Click here to load reader

A Girafa e a Melancia

  • View
    270

  • Download
    16

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Livro Infantil

Text of A Girafa e a Melancia

  • Melancia

  • Milena de Carvalho Mendes

    Melancia

  • 1

  • - Onrio, voc to gordo e desajeitado, que cor horrorosa! A ! Cuida melhor dessa pele...

    2

  • - Zerafina, e voc que tem esse pescoo enorme! no sei para qu?!

    3

  • - Ora Onrio, deixa de inveja, eu sou beeem melhor que voc! Alis, que todos aqui! Sou elegante, alta, possuo cores fortes e daqui de cima, onde meu lindo pescoo alcana, eu vejo T U D O!!! vejo como vocs de fato so, PEQUENOS!!! E menos!beeem menos do que eu, em tudo!eu fi co mais perto do cu, do ar puro!...

    4

  • - Quanta bobagem! Tem tantas coisas interessantes aqui em baixo que adoramos e voc nem percebe, e olha que no porque est com a cabea nas nuvens no!...e se voc melhor por isso se engana! se eu por exemplo no fosse um elefante, girafa no iria querer ser! iria querer ser um pssaro!nem to ao cu, nem to ao cho...

    5

  • - Ora, ora! voc mesmo um tolo! Nem sei porque eu perco meu tempo com voc! feio e comilo!

    6

  • - Ora, Ora! digo eu! Eu que perco meu tempo com voc, todos os outros se divertem e no querem mais saber de voc, eu sou o nico que ainda tentava ser seu amigo, mas desisto! Vou embora comer minha melancia em paz!...

    7

  • - Vai tarde! A !!! feio!!!

    8

  • Neste instante Zerafi na v Onrio sumindo, e percebe uma melancia fi cando para trs, tenta cham-lo, mas ele no quer mais saber dela...Ento ela senti u o cheiro da melancia enquanto tentava arrumar alguma maneira de levar para Onrio...

    9

  • A ela percebe que neste caso a sua altura toda atrapalha muuuito...Resolve comer a melancia, e novamente percebe como que aquela altura toda atrapalha!Como fi ca desconfortvel! E aquele cheiro despertando a vontade de comer?! ...ah... ela se cansa e entristece!

    10

  • De tanto que tentou j era noite! E ela olha a sua volta, percebe que est sozinha, percebe que do outro lado h alegria e brincadeiras, e ela sozinha...

    11

  • Neste momento ela pensa e desabafa:

    - , de que adianta eu estar aqui to perto das estrelas e sem ter ningum por perto?! nenhum amigo?!...sou alta, bonita, mas a minha altura tambm atrapalha! o Onrio feio, mas parece ser to mais feliz!...alm de conseguir comer uma melancia inteira sem difi culdades, SNIF!...

    12

  • - Ol Zerafina! Pude notar que voc est triste, e acho que no s por no ter conseguido comer uma melancia, no mesmo?

    13

  • - Ahhh So a, penso que devo ser muito chata mesmo! como dizia os nossos, ops! o seus amigos, chimpaz...o Z, e o Sapo Major, acabei fi cando sozinha... o Onrio tambm se foi, e agora ningum mais quer ser meu amigo...no fazia por maldade, me achava realmente a melhor, mas agora me sinto a pior! Fique vontade So a, pode ir tambm, sei que sou chata...

    14

  • - Calma Zerafina! vou te contar uma histria que aconteceu! sobre uma briga! uma briga!...e sabe de quem?...voc nem pode imaginar!foi uma briga entre os rgos do corpo humano!!!

    15

  • - Ahhh?...como?

    16

  • - Foi assim, tudo comeou com o crebro: - eu sou o rgo mais importante! Porque eu que coordeno todos, separando a funo de cada um!...

    a o corao fi cou irritado e disse: - oh crebro, voc no pensaria se no fosse eu fazendo o sangue, oxignio, clulas e outras vitaminas circularem por todo o corpo!...

    17

  • ah, e quando ouviu oxignio o pulmo entrou bravo na discusso:- Pois saibam que o mais importante sou eu viu?! pois os dois s funcionam porque eu possibilito o oxignio, voc corao s transmite e permite que esse crebro pense...

    ihhh, foi uma confuso!...

    18

  • INTESTINO

    - At que veio l de baixo o intesti no:- Eu que sou o mais importante!...

    Nessa hora todos os outros se juntaram e comearam a rir do intesti no:- Voc que feio, enrugado, fedorento...hhh...

    a o intesti no: - Ah ?! Vocs esto rindo?! espera...

    INTESTINO

    19

  • a sabe o que ele fez Zerafina?! Ele fez ti po uma greve! Parou de funcionar e fi cou assim por dois dias! e esse tempo foi o sufi ciente para o pulmo se senti r pesado, o corao foi senti ndo difi culdade e cansando rpido, o crebro comeou a ter dor de cabea, at que notaram que era porque o intesti no no estava funcionando...

    20

  • Desse modo, todos juntaram-se de novo e imploraram para que o intestino fizesse a parte dele, neste momento o intestino disse:

    - Pois , nenhum de ns mais importante do que o outro, no importa se sou feio e fedorento, para que tudo funcione de maneira saudvel eu tenho que agir! assim como o corao tem que bater, o pulmo respirar e o crebro ir organizando tudo! No tem um que seja mais importante, todos ns temos uma funo que s nossa! que a nossa misso, a nossa qualidade!...

    21

  • Ento Zerafina, o que voc precisa entender que voc alta e bonita, mas no consegue comer uma melancia igual ao Onrio, que gordo, feio, mas ele seu amigo! E pode te ajudar! assim como voc tambm pode contar para ele tudo o que voc v por ser mais alta, e se diverti rem muuuiiito!...alta, e se diverti rem muuuiiito!...

    22

  • - So a, pena que seja tarde, o Onrio no quer saber de mim...SNIF!

    23

  • - Quem disse?!...

    Surge a voz de Onrio...

    24

  • - Voc conseguiu perceber que cada

    um tem seu valor Zerafina! E que juntos podemos muito! Espia s...

    25

    Espia s...

  • - Huuum! Estou vendo e ouvindo! muitas luzes e risadas!...

    26

  • - uma festa sendo preparada para comemorar a Semana da Amizade! Os vagalumes esto ajudando muito! hhh! E esto todos com saudades! Venha comigo amiga?!

    27

  • - Queridos amigos! So a e Onrio, obrigada por no

    desisti rem de mim e por me ajudar a

    compreender melhor a simplicidade, a amizade, e a

    Felicidade da Vida!!!

    Zerafi na emocionada diz:

    28

  • - E Onrio, me ajuda a comer melancia?!!!

    hhh...

    29

  • Viva a Amizade!e Viva a Qualidade

    de cada um!

    30

  • 31

  • Vamos colorir:

  • Milena de Carvalho Mendeswww.milelenadesign.com

    Texto e Ilustraes:Milena de Carvalho Mendes

    Impresso:Digital Printer

    2010 - Milena de Carvalho [email protected]

    Nenhuma parte desta obra pode serreproduzida ou transmitida por qualquer forma e/ou quaisquer meios, sem a permisso escrita da autora. Direitos Reservados.

Search related