Click here to load reader

Apresentação leandro rolim mma pdf

  • View
    947

  • Download
    3

Embed Size (px)

Text of Apresentação leandro rolim mma pdf

  • Palestra para Ministrio do Meio-Ambiente - MMA:Tcnicas Multiplicadoras:

    -produo de campanhas publicitrias-produo de informativos-sites e blogs -videoconferncia

    LEANDRO ROLIM - [email protected]

  • Palestra para Ministrio do Meio-Ambiente - MMA:Tcnicas Multiplicadoras:

    O que vamos estudar em trata de Comunicao e Marketing.

    Conferir Vdeo do Atendimento Telefnico

    LEANDRO ROLIM - [email protected]

  • content is kingBill Gates, 1996

    content is kingcom solues criativas

    melhor

  • CRM E COMUNICAO

    CRM - Customer Relationship Management

    conjunto de processos e tecnologias para gerenciar relacionamentos com clientes efetivos e potenciais e com parceiros de negcios por meio do marketing, vendas e servios, independentemente do canal de comunicao.

    As empresas vendendo solues para se aproximar do cliente.

    Um compromisso estratgico.

  • CRM E COMUNICAO

    O que interessa agora a Comunicao, me de toda essa discusso e tecnologias.

    O meio a mensagem. McLuhan, 1967

    preciso saber usar os meios com todas as tecnologias.

  • Manuel Castells cita trs processos que formataram a nova estrutura social baseada em redes:

    exigncia por uma economia com flexibilidade administrativa e por globalizao;

    as demandas da sociedade por liberdade individual e de comunicao aberta;

    avanos extraordinrios na computao e nas telecomunicaes possibilitados pela revoluo microeletrnica.

  • reviver viver...

    -RELAO COM CLIENTES ANTES:

    *CARTAS*IMPRESSOS*CURSOS DISTNCIA EM PAPEL*VENDEDOR PORTA-A-PORTA

  • HOJE:

    *TUDO DE ANTES +*INTERNET

    *MOBILE*INTERATIVIDADE

  • E no Marketing Digital???

  • Produo Publicitria

    Campanha publicitria uma srie de anncios

    p r o d u z i d o s d e n t r o d e u m c o n c e i t o e planejamento estratgico diferenciado e nico voltado para cada cliente.

    como?- Meios de comunicao, seja de massa (Rdio, TV, Jornais, Revistas e Internet) ou segmentado (Mala-Direta e Telemarketing)

    - Aes promocionais - Promoes, outdoors, outbus/backbus, shows promocionais, distribuio de brindes, desfiles, eventos em geral, degustao

  • Produo Publicitria

    conceito

    em linhas gerais:Conceito a premissa da campanha, o que o pblico dever compreender da mensagem transmitida.

    mas vai alm disso...deve carregar nele o aspecto filosfico da mensagem publicitria desejada.

    um anncio isolado, por mais criativo que seja, tem muito pouca eficcia se comparado a uma campanha

    completa, com diversas peas diferentes, desde que nesta campanha se mantenha o mesmo conceito criativo.

  • Produo Publicitria

    CAMPANHAS INTERESSANTES:

  • Produo Publicitria

    CAMPANHAS INTERESSANTES:

  • Produo Publicitria

    CAMPANHAS INTERESSANTES:

    Outras campanhas impactantes (fonte: Pensando Verde - UOL) passar VT com fotos.

    Assistir VTs comerciais (premiado Holanda, Coelhinho PomPom, Ford Fusion)

    Assistir Comerciais MMA, WWF e Greenpeace.

  • Produo de Informativos

    As ferramentas eletrnicas, alm das tradicionais impressas como revistas, impressos, jornais e livros, devem ser utilizadas para aumentar a acessibilidade da informao. preciso ter sempre a preocupao de passar a informao precisa e de fonte confivel, isso no deve ser diferente dentro dos rgos pblicos, que devero alimentar a imprensa com informaes oficiais.

