Click here to load reader

RECICLAGEM DE MADEIRAS EM ARQUITETURA E · PDF filereaproveitamento de MADEIRAS na arquitetura e design contemporâneo •Abordar informações históricas, estéticas, funcionais

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of RECICLAGEM DE MADEIRAS EM ARQUITETURA E · PDF filereaproveitamento de MADEIRAS na arquitetura...

  • RECICLAGEM DE MADEIRAS EM ARQUITETURA E DESIGN

    Lucas Kasiano Pereira IC PIBIC Voluntria 2017

    ORIENTADOR: Prof. Dr. Antonio M. N. Castelnou Nt.

    TTULO DO PROJETO: Green Architecture: Estratgias de

    sustentabilidadeaplicadas arquitetura e design

    BANPESQ/THALES: 2014015431

  • OBJETIVOS Desenvolver uma pesquisa sobre a reciclagem e o

    reaproveitamento de MADEIRAS na arquitetura e design contemporneo

    Abordar informaes histricas, estticas, funcionais e tcnicas para o projeto e a execuo de edificaes e produtos mais SUSTENTVEIS

    Apresentar as DIRETRIZES bsicas de concepo, construo e fabricao da arquitetura e design em madeira reciclada

    Estudar descritiva e comparativamente 04 (quatro) CASOS relacionados ao uso de madeira reciclada em edificaes e mobilirios.

  • METODOLOGIA De CARTER EXPLORATRIO, esta pesquisa terico-

    conceitual baseou-se em reviso web-bibliogrfica sobre o

    reaproveitamento da madeira como prtica sustentvel na

    arquitetura e no design. E fez-se a anlise de 04 (quatro)

    casos, sendo:

    02 (dois) referentes madeiras de DEMOLIO

    02 (dois) referentes madeiras de REFLORESTAMENTO

    A pesquisa concluiu-se com a comparao entre os estudos de

    caso e a elaborao do relatrio final e da sua apresentao

    oral no EVINCI Encontro de Iniciao Cientfica da UFPR

  • INTRODUO Dcadas de 1960/70 Incio do DESPERTAR ECOLGICO

    1962: Publicao de Silent Spring (Rachel Carson)

    1972: Realizao em Estocolmo da CNMAH (CONFERNCIA

    DAS NAES UNIDAS SOBRE O MEIO AMBIENTE HUMANO)

    Dcadas de 1980/90 Surgimento do conceito de SUSTENTABILIDADE

    1987: Divulgao do Relatrio Brundtland

    1992: Realizao no Rio de Janeiro da CNUMAD (CONFERNCIA DAS

    NAES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO)

    AGENDA 21 Resultado da Eco92 visando o desenvolvimento sustentvel nas vertentes econmica, social e ambiental

    Filosofia dos 3 Rs: REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR

  • Desde o DESPERTAR ECOLGICO, alguns arquitetos e designers

    passaram a se preocupar com as questes ambientais, o que cresceu a

    partir da Eco92 e da difuso da Agenda 21 (Arquitetura Sustentvel)

    1993: Realizao em Chicago do Congresso da UIA+AIA (UNIO

    INTERNACIONAL DE ARQUITETOS + AMERICAN INSTITUTE OF ARCHITECTS),

    onde se estabeleceu a DECLARAO DA INTERDEPENDNCIA PARA UM

    FUTURO SUSTENTVEL (Compromisso mundial pela sustentabilidade)

    Dcada de 2000 Surgimento da GREEN ARCHITECTURE, que visa a

    produo arquitetnica certificada em concordncia com as condies

    ecolgicas e sociais, utilizando-se tecnologias verdes a fim de minimizar

    os impactos ambientais da mesma

    Os habitats feitos pelos arquitetos devem satisfazer as necessidades

    humanas e tambm de outras espcies, cabendo a eles, inclusive, a

    sensibilidade ecolgica na escolha dos materiais de construo

  • REVISO DE LITERATURA

    MADEIRA: Material de carter ecolgico e grande potencial

    sustentvel largamente aplicado na construo civil

    Possui baixo consumo de energia para seu

    processamento (usinagem)

    Apresenta pouco impacto ao meio ambiente

    (absoro da energia solar)

  • FSC (FOREST STEWADSHIP COUNCIL): Entidade regulamentadora

    do uso e manejo sustentvel da madeira, responsvel por

    emitir o selo verde no segmento da madeira: o CERFLOR

    Modalidades do FSC:

    MANEJO FLORESTAL: Madeira oriunda de florestas manejadas de

    forma responsvel, seguindo critrios estipulados pelo FSC

    CADEIA DE CUSTDIA: Madeira com garantia de rastreabilidade

    desde sua produo at sua chegada ao consumidor final

    MADEIRA CONTROLADA: Madeira submetida a normas que atuam

    no controle para que aquelas de origem no-responsvel (ilegal) no

    venham a ser difundidas no mercado

  • Principais formas de procedncia da madeira certificada:

    MADEIRA DE REFLORESTAMENTO: Oriunda do plantio

    de espcies de rpido desenvolvimento (colheita mais breve e

    com um espaamento de tempo menor), sendo amplamente

    utilizadas na construo civil, principalmente em estruturas

    (alta densidade), coberturas, vedaes, esquadrias, pisos e

    mobilirios, entre outros usos

    MADEIRA DE DEMOLIO: Geralmente de origem nobre,

    reaproveitada de desmanche, passando a ter um novo uso

    e aspecto. Sua principal fonte provm da demolio de casas,

    tulhas e outras construes. amplamente empregada em

    pisos, forros e mobilirio, entre outros usos

  • A madeira reciclada resulta em dois principais grupos:

