Click here to load reader

REVOLUÇÃO FRANCESA

  • View
    215

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

REVOLUÇÃO FRANCESA

Text of REVOLUÇÃO FRANCESA

REVOLUO FRANCESAA revoluo francesa ocorreu entre 1789 e 1799 na Frana, provocando grandes mudanas sociais e polticas no pas.Depois de um longo processo o Antigo Regime foi destrudo e os privilgios por nascimento destrudos. Marco do fm da Idade Moderna e incio da Idade ContemporneaEm 1789 a populao francesa estava dividida em trs ordens: clero, nobreza e o restante da populao PRIMEIRO ESTADO: Alto clero bispos, abades ( vindos de famlias nobres)Baixo clero - sacerdotesSEGUNDO ESTADONobrezanobreza cortes pessoas que viviam em torno do reinobreza provincial nobres que viviam nas provncias nobreza de toga burgueses ricos que compravam ttulos de nobreza TERCEIRO ESTADOCamponeses trabalhadores ruraisSans-culottes camada social urbanaPequena burguesia pequenos comerciantes e artesosMdia burguesia mdicos, advogados, professoresAlta burguesia banqueiros, grandes empresriosO clero e a nobreza tinham vrios privilgios: no pagavam impostos, recebiam penses do estado e podiam exercer cargos pblicosOs burgueses enriqueciam por meio de atividades como o comrcio e a indstria. Embora estivessem acumulando crescente poder econmico, no tinham o poder poltico, por causa do absolutismoSituaoMisria e fomeCrise no setor txtilCrise nas fnanas pblicas maior cobrana de impostos da burguesia Terceiro Estado sustentava economicamente, por meio do pagamento de impostos, os outros dois Estados. Ao mesmo tempo, era ignorado nas decises polticas.Os membros do Terceiro Estado passaram a reivindicar a igualdade de todos os setoresCombater o absolutismo Reestruturao no Estado que favorecesse o desenvolvimento do capitalismoA excessiva interveno na economiaAcabar com os privilgios da nobreza e do cleroSentindo-se pressionados, a nobreza e o clero pressionaram o rei Lus XVI a convocar a Assembleia dos Estados GeraisInstituio parlamentar antiga que tinha a participao de representantes das trs ordens Sistema de votao era feito por ordemFavoreceu os interesses da burguesiaGrande participao popular ( as massas camponesas e urbanas tiveram, pela primeira vez, a chance de demonstrar todo o seu descontentamento) Princpio da soberania nacional contra a monarquia absoluta de direito divinoInstalao da Assembleia Nacional ConstituinteJURAMENTO DO JOGO DA PELA JACQUES-LOUIS DAVID (1791)Os deputados das trs ordens proclamaram a instalao da Assemblia Nacional ConstituinteTomada da BastilhaUma multido invadiu e tomou a priso da Bastilha (smbolo do poder absoluto do rei). Libertaram os presos (inimigos polticos da monarquia francesa)Se apropriaram das armas Diante da enorme manifestao popular o rei reconheceu a legitimidade da Assemblia Nacional Constituinte"No sculo XVII tornou-se uma priso para nobres ou letrados, adversrios polticos, aqueles que se opunham ao governo ou mesmo religio ofcial. Mesmo abrigando 7 mil prisioneiros no dia 14 de julho, foi invadida pelo povo"A Assembleia Nacional Constituinte foi forada a tomar medidas imediatas para acalmar o nimo dos grupos revolucionrios. Massacre aos nobres e tomada de seus bensCastigo aos nobres: tortura, enforcamentoEsses episdios fcaram conhecidos como Grande MedoMedidas: Fim dos direitos senhoriais sobre os camponesesFim dos privilgios tributrios do clero e da nobreza Extino do regime feudal na FranaReduo do poder clero A Assembleia Nacional Constituinte confscou terras da Igreja e subordinou o clero autoridade do Estado. Proclamao da Declarao dos Direitos do Homem e do Cidado Respeito pela dignidade das pessoasLiberdade e igualdade dos cidadosDireito propriedade individualDireito de resistncia opresso polticaLiberdade de pensamento e opinioMONARQUIA CONSTITUCIONAL1791 1 Constituio da Frana A Frana tornava-se uma monarquia constitucionalIgualdade jurdica (organizao social)Liberdade de produo e de comrcio (sem interferncia do Estado)Separao entre Estado e IgrejaCriao de trs poderes ( Legislativo, Executivo e Judicirio)Representatividade popular atravs do votoFim dos poderes absolutosGoverno dominado pela alta burguesiaFORAS CONTRAREVOLUCIONRIASO rei Lus XVI conspirava contra a revoluo Restabelecimento da monarquia absolutistaFuga do rei20 de setembro de 1792 Batalha de ValmyProclamao da Repblica Assemblia dissolvida criao da Conveno Nacional Nova Constituio para a Frana (carter republicano)REPBLICAForas polticas:Girondinos Representantes da alta burguesia Temiam que as camadas populares tomassem o controle darevoluo Defendiam o reiJacobinos Representantes da pequena e mdia burguesia e proletariado Defendiam posies radicais e de interesse popularCondenao do rei mortePlancie burguesia oportunistaQuando o rei foi levado a julgamento, a corrente jacobina venceu e ele foi condenado pena de morte. Lus XVI foi guilhotinado em 21 de janeiro de 1793DITADURA JACOBINAA execuo do rei provocou a revolta dos girondinos e a reorganizao das foras que defendiam o absolutismoComit de Salvao Pblica- controle do exrcito e da administrao do pasTribunal Revolucionrio punir os traidores da revoluoDitatura dos jacobinos liderados por RobespierrePerodo do TerrorGOVERNO DE ROBESPIERREDiversas tendncias polticas alta e mdia burguesiaCamadas popularesTabelamento dos preos dos produtosAumento dos impostos para os mais ricosMaior proteo legal para os pobresConquistas no setor militar Entrou em vigor a nova Constituio da Repblica CONSTITUIO DA REPBLICASufrgio UniversalTodos os cidados homens maiores de idade, votam.Direito de rebelio, de trabalho e de subsistnciaFelicidade como fnalidade do governoGOVERNO DO DIRETRIOGirondinos e grupo da plancie se uniram contra o governo de Robespierre Robespierre foi preso e guilhotinado em 1794Fim do perodo do TerrorConveno Nacional controlada pela alta burguesia girondinaElaborao de uma nova constituio Continuidade do regime republicano. Agora controlado pelo Diretrio ( composto por 5 membros) Afrmar o poder poltico da alta burguesia sobre o pasConter o descontentamento popularTerritrio francs ameaado pelas foras absolutistas vizinhasGolpe de Estado Napoleo Bonaparte defagrou um golpe de estado, com apoio da burguesia e do exrcitoO golpe de 18 BrumrioNapoleo Bonaparte dissolveu o diretrio e estabeleceu um novo governo: O consuladoConsolidou as conquistas da alta burguesiaFim do ciclo revolucionrio