Classifica§£o Decimal Universal (aula completa)

  • View
    110

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Classifica§£o Decimal Universal (aula completa)

Slide 1

CLASSIFICAO DECIMAL UNIVERSALHistria e fundamentos

UFSCarDisciplina: Representao Temtica 2Raquel J. P. L. de SousaHISTRICOPaul Otlet e Henry La Fontaine (sculo XIX).Lista abrangente de todas as publicaes, desde a inveno da prensa.Rpertoire Bibliographique Universal.Lista em cartes, organizados sistematicamente.Decidiram adaptar a CDD, expandindo-a.Adio de mecanismos de sntese e tabelas auxiliares.HISTRICOCaractersticas bsicas da CDD:Linguagem universal dos algarismos arbicos.Representao da estrutura hierrquica.Incorporou-se outra caracterstica:Conceito de relao, com representao atravs da sntese.Formao de notaes compostas: novos assuntos no existentes no sistema.

HISTRICOInstitut International de Bibliographie (Instituto de Bruxelas).Dcada de 20: dificuldades financeiras.1931: transferncia para Haia (Holanda do Sul).1937: Fdration International de Documentation (FID).1991: direitos cedidos a vrias organizaes, em um consrcio conhecido como UDC Consortium.

Bruxelas (1868-1944).Advogado, empresrio e ativista da paz.

Paul Otlet

Bruxelas (1854-1943).Juristaepolticobelga.

Henry La FontainePaul Otlet e Henry La fontaine em frente ao Palais Mondial, Jubileu (Bruxelas).

Equipe de bibliotecrios.

HISTRICOPrimeira edio completa: de 1905 a 1907.Manuel du Rpertoire Bibliographique Universal.33.000 subdivises em ndice alfabtico e 38.000 entradas.Segunda edio:1927-1933.70.000 entradas.Base para edies e tradues posteriores.Deixou de ser apenas ferramenta do Rpertoire Bibliographique, passando a sistema de classificao bibliogrfica para qualquer fim.HISTRICOEdio-padro Internacional, conhecida como MRF Master Reference File (Arquivo-mestre de Referncia).Base para as edies mdias a partir de 1993.O MRF mantido na sede da UDC Consortium (Biblioteca Real em Haia).68.000 classes.Atualizado uma vez por ano (dezembro / janeiro).Extenses e correes para a CDU.NATUREZA DA CLASSIFICAOCobertura da totalidade do conhecimento humano.Classificao geral:Incorpora todos os campos do conhecimento.Aplica-se em colees que cobrem todo o conhecimento.Universalidade: utilizao em todo o mundo.Aplicao prtica em diversos pases.Caractersticas principaisCDUFUNDAMENTOSA CDU baseada em classes: conjunto cujos membros mantm semelhanas.Classe simples: subdiviso direta.Ex. : Botnica, em que cada uma das plantas seria uma classe.Classe composta: interseo de dois ou mais conceitos.Ex.: Fisiologia Botnica, Ecologia Botnica.Um fenmeno pode ocorrer em mais de uma classe.Ex.: Ovos (ornitologia, acasalamento, culinria).CARACTERSTICAS ESTRUTURAISDecimalidade.Universalidade.Hierarquia.Sntese.

Juno dos Sistemas enumerativos do passado, aos poli-ierrquicos e multifacetados.Precedeu, mas tambm foi influenciada pelas ideias de Ranganathan/Classification Research Group.DECIMALIDADEConhecimento dividido em dez grandes classes.Cada classe subdivisvel em outras.Notao se amplia de acordo com o sistema decimal.Cada dgito uma frao decimal.5 ser seguido por 50 at 59.59 ser seguido po 590 at 599.Entre 591 e 592 h subdivises at 591.9.DECIMALIDADEO ponto facilita a leitura.Divide-se por pontos a cada trs nmeros (regra geral).Tamanho geralmente reflete o nvel hierrquico.Conceitos de nvel equivalente, em geral, tm notao de mesmo tamanho.

