do nada e da noite para o dia...

    (GOMES, Laurentino. 1808. So Paulo, Ed Planeta do Brasil, 2edio, 2010. p 176.)

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Dom Joo precisava do apoio financeiro e poltico dessa elite rica em dinheiro, pormdestituda de prestgio e refinamento. Para cativ-la, iniciou uma prdiga distribuio dehonrarias e ttulos de nobreza que se prolongaria at seu retorno a Portugal, em 1821. Apenas

    nos seus oito primeiros anos no Brasil, Dom Joo outorgoumais ttulos de nobreza do que em todos ostrezentos anos anteriores da histria da monarquia portuguesa..

    (GOMES, Laurentino. 1808. So Paulo, Ed Planeta do Brasil, 2edio, 2010. p 177.)

    Rei Prncipe real Infante Duque Marqus Conde Visconde Baro

    Em Portugal, para fazer-se um conde se pediam quinhentos anos; no Brasil, quinhentos contos

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    EUA x Brasil

    -EUA:Chegada no continente final do sculo XV

    OCUPAO Entre os sculos XVI e XVII, os espanhis exploram a Flrida e o Colorado, e osfranceses se instalam ao longo do vale do Mississipi. Os holandeses fundam a colnia de NovaAmsterd tomada em 1664 pelos ingleses e rebatizada como Nova York. (SCULO XVII)

    INDEPENDNCIA4 de julho de 1776

    -BRASIL:Chegada no continente final do sculo XV (incio do sculo XVI)

    OCUPAO Em 1534 Dom Joo III, cria as CAPITANIAS HEREDITRIAS (14 colnias)

    INDEPENDNCIA7 de setembro de 1822

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Porque os estados brasileiros possuem desenvolvimentos to diferentes?

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Porque os estados brasileiros tiveram desenvolvimentos to diferentes?

    Localizao ABSOLUTA x Localizao RELATIVA

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Porque os estados brasileiros tiveram desenvolvimentos to diferentes?

    Como a LOCALIZAO RELATIVA da cidade de So Paulo era extremamente positiva, afirma-seque esta favoreceu bastante sua industrializao, uma vez que a cidade era ponto de passagempara Santos, que nessa poca era a grande rea de sada/exportao (porto de santos) doprincipal produto brasileiro do perodo: o caf.

    -boas condies naturais para obter energia hidreltrica-existncia de cidades com capital, nas redondezas-bom mercado consumidor-razovel nmero de imigrantes que j haviam trabalhado nas indstrias (italianos, espanhis)

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    PONTOS EXTREMOS DO BRASILSETENTRIONAL

    MERIDIONAL

    ORIENTALOCIDENTAL

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    SETENTRIONAL Do Oiapoque ao Chu ???

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    SETENTRIONALa nascente do rio Ail, no monte Cabura, Rorama, fronteira com a Guiana.

    Do Oiapoque ao Chu ???

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    SETENTRIONALa nascente do rio Ail, no monte Cabura, Rorama, fronteira com a Guiana.

    Em 1930, o Marechal Cndido Rondon organizou uma expedio ao Monte Cabura e chegou a afirmar que se tratava do extremo norte do Brasil.

    Mesmo assim, aquelas terras permaneceram por muito tempo esquecidas e o Oiapoque, no Estado do Amap, ficou sendo considerado o ponto onde comearia o Brasil. H alguns anos, descobriu-se que o Cabura fica ao norte exatamente 84 km a mais do que o Oiapoque.

    Do Oiapoque ao Chu ???

    Do Cabura ao Chu

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Arroio Chu

    Marco do ponto mais meridional do Brasil

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    ORIENTALA Ponta do Seixas o ponto mais oriental do Brasil, localizado em Joo Pessoa (PB). Localiza-se na praia do Seixas.

    Dos pontos extremosbrasileiros, a Pontado Seixas o nicoque ao mesmotempo extremo dopas e do continente.

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    AMAZNIA: UMA REGIO DE FRONTEIRAS

    Fronteira limite

    #Limite: Linha imaginria - demarcao jurdica-poltica de distino de territrios.

    # Fronteira: zona de contato entre espao distintos, do ponto de vista scio-econmico,

    ambiental e cultural. (Faixa de Contato) rea HBRIDA.

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    AMAZNIA: UMA REGIO DE FRONTEIRAS

    Fronteira limite

    #Limite: Linha imaginria - demarcao jurdica-poltica de distino de territrios.

    # Fronteira: zona de contato entre espao distintos, do ponto de vista scio-econmico,

    ambiental e cultural. (Faixa de Contato) rea HBRIDA.

    *HBRIDO - Diz-se de ou animal proveniente de duas espcies diferentes (ex.: o mulo animal hbrido).2. Que ou o que tem elementos diferentes na sua composio.3. Gram. Diz-se de ou composto de elementos de diferentes lnguas.4. Autom. Que ou o que utiliza mais do que uma fonte de energia para o seu funcionamento (ex.: automvel hbrido; um hbrido associa dois motores).

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    AMAZNIA: UMA REGIO DE FRONTEIRAS

    Fronteira limite

    #Limite: Linha imaginria - demarcao jurdica-poltica de distino de territrios.

    # Fronteira: zona de contato entre espao distintos, do ponto de vista scio-econmico,

    ambiental e cultural. (Faixa de Contato) rea HBRIDA.

    Na Amaznia, a fronteira assume caractersticas especficas:

    Espao no plenamente estruturado do ponto de vista do uso e das instituies.

    Apresenta muitas singularidades em relao ao restante do espao brasileiro.

    rea de povoamento e ocupao recentes ainda no consolidados.

    *HBRIDO - Diz-se de ou animal proveniente de duas espcies diferentes (ex.: o mulo animal hbrido).2. Que ou o que tem elementos diferentes na sua composio.3. Gram. Diz-se de ou composto de elementos de diferentes lnguas.4. Autom. Que ou o que utiliza mais do que uma fonte de energia para o seu funcionamento (ex.: automvel hbrido; um hbrido associa dois motores).

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Os Limites porm, no se resumem aos terrestres. Podem ser ainda:

    -Areos (90 km)-Martimos ( + ou 370 km)

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Pr-Sal

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Brasil, pas sem conflitos territoriais (fronteirios)

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Formada por 9 estados:

    MA, PI, CE, RN, PB, PE, AL, SE e BA

    Limites:

    NORTE: Oceano AtlnticoSUL: Sudeste (MG e ES)LESTE: Oceano AtlnticoOESTE: Regies Norte(PA) e Centro-Oeste(TO)

    REA DE LITGIO

    O que Litgio?Subs. masc.Do latim litigum, Significa disputa; questo; controvrsia

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    Esquecimento, desprezo, abandono. Existe uma regio, entre os Estados do Cear e do Piau, onde a populao no tem

    identidade e convive com todos esses sentimentos. H piauienses que querem ser cearenses. E a vontade inversa

    tambm verdadeira.

  • Apresentao elaborada pela Professora FERNANDA BRUM LOPES, disciplina de Geografia

    A questo secular e parece no ter soluo prxima. Conforme estimativa do

    Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), o problema afeta, pelo

    menos, 8 mil pessoas apenas entre as recenseadas para o Cear. A rea abrange

    cerca de 321 mil hectares, conforme projeo do Instituto de Pesquisa e

    Es

Search related