Desidrata§£o e diarr©ia

  • View
    872

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Desidrata§£o e diarr©ia

  • 1. Desidratao e Diarria Enf Gladyanny Veras

2. Definio de Diarria Ocorre quando a perda de gua e eletrlitos nas fezes maior do que a normal, resultando no aumento do volume e da frequncia das evacuaes e diminuio da consistncia das fezes. Diarria geralmente definida como a ocorrncia de 3 ou + evacuaes amolecidas ou lquidas em um perodo de 24h. A diarria com sangue, com ou sem muco, chamada de disenteria. 3. Principais causas Falta de higiene tanto pessoal como no ambiente domiciliar e sua proximidade; Ingesto de alimentos contaminados: mal lavados, mal conservados ou lavados ou cozidos em gua contaminada; Desmame precoce: pelo risco de a mamadeira ser mal lavada ou feita com gua contaminada; Falta de saneamento bsico: moradias sem rede de esgoto, com crregos ou rios contaminados, prximas a esgotos correndo a cu aberto 4. Tipos de diarria INFECCIOSA a maioria dos patgenos (vrus, bactrias e parasitas) so disseminados por via fecal-oral, atravs dos alimentos e gua contaminada. O rotavrus a causa mais importante de gastroenterites grave em crianas NO INFECCIOSA- Alergias, deficincias imunolgicas, intolerncias alimentares 5. Classificao quanto ao tempo Aguda: frequentemente associada a um agente infeccioso, mas tambm pode estar relacionada a antibioticoterapia ou uso de laxativos.Ela geralmente autolimitada, com durao menor que 14 dias, resolvendo sem tratamento especfico se no ocorrer desidratao Crnica: possui durao maior que 14 dias. Est associada sndrome de m-absoro, doena inflamatria intestinal, deficincia imunolgica, alergia alimentar, intolerncia lactose, tratamento inadequado da diarria aguda e diaaria crnica inespecfica 6. Uma criana com diarreia se avalia para saber: Por quanto tempo a criana tem tido diarreia Se h sinais de desidratao; Se h sangue nas fezes para determinar se a criana tem disenteria CLASSIFICAR A DIARRIA 1. Todas as crianas com diarreia so classificadas quanto ao estado de hidratao 2. Caso a criana tenha tido diarreia por 14 dias ou mais, classifique a diarreia como persistente; 3. Caso a criana apresente sangue nas fezes, classifique a criana como disenteria. 7. Complicaes Desidratao Distrbio hidroeletroltico Desnutrio - decorrente da inapetncia e vmitos, mau aproveitamento dos alimentos e catabolismo aumentado 8. Desidratao a deficincia de gua e eletrlitos corpreos por perdas superiores ingesta devido a anorexia, restrio hdrica, por perdas aumentadas gastrintestinais (vmito e diarria), perda urinria (diurese osmtica, administrao de diurticos, insuficincia renal crnica), e perdas cutneas e respiratrias (queimaduras e exposio ao calor). Mais frequente em crianas sem aleitamento materno, desnutridas, imunodeprimidas ou em doenas crnicas. Alm do que a incidncia maior nas populaes de baixo nvel socioeconmico. 9. Tipo de desidratao 10. Sinais e sintomas de desidratao Depresso da fontanela Olhos encovados e sem brilho ausncia de lgrimas Lbios ressecados Lngua esbranquiada e grossa Pulso fraco Pouca urina ou escura Prostrao ou torpor Ocorrncia ou no de febre turgor e elasticidade da pele diminudos 11. Classificao da desidratao Sem desidratao Desidratao leve Desidratao grave 12. Plano A - LAR >5 anos - tanto quanto o doente quiser, ate 2 litros por dia 13. Plano B em 4h 14. Plano C Para a administrao de lquidos por via intravenosa (IV): Dar 100ml/Kg de soluo em partes iguais de soro glicosado a 5% e soro fisiolgico a 0,9% para infuso em 2h. Ex.: 10Kg 1000ml total 1 fase 500ml SF 2 fase 500ml SG 2h Fase de expanso rpida 15. Se ao final das 2h ainda tiver SS de desidratao, administrar mais 25 a 50ml/Kg nas prximas 2h: Ex.: 10Kg 500ml total 1 250ml SF 2 250ml SG 2h Reavaliar em 30 min, se no houver melhora na desidratao aumentar a velocidade do gotejamento. 16. Caso no consiga encaminhar a unidade para a terapia IV em 30 min: Instalar sonda nasogstrica dar 30ml/Kg/hora; Reavaliar a cada 1 a 2h; Se aps 3h no melhorar o grau de desidratao, encaminhar para terapia IV. 17. Cuidados de Enfermagem Avaliar os doentes cada hora ou cada 2 em 2 horas para verificar se esto a tomar os SRO corretamente e para monitorizar a perda de lquidos. Fazer uma reavaliao completa do estado de desidratao do doente ao fim de 4 horas e seguir o plano de tratamento adequado para a desidratao do doente. Determinar a quantidade de SRO a administrar durante as primeiras 4 horas 18. Se o doente quiser mais SRO do que a quantidade apresentada, pode-lhe ser dado. Para os bebs com menos de 6 meses que no sejam amamentados ao peito, administrar tambm 100 a 200 ml de gua potvel durante este perodo. Dar-lhe pequenos e frequentes goles por uma xcara. Se o doente vomitar, esperar 10 minutos. Depois, continuar a dar-lhe lquidos, mas mais lentamente. Para os bebs que so amamentados ao peito, continuar a amamentao sempre que o beb quiser. 19. Disenteria Quando h sangue nas fezes; Dar ATB recomendado em sua regio para Shiguella durante 5 dias se houver comprometimento do estado geral; Retorno em 2 dias ATB 1 escolha: cido nalidixlico 10mg/Kg/dia 6/6h por 5 dias; 2 escolha: trimetropim+sulfametoxazol 40mg/Kg/dia 12/12h durante 5 dias. 20. CIDO NALIXLICO Trimetropim+sulfametoxazol Idade ou peso Comprimido 250mg Suspenso 250mg/5ml comprimido suspenso 2 a 4 meses 4 -