INSTITUTO PEDAG“GICO DE MINAS .Decimal de Dewey (CDD) e a Classifica§£o Decimal Universal (CDU)

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of INSTITUTO PEDAG“GICO DE MINAS .Decimal de Dewey (CDD) e a Classifica§£o Decimal...

INSTITUTO PEDAGGICO DE MINAS GERAIS

CURSO DE PS-GRADUAO BIBLIOTECONOMIA Coordenao Pedaggica IPEMIG

FUNDAMENTOS DA CLASSIFICAO BIBLIOGRFICA

BELO HORIZONTE

2

INTRODUO

Essa apostila pretende abordar os principais estudos, que serviram de

embasamento terico para grandes autores, na rea da classificao, o que

resultou nas mais diversas contribuies.

Grandes nomes da classificao como Brown, Bliss, Ranganathan e

Dewey foram de suma importncia e colaborao para as classificaes mais

utilizadas em nossos dias, como a da Library of Congress, Classificao

Decimal de Dewey (CDD) e a Classificao Decimal Universal (CDU).

Para se acompanhar a evoluo e o surgimento das novas cincias e

tecnologias, faz-se necessrio uma boa classificao para uma posterior

indexao e finalmente uma representao a altura do assunto proposto no

material classificado, para que ele seja facilmente encontrado tanto pelo

profissional da informao como pelo usurio, e para este objetivo ser

alcanado gradativamente Brown, Bliss, Ranganathan, Dewey, Otlet, La

Fontaine e tantos outros deram a sua importante contribuio.

3

O QUE CLASSIFICAO?

http://deconceptos.com/wp-content/uploads/2009/05/bibliografia-300x261.gif

Classificao, num conceito geral, o ato de classificar; separar por

semelhanas ou diferenas; dividir. As classificaes podem ser definidas a

nvel social, filosficas e bibliogrficas.

Classificar um processo natural que tem por finalidade reunir coisas

semelhantes. Classificar e arquivar de maneira adequada tornaram-se pontos

primordiais nos cuidados da documentao. Sua classificao se materializa a

partir de um plano que deve ter como caractersticas a simplicidade, a

flexibilidade e fcil assimilao e, sobretudo, deve ser uniforme, mantendo

sempre um padro e ter um gerenciamento centralizado.

Segundo o Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ), classificar uma

das atividades do processo de gesto de documentos arquivsticos, que inclui

4

procedimentos e rotinas especficas que possibilitam maior eficincia e

agilidade no gerenciamento e controle das informaes.

Est previsto pelo CONARQ que a classificao deve ser realizada por

servidores treinados, de acordo com as seguintes operaes:

a) Estudo - Consiste na leitura de cada documento, a fim de verificar sob

que assunto dever ser classificado e quais as referncias cruzadas que lhe

correspondero.

b) Codificao - Consiste na atribuio do cdigo correspondente ao

assunto de que trata o documento.

Rotinas correspondentes s operaes de classificao, segundo o

CONARQ:

1. Receber o documento para classificao.

2. Ler o documento, identificando o assunto principal e o(s) secundrio(s),

de acordo com seu contedo.

3. Localizar o(s) assunto(s) no cdigo de classificao de documentos de

arquivo, utilizando o incide, quando necessrio.

4. Anotar o cdigo na primeira folha do documento.

5. Preencher a folha de referncia para os assuntos secundrios. (Ao

final desta aula voc ter acesso ao modelo de folha de referncia).

IMPORTANTE! Quando o documento possuir anexo(s), este(s)

dever(o) receber a anotao do(s) cdigo(s) correspondente(s).

Segundo Paes (2002, p. 20), os documentos podem ser classificados da

seguinte maneira:

5

Por seus mantenedores.

a) Pblicos - federal, estadual e municipal.

b) Institucionais - instituies educacionais, igrejas, corporaes no

lucrativas, sociedades e associaes.

c) Comerciais - empresas, corporaes e companhias.

d) Famlias ou pessoais.

Atente para os estgios de evoluo dos arquivos, o que chamamos de

Teoria das Trs Idades, a seguir.

a) Arquivos de primeira idade ou corrente.

b) Arquivos de segunda idade ou intermedirio.

c) Arquivos de terceira idade ou permanentes.

A classificao social aquela intrnseca ao ser humano, fazendo parte

de sua natureza. algo que constitui a personalidade de uma pessoa, atuando

diariamente para a organizao mental dela. Por isso, elas podem classificar

apenas o que lhe interessam.

A classificao filosfica uma classificao mais elaborada e sofisticada,

voltada para a definio e hierarquizao do conhecimento humano.