  • Produo de Informativos

    a assessoria de comunicao e seu papel:

    - criar um plano de comunicao (estabelecer a importncia deste instrumento tanto no relacionamento com a imprensa como os demais pblicos internos e externos);

    - colaborar para a compreenso da sociedade do papel da organizao;

    - estabelecer uma imagem comprometida com os seus pblicos;

    - criar canais de comunicao internos e externos que divulguem os valores da organizao e suas atividades;

  • Produo de Informativosa assessoria de comunicao e seu papel:

    - detectar o que numa organizao de interesse pblico e o que pode ser aproveitado como material jornalstico;

    - desenvolver uma relao de confiana com os veculos de comunicao;

    - avaliar frequentemente a atuao da equipe de comunicao, visando alcance de resultados positivos;

    - criar instrumentos que permitam mensurar os resultados das aes desenvolvidas, tanto junto imprensa como aos demais pblicos;

    - preparar as fontes de imprensa das organizaes para que atendam s demandas da equipe de comunicao de forma eficiente e gil.

    Fonte: FENAJ

  • Sites e BlogsOs sites da Internet, em geral, podem ter os seguintes propsitos:

    Institucional: muitas empresas usam seus sites como ponto de contato entre uma instituio e seus clientes, fornecedores, etc. No caso de instituies comerciais, usam-se sites tambm para comrcio eletrnico, recrutamento de funcionrios etc. Instituies sem fins lucrativos tambm usam seus sites para divulgarem seus trabalhos, informarem a respeito de eventos etc. H tambm o caso dos sites mantidos por profissionais liberais, para publicarem seus trabalhos.

    Informaes: veculos de comunicao como jornais, revistas e agncias de notcias utilizam a Internet para veicular notcias, por meio de seus sites. Jornalistas freelancer e indivduos comuns tambm publicam informaes na Internet, por meio de blogs e podcasts.

    Aplicaes: existem sites cujo contedo consiste de ferramentas de automatizao, produtividade e compartilhamento, substituindo aplicaes de desktop. Podem ser processadores de texto, planilhas eletrnicas, editores de imagem, softwares de correio eletrnico, agendas, etc.

  • Sites e BlogsOs sites da Internet, em geral, podem ter os seguintes propsitos:

    Armazenagem de informaes: alguns sites funcionam como bancos de dados, que catalogam registros e permitem efetuar buscas, podendo incluir udio, vdeo, imagens, softwares, mercadorias, ou mesmo outros sites. Alguns exemplos so os sites de busca, os catlogos na Internet, e os Wikis, que aceitam tanto leitura quanto escrita.

    Comunitrio: so os sites que servem para a comunicao de usurios com outros usurios da rede. Nesta categoria se encontram os chats, fruns e sites de relacionamento.

    Portais: so chamados de "portais" os sites que congregam contedos de diversos tipos entre os demais tipos, geralmente fornecidos por uma mesma empresa. Recebem esse nome por congregarem a grande maioria dos servios da Internet num mesmo local.

    Fonte: ABBU - Marketing Digital

    Vive-se o mundo da recomendao, das dicas de quem conhece determinado produto, dos relatos de experincias bem sucedidas. Tudo deve ser utilizado

    neste mundo virtual: Mobiles, Notebooks, Tablets, Smartphones. Tudo ferramenta que muita gente usa para se informar.

  • Sites e Blogs

    Sem segredos...

    O que vale gerar contedos que atraiam o pblico, por isso

    saber quem se deseja atingir fundamental. INOVE

    o Marketing de Contedos. A tendncia que quando se acerta o pblico o sucesso do portal, site ou blog se espalha.

    Termina caindo no gosto dos navegadores.

    vamos acessar: MMA, GreenPeace, WWF

  • Sites e BlogsRecife te Quer - um caso de sucesso governamental

    O projeto do Recife te Quer e seu Game Show foi ganhador do Prmio de Marketing pelo Ministrio do Turismo em 2010 e do

    Prmio Mestre Salustiano, que incentiva as iniciativas voltadas para o desenvolvimento turstico, em 2011.

    Trabalharam incansavelmente a

    Ateno, Responsabilidade, Acessibilidade e Continuidade. Como?

    \

    INTERATIVIDADE

    MULTIPLATAFORMA

    DIVERTIDO

    INOVADOR

    EFICIENTE

  • Sites e BlogsRecife te Quer - um caso de sucesso

    Resultados alcanados:

    - Mais de 18mil acessos mensais nos sites relacionados ao projeto, o que representa mais de 80% do esperado;

    - Mais de 9mil mensagens via Bluetooth enviadas;

    - Mais de 5mil divulgaes espontneas pelo pblico geral registradas no Twitter atravs da palavra Recife;

    - Melhor compreenso do turista quanto aos equipamentos tursticos, cultura e histria do Recife;

    - Grande divulgao espontnea nas mdias local e nacional das ferramentas.

