of 44 /44
Rafael Ascari

Revolução russa

Embed Size (px)

Text of Revolução russa

  • Rafael Ascari

  • REVOLUO RUSSA 1917

  • No sculo XIX a Rssia era atrasada em relao s potncias europias. A sua economia baseava-se na produo agrcola.

  • FIM SC XIX - 20 MILHES DE QUILMETROS QUADRADOS E MAIS DE CEM MILHES DE HABITANTES, SENDO SUA PRINCIPAL CARACTERSTICA O GRANDE ATRASO ECONMICO EM RELAO AOS PASES A EUROPA OCIDENTAL. ENQUANTO INGLATERRA, FRANA E ALEMANHA PASSAVAM POR UM PROCESSO ACELERADO DE DESENVOLVIMENTO URBANO-INDUSTRIAL, EVOLUAM PARA REGIMES CONSTITUCIONAL-PARLAMENTARES E REALIZAVAM UM ENORME AVANO TCNICO-CIENTFICO, A RSSIA PERMANECIA NO ATRASO ECONMICO, SOCIAL, POLTICO E CULTURAL.

  • DESIGUALDADE SOCIAL: 80% da populao vivia no campo, 90% no sabia ler e escrever. Os camponeses trabalhavam como se fossem animais de carga e viviam esfarrapados e famintos, o povo era humilhado e maltratado. Os nobres viviam no luxo e riqueza vivendo da fartura e do desperdcio com festas, banquetes e roupas luxuosas. Pas predominantemente agrrio e semifeudal, a aristocracia rural e o clero ortodoxo detinham o controle da propriedade da terra.

  • Ocidente europeu: regimes liberaisRssia: absolutismo, imprio autocrtico, governado pelo Czar Nicolau IINicolau recusava conceder a seus sditos um governo constitucional e parlamentar. Partidos polticos: proibidos censura imprensa e qualquer rebeldia contra o governo era duramente reprimida, podendo o rebelde ser exilado na Sibria. Os COSSACOS - polcia czarista - reprimia duramente qualquer ato contra o governo czarista de Nicolau II.CZAR NICOLAU II

  • Inspirados nas idias socialistas, surgiram no pas vrios partidos clandestinos de oposio autocracia czarista. O principal partido de oposio era o PARTIDO SOCIAL DEMOCRATA, baseado no socialismo marxista (Karl Marx). Em 1903 esse partido dividiu-se em duas faces: os BOLCHEVIQUES e os MENCHEVIQUES.*Mencheviques: (minoria)- eram liderados por Martov, esses revolucionrios defendiam a aliana com a burguesia e a passagem gradual ao socialismo atravs de um lento processo de reformas polticas.*Bolcheviques:(maioria)- liderados por Lnin, eram revolucionrios e defendiam a instaurao do socialismo na Rssia com base numa aliana entre os camponeses e os operrios.

  • Fim do sculo XIX foi marcado pela expanso colonial e imperialista das grandes potncias, com vistas diviso do mercado mundial em reas de influncia. Tambm a Rssia expandiu-se, mas em direo ao Oriente, acabando por se chocar com o imperialismo japons na Manchria e na Coria (regio do Extremo Oriente).Essa rivalidade acabou por provocar em 1904 a ecloso da guerra Russo-Japonesa. O Japo obteve esmagadora vitria sobre a Rssia aumentando ainda mais as dificuldades do povo russo.

  • Em janeiro de 1905, em Petrogrado, uma passeata pacfica liderada por um padre, culminou no massacre dos manifestantes pelo exrcito do Czar. Nesse episdio, conhecido como Domingo sangrento, mais de mil pessoas foram massacradas, tornou-se o estopim para o incio da revoluo, chamada posteriormente por Lnin de Ensaio Geral. O pas foi abalado por uma srie de greves e revoltas.

  • Os SOVIETES (conselhos de operrios, camponeses e soldados) encabeam a luta contra o czarismo. O Czar, pego de surpresa, foi obrigado a fazer algumas concesses. Em 1906 reuniu-se a DUMA (parlamento russo) controlada pela burguesia liberal e pelos grandes proprietrios, com o objetivo de elaborar uma constituio para o pas. Porm em 1907 o czar Nicolau II, fortalecido com o apoio estrangeiro e pelo retorno das tropas que estavam no Oriente, desencadeou a contra-revoluo, dissolvendo os sovietes e prendendo e exilando os membros da oposio. As concesses liberais foram suprimidas e a Duma, embora conservada, passou a ter uma existncia meramente simblica.

