EJNS - Documento Orientador

  • View
    203

  • Download
    9

Embed Size (px)

Text of EJNS - Documento Orientador

no

Equipes de Jovens de Nossa Senhora

ndice

CARTA INTERNACIONAL DAS EQUIPES DE JOVENS DE NOSSA SENHORA________ 1I. II. III. IV. SEGUIR CRISTO __________________________________________________________________ 1 A EQUIPE ________________________________________________________________________ 2 A VIDA EM EQUIPE ______________________________________________________________ 4 O MOVIMENTO DAS E.J.N.S _______________________________________________________ 5

DOCUMENTO ORIENTADOR ________________________________________________ 1I. II. III. IV. INTRODUO ____________________________________________________________________ 1 O QUE A VIDA DAS EJNS? ________________________________________________________ 1 A ESTRUTURA DO MOVIMENTO ___________________________________________________ 4 DISPOSIES FINAIS ____________________________________________________________ 7

PLANO PESSOAL DE VIDA__________________________________________________ 1I. II. UMA ESCOLHA ___________________________________________________________________ 1 UM COMPROMISSO _______________________________________________________________ 1

VIDA COMUNITRIA, VIDA EM EQUIPE _______________________________________ 1I. II. III. O ESPIRITO DA REUNIO __________________________________________________________ 1 DINMICA DA REUNIO ____________________________________________________________ 4 RITMO DOS ENCONTROS ________________________________________________________ 5

Equipes de Jovens de Nossa Senhora

CARTA INTERNACIONAL DAS EQUIPES DE JOVENS DE NOSSA SENHORAI. SEGUIR CRISTO1. VOCAO CRISTCristo diz: "Vem e Segue-me". Depois da ressurreio acrescenta: "sereis minhas testemunhas". Para sermos testemunhas de Cristo, preciso, em primeiro lugar, segui-Lo. preciso aprender a reconhec-Lo, t-Lo como Mestre, penetrar todo o Seu mistrio. uma tarefa fundamental que nos compromete por inteiro. Realizar-se pessoalmente e em Igreja. 1.1 COMO CONHECER CRISTO? a) Em nvel pessoal: "Encontramos a vontade de Deus fazendo-a" (Benoit-Joseph Labre). A vida de discpulo de Jesus no pode ignorar os momentos em que Ele vem ao nosso encontro na Palavra, na orao e nos outros. Sabendo parar, escutar Sua palavra, senti-la e deixar-se aperfeioar por ela. Falando-lhe muitas vezes, rezando com Ele ao Pai, sozinho e em comunidade. "Sempre que dois ou trs estiverem reunidos em Meu nome, Eu estarei no meio deles". Deixando-O entrar no nosso corao pelos sacramentos, especialmente, a Eucaristia e a Reconciliao. Comprometendo a vida na reconstruo do Reino de Deus: "O prprio Cristo nos ensina pelo seu Esprito aquilo que temos que fazer, como nos comportamos, como e em que nos comprometemos, como entrar em dilogo com o mundo contemporneo" (Joo Paulo II).

b) Em Igreja Cristo rodeou-se de um grupo de apstolos. Os primeiros cristos reuniam-se em comunidade sua volta. pela Igreja que conhecemos Cristo, que recebemos a sua palavra, que contatamos com Ele atravs dos sacramentos. como membros da Igreja que temos que seguir Cristo. Ela nos mostra Deus presente no mundo e ajuda-nos a testemunh-Lo. A histria mostra que a resposta ao apelo de Cristo pode ser vivida de muitas maneiras, de acordo com o grau de espiritualidade de cada um. objetivo das EJNS propor a jovens de sensibilidade muito diferente, a viverem a sua f, enquadrados por um estatuto comum - a CARTA INTERNACIONAL. o prprio nome do movimento que define sua especificidade.

Carta Internacional

Pgina 1 de 6

Equipes de Jovens de Nossa Senhora

2. EQUIPES DE JOVENS DE NOSSA SENHORA2.1 Equipes Recebemos os meios para seguir Cristo pertencendo s vrias comunidades da Igreja: parquia, grupos profissionais, movimentos ... Tendo como exemplo o grupo de apstolos, as EJNS escolheram a Equipe como meio privilegiado de viver em Igreja, seguir Cristo e ser Sua testemunha. 2.2 De Jovens Os membros de uma Equipe podem ser muito diferentes na sua experincia humana e espiritual, no seu nvel de f, na sua cultura, modo de vida e atividades. A sua idade corresponde a um momento da vida em que h decises importantes e novos rumos a tomar. Eles querem aprofundar a sua f, viver o Evangelho a cada dia e conhecer os meios para discernir com a luz do Esprito Santo cada passo das suas vidas: estudo, profisso, situao de vida. 2.3 De Nossa Senhora Nossa Senhora o nome que trazemos por herana nas nossas Equipes. Com ele recebemos a vontade de querer cada vez mais dar a Maria o lugar que seu no mistrio de Cristo. As EJNS puseram-se sob a proteo de Maria, Me de Deus, exprimindo com a mesma confiana, o desejo de amar cada vez melhor e a certeza de receber pela sua mediao uma f mais profunda, uma entrega mais sincera luz do Esprito Santo e um amor mais fiel Igreja. A vida de Equipe desenvolve valores humanos de que Maria o modelo: amor, disponibilidade, pacincia, confiana, f, ajuda mtua e perseverana. Como o Sim de Maria deu sentido histria da humanidade, o nosso sim tambm se torna participao ativa na Obra da Salvao.

