Edicao 957

  • View
    277

  • Download
    25

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Jornal de distribuição gratuita nas cidades de Campo Limpo Paulista, Botujuru, Jarinu, Várzea Paulista, Jundiaí e Francisco Morato

Text of Edicao 957

  • COMPROMISSO COM A VERDADE, A SERVIO DO CIDADOFUNDADO EM 1993DE 11 A 17 DE JULHO DE 2014DISTRIBUIO GRATUITA

    ANO XXI - N 957 - JORNAL DOS MUNICPIOS DE CAMPO LIMPO PAULISTA, JARINU E REGIO - PUBLICAO SEMANAL

    Ao teve por objetivo coibir abusos, tais como: uso de drogas, consumo de lcool, pichaes e som em volume excessivo por pessoas que por ali permanecem nos chamados rolezinhos Pgina 2

    PM e rgos municipais realizamoperao na Praa da Bblia

    Na ltima semanao prefeito Vicente Za-can, acompanhado dasecretria de Agricul-tura e Meio Ambien-te, Mariliza Soranz

    Jarinu firma convnio para construodo Galpo de Agronegcio

    assinou convnio coma Secretaria de Agri-cultura e Abasteci-mento do Estado deSo Paulo, que desti-nou R$ 250 mil para

    investimento na rea.O valor est vincula-do a uma emenda dodeputado federal Du-arte Nogueira.

    Pgina 7

    Teve incio na l-tima segunda-feira,7, o cadastramentopara que os usuriosdo transporte coleti-vo de Jundia queainda no tm o car-to do sistema SIMpossam usufruir doBilhete nico, bene-fcio que entra emvigor em setembro.Os novos cartes se-ro entregues a par-tir de 4 de agosto.

    Pgina 6

    Bilhete nico: comea o cadastramento em Jundia

    FUTEBOLAtecubanos e Onze

    Garotos lideram a 1 Di-viso do CampeonatoAmador

    Pgina 10

    ESTRUTURANovas viaturas so en-

    tregues Guarda Munici-pal de Campo Limpo Pau-lista

    Pgina 3

    Aglomerao Urbanade Jundia contempladacom sistema de videomo-nitoramento

    Pginas 3 e 6

    VACINAOSecretaria de Sade de

    Campo Limpo Paulistaadianta datas das campa-nhas

    Pgina 5

    REGIO

    Empresa detelefonia anunciainvestimentosque ultrapassamR$ 1 milhopara CampoLimpoPaulista

    Pgina 5

  • O PNDULO DE 11 A 17 DE JULHO DE 20142 DIA-A-DIA

    Avenida Presidente Vargas, 275 - Vila Tavares - Campo Limpo PaulistaPABX: 4039-3115 - 4039-3453

    site: www.opendulo.com.br - e-mail: opendulo@opendulo.com.brCircula em Campo Limpo Paulista, Jarinu, Jundia e Vrzea Paulista.

    A direo no se responsabiliza pelos artigos assinados e matrias produzidaspor assessorias de imprensa das prefeituras, devidamente identificadas(*)

    tiragem mnima: oito mil exemplaresUma publicao da Empresa Jornalstica O Pndulo

    C.M.C: 44.506 - CNPJ: 71.882.351/0001-11 proibida a reproduo de anncio e matrias

    Diretora ResponsvelDepartamento ComercialMaria Helena Torrezani Garbim

    Departamento de RedaoNilceu Celso Garbim

    Editor ChefeVincius ScartonMTB 69697

    Diagramao e ArtesLuciano Galvo

    H UM MS

    SDa redao

    A Polcia Militarinformou que as

    operaes conjuntascom os demais

    rgos Municipaisforam satisfatrias

    Som em volume excessivo, alm de pichaes e arrombamentos tm incomodado e causado medo populao nesta regio da cidade

    Av. Alfried Krupp: comrcio e patrimnio pblicoso alvos de vandalismo durante rolezinhos

    egundo informaesde comerciantes, di-versos pontos da ave-

    nida Alfried Krupp, emCampo Limpo Paulista tmsido alvos de vandalismo.

