Querido John - Nicholas Sparks

  • View
    216

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Querido John - Nicholas Sparks

  • Dear John Nicholas Sparks

  • Dear John Nicholas Sparks

    Dear John,

    Nicholas Sparks

    # Sinopse:

    Um rebelde raivoso, John deixou a escola e se alistou no exrcito, no sabendo o

    que mais fazer com a sua vida--at que ele encontra a garota dos seus sonhos, Savannah. Sua

    atrao mtua cresce rapidamente e se transforma no tipo de amor que deixa Savannah

    esperando que John termine suas obrigaes, e John querendo se acalmar com a mulher que

    capturou seu corao. Mas o 11 de setembro muda tudo. John sente que seu dever se

    realistar. E lamentavelmente, durante a longa separao Savannah se apaixona por outra

    pessoa. "Querido John," a carta dizia... e com essas duas palavras um corao foi quebrado e

    duas vidas foram mudadas para sempre. De volta pra casa, John deve lidar com o fato de que

    Savannah, agora casada, ainda o seu amor verdadeiro-e encarar a deciso mais difcil da

    sua vida.

  • Dear John Nicholas Sparks

    Prologo

    Lenoir, 2006

    O que significa amar verdadeiramente outra pessoa?

    Havia um tempo na minha vida em que eu pensava que realmente sabia a resposta:

    significava que eu me importava com Savannah mais profundamente do que eu me

    importava comigo mesmo e que ns iramos passar o resto das nossas vidas juntos. No teria

    sido preciso muito. Uma vez ela me contou que a chave para a felicidade era sonhos

    alcanveis, e que os dela no eram nada fora do comum. Casamento, famlia... o bsico.

    Significava que eu teria um emprego fixo, a casa com a cerca branca, e uma minivan ou um

    SUV* grande o bastante para levar nossas crianas escola, ou ao dentista, ou ao treino de

    futebol ou aos recitais de piano. Duas ou trs crianas, ela nunca foi clara quanto isso, mas

    o meu palpite que quando o tempo viesse, ela teria sugerido que ns deixssemos a

    natureza seguir seu curso e deixar que Deus tomasse a deciso. Ela era assim-religiosa, eu

    quero dizer- e eu acho que isso foi parte da razo que eu me apaixonei por ela. Mas no

    importa o que estivesse acontecendo nas nossas vidas, eu podia me imaginar deitado ao lado

    dela na cama no fim do dia, abraando-a enquanto ns conversvamos e ramos, perdidos nos

    braos um do outro.

    *Tipo de carro grande.

    No soa to irreal, certo? Quando duas pessoas se amam? Isso era o que eu pensava

    tambm. E enquanto uma parte de mim ainda quer acreditar que possvel, eu sei que no

    vai acontecer. Quando eu for embora de novo, eu nunca vou voltar.

    Por enquanto, no entanto, sentarei na encosta da colina espiando a fazenda dela e

    espararei ela aparecer. Ela no poder me ver, claro. No exrcito, voc aprende a se

    camuflar nos seus arredores, e eu aprendi bem, porque eu no tinha nenhum desejo de morrer

  • Dear John Nicholas Sparks

    em algum depsito de lixo estrangeiro no meio do deserto do Iraque. Mas eu tinha que voltar

    para essa pequena cidade montanhosa da Carolina do Norte para descobrir o que aconteceu.

    Quando uma pessoa coloca alguma coisa em movimento, h um sentimento de mal-estar,

    quase arrependimento, at voc descobrir a verdade.

    Mas disso eu estou certo: Savannah nunca saber que eu estou aqui hoje.

    Uma parte de mim di s com o pensamento de ela estar to perto e ainda assim to

    intocvel, mas a histria dela e a minha so diferentes agora. No foi fcil pra mim aceitar

    essa simples verdade, porque houve um tempo em que nossas histrias eram as mesmas, mas

    isso foi h seis anos e duas vidas atrs. H lembranas para ns dois, claro, mas eu aprendi

    que as memrias podem ter uma presena fsica, quase viva, e nisso, Savannah e eu somos

    diferentes tambm. Se as dela so as estrelas no cu da noite, as minhas so os espaos

    vazios entre elas. E diferente dela, eu tenho sido sobrecarregado com perguntas que eu tenho

    feito a mim mesmo mil vezes desde a ltima vez que ns estivemos juntos. Por que eu fiz o

    que fiz? E eu faria de novo? Fui eu, voc sabe, quem acabou tudo.