DECIMALIDADE6Cincias aplicadas.62Engenharia.622Minerao.622.2Operaes de minerao.622.23Escavaes de minas.622.233Perfurao para exploso.622.233.4Perfuradores de martelo.UNIVERSALIDADEPretenso e capacidade de representar a totalidade do conhecimento.Previso de espao para acomodar novos conhecimento, isoladamente ou em suas relaes.Usa smbolos (numricos e no numricos) de conhecimento e emprego unvocos em todo o planeta.

ESTRUTURA HIERQUICARelaes genricas.373Tipos de escolas que ministram educao geral.373.3Escola primria. Nvel elementar.373.5Escola secundria.373.54Escolas que levam ao preenchimento dos requisitos para ingresso numa universidade.Diviso em cadeiaRenquesESTRUTURA HIERQUICARelaes partitivas.

(1-928)Regies fsicas da Amrica do Sul. Amrica do Sul como regio fsica.(1-928.1)Andes setentrionais.(1-928.2)(1-928. 3)Andes centrais.Andes subtropicais.(1-928.4)Andes da Patagnia. Arquiplago da Terra do Fogo....SNTESEClasses compostas e complexas podem ser formadas por mecanismos de notao.Permite a combinao, sem depender dos geradores da classificao.Componentes principais:Termo: descrio da classe em linguagem natural.Notao: smbolo (nmero) de classe.

FLEXIBILIDADEPermite mudar a ordem de citao.622+669Minerao e metalurgia669+622Metalurgia e minerao58(035)Botnica (manuais)(035)58Manuais de botnica

Grande especificidade.Adaptao a necessidades individuais.

ANALTICO-SINTTICOAnlise: subdiviso em elementos simples.Sntese: combinao de elementos.Unio de uma parte da classificao com qualquer outra: classificao analtico-sinttica.Classificao facetada: Exige a representao de conceitos por termos simples.No permite a listagem de combinaes na prpria tabela.

FACETASA CDU no totalmente facetada, mas os princpios da anlise facetada so inerentes sua estrutura [...] (McILWAINE, 1998, p. 18).

A CDU [...] uma classificao por aspectos, na qual um fenmeno classificado segundo o contexto ou disciplina em que considerado. Por isso seus vrios aspectos encontram-se em diferentes lugares. (UDC CONSORTIUM, 1997, p. ix).ASPECTOSExemplo:Carvo552.574: aspecto petrolgico.553.94: aspecto da geologia econmica.622.23: aspecto da minerao.622.411.52: forma de p.631.878: aspecto combustvel.Etc.NMERO DE CLASSIFICAOParte notacional da entrada de classe/conceito.Determina o local da classe dentro do esquema.Pode ser:Algarismo arbico nico (nvel mais alto).Sequncia de algarismos.Algarismos e sinais prprios: notao mista.

aplicaoTABELASTABELASTabelas principais ou sistemticas: conhecimento arranjado em dez classes.Nmeros simples (3, 5, 7) indicam maior extenso e so superordenados.Nmeros de mesma extenso (33, 55 ou 111, 333) so coordenados.Tabelas auxiliares: completa as tabelas principais, com o uso de sinais auxiliares.

ndice.

TABELA SISTEMTICA0Generalidades: o Conhecimento, a Cultura, a Cincia, o Saber, a Escrita, etc.1Filosofia. Psicologia.2Religio. Teologia.3Cincias Sociais.4(Vaga).5Cincias matemticas, fsicas e naturais. Ecologia.6Cincias aplicadas. Tecnologia.7Artes. Divertimentos. Lazer. Esportes.8Lnguas. Lingustica. Filologia. Literatura.9Geografia. Biografia. Histria e cincias auxiliares.