II.

A EQUIPE

1. A EQUIPE, UMA COMUNIDADEFormada por oito a doze jovens entre os 16 e os 30 anos (Cabe ao Responsvel Nacional de cada pas fixar os limites que permitam garantir a homogeneidade do grupo. Devem ser tomadas em considerao as caractersticas prprias de cada pas.), uma Equipe de Jovens de Nossa Senhora forma uma pequena comunidade na qual cada um se compromete a partilhar com os outros o seu crescimento espiritual. A partilha em Equipe de todos os momentos da vida ajudar cada membro a viver plenamente a sua vocao de homem e a alcanar a liberdade do filho de Deus. A entre-ajuda dentro da Equipe vivida pelo esforo de cada um em acolher e escutar o outro no desejo de conhec-lo melhor. Da abertura aos outros e da aceitao das diferenas legtimas poder nascer a confiana mtua e uma amizade mais autntica. Cada um deve trazer os seus dons para a vida de Equipe e sentir-se sempre responsvel pelo seu crescimento. "Amar algum reconhecer o seu dom, ajudar a viv-lo e a aprofund-lo. Uma comunidade existe quando cada um exerce plenamente o seu dom" (Jean Varnier).

2. A EQUIPE, UMA COMUNIDADE CRIST SOB O OLHAR DE MARIAUma EJNS no simplesmente um grupo de amigos, mas uma verdadeira clula da Igreja que se rene em nome de Cristo para conhecer e aprender a partilhar o Seu amor. Seguindo sempre o seu prprio caminho de encontro pessoal com Cristo, cada um tenta compreender e viver melhor a sua f. Os membros da equipe renem-se:Pgina 2 de 6 Carta Internacional

Equipes de Jovens de Nossa Senhora

Porque experimentaram a dificuldade de viver sozinho a sua f e os compromissos que ela implica. Porque esto conscientes de que sua f pode crescer e fortalecer-se no contato com os outros, que procuram tambm um encontro pessoal com o Senhor e esto, por isso, prontos a acolher o seu testemunho e a sua ajuda. Porque tm conscincia da sua misso apostlica e do rumo que essa misso lhes aponta.

Cristo quis ficar presente no mundo em comunidades visveis, testemunhas do Seu amor. A Equipe, clula da Igreja, acompanhada sempre que possvel por um Conselheiro Espiritual e/ou um Casal.

3. A EQUIPE UM LUGAR DE CRESCIMENTO E PARTILHAA equipe uma comunidade aberta a todos os jovens que procuram qualidade na sua vida Crist. A Equipe no um objetivo em si, mas um meio de crescimento para cada um dos seus membros. Os membros de uma Equipe podem ser diferentes entre si pela educao ou formao. Sero, com certeza, diferentes no seu crescimento espiritual, personalidade e dons. Essa diversidade a grande riqueza de uma Equipe. misso pessoal de cada um acolher as qualidades e defeitos do outro para o ajud-lo a progredir numa vida de homem imagem de Cristo. Esta entre-ajuda a base da vida da Equipe. Para isso preciso que cada um se considere responsvel pelo crescimento dos outros e aceite partilhar sua vida com as suas qualidades e seus limites. Equipe. Confiar aos outros com simplicidade a sua vida de f enriquece e ajuda o crescimento da

4. O PAPEL DO RESPONSVEL DA EQUIPENas EJNS todas as responsabilidades so asseguradas pelos jovens. O Responsvel da Equipe um dos membros que, por um ano, se dispe a servir a sua Equipe e ao Movimento. Em ligao com o seu Setor e com ajuda do Casal e/ou Conselheiro Espiritual, ele deve manter a sua Equipe fiel ao esprito e aos meios das EJNS. O Responsvel da Equipe est atento a cada um dos membros da sua Equipe para ajud-lo pessoalmente a progredir. Esta ajuda passa, inevitavelmente, por um compromisso de orao mais intenso e mais profundo.

5. O PAPEL DO CONSELHEIRO ESPIRITUALO Conselheiro Espiritual para a Equipe um testemunho de vida consagrada. Ele fortalece na Equipe a certeza da presena de Cristo Ressuscitado e da sua misso na Igreja. O Conselheiro Espiritual acompanha a Equipe no seu crescimento espiritual sem deixar que ela perca o sentido da responsabilidade pela sua prpria evoluo. Pela sua presena atenta, ele favorece a partilha de vida e leva a Equipe a abordar os assuntos numa perspectiva mais espiritual, ajudando, assim, cada membro a aprofundar a sua vida de f e o seu conhecimento de Deus. O Conselheiro Espiritual apoia e guia a sua Equipe para que ela cresa sempre na orao individual e comunitria.

6. O PAPEL DO CASALA experincia de um casal cristo que acompanha a Equipe traz aos seus membros uma riqueza complementar quele que caracteriza a presena dos pais. O Casal d testemunho de sua vida espiritual, partilhada e vivida em conjunto e das graas recebidas pelo Sacramento do Matrimnio. Traz Equipe a experincia de um enriquecimento mtuo na orao e de um compromisso de leigos noCarta Internacional Pgina 3 de 6

Equipes de Jovens de Nossa Senhora

mundo. Pela sua confiana e doao recproca, o Casal o sinal da fidelidade vivida com Deus, num momento em que tantos jovens hesitam em tomar um compromisso duradouro.

III. A VIDA EM EQUIPEDa vida de uma Equi