J a classificao bibliogrfica se preocupa com a organizao e a

disposio fsica de documentos, visando com isso, a sua recuperao. Busca

ordenar, para arquivar e ter acesso ao documento em estantes ou nos

arquivos. Todas as teorias da classificao bibliogrfica buscam promover

uma classificao sistemtica, lgica que reflita crtica e sistematicamente

6

sobre os elementos de ligao que servem para a reunio de conceitos

(ARAJO, 2006, p.122).

CURIOSIDADE:

O que so documentos correntes?

- so aqueles que esto em curso, isto , tramitando, ou que foram

arquivados, mas so objetos de consultas frequentes. Podem ser conservados

no local onde foram produzidos, sob a responsabilidade das pessoas, ou do

rgo, que o criaram.

O que so documentos intermedirios?

- so aqueles que no so mais de uso corrente, mas que por razes de

interesse administrativo, aguardam sua eliminao ou recolhimento

instituio arquivstica. Esses documentos devem ser recolhidos a um arquivo

intermedirio, sob a responsabilidade conjunta dos funcionrios do organismo

produtor e da instituio arquivstica.

O que so documentos permanentes?

- so aqueles de valor histrico, probatrio e informativo que devem ser

definitivamente preservados. Eles no so mais necessrios ao cumprimento

das atividades da administrao. Devem ser conservados nas instituies

arquivsticas, sob a responsabilidade dos profissionais de arquivo.

7

CLASSIFICAO DOS DOCUMENTOS

PELA SUA NATUREZA

http://www.tfarma.it/images/r_Bibliografia.png

a) Arquivo especial - Detm sob sua guarda diferentes tipos de suportes

de documentos resultantes da experincia humana em algum campo

especfico do conhecimento, tais como fotos, fitas cassete, filmes VHS, discos,

CD's, recortes de jornais, disquetes, CD-ROOM, entre outros. Por se tratar de

documentos na sua grande maioria frgeis deve-se ter maior cuidado com a

conservao e preservao, no somente no aspecto de armazenagem, mas

tambm em seu registro, acondicionamento e controle.

b) Arquivo especializado - Detm sob sua custdia documentos

resultantes da experincia humana num campo especfico, independente da

forma fsica que seus documentos apresentem.

8

Pelo Gnero

a) Escritos ou textuais.

b) Cartogrfico (perfis/mapas).

c) Iconogrficos (imagem esttica/cartazes).

d) Filmogrficos (filmes).

e) Sonoros; (CDs, Fita Cassete).

f) Microgrficos (microfilme).

g) Informticos.

Pela Natureza do assunto

a) Ostensivos documentos cuja divulgao no prejudica a

administrao.

b) Sigilosos documentos de conhecimento, custdia e divulgao

restrita.

Podemos classificar os documentos em quatro graus:

a) Ultrassecreto - Esta classificao dada aos assuntos que requeiram

excepcional grau de segurana e cujo teor ou caractersticas s devam ser do

conhecimento de pessoas intimamente ligadas ao seu estudo ou manuseio.

So assuntos normalmente classificados como ultrassecretos aqueles da

9

poltica governamental de alto nvel e segredos de Estado, tais como:

negociaes para alianas polticas e militares, planos de guerra, descobertas

e experimentos cientficos de valor excepcional, informaes sobre poltica

estrangeira de alto nvel. So documentos oriundos da Presidncia e

Ministrios (PAES, 2005, p. 30).

b) Secreto - Consideram-se secretos os assuntos que requeiram alto grau

de segurana e cujo teor ou caractersticas podem ser do conhecimento de

pessoas que, sem estarem intimamente ligadas ao seu estudo ou manuseio,

sejam autorizadas a deles tomar conhecimento, funcionalmente. So

documentos considerados secretos os referentes a planos, programas e

medidas governamentais, os assuntos extrados de matria ultrassecreta que,

sem comprometer o excepcional grau de sigilo da matria original, necessitam

de maior difuso, tais como: planos ou detalhes de operaes militares, planos

ou detalhes de operaes econmicas ou financeiras, aperfeioamento em

tcnicas ou materiais j existentes, dados de elevado interesse sob aspectos

fsicos, polticos, econmicos, psicossociais e militares de pases estrangeiros

e meios de processos pelos quais foram obtidos, materiais criptogrficos

importantes que no tenham recebido classificao inferior (PAES, 2005, p.

30).

c) Confidencial - A classificao de confidencial dada aos assuntos que,

embora no requeiram alto grau de segurana, seu conhecimento por pessoa

no autorizada pode ser prejudicial a um indivduo ou criar embaraos

administrativos. So assuntos, em geral, classificados como confidenciais os

referentes pessoal, material, finanas e outros, cujo sigilo deva ser mantido

por interesse das partes, como por exemplo: informaes sobre e atividade de