SMBOLOS+adio/barra inclinada:dois pontos::dois pontos duplos[]colchetes=igual(0...)parnteses zero(1/9)parnteses um barra nove(=...)parnteses igual"..."aspas*asteriscoA/Za barra z (ou extenso alfabtica).00ponto zero zero-03 e -05hfen zero trs e hfen zero cinco-1/-9hfen um a hfen nove.0ponto zero'apstrofo...1/...9reticncias um barra reticncias nove

TABELAS AUXILIARES COMUNSAUXILIARES COMUNSTABELA 1aSeo I: adio, coordenao +Liga dois ou mais nmeros.Indica assunto composto para o qual no existe nmero simples.No exige relao mtua entre os assuntos.

53+913Fsica e Geografia622+669Minerao e metalurgia

AUXILIARES COMUNSTABELA 1aSeo 2: extenso consecutiva /Liga o primeiro e todos os demais nmeros at o ltimo, em uma srie.Forma conceito mais abrangente.

592/599Zoologia sistemtica546.32/.35Metais alcalinos de potssio a rubdio

OBSERVAOSe o nmero depois da barra tem mais de 3 dgitos e repete o mesmo grupo de nmeros do precedente, pode-se omitir os dgitos comuns.Deve-se manter o ponto, para indicar a subdiviso.

546.32 a 546.35= 546.32/.35AUXILIARES COMUNSTABELA 1bSeo 1: relao simples :Liga dois ou mais nmeros, indicando relao mtua.Relaes A:B ou B:A tm o mesmo valor.Restringe os assuntos.

17:7tica em relao arte7:17Arte em relao tica

AUXILIARES COMUNSTABELA 1bSeo 2: subagrupamento [ ]Necessrio quando um assunto indicado por dois ou mais nmeros ligados por smbolos (+, /, :) se relaciona a um outro nmero atravs de :.

783:[283/289]Msica de igreja protestante

AUXILIARES COMUNSTABELA 1bSeo 3: ordenao ::Indica que o conceito aps :: tem uma relao subordinada ao conceito anterior.Irreversvel: fixa a ordem dos assuntos.

77.044::355Fotografia de guerra025.45CDU::027.021 A CDU e seu uso nas Bibliotecas Especializadas

AUXILIARES COMUNS TABELA 1cAuxiliares comuns de lngua =Indica lngua ou forma lingustica do documento.

784.64=111Canes infantis em ingls

AUXILIARES COMUNS TABELA 1cDocumentos multilngues: =00 ou pelos auxiliares das lnguas.53(035)=00Manuais multilngues de fsica53(035)=111=112.2=133.1 Manuais de fsica em IN, GER, FROs documentos traduzidos trazem o smbolo =03 (traduzido do)002=40 A documentao em lngua francesa 002=03.40 A documentao traduzida do francs

AUXILIAR DE LNGUAEntra com 811 para compor lnguas como objeto de estudo, seguida de ., mas sem =.811.131.1 Estudo da lngua italiana811.161.1Estudo da lngua russaEntra com 821 para compor literatura especfica , seguida de ., mas sem =.821.131.1 Literatura italiana821.161.1Literatura russa

AUXILIARES COMUNS TABELA 1dAuxiliares comuns de forma: (0...)Indicam a forma documentria.

58(035)Manuais de botnica54(038)Dicionrios qumica(038) 54Dicionrio qumica

AUXILIARES COMUNS TABELA 1eAuxiliares comuns de lugar: (1/9)Indicam o mbito geogrfico, localizao ou outro aspecto espacial de um assunto indicado por um nmero principal.

339.5(73:81)Comrcio entre EUA e Brasil338.47(81)Economia dos transportes no BrasilAUX. COMUNS DE LUGARNo constitui mais a base para formar a histria e a geografia dos lugares.Histria: acrescenta-se o local a 94.94(44) Histria da Frana94(160.27) Histria dos polos

Geografia: acrescenta-se o local a 913.913(44) Geografia da Frana913(160.27) Geografia dos polos

AUXILIARES COMUNS TABELA 1fAuxiliares comuns de grupos tnicos e nacionalidade: (=...)Indicam os aspectos tnicos ou a nacionalidade de um assunto represe