Click here to load reader

REVISÃO PROVA MENSAL 4° BIMESTRE – 6°S ANOS SOLO

  • View
    122

  • Download
    10

Embed Size (px)

Text of REVISÃO PROVA MENSAL 4° BIMESTRE – 6°S ANOS SOLO

  • Slide 1
  • REVISO PROVA MENSAL 4 BIMESTRE 6S ANOS SOLO
  • Slide 2
  • A VIDA NO SOLO - Os componente do solo so: hmus, ar, gua e seres vivos; - As minhocam cavam galarias por onde o ar circula e so responsveis pela produo de hmus (adubo natural);
  • Slide 3
  • O solo - ADUBAO ORGNICA: Quando adicionamos matria orgnica ao solo, que ao ser decomposta devolve os nutrientes ao solo. Ex: esterco, dejetos de aves, ossos modos, bagao de cana, etc. - ADUBOS MINERAIS: so formados por sais minerais e podem ser obtidos naturalmente (extrados da natureza) ou industrialmente (produzidos em laboratrio).
  • Slide 4
  • ROTAO DE CULTURAS Consiste em plantar alternadamente, diferentes culturas no mesmo solo, sendo pelo menos uma leguminosa (feijo, soja, amendoim, ervilha).
  • Slide 5
  • ADUBAO VERDE Nas razes das leguminosas forma-se ndulos, onde vivem as bactrias fixadoras de Nitrognio, que captam o Nitrognio e transformam em amnia. A decomposio dessas leguminosas enriquecem o solo com compostos nitrogenados que sero usados posteriormente por outra cultura.
  • Slide 6
  • IMPORTNCIA DA GUA E DOS NUTRIENTES PARA O SOLO - IRRIGAO: Consciste em levar gua solos muito secos; - DRENAGEM: Retirada do excesso de gua do solo; - ADUBAO QUMICA: Utilizao de adubos qumicos e pesticidas. Esses elementos podem se acumular no solo, e infiltrarem nas camadas at atingirem os lenois subterrneos; - CALAGEM: Consiste em corrigir a acidez do solo pelo uso do calcrio.
  • Slide 7
  • MONOCULTURAS O plantio de uma nica cultura. Nesse tipo de cultura aparecem muitas pragas, necessitando o uso de substncias para combat-las. Essas substncias so carregadas pela chuva e infiltra-se no solo, contaminado-o, e contaminando tambm as guas subterrneas, e os cursos de gua.
  • Slide 8
  • O uso intenso de fertilizantes, acumula substncias nutritivas nas guas, o que ocasiona o crescimento anormal de algas, quando essas algas se decompem, provocam a proliferao de micro-organismos que utilizam o oxignio da gua, o que causa a morte de animais EUTROFIZAO
  • Slide 9
  • DESMATAMENTO A vegetao a proteo natural do solo. Um solo sem vegetao est sujeito a eroso e ao seu desgaste. QUEIMADAS: Essa tcnica destri a camada superficial do solo que mais rica em nutrientes e onde vivem os animais, os fungos e bactrias que so importantes para a decomposio da matria orgnica, alm de poluir a atmosfera.
  • Slide 10
  • - ASSOREAMENTO: uma das consequencias da eroso pluvial. Areia e solo trazidos pela chuva podem depositar-se no leito dos rios, tornando- os mais rasos e sujeitos a transbordar com facilidade.
  • Slide 11
  • LATERIZAO Ao chover, as guas no conseguem infiltar e empoam. Rapidamente, a gua evapora e forma crostas duras e rachadas na superfcie do solo.
  • Slide 12
  • CONSERVAO DO SOLO - REFLORESTAMENTO: plantio de rvores. Deve ser feito pela vegetao nativa mesmo tipo de vegetao da mata primria; Assim o solo volta a ficar protegido e fica sempre frtil.
  • Slide 13
  • Curvas de Nvel Sulcos feitos no terreno onde a gua infiltra, deixando-o mido e prevenindo a eroso.
  • Slide 14
  • Faixas de reteno Espaos deixados numa plantao para serem ocupados por outro tipo de planta, para evitar a eroso pluvial. Ex:
  • Slide 15
  • TERRACEAMENTO Degraus feitos no solo para impedir eroso e aumentar a infiltrao da gua.
  • Slide 16
  • ADUBAO ORGNICA Tcnica utilizada para diminuir o uso de agrotxicos, e o controle as pragas feito usando seu inimigo natural.