Pdf ed173 pdf

  • View
    222

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Transcript

  • Editado: NB Editora de Jornais LTda - Jornalista proprietria Cida Vichiett (JP 1603 -SC) Email - povosul@gmail.com

    Ano 06 - Edio 173 - De 20 a 26 de Maio de 2016

    Vende - se Terreno em Vila Nova na

    Avenida Renato Ramos da Silva com cerca de

    2 mil metros Escriturado e toda

    documentao em dia com os impostos.

    Tratar :(48) 3356-0550 3255 -5238 -

    ASSIN

    ANTE

    Dicas para manter a pele

    hidratada no inverno

    Pag-04

    Pag- 02

    Pag- 05

    Atletas do IAC em Jaragu do Sul

    conquistam medalhas no Taekwondo

    Alunos de escolas

    municipais participaram de consulta ldica

    Imbituba duela com Guatemala no Dia do Desafio

    Cidade pretende mobilizar mais de 40% da populao para um dia de atividade fsica

  • 02 Geral

    Editado: NB Editora de Jornais LtdaCNPJ: 11.170.758/0001- 94 - Insc Estadual Isenta

    Jornalista Cida Vichiett - JP- 1603/SC

    Diagramao Arte e Impresso:NB Editora de Jornais Ltda

    Av. Renato Ramos da Silva - 2113 - Vila Nova Imbituba - SC - CEP: 88780-000

    Contato: (48) 9103- 9813 - Vivo (48)9824 -5913 -TIM

    (48)3356-0550 - OI Email: - povosul@globo.com - povosul@gmail.com

    Assinaturas:Venda Avulsa .......................... R$ 5,00Assinatura Trimestral..............R$ 70,00

    Assinatura Semestral.............. R$ 120,00 Assinatura Anual.................... R$ 230,00

    A NB Editora de Jornais Ltda e o Jornais Povo do Sul e Jornal Litoral Sul

    No se responsabiliza por conceitos assinados pelos seus autores.

    LTIMAS NOTCIASpovosul@gmail.com

    Imbituba e Regio - De 20 a 26 de Maio de 2016Edio 173 - Ano 06 - Email: povosul@gmail.com

    Promover a participao e o protagonis-mo de crianas e adolescentes na educao do municpio. Esse foi o objetivo principal do PVE Programa Parceria Votorantim pela Educao, que realizou mais uma Mo-bilizao pela Educao esta semana, em Imbituba.

    Os alunos das escolas municipais e Centros de Educao Infantil participaram, na ltima quarta-feira (18), de uma consul-ta ldica que fez desafi-los a pensar como podem melhorar as suas realidades. O even-to ocorreu no auditrio da Escola de Ensino Mdio Eng. Annes Gualberto.

    A iniciativa da Votorantim Cimentos, em parceria com o governo municipal atravs da secretaria de Educao, pretende agregar esforos ao poder pblico na promoo de aes que aprimorem a prtica e melhorem o processo de aprendizagem dos alunos.

    Durante a oficina, as crianas produzi-ram materiais para demonstrar a escola ideal, e como podem construir um ambiente esco-lar melhor juntos. A inteno foi trabalhar de forma ldica o que seria uma consulta p-blica, inspirando os nossos alunos a transfor-mar a educao, explica a gerente executiva da Educao Bsica do municpio, Isabel Cavalcanti.

    Implantado em 2015, o programa pre-tende trabalhar temas especficos durante todo o ano. Em 2016, as aes so voltadas para a educao inclusiva e o protagonismo

    Doao de Leite HumanoComeou nesta segunda-feira, 16, a Semana Estadual de Doao de Leite Humano, que

    refora a importncia do aleitamento materno, especialmente para os bebs prematuros e de

    baixo peso. Santa Catarina possui 13 bancos de leite cadastrados na Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano ligada Fiocruz, dos quais

    seis esto em unidades pblicas de sade (veja tabela abaixo). O Brasil dispe da maior rede

    de banco de leite humano do mundo.Em 2015, os 13 bancos de leite catarinenses

    realizaram 9.083 visitas domiciliares e fizeram 85.804 atendimentos. Do total de atendimentos, 5.341 mulheres doaram de mais de 9,3 mil litros de leite humano. Esse estoque beneficiou 6.555 recm-nascidos doentes ou prematuros. As infor-maes so da mdica Maria Beatriz Reinert do Nascimento, responsvel tcnica pelo Banco de Leite da Maternidade Darcy Vargas, de Joinvil-le, referncia nesse servio em Santa Catarina.

    Leilo do Estado arrecada R$ 435 mil

    A Secretaria de Estado da Administrao (SEA) arrecadou R$ 435 mil com a venda de cin-co imveis no leilo pblico realizado na tarde desta quarta-feira, 18, na Agncia de Desenvol-vimento Regional (ADR) de Ararangu. Este foi o segundo leilo de imveis do Governo do Estado neste ano, sendo que o primeiro foi realizado em fevereiro, em Florianpolis.

    O Governo de Santa Catarina permaneceu cinco anos sem realizar leiles de imveis. O lti-mo registro foi de 2009, quando o Estado alienou duas propriedades pelo valor de R$ 1.418.00,00. Nos ltimos anos, vrios lotes foram incorpora-dos ao Patrimnio do Estado em virtude de aes judiciais, mas no so adequados para abrigar as atividades pblicas. A melhor soluo alienar esses imveis, trazendo recursos ao Estado neste momento de crise econmica e tambm reduzindo as despesas com a manuteno dessas proprieda-des, esclarece Joo Matos, secretrio de Estado da Administrao (SEA).