    Os fatos, de acordo comos comerciantes tiveramincio h cerca de um ms, apartir do surgimento doschamados rolezinhos, queacontecem no espao de ali-mentao da Praa da B-blia (prximo a Central deCursos Profissionalizan-tes), por volta das 21 horas,todas as quartas-feiras, reu-nindo mais de 200 pessoas,em cada ocasio.

    Conforme descrio doscomerciantes, o som no l-timo volume, bem comopichaes e arrombamen-tos tm incomodado e cau-sado medo atodos.

    No bas-tassem essesproblemas,os comerci-antes infor-maram quenestes rolezinhos ocorremvendas de bebidas paramenores de idade, alm doque, garrafas de vidro estosendo jogadas e quebradasna pista, sem contar no ac-mulo de sujeira em toda apraa.

    Os comerciantes ressal-taram que notificaram a pre-feitura sobre os aconteci-mentos e foram recomen-dados a procurar a GuardaMunicipal e a Polcia Mili-tar, que compareceram aolocal, mas pouco puderamfazer em relao ao caso.

    A reportagem do JornalO Pndulo estabeleceu con-tato com a Guarda Munici-pal para saber como temsido a atuao neste caso ecomo resposta o comandan-te da GM Francisco Miguelinformou que diariamente aronda tem sido feita nestaregio, inclusive no horriocitado, alm do que so ad-vertidos pontos de estacio-namento para observao daguarda. A GM tambmadverte a altura do som, noentanto assim que a viaturadesloca-se para outro pa-trulhamento ou ocorrncia,os indivduos agem nova-mente, sendo de conheci-mento da corporao, quecerta parcela de frequenta-dores adolescentes que re-presenta a maioria no cha-mado rolezinho na Praa daBblia, se trata de pessoasde outros municpios.

    J a Polcia Militar in-formou que essa reclama-o chegou ao conhecimen-to da corporao na quinta-feira, 3 de julho, atravs daPrefeitura Municipal deCampo Limpo Paulista, sen-

    do que de imediato foi rea-lizada reunio com os de-mais Poderes Pblicos Mu-nicipais e, a partir do dia 9de julho, foram desencade-adas no local, operaesconjuntas, entre a prpriaPM e os demais rgos doPoder Pblico Municipal,s quartas-feiras, visandocoibir abusos, tais como:

    uso de dro-gas, consu-mo de lco-ol, pichaese som em vo-lume exces-sivo por par-te das crian-

    as e adolescentes que porali permanecem.

    A Polcia Militar lem-brou, ainda, que age dentrodas necessidades da socie-dade, no havendo outromeio de captar informaesdesse tipo, se no atravsdas denncias e ou regis-tros de ocorrncias forma-lizadas pelo cidado, atra-vs do 190 e ou DisqueDenncia 181.

    Em nota, a Polcia Mili-tar salientou ainda, que ocidado pode participar doCONSEG do municpio,sendo este mais um canalcom a Segurana Pblica, afim de coibir as prticasdelituosas.

    Balano dasOperaes Conjuntas

    A Polcia Militar infor-mou que as operaes con-juntas com os demais r-gos do Poder Pblico Mu-nicipal (Guarda Municipal,Conselho Tutelar, Fiscali-zao do Comrcio e Se-cretaria de Trnsito) reali-zadas no dia 9 de julho,foram satisfatrias, pois nohouve prtica de delito e/ouvandalismo.

    O local dos fatos reuniucerca de 300 pessoas e nohouve apreenses de me-nores e nem de objetos ilci-tos.

    Tambm foi feita satu-rao no local e enquanto aPM permaneceu no houvereclamaes.

    A PM contou com 15policias nestas operaesconjuntas e ressalta que se-guir com a manutenodeste servio.

