Gilwell e a Ins­gnia de Madeira

  • View
    188

  • Download
    7

Embed Size (px)

Text of Gilwell e a Ins­gnia de Madeira

Gilwell e a Insgnia de MadeiraNa histria do Escutismo, o Parque de Gilwell e a Insgnia de Madeira tm um lugar de destaque pela sua longevidade e importncia no Movimento. O parque um local mtico que todos os Escuteiros procuram visitar quando vo a Inglaterra, sempre repleto de jovens e adultos nas mais diversas actividades. Foi aqui que surgiu a Insgnia de Madeira, no curso de formao de dirigentes que, entretanto, se espalhou pelo mundo.

Gilwell um nomeO mais antigo registo de terras pertencentes ao Parque de Gilwell (ou Gillwell, como se escrevia antigamente) remonta a 1407, quando faziam parte da Parquia de Waltham Abbey. O seu proprietrio era John Crow, que chamava s suas terras Gyldiefords. As terras mudaram de dono poucos anos mais tarde e, como era hbito na poca, o novo dono (Richard Rolfe) alterou o nome das terras para Gillrolfes, usando o seu prprio apelido.

Gilwell um nomeO prefixo Gill vem de uma palavra do ingls antigo que significava vale ou depresso. Pouco depois da morte de Richard Rolfe, em 1422, as terras foram separadas em dois campos,

conhecidos como Great Gilwell e Little Gilwell.O sufixo well vem do ingls antigo wella, que significava nascente ou ribeiro. Assim, Gilwell

seria um vale com uma nascente ou ribeiro.

Gilwell um parque com histriaAo longo dos vrios sculos, as terras que hoje constituem o Parque de Gilwell mudaram de proprietrio diversas vezes, tendo sido agregadas e divididas vrias vezes. Na dcada de 1730, as terras de Gilwell foram guarida para um mtico salteador ingls, Dick Turpin.

Gilwell um parque com histriaEm 1793, a famlia Chinnery mudou-se para Gilwell, tendo sido os mais importantes ocupantes do parque. Esta famlia era um modelo da alta sociedade londrina, dinmicos, enrgicos e ligados s artes. William Chinnery, um jovem ambicioso com um rpido sucesso profissional, foi agregando propriedade outros terrenos ao redor que iam aparecendo para venda.

Gilwell um parque com histriaMargaret Chinnery transformou os terrenos em magnficos jardins e decorou o edifcio principal a rigor, organizando frequentemente seres, chamando, assim, as atenes da alta sociedade. At os membros da famlia real eram frequentadores de Gilwell, como o Rei Jorge III, o Prncipe Regente e o Duque de Cambridge.

Margaret Chinnery

Gilwell um parque com histriaEm 1812, foram descobertos os estratagemas fraudulentos que William Chinnery usava para desviar enormes quantias de dinheiro dos cofres do reino e assim alimentar a glamorosa vida social da famlia, tendo-lhe sido confiscado o Parque de Gilwell.

Margaret Chinnery

Gilwell um parque com histriaGilwell foi posto venda atravs de um leilo, mas, por causa do escndalo com os anteriores donos, s foi comprado em 1815, por Gilpin Gorst, pelo preo de 4940 libras.Cartaz anunciando o leilo de vrias propriedades

Gilwell um parque com histria

Cartaz anunciando o leilo da propriedade em quatro lotes

Gilwell um parque com histriaA propriedade voltou a mudar de dono vrias vezes. Em 1858, foi comprada por William Gibbs, um industrial excntrico, poeta e inventor. A sua inveno de maior sucesso foi a pasta dentfrica Gibbs, produzida na sua prpria fbrica. Aps a sua morte, em 1900, mulher e filhos viram-se incapazes de manter a propriedade em boas condies, dados os elevados custos de manuteno, acabando por vend-la.

Escuteiros compram GilwellWilliam Frederick de Bois Maclaren era um generoso empresrio escocs e tambm escuteiro, sendo Comissrio Distrital (dos escuteiros) de Roseneath, em Dumbartonshire. Foi director de uma empresa ligada s plantaes de borracha, caf e cacau, nas colnias britnicas.

Escuteiros compram GilwellWilliam Pertencia ao cl escocs dos Maclaren, que remonta ao sculo XIII, cujo tartan encontramos no Leno de Gilwell. Faleceu em Junho de 1921.

Tartan dos Maclaren

Braso dos Maclaren

Escuteiros compram GilwellNuma visita que fez a Londres, Maclaren impressionou-se ao ver os escuteiros londrinos fazerem as suas actividades em ruelas e terrenos baldios. Em Novembro de 1918, Maclaren contactou B-P, manifestando-lhe o seu desejo de comprar um campo escutista para a associao, que ficasse perto de Londres e acessvel aos escuteiros da parte oriental da cidade.

Escuteiros compram GilwellB-P falou nesta ideia a Percy Bantock Nevill, na altura Comissrio para Londres Oriental. Ainda em Novembro, Maclaren e Nevill juntaram-se para discutir o assunto e, aps estudar vrias opes, acordaram em procurar uma propriedade em Hainault Forest ou em Epping Forest, tendo Maclaren oferecido 7 mil libras para a compra.