    Produo na CeasaA produo catarinense de hortifrutigranjeiros

    est cada vez mais presente nas Centrais de Abas-tecimento do Estado de Santa Catarina S/A (Ceasa/SC). No ltimo ms, mais da metade dos produtos comercializados na Ceasa/SC foram produzidos no Estado. Esta a primeira vez que a venda de hor-tifruti de Santa Catarina supera a marca de 50%. Foram mais de 14,1 mil toneladas de produtos catarinenses comercializados, 53,62% das 26 mil toneladas totais.

    Devido ao custo mais competitivo, a produo do Estado cada vez mais procurada na Ceasa/SC. O preo mdio dos hortifruti catarinenses at 30% menor do que dos produtos vindos de outros estados. Segundo a Diretoria da Ceasa/SC, a in-teno que a produo de SC seja cada vez mais valorizada. A venda de hortifrutigranjeiros na Ce-asa pode ser um nicho de mercado a ser explorado pelos agricultores catarinenses.e.

    Candidatos a Prefeito Mirim A campanha do projeto Prefeito Mirim, da

    Secretaria de Educao, continua movimentando o municpio. Os alunos da Escola Padre Itamar Luiz da Costa vieram at o Espao Cultural da Prefeitura de Imbituba na ltima segunda-feira (16), para mobilizar os funcionrios no combate ao mosquito da dengue.Projeto Prefeito Mirim

    Realizado pela Secretaria Municipal de Educao desde 2006, o projeto tem como obje-tivo promover o desenvolvimento da conscin-cia poltica e social, fazendo com que os envol-vidos se preocupem com os problemas de sua comunidade escolar e apontem solues para a sua melhoria, modificando a realidade e apre-sentando resultados.

    Fundado: 24 de Setembro de 2009

    Alunos de escolas municipais participaram de consulta ldica

    Fonte : Texto: Lorraine Amorim Corra - SECOM PMI

    Dive refora importncia do

    diagnstico precoce das hepatites virais

    Ampliar a cobertura vacinal con-tra a hepatite B para toda a populao e estimular o diagnstico precoce so os principais desafios no combate s hepatites virais em Santa Catarina. Na Semana Estadual de Combate s Hepatites Virais, celebrada nesta terceira semana de maio, a Diretoria de Vigilncia Epidemiolgica (Dive) da Secretaria de Estado da Sade re-fora a importncia da preveno da hepatite, doena silenciosa e grave, que causa irritao e inflamao do fgado.

    Em 2015, foram notificados 1.187 novos casos de hepatite B em Santa Catarina, onde a taxa de detec-o de 21,7%, enquanto o ndice nacional de 7,7%. Em relao hepatite C, foram 919 novos casos no Estado, com taxa de deteco em 9,8%. A taxa de deteco de hepatite C no Brasil de 5%.

    Os principais sintomas das he-patites so febre, tontura, fadiga, dor abdominal, enjoo, fezes claras, urina escura, pele e olhos amarelados. Na grande maioria dos casos, no entanto, os pacientes infectados no apresen-tam sintomas na fase aguda. Se no diagnosticada e tratada, ela se mani-festar at dcadas depois, quando a pessoa j estar com sinais de do-enas avanadas, alerta o mdico infectologista Filipe de Barros Perini, da Gerncia de DSTs/AIDS e Hepa-tites Virais da DIVE.

    Por isso, as pessoas no devem aguardar os sintomas para fazerem o teste para as hepatites virais. Caso o resultado do exame de hepatite B seja negativo, a pessoa deve vacinar-se. Em caso positivo para hepatite B ou C, deve procurar uma unidade de sade para iniciar o tratamento dispo-nvel na rede pblica. O teste rpido, a vacina contra a hepatite B e o trata-mento so oferecidos gratuitamente na rede do Sistema nico de Sade (SUS).

    dos alunos na escola e na cidade. Na consulta ldica, mobilizadores faro provocaes so-bre questes como aprendizado, rendimento, participao dos alunos nas decises da esco-la e diversidade cultural. Com base nas refle-xes, os alunos iro construir solues para os problemas identificados.

    A prxima etapa do projeto ser redigir uma carta pblica para a Educao, que ser entregue a lideranas estaduais e municipais a fim de contribuir para novas propostas no sistema educacional.

    Capacitao envolve professoresAs atividades do PVE tambm envolvem

    os diretores de escola, coordenadores pedag-gicos e tcnicos da Educao do municpio. Durante a semana, eles participam de discus-ses sobre o tema Educao Inclusiva e pro-tagonismo, com a formadora Marlia Costa Dias, de So Paulo.

    De acordo com a professora Rosenilda Rodrigues da Rosa, uma das formadoras do PVE em Imbituba, representantes de toda a rede municipal realizaram um mapeamento das necessidades das escolas, pensando recur-sos humanos, materiais e processos educacio-nais. Depois de pontuar nossas percepes sobre o ambiente escolar, realizamos um estu-do de campo em um dos centros de Educao Infantil, para compreender melhor a realidade e juntos buscarmos melhorar a qualidade da educao, afirma.

    Em uma parceria com a iniciativa privada a Educao reali-zou oficina para estimular o protagonismo dos estudantes

  • Z Manpovosul@globo.com

    Governador lanar no incio de junho edital

    03Imbituba e Regio - De 20 a 26 de Maio de 2016Edio 173 - Ano 06 - Emai