PDTSP – VPPLR/VPAAS, ENSP 9 de fevereiro, 2010 Sal£o Internacional da ENSP

  • View
    105

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of PDTSP – VPPLR/VPAAS, ENSP 9 de fevereiro, 2010 Sal£o Internacional da ENSP

  • Slide 1
  • PDTSP VPPLR/VPAAS, ENSP 9 de fevereiro, 2010 Salo Internacional da ENSP
  • Slide 2
  • 2001: Criao do Programa de Desenvolvimento e Inovao Tecnolgica em Sade Pblica (PDTSP) e do Programa de Desenvolvimento Tecnolgico em Insumos em Sade (PDTIS); Apresentados pela Presidncia e aprovados pelo Conselho Deliberativo da Fiocruz em 2001 e plenrias dos IV e V Congressos Internos, em 2002 e 2005; Ambos os programas integraram os Planos Quadrienais da Fiocruz 2001-2005 e 2005-2008. Diretrizes para a Formulao do Plano Quadrienal 2001-2005 -objetivo central do PDTSP: o fomento s atividades de pesquisa e desenvolvimento voltadas essencialmente para a inovao tecnolgica no campo da sade pblica, nas dimenses coletiva e individual, promovendo a melhora substancial do desempenho do Sistema nico de Sade - SUS.
  • Slide 3
  • At 2008, seis Redes foram constitudas pelo PDTSP: Rede PDTSP-Dengue Rede PDTSP-SUS Rede Campus Fiocruz da Mata Atlntica Rede Recursos Hdricos Rede Cidades Saudveis: sade, ambiente e desenvolvimento Rede de Pesquisa Clnica
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Alguns aspectos que podem ter contribudo para que as propostas apresentassem impacto limitado: 1) curto prazo e pequeno investimento por projeto (mdia de R$100 mil e prazo de 18 a 24 meses para execuo); 2) a atuao em rede se deu principalmente por temas, no foram constitudas redes naturais de trabalho, nas quais grupos de pesquisadores se integram de forma sinrgica com um mesmo objeto; 3) embora tenha sido freqente a participao de servios e gestores do SUS nos projetos, ela se d principalmente pela facilitao da execuo dos projetos; 4) questes operacionais: demora na transferncia de recursos, morosidade dos processos de aquisio de insumos e equipamentos e limitaes de recursos humanos; 5) a dificuldade de transferncia tecnolgica foi destacada em alguns relatrios das Redes Dengue e SUS, parcialmente atribuda necessidade de mudana de atitudes e hbitos nos servios, o que pode requerer tempo, capacitao e investimentos.
  • Slide 6
  • Nome do Projeto CoordenadorUnidade Avaliao das aes inter setoriais em sade e desenvolvimento social em Manguinhos Rio de Janeiro Rosana MagalhesENSP - Dept de Cincias Sociais Uma proposta de Habitat Saudvel em comunidade vizinha ao Campus Fiocruz da Mata Atlntica Simone Cynamon CohenENSP - Dept de Saneamento e Sade Ambiental Abordagem ecossistmica para o desenvolvimento de indicadores e cenrios de sustentabilidade ambiental e de sade na cidade de Manaus/AM Carlos Machado de Freitas Leandro Luiz Giatti ENSP ILMD Cidades Saudveis: Sade, Inovao Tecnolgica e Desenvolvimento Urbano na rea de implantao do Complexo Petroqumico de Itabora Comperi/RJ Rosely Magalhes de OliveiraENSP Dept de Endemias/Ncleo de Inovao Tecnolgica Produo Compartilhada de Conhecimentos para a Promoo da Sade: Cincia e Tecnologia para a Formao Cidad de Jovens em Territrios Urbanos Vulnerveis Marcelo Firpo de Souza PortoENSP Centro de Estudos da Sade do Trabalhador e Ecologia Humana Manguinhos - diagnstico histrico-urbano- sanitrio. Subsdios para polticas pblicas sustentveis em sade Renato da Gama-Rosa CostaCOC Dept de Patrimnio Histrico
  • Slide 7
  • CdNome do ProjetoCoordenadorUnidade PCL 01 Estudo aberto randomisado para avaliao de segurana e eficcia da azitromicina em comprimidos para tratamento de leishmaniose cutnea comparado ao tratamento convencional com antimimoniato de N- metil-glucamina Ana RabelloCPqRR PCL 02 Efeito do tratamento com selnio na progresso da cardiopatia na doena de Chagas: ensaio clnico em pacientes crnicos Tnia Cremonini de Arajo Jorge IOC PCL 03 Estudo da eficcia, anti-retroviral, tolerncia e outras interaes medicamentosas do anlogo no- nucleosdeo e Favirenz associado Rifampicina no tratamento de pacientes com AIDS e tuberculose Valria Rolla IPEC PCL 04 Avaliao da eficcia do Kit EIE-Recombinate-Chagas- Bio-Manguinhos em doadores de sangue da Fundao HEMOPE, com teste confirmatrio para Doena de Chagas. Yara GomesCPqAM PCL05 Avaliao do uso da Imunoglobulina humana em recm-nascidos com anemia hemoltica por aloimunizao Rh (D): ensaio clnico randomizado e anlise de impacto econmico Maria Elisabeth Lopes Moreira IFF PCL06 Avaliao de tecnologias de triagem e diagnstico de fibrose cstica (FC) para o Sistema nico de Sade (SUS) Maria Virginia DutraIFF PCL07 Validao de protocolos clnicos para evidenciar marcadores prognsticos para a rede de assistncia ao paciente peditrico critico Zina MariaIFF PCL09 Fortalecimento da infra-estrutura da Fiocruz para o desenho, execuo e avaliao de pesquisas clnicas Margareth PortelaENSP
