Projeto Interdisciplinar (PI) em LTEX2 : Um modelo de ...tug.org/pracjourn/2010-1/reinaldo-pi/reinaldo-pi.pdf ·

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Projeto Interdisciplinar (PI) em LTEX2 : Um modelo de...

  • The PracTEX Journal, 2010, No. 1Article revision 2010/01/01

    Projeto Interdisciplinar (PI) em LATEX2: Ummodelo de relatrio para a academiaFrancisco Reinaldo1, Maria Tereza de Castro Costa2, Tiago FariaBicalho3, and Victor Vasconcelos Moreira4

    Email 1reinaldo.opus@gmail.com, 2maryxb@gmail.com,3tiagofariabicalho@gmail.com, 4victorvasconcelosfox@gmail.com

    Resumo In this paper we present an example of technical report commonly usedby students in order to present their academic research.

    1 Introduo

    O Projeto Interdisciplinar, do Curso de Computao - Sistemas de Informao, doCentro Universitrio do Leste de Minas Gerais - UnilesteMG, consiste no desen-volvimento de uma produo acadmica terico-prtica no formato de relatriopor grupos de trs alunos orientados por professores ao longo do semestre.

    Preferencialmente, seu contedo deve ser um estudo de caso de uma organiza-o da comunidade. Alm de integrar disciplinas, este projeto aproxima o alunoda realidade do mercado de trabalho em computao.

    O uso do LATEX2 veio para agilizar e padronizar a construo dos relatriosdesse projeto, isto porque a partir do momento que se cria um padro de re-latrio em LATEX2, o usurio no precisar se preocupar com a formatao desua produo, pois o prprio LATEX2 j faz isto com os seus pacotes e cdigosapropriados para o tipo do documento.

    Para este artigo, focalizamos no processo de como preencher o relatrio comcomandos em LATEX2 para a construo do PI dos alunos do UnilesteMG.

    mailto:$^1$reinaldo.opus@gmail.com,%20$^2$maryxb@gmail.com,%20$^3$tiagofariabicalho@gmail.com,%20$^4$victorvasconcelosfox@gmail.com?subject=Re:%20PracTeX%20Journal%20article%20mailto:$^1$reinaldo.opus@gmail.com,%20$^2$maryxb@gmail.com,%20$^3$tiagofariabicalho@gmail.com,%20$^4$victorvasconcelosfox@gmail.com?subject=Re:%20PracTeX%20Journal%20article%20

  • 2 Objetivos

    Esse artigo apresenta o tipo de modelo de leiaute no formato LATEX2 de umrelatrio do PI utilizado no curso de Computao - Sistemas de Informao, parafacilitar a construo dos mesmos pelos alunos.

    3 Desenvolvimento

    Neste artigo, estaremos exibindo um modelo de relatrio de PI utilizado no Cursode Computao - Sistemas de Informao e tambm no Laboratrio de Intelign-cia Computacional (LIC).

    Este relatrio de PI composto por vrios arquivos .tex, e cada um com seurespectivo propsito. Para cada arquivo necessrio, uma subseo apresentada.Tambm explicaremos os comandos utilizados para a construo dos mesmos eas reas que devero ser alteradas para a customizao do relatrio de acordocom o PI de cada aluno.

    3.1 O arquivo principal.tex

    Para o desenvolvimento do proposto relatrio, ns iniciamos com um arquivoprincipal chamado de principal.tex, Figura 1, que une todos os outros arqui-vos e a origem de todo o relatrio. Dentro do principal.tex encontramos osseguintes cdigos:

    2

  • Figura 1: Arquivo exemplo principal.tex.

    Para customizar o relatrio de acordo com o seu projeto, altere os seguintescampos do exemplo acima:

    Na linha 7, altere o texto que est entre { } e insira o nome da Instituio.

    Na linha 8, altere o texto que est entre { } e insira o nome do Curso.

    Na linha 9, altere o texto que est entre { } e insira o nome do Relatrio.

    Na linha 10, altere o texto que est entre { } e insira o Ttulo do Projeto.

    Na linha 11, altere o texto que est entre { } e insira o(s) Nome(s) do(s)Aluno(s).

    Na linha 12, altere o texto que est entre { } e insira o Perodo.

    3

  • Na linha 13, altere o texto que est entre { } e insira o nome do ProfessorOrientador do projeto.

    Explicando o cdigo contido na Figura 1, temos:

    A linha 1, \documentclass[12pt]{article}, define o tipo do documento{article} e o tamanho 12 do texto no documento.

    A linha 2, \usepackage[final]{pdfpages}, adiciona um pacote para inser-o de PDFS no documento quando se necessrio.

    A linha 3, \usepackage{preambulo}, define o pacote que estamos utilizandopara este documento (preambulo).

    A linha 4, \begin{document}, marca o incio do documento.

    A linha 5, \thispagestyle{empty}, retira a numerao da pgina.

    A linha 6, \begin{center}, inicia a centralizao do texto.

    A linha 7, \Instituicao{Centro Universitrio do Leste de MinasGerais - UnilesteMG}, adiciona o nome da Instituio ao documento. Onome da Instituio estar entre { }.

    A linha 8, \Curso{Curso de Computao - Sistemas de Informao}, adi-ciona o nome do Curso ao documento. O nome do Curso estar entre { }.

    A linha 9, \ProjetoPI{Relatrio do Projeto Interdisciplinar (PI) /Pr-TCC }, adiciona o nome do Relatrio ao documento. O nome do Re-latrio estar entre { }.