Percy Nevill

Escuteiros compram GilwellVrios grupos de Caminheiros procuraram propriedades em ambas as reas durante algum tempo, sem sucesso, at que, um dia, o dirigente John Gayfer sugeriu a Nevill o Parque de Gilwell, perto da vila de Chingford, onde costumava ir observar aves, e que estava venda. Nevill visitou o local e ficou bem impressionado, apesar do aspecto deplorvel em que se encontrava o parque. A propriedade, com um total de 53 acres, estava venda por exactamente 7 mil libras. B-P visitou o local a 22 de Novembro.

Escuteiros compram GilwellFeita a compra, Nevill levou para Gilwell os seus Caminheiros, na Quinta-feira Santa de 1919, para comearem uma operao de limpeza e recuperao durante as frias da Pscoa. Os edifcios estavam degradados e a vegetao desgovernada cobria os terrenos.

Escuteiros compram GilwellNa primeira noite, descobriram que os terrenos eram demasiado hmidos para montar tendas, por isso ficaram numa velha cabana de jardinagem que baptizaram de The Pigsty (a pocilga), que ainda hoje existe.

Escuteiros compram GilwellAs despesas com a recuperao do edifcio principal foram subestimadas, mas Maclaren, entusiasmadssimo com os trabalhos, doou mais 3 mil libras. Durante vrios fins-de-semana, Escuteiros e Caminheiros deslocaram-se ao Parque de Gilwell para participar nos trabalhos.

Escuteiros compram GilwellEm Maio de 1919, Francis Gidney foi nomeado Chefe de Campo, orientando de forma mais consistente e direccionada os trabalhos de recuperao. A inaugurao oficial do Parque de Gilwell deu-se a 26 de Julho de 1919. A esposa de Maclaren cortou as fitas e o prprio Maclaren foi condecorado por B-P com o Lobo de Prata.

Escuteiros compram GilwellO parque evoluiu muito desde 1919 at hoje, com novas construes, reconstrues e marcos importantes.

Escuteiros compram GilwellDurante a Segunda Guerra Mundial, o parque foi requisitado pelo Ministrio da Guerra para centro de treino de armas anti-areas e quartel-general para a defesa de instalaes militares prximas. Por causa disto, o parque foi alvo de bombardeamentos inimigos, tendo, num dos ataques, cado trs bombas. Uma delas deu origem ao lago conhecido por Bomb Hole, o qual foi alargado posteriormente para se poder fazer canoagem.

Formao de DirigentesB-P deu os primeiros passos na formao de dirigentes, organizando palestras no incio da dcada de 1910. Era evidente que esta formao era demasiado terica e era necessria uma vertente mais prtica, s possvel com um local adequado.

B-P convenceu Maclaren de que o Parque de Gilwell era suficiente para albergar tambm um centro de formao de dirigentes.

Formao de DirigentesSeguindo as linhas orientadoras definidas por BP, Gidney dirigiu o primeiro curso de formao de dirigentes em Gilwell, de 8 a 19 de Setembro de 1919, com 18 formandos.

Formao de DirigentesFizeram parte dos contedos temas como organizao de patrulhas, pioneirismo, faca e machado, formaturas, marcha, bandeiras, higiene e sade em campo, latrinas, fogueiras, tendas, campismo, pontes, fauna e flora, morse e homgrafo, pistas, jogos, medio de distncias, mapas, etc.

Formao de DirigentesO curso foi um sucesso, ficando conhecido como curso da Insgnia de Madeira, devido certificao que era dada a quem o conclusse.

Formao de DirigentesNos primeiros cursos, os formandos eram divididos em patrulhas e aprendiam como treinar os seus rapazes atravs de jogos. As actividades prticas, ao ar livre, eram a tnica principal.

Francis Gidney, o homem-rapazFrancis Gidney comeou um dos primeiros grupos de Escuteiros em Inglaterra, em 1908, aos 16 anos. Terminou os estudos na Universidade de Cambridge em 1914, tendo-se voluntariado para a Guerra Mundial que, entretanto, tinha comeado.

Francis Gidney, o homem-rapazGidney foi enviado para Frana, onde foi promovido ao posto de capito, mas foi ferido com gravidade em combate e regressou a Inglaterra antes do Armistcio.

Interior da Gidney Cabin, no Parque de Gilwell

Francis Gidney, o homem-rapazA sua escolha para Chefe de Campo em Gilwell deveu-se muito sua personalidade jovem e divertida, e ao seu transbordante entusiasmo pelo Escutismo, enfim, um autntico homemrapaz, como B-P o descrevia. O seu fascnio por trepar s rvores, construir cabanas de madeira, fazer representaes teatrais e truques com facas e machados nos fogos de conselho, dava a Gilwell o ambiente de escutismo em aco com que B-P sonhava.

Francis Gidney, o homem-rapazTodos os que passavam em Gilwell sentiam uma adorao por Gidney. Colaborou ainda com James West, nos Estados Unidos, na elaborao dos cursos de Insgnia de Madeira dos Boy Scouts of America. Algumas desavenas com a direco da associao escutista levaram-no a abandonar Gilwell, em 1923, e, passados cinco anos, acabou por falecer devido ao agravamento dos ferimentos de guerra, aos 38 anos.

Francis Gidney, o homem-rapazGidney no foi apenas o primeiro a dirigir um curso de Insgnia de Madeira. Foi ele que criou o 1 Grupo de Gilwell para os portadores da Insgnia de Madeira, bem como o leno de Gilwell e o modelo das Reunies de Gilwell que ainda hoje se realizam.

Francis Gidney, o homem-rapazUsando o pseudnimo Gilcraft, ele e outros dirigentes escreveram uma lon