    Vamos navegar...www.recifetequer.com.br

    www.acontecenorecife.com.br

    www.mapavirtualdorecife.com.br

  • REDES SOCIAIS

    Nenhuma empresa deve ficar de fora das redes sociais.

    Flickr, Orkut, Twiteer, Facebook, Linkedin, Google+, MySpace, Blaving e tantas outras so responsveis por essa verdadeira democratizao da informao.

    Participar - enviando contedos interessantes, participando de eventos on-line, sugerindo entrevistas, promovendo debates e aes na rede, incentivando a visitao aos sites, etc.

    Ouvir - preciso sempre estar atento aos desejos dos usurios para melhorar a prestao de servios e at mesmo retornar crticas e dvidas. Hoje no mercado h profissionais especialistas nas Redes Sociais e o monitoramento com ferramentas especficas para cada software s traz benefcios.

    Criar - a criao de campanhas inteligentes, linkadas com a Internet e as Redes Sociais fazem a diferena. Um fator mais do que importante cobrar dos designers uma esttica funcional e que atenda a demanda do pblico. Pesquisa o principal suporte para uma criao bem direcionada e que atenda essa demanda.

    Tempo de Relacionamento - permanecer nas redes importantes, pois cria vnculo com os navegadores e por consequncia gera credibilidade. Planejamento - sem planejar o objetivo fica difcil. No adianta participar sem saber o que fazer, para quem, como, quanto e quando. Ao invs de atirar no escuro, o melhor pegar o resultado de pesquisa e entrar com propostas bem planejadas.

    Foco na Classe C - principalmente para quem pretende vender na grande rede, este o pblico -alvo mais procurado pelos gestores. E se existe este pblico em crescente na rede, que tal investir nele e promover acesso informao de qualidade?

    Investir em Marketing Digital E Monitoramento.

  • REDES SOCIAISNenhuma empresa deve ficar de fora das redes sociais.

    Flickr, Orkut, Twitter, Facebook, Linkedin, Google+, MySpace, Blaving e tantas outras so responsveis por essa verdadeira democratizao da informao.

    :Vamos conferir os casos:Sprite - Advergame

    The Weather Channel - qr codeNokia em Londres - Twitter

    Videoclipe do Mveis Coloniais de Acaju - TwitterShoot the Bear - Youtube

    Desperados Experience - YoutubeMobilepedia - Mobile Marketing

    entre outros

  • O Mundo em um Clique

    -1,7 bilho de pessoas esto on-line e que 85% dos internautas buscam alguma coisa. A busca um comportamento universal

    -Desde 2001 o nmero de usurios de internet no Brasil cresceu mais que 200%.

    -Com o Street View, que permite aos usurios uma viagem virtual. Hoje esto sendo filmadas dezenas de cidades do Brasil que iro fazer parte desta ferramenta.

    -De acordo com pesquisa do IBOPE, o celular o segundo item mais importante do dia a dia das pessoas. O celular a nica mdia que est 24 horas ao lado do usurio.

    -Mais de 10 milhes de brasileiros tem acesso a aparelhos com a tecnologia 3G

    -Os tempos mudaram. O brasileiro hoje em dia consome mais internet do que a TV a cabo. Atualmente, mais de 30% da populao usa diariamente a ferramenta para se informar

    -Mais de 65 milhes de brasileiros tem acesso a internet, utilizando-a 30 horas por ms.

  • videoconferncias

    Colocar as pessoas para se reunirem de maneira cooperativa e at mesmo trocarem documentos e fazerem treinamentos simultaneamente possvel atravs de videoconferncias.

    As conexes esto ficando mais simples at mesmo para falar com grandes grupos. Tecnicamente falando, tendo uma banda larga, bons microfones e boas caixas de som possvel realizar

    uma videoconferncia em um ambiente de trabalho.

  • videoconferncias

    Conferncia Ponto-a-ponto-Apenas dois participam

    Conferncias multicast:- em Grupo (todos recebem e enviam dados)- Cyber-cast (one-way - apenas moderador envia dados)

  • :Vale refletir sobre:

    -Novos Rumos da convergncia digital

    -O papel das grandes empresas e dos usurios

    -O usurio decide?

  • SUCESSO PARA TODOS SEMPRE

    E MUITO OBRIGADO!!!

    LEANDRO ROLIM - [email protected]