  • Slide 8
  • ProjetoCoordenadorUnidade Promoo da sade nas Instituies de Sade da Rede Pblica de So Gonalo/RJ e Duque de Caxias/RJ: Sensibilizaes sobre resilincia como enfrentamento da violncia na infncia e adolescncia. Simone Gonalves de Assis ENSP/ CLAVES Estratgias educativas e inovaes tecnolgicas desenvolvidas com profissionais do Programa Sade da Famlia do Municpio de Petrpolis/RJ: uma experincia de qualificao para identificao e avaliao dos efeitos dos agrotxicos na sade. Rosane Curi de Souza ENSP Material didtico para os Docentes do Curso Tcnico de ACS: Melhoria da qualidade na ateno bsica. Maria Valria Morosini EPSJV Desenvolvimento e enraizamento das perspectivas da integralidade, da humanizao e do direito no contexto da ateno ao planejamento familiar: desafios conceituais e prticos colocados aos profissionais de sade e aos gestores do SUS. Claudia Bonan Jannotti IFF Estudos populacionais e controle de vetores do dengueLeda Narcisa RegisCPqAM
  • Slide 9
  • As reas de atuao so definidas a partir de documentos norteadores, da Poltica Nacional de Sade, Ateno Bsica, Ateno Sade e Tecnologia e Inovao em Sade, do PPA do Governo Federal, Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa, Conferncia Latino-Americana de Pesquisa e Inovao para a Sade e Diagnstico de Situao de Sade no Brasil -2007, Plano Quadrienal da Fiocruz, entre outros. Conselho Consultivo: Composto por gestores e pesquisadores da Fiocruz, tambm representantes de associaes e sociedades cientficas e civis, outras representaes do Ministrio da Sade. Atribuies: 1) identificao das demandas e oportunidades de atuao da Fiocruz e possveis parceiros, colaboradores, fontes de financiamento de outras instituies a partir das necessidades estabelecidas; 2) identificao das formas de apoio do PDTSP aos projetos e redes; 3) acompanhamento, monitoramento e avaliao.
  • Slide 10
  • Forma de organizao das Redes Convite a participao vs. edital competitivo Processos coletivos de gesto, planejamento, financiamento, execuo, monitoramento, avaliao e publicao Avaliaes contnuas vs. anuais Coordenao das Redes por grupo gestor
  • Slide 11
  • Compor uma carteira de projetos de pesquisa clnica. Deve ter carter indutor a partir das eleies de prioridades do Conselho Consultivo do PDTSP, sendo pelo mesmo Conselho avaliadas as demandas de pesquisadores ou outras origens; Conceder suporte financeiro inicial ou parcial, para a conduo dos projetos e avaliar/buscar parcerias e fontes de co-financiamento; Oferecer estrutura de apoio a projetos de pesquisa clnica, incluindo os ensaios clnicos; Um Comit gestor tem a funo de acompanhar, monitorar e avaliar os projetos e a Rede; Perspectiva de crescimento em curto/mdio prazo.
  • Slide 12
  • Grupo Tcnico: grupo de profissionais com expertise em coordenao de pesquisa clnica, incluindo ensaios clnicos, ser responsvel por atividades de suporte pesquisa como coordenao e monitorias dos estudos, elaborao de protocolos, bases de dados e procedimentos operacionais, acompanhamento de projetos, treinamentos de equipes, estruturao de centros e interpretao de resultados, assessoria jurdica e assessoria de comunicao; Atividade em formato de consrcio, com participao de profissionais das vrias Unidades, desenvolvendo atividades relacionadas s suas competncias, no atendimento ao conjunto de demandas de todos os projetos; Plataforma do PDTSP, mas no restrita aos projetos financiados pelo PDTSP.
  • Slide 13
  • Justificativas para a criao da Rede TEIAS : O projeto TEIAS-Escola Manguinhos j foi submetido a avaliaes de relevncia e pertinncia, vem de parceria com gestores e tem co-financiamento, aspectos que atendem ao novo modelo PDTSP. Fatores favorveis: Fortalecimento do componente de pesquisa e inovao, acompanhando os componentes de promoo e ateno sade e os componentes sociais; Possibilidade de incluso de outros territrios; Adequao ao modelo de gesto PDTSP: objetivos, organizao e oramento sero avaliados na primeira reunio do Conselho Consultivo
  • Slide 14
  • RedeMetaOramento Recursos Humanos bolsas PVBolsas Tec-Tec Pesquisa Clnica Implantao da plataforma Formao de monitores Cursos de Boas Prticas Clnicas Continuidade e finalizao dos projetos em andamento Incluso de cinco novos projetos 1.500.000,000610 Cidades Saudveis Evento de encerramento dos projetos Edio de livro com os produtos 200.000,00-- TEIAS Implantao 800.000,0004 Nova Rede Implantao 800.000,0004 Transferncia Tecnolgica) Uma roda de negociao para cada projeto cinco projetos (reunies com gestores) 75.000,00-- Gerncia Gerncia de projetos Reunies, oficinas, insumos 100.000,0001 Total3.475.000,00 1619
  • Slide 15
  • pdtsp@fiocruz.br ana@cpqrr.fiocruz.br