  • Desorganizao da economiaPenria, fome, racionamentoSaques, passeatas e protestos contra o Czar

    Os desastres militares, aliados crise econmica e financeira que atingiu o pas, aceleraram o declnio da autocracia russa. A poltica de Nicolau II ao querer dar continuidade guerra acelerou o incio da revoluo e provocou a QUEDA DO CZARISMO.

  • A multido comemora a queda do odiado Nicolau II, em fevereiro de 1917. Na bandeira vermelha est escrito: LIBERDADE PARA A RSSIA.MENCHEVIQUES responsveis pela Revoluo de Fevereiro (1917) O QUE FIZERAM Derrubaram o regime czarista atravs de uma greve geral e uma insurreio de massas, com operrios criando conselhos (os sovietes) junto com os soldados, formados por camponeses mobilizados para a guerra. Contudo, no realizaram a reforma agrria.O QUE NO FIZERAM Reforma agrria: essencial para o pas, e no tiraram a Rssia da guerra devido s alianas com a social-democracia europia.

  • A REVOLUO DE OUTUBRO (1917) tomada do poder pelos bolcheviques poder nas mos dos trabalhadores.

    Objetivos:

    Implantar a pequena propriedade privada e no a propriedade social; O setor social era composto basicamente por operrios urbanos interessados em destruir o czarismo como regime poltico e as relaes feudais no campo; Construir a socializao da economia; A construo de um Estado socialista.

  • Quando se iniciou a sesso inaugural de um congresso de sovietes, Lnin subiu a tribuna e falou: O exerccio de todo o poder transferido aos sovietes de deputados, operrios, camponeses e soldados. Passemos agora construo da nova ordem socialista. Foi organizado em seguida um novo governo, o CONSELHO DOS COMISSRIOS DO POVO, presidido por Lnin, que decretou a reforma agrria e a estatizao dos bancos e das fbricas, assim como estabeleceu um armistcio com a Alemanha.

  • Logo depois uma guerra civil eclodia no pas entre o Exrcito Branco (formado pelos setores interessados na restaurao do Antigo Regime e comandado por militares ligados ao czarismo) e o exrcito vermelho (organizado por Trtski para lutar pela conservao da nova ordem socialista. Durante a guerra civil contra o Exrcito Branco foi implantado na Rssia o Comunismo de Guerra. Finalmente em 1921 a guerra civil chegava ao fim com a vitria do Exrcito Vermelho sobre o Branco, um saldo de nove milhes de mortos e o completo cerco da Rssia Sovitica pelos pases capitalistas

  • AO FIM DA GUERRA CIVIL O PAS ESTAVA TODO DEVASTADO E PARA PROMOVER A RECONSTRUO ECONMICA DO PAS, LNIN CONCEBEU A NOVA POLTICA ECONMICA (NEP), DEFINIDA POR ELE COMO UM PASSO ATRS PARA DAR DOIS PASSOS FRENTE.

    Cartaz de um filme sovitico do tempo em que o governo apoiava a arte moderna.

  • A NEP CONSISTIU NA RESTAURAO PARCIAL DA ECONOMIA DE MERCADO COM A ADOO DE ALGUMAS MEDIDAS TPICAS DO CAPITALISMO. ASSIM, FORAM SUPRIMIDAS AS REQUISIES AGRCOLAS FORADAS, DESNACIONALIZADAS AS FBRICAS COM MENOS DE VINTE TRABALHADORES, RESTABELECIDA A ESCALA DE SALRIOS, PERMITIDO O COMRCIO INTERNO E INCENTIVADA A ENTRADA DE CAPITAIS EXTERNOS NO PAS.

  • Em 1924 a morte de Lnin desencadeou uma luta pelo poder entre Trtski (comissrio do povo para a guerra) e Stlin (secretrio Geral do Partido). Trtski defendia a tese da revoluo permanente e Stlin defendia a tese do socialismo num s pas. Stlin saiu vitorioso, Trtski foi expulso do partido e exilado. Leon Trtsky foi um intelectual e se ops a Stlin e a burocratizao do Estado socialista.Joseph Stlin, seus inimigos o consideravam traioeiro, mas ele teve o apoio popular.

  • A ascenso de Stlin assinalou o incio de uma nova poltica econmica, baseada no abandono da NEP e na adoo dos planos qinqenais que visavam criao da indstria pesada e a coletivizao da agricultura. O xito alcanado com os planos contribuiu para a vitria da URSS sobre o nazismo na Segunda Guerra Mundial.

  • 3

  • REVOLUO RUSSA 1917