    Nas rvores ao meu redor, as folhas esto s comeando a lentamente mudar pra cor de

    fogo, reluzindo enquanto o sol espia sobre o horizonte. Os pssaros comearam seus cnticos

    matinais, e o ar est perfumado com o aroma de pinho e terra; diferente do aroma de mar e

    sal da minha cidade natal. Logo, a porta da frente se abre, e a que eu a vejo. Apesar da

    distncia entre ns, eu me pego prendendo a respirao enquanto ela caminha em direo ao

    amanhecer. Ela se espreguia descendo os degraus da frente e segue para o outro lado. Alm

    dela, o pasto dos cavalos brilha como um oceano verde, e ela passa pelo porto que leva at

    ele. Um cavalo solta um cumprimento, assim como outro, e meu primeiro pensamento que

    Savannah parece muito pequena para estar se movendo to facilmente entre eles. Mas ela

    sempre foi confortvel com cavalos, e eles eram confortveis com ela. Meia dzia deles

    mordiscam a grama perto da estaca da cerca, e Midas, o Arabian whitesocked* dela dispara

    para um lado. Eu cavalguei com ela uma vez, felizmente sem danos, e eu estava me

    segurando como podia, lembro de pensar que ela parecia to relaxada na sela que poderia

    estar assistindo televiso. Savannah leva um tempo pra cumprimentar Midas agora. Ela

  • Dear John Nicholas Sparks

    esfrega o nariz dele enquanto murmura algo, d tapinhas nas coxas dele, e quando se vira, ele

    empina as orelhas enquanto ela segue em direo ao celeiro.

    *Raa de cavalo.

    Ela desaparece, ento emerge mais uma vez, carregando dois sacos-gros de aveia, eu

    acho. Ela segura os sacos em cima de duas estacas da cerca, e alguns dos cavalos trotam em

    direo a elas. Quando ela d um passo atrs para dar espao, eu vejo seu cabelo esvoaar na

    brisa antes que ela pegue uma sela e um freio. Enquanto Midas come, ela o prepara para a

    corrida, e alguns minutos depois ela o est guiando para fora do pasto, em direo s trilhas

    da floresta, com a mesma aparncia que ela tinha seis anos atrs. Eu sei que no verdade - a

    vi de perto ano passado e notei as primeiras linhas finas comeando a se formar ao redor dos

    seus olhos - mas o prisma pelo qual eu a enxergo permanece pra mim inalterado. Para mim,

    ela sempre ter 21 anos e eu sempre terei 23. Minha estao fica na Alemanha; eu ainda

    tenho que ir Fallujah ou a Bagd ou receber a carta dela, que eu li na estao da estrada de

    ferro de Samawah nas primeiras semanas da minha campanha; eu ainda tenho que voltar pra

    casa depois dos eventos que mudaram o curso da minha vida.

    Agora, com 29 anos, eu s vezes me pergunto sobre as escolhas que fiz. O exrcito se

    tornou a nica vida que eu conheo. No sei se eu deveria estar irritado ou contente com esse

    fato; na maioria do tempo, eu me encontro alternando entre os dois sentimentos, dependendo

    do dia. Quando as pessoas perguntam, digo a elas que sou um grunhido, e no estou

    mentindo. Ainda vivo em uma base na Alemanha, tenho talvez cem mil dlares em

    economias e no tenho um encontro h anos.

    Eu no surfo mais, mesmo quando estou de licena, mas nos meus dias de folga eu

    dirijo minha Harley para o norte ou para o sul, pra onde quer que o meu humor me levar. A

    Harley foi nica coisa melhor que eu j comprei pra mim mesmo, embora tenha custado

    uma fortuna naquele tempo. Combina comigo, desde que eu me tornei um tipo de solitrio. A

    maioria dos meus amigos deixaram o servio, mas eu provavelmente vou ser mandado de

    volta para o Iraque nos prximos meses. Pelo menos, estes so os rumores que circulam na

    base. Na primeira vez que eu encontrei Savannah Lynn Curtis - para mim, ela sempre ser

  • Dear John Nicholas Sparks

    Savannah Lynn Crutis - eu nunca poderia prever que a minha vida iria terminar do jeito que

    est ou acreditar que faria do exrcito a minha carreira.

    Mas eu a encontrei; isso o que faz a minha vida atual ser to estranha. Eu me

    apaixonei por ela quando ns estvamos juntos, ento me apaixonei mais profundamente por

    ela nos anos que ns ficamos separados. Nossa estria tem trs partes: um comeo, um meio

    e um fim. E embora esse seja o modo que todas as estria se desenrolam, eu ainda no

    acredito que a nossa no durou para sempre.

    Eu reflito essas coisas, e como sempre, nosso tempo juntos volta pra mim. Eu me acho

    lembrando como comeou por enquanto essas memrias so tudo que me restaram.

  • Dear John Nicholas Sparks

    PARTE I

    Um

    Wilmington, 2000

    Meu nome John Tyree. Eu nasci em 1977, e cresci em Wilmington, Carolina do No