    A linha 10, \TituloProjeto{Robocup Rescue}, adiciona o Ttulo do Projetoao documento. O Ttulo do Projeto estar entre { }.

    A linha 11, \Alunos{Tiago Faria Bicalho}, adiciona o(s) Nome(s) do(s)Aluno(s) ao documento. O Nome do Aluno estar entre { }.

    A linha 12, \Periodo{6}, adiciona o Perodo ao documento. O Perodoestar entre { }.

    A linha 13, \Orientador{Francisco Reinaldo}, adiciona o nome do Profes-sor Orientador ao documento. O nome do Professor Orientador estar entre{ }.

    4

  • A linha 14, \LocalData, adiciona a Data ao documento. Caso deseje alterara data, localize-a no arquivo preambulo.sty. Para data corrente a geraodo PDF, use \today.

    A linha 15, \end{center}, finaliza a centralizao do texto.

    A linha 16, \sumarios, adiciona um Sumrio ao documento.

    A linha 17, \onehalfspacing, implementa o espaamento de um e meio nodocumento.

    A linha 18, \input, inclui um arquivo no documento.

    A linha 27, \pagebreak faz uma quebra de pgina.

    A linha 28, \bibliographystyle{plain}, define o estilo de bibliografia. Onome do estilo de bibliografia estar entre { }.

    A linha 29, \bibliography{rescuebib}, insere a bibliografia. O nome dabibliografia estar entre { }.

    A linha 30, \end{document}, finaliza o documento.

    Quando convertermos o documento da Figura 1 para PDF, temos a versode apresentao da capa e do sumrio nas prximas duas pginas que se se-guem:

    5

  • Centro Universitrio do Leste de Minas Gerais - UnilesteMG

    Curso de Computao - Sistemas de Informao

    Relatrio do Projeto Interdisciplinar (PI) / Pr-TCC

    RoboCup Rescue

    Aluno(s): Tiago Faria Bicalho

    Perodo: 6

    Professor Orientador: Francisco Reinaldo

    Cel. Fabriciano - MG

    10 de outubro de 2009

  • Sumrio

    1 Introduo 1

    2 Hipteses 1

    3 Objetivos 23.1 Gerais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23.2 Especficos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2

    4 Justificativa 3

    5 Reviso de Literatura 3

    6 Desenvolvimento 66.1 Material e Mtodos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8

    7 Resultados 9

    8 Consideraes Finais 9

    i

  • 3.2 O arquivo introducao.tex

    O arquivo introducao.tex, Figura 2, contm os seguintes cdigos:

    Figura 2: Arquivo exemplo introducao.tex.

    Explicando o cdigo contido na Figura 2, temos:

    A linha 1, \section{}, divide o documento em Sees. O nome da Seoestar entre { }.

    A linha 3, \cite{}, cria uma marca para citar um livro ou artigo descrito nabibliografia. O nome da Citao estar entre { }.

    A linha 7, \endinput, marca o fim da incluso de um arquivo no documento.

    Para customizar o relatrio, altere o texto do exemplo acima de acordo com aintroduo do seu projeto.

    8

  • 3.3 O arquivo hipoteses.tex

    O arquivo hipoteses.tex, Figura 3, contm os seguintes cdigos:

    Figura 3: Arquivo exemplo hipoteses.tex.

    Para customizar o relatrio, altere o texto do exemplo acima de acordo comas hipteses do seu projeto.

    Ao converter os documentos acima (introducao.tex e hipoteses.tex) paraPDF, temos a verso de apresentao mostrada na prxima pagina:

    9

  • 1 Introduo

    A rea de Sistemas Multiagentes (SMA) um ramo de pesquisa da Inteligncia Artifi-cial (IA) dedicada a busca por mtodos ou dispositivos computacionais que possuamou simulem a capacidade humana de resolver problemas de forma colaborativa, pen-sar ou, de forma ampla, ser inteligente. SMA so sistemas compostos por mltiploselementos computacionais interativos denominados agentes. Agentes so entidadescomputacionais com duas habilidades fundamentais tais como, decidir por si prprioo que devem fazer para satisfazer seus objetivos de projeto e interagir com outrosagentes de forma social [4].

    Os agentes em um sistema SMA comumente so apresentados sob a forma virtualem um ambiente de simulao. RoboCupRescue um projeto voltado a competiode equipes heterogneas de agentes homogneos. Este projeto promove o desenvol-vimento de solues voltadas para a busca e salvamento em cenrios de catstrofe,que tem como objetivo desenvolver agentes inteligentes e robs capazes de intera-gir e atuar em cenrios simulados de desastre, situaes de calamidade possuemgrande relevncia social. O termo calamidade provm do latim calamidade, signifi-cando desgraa pblica, catstrofe, flagelo [2]. Tais situaes de catstrofe exigemaes rpidas e inteligentes, no intuito de minimizar seus efeitos, envolvendo equipesde resgate e salvamento compostas por seres humanos, que so expostos a estesambientes hostis e, portanto corre risco de morte.

    2 Hipteses

    Acredita-se que esta pesquisa uma rea de grande aplicao de sistemas artifici-ais, a qual poder aprimorar ou solucionar problemas diversos, entre eles falhas emcomunicao e melhorias em estratgias.

    Afim de validar o projeto, participaremos de eventos cuja finalidade promover odesenvolvimento de mdulos de inteligncia artificial agregados a simuladores ondeaps a participao poderemos avaliar o modelo e melhor-lo, se for o caso.

    1