    Central de Cursos Profissionalizantes foi alvo de pichadores

    Segundo comerciantes, janelas da Sede Administrativa da Secretariada Sade foram reforadas com grades por conta dos atos devandalismo que acontecem na avenida

    No preciso que ningumdiga que sou um covarde.Eu mesmo admito. Ao me-nos quando se trata de torcerpela seleo brasileira.

    S de ver a mobilizaodo povo indo para casa,nibus da seleo saindo dohotel, aglomerao de tor-cedores ao longo do trajetoao estdio, mar verde-e-amarelo nas arquibancadasj fico plido e glido. Ad-mito: sou o no-torcedormais covarde que tenho co-nhecimento. Parabns aosmeus patrcios que supor-tam a dor do frceps.

    Minha coragem fica res-trita a ouvir aquele som demuitas guas entoando oHino Nacional brasileiro.Protocolo da Fifa para que?Coisa linda de ver e ouvir.Um dia nossos filhos po-dem ter o mesmo orgulhoem outras situaes. Depen-de de ns.

    Como o vexame histri-co de 7 a 1 no jogo contra aAlemanha foi e ainda serdiscutido exausto, prefiroalongar-me sobre a partidaanterior contra a Colmbia.

    Da vergonha de tera-feira (8), apenas felicito aosalemes. Parabns a eles quedosaram disciplina com di-verso integram o castingde jogadores mais simpti-cos e gratos por jogarem noBrasil, e estudaram seusadversrios.

    Parabns por respeita-rem a experincia do tcni-co que participa da seleoalem h alguns sem ga-nhar um msero ttulo (issopode mudar domingo). Pa-rabns por respeitarem osjogadores com idade acimada mdia e experincia aci-ma de qualquer suspeita.Parabns por levarem ris-ca o princpio elementarque, nas quatro linhas, os11 so importantes.

    Se o adversrio da finalfosse a Holanda, ficaria emdvida para quem torcer,mas como so os vizinhos,sou todo alemo, no domin-go. Como no tenho est-mago nem corao para as-sistir jogos da seleo bra-sileira, do futebol s possoobservar a questo social.

    Do jogo que colocou oBrasil na semi-final e tirouNeymar do preo, observoque horas antes, o capitoTiago Silva foi um cho-ro que verteu lgrimas nahora errada, fugiu do tom,exagerou, no se controlouetc.

    Um sem fim de especi-alistas em Psicologia fala-ram aos borbotes. A bal-brdia foi tamanha que ocapito da equipe e o tcni-co Felipo explicaram emuma coletiva que o chorodurante a partida contra oChile, no era nenhuma evi-dncia de fraqueza e quedeveria ser respeitado comoforma de expresso.

    Para mim, corretssi-mos. Que direito as pesso-as tm de dizer se algumdeve chorar ou sorrir paramostrar competncia em al-guma coisa? Se cara ran-zinza fosse a soluo detudo, bode seria rei do Nor-deste.

    Passado o rolo compres-sor das crticas pejorativas,o mesmo jogador taxado dechoro, frouxo, mole, irres-ponsvel bl bl bl, foiquem abriu o placar aos seisminutos de jogo contra aColmbia! De novo, umasuperao.

    Seria muito bom quenossas massas fossem com-postas por mais que merostorcedores e tivssemosbons alunos da escola davida. Acredito que poss-vel aprender muito obser-vando este universo. Umpouco de ateno e sinceri-dade na anlise das prpri-as atitudes, pode redefinirnossas escolhas.

    Parabns ao Tiago Silvaque no se abateu e mante-ve sua postura. Liderar, viade regra, saber no guar-dar o lixo que a turba insisteem jogar na nossa bagagem.

    Vencer um verbo ques pode ser conjugado paraquem ouve, primeiro, a vozde Deus; segundo a prpriavoz, em terceiro, a voz dafamlia e, por ltimo, a vozdos outros com o cuidado deprocurar discernir se essesoutros esto falando pordespeito ou por respeito.

    Quanto a Neymar... Te-mos algo a aprender tam-bm. No existe nada, ab-solutamente nada nesta vidaque possamos dizer