    AGLOMERADOS: Obtidos da mistura de madeira moda e

    resina sinttica, que so coladas sob mtodos de

    aquecimento e presso. Por sua semelhana com a madeira

    macia, a tipologia mais comumente empregada no

    mercado, com destaque para o MEDIUM-DENSITY FIBERBOARD

    (MDF) e o ORIENTED STYRAND BOARD (OSB)

    COMPENSADOS: Obtidos atravs da colagem de vrias

    lminas de madeiras sobrepostas, so amplamente

    empregados na construo civil, na indstria naval e em

    mobilirios. Dividem-se, basicamente, quanto ao seu uso:

    interno ou externo.

  • WOOD FRAME: Sistema construtivo emergente que altamente sustentvel, constitudo de materiais renovveis e com tempo de execuo reduzido em at seis vezes, alm da diminuio de resduos (construo a seco)

    O emprego da madeira reciclada em arquitetura, nas diferentes escalas, vem crescendo em todo o mundo. Alm disso, seu uso in natura ou reprocessada tem se ampliado no ECODESIGN, resultando em maior economia, praticidade e beleza

  • RESULTADOS E DISCUSSO

    A partir dos estudos realizados, fez-se a busca e a seleo de 04 (quatro) obras contemporneas que tivessem concordncia tanto com o reuso quanto reciclagem da madeira, estes aplicados arquitetura e ao design, sendo a saber:

    Caso I: Villa Welpeloo, Enschede (Holanda)

    Caso II: BARNagain Home, Lima NY (EUA)

    Caso III: Coleo Shavings, Tel Aviv (Israel)

    Caso IV: Poltrona Giratria Radar, So Paulo SP (Brasil)

  • CASO I Villa Welpeloo

    (2009, Enschede Holanda) 2012Architecten

    Escritrio holands comprometido com o reaproveitamento de res-duos na arquitetura

    Habitao em estrutura de ao e fechamento em ripas de madeira em larga escala, sendo ambos materiais reaproveitados de ou-tras construes

    A escolha deu-se atravs do aprofundado estudo da relao entro o impacto ambiental dos mesmos em detrimento do seu custo.

  • O ao utilizado na estrutura da casa oriundo de perfis retirados de uma antiga mquina de produ-o txtil da regio

    J as madeiras aplicadas nas fa-chadas vieram de bobinas carre-tis que apresentavam algum tipo de dano

    A edificao possui 250 m de rea distribudos em dois pavi-mentos, sendo o programa composto por dois dormitrios, um estdio-cozinha, uma rea aberta ao centro e um quarto de hspedes.

  • CASO II BARNagain Home (2012, Lima NY EUA)

    In.Site-Architecture

    Habitao com Certificao LEED Platinum, a qual faz uso de materiais reciclados a pedido da prpria famlia que encomendou o projeto

    Emprego de tecnologias verdes: aquecimento da gua a partir de painis fotovoltaicos e uso de materiais reciclados em pratica-mente toda a sua composio

  • Os materiais foram prove-nientes de um antigo celeiro da famlia, em uma regio agrcola

    Fez-se uma logstica envol-vendo a demolio da antiga edificao e, depois disso, toda a madeira retirada foi moda e transportada para a construo da nova edificao

    A nova unidade habitacional buscou resgatar a linguagem arquitetnica do antigo celeiro por meio de telhados ngre-mes, p-direito alto e espaos internos amplos

  • CASO III Coleo Shavings (2009, Tel Aviv Israel)

    Producks Design Studio

    Trabalho do estdio composto pelos designers Yoav Avinoam e Gil Sheffi

    O processo de fabricao (total-mente artesanal) consistiu na mistura de serragens de madeira de reflorestamento a uma resina que, em conjunto, foram pressionadas sobre um molde com formato especfico

    Alm disso, foram introduzidas eventuais partes em madeira para a estruturao dos mveis

  • CASO IV Poltrona Giratria Radar (2008, So Paulo SP Brasil)

    Carlos Motta

    A proposta do arquiteto criar um mobilirio de menor im-pacto ambiental possvel, pre-dominantemente com o uso de madeira renovvel (madeira de redescobrimento, segundo ele)

    Para esta poltrona, foi empre-gada a peroba rosa rstica lixada com seladora e cera, suportada por, estrutura em ferro oxidado em uma base com quatro pernas (Dimenses: 67 x 61 x 72cm)

  • CONSIDERAES FINAIS

    A pesquisa, embora introdutria, permitiu definir, descrever e ilustrar as possveis aplicaes da MADEIRA RECICLADA tanto na arquitetura quanto no design contemporneo

    Contatou-se a intrnseca relao da madeira como material renovvel e de grande aplicabilidade arquitetura e ao design, em especial no que se refere ao seu potencial para REUTILIZAO

    Permitiu concluir que h grandes potencialidades ecolgicas que a credenciam como uma forte aliada da chamada Green Architecture, abrindo precedentes para o crescimento de uma prtica social e ecologicamente mais consciente na construo civil e, portanto, bastante condizente com as demandas atuais do sculo XXI

  • PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

    DIAS, R. Gesto ambiental: Responsabilidade social e sustentabilidade. 2. ed. So

Search related