Diretrizes Pedagógiccas do BIA

  • View
    2.823

  • Download
    10

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Documento Oficial da SEEDF

Text of Diretrizes Pedagógiccas do BIA

  • 1. Diretrizes Pedaggicasdo Bloco Inicialde Alfabetizao2 edio 2012Verso Revisada

2. GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERALAgnelo dos Santos Queiroz FilhoVICE-GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERALTadeu FilippelliSECRETRIO DE ESTADO DE EDUCAO DO DISTRITO FEDERALDenilson Bento da CostaSECRETRIA ADJUNTA DE ESTADO DE EDUCAO DO DISTRITO FEDERALMaria Luiza Fonseca do ValleSUBSECRETRIA DE EDUCAO BSICASandra Zita Silva TinCOORDENADORA DE ENSINO FUNDAMENTALKtia Franca VasconcelosCOMISSO DE REVISO DA ESTRATGIA PEDAGGICA DO BLOCO INICIAL DEALFABETIZAO BIA/2 EDIOCOORDENAOMrcia Lucindo LagesELABORAOBethel Mansur Ferreira | Celina Henriqueta Matos Herdia | Cludia Teles de Medeiros |Dalva Martins de Almeida | Esther Gomes Shiraishi | Flvia Motta Santos | Girlene Torresde Almeida | Luciana da Silva Oliveira | Mrcia Cristina Lima Pereira | Mrcia ValriaNascimento Seabra | Maria do Carmo Cardoso Mendona Menezes |Patrcia CoelhoRodrigues | Rafaela Ferreira Castro Bischoff |Rosngela Mary Delphino | Sandra YaraZanchet dos Santos | Seir Pereira da Silva | Sheila Soares da Silva | Soraneide DantasCarneiroREVISOEdileuza Fernandes da SilvaCOLABORAOBenigna Maria de Freitas Villas BoasCarmyra Oliveira BatistaDIAGRAMAOAmanda Midri AmanoARTE GRFICA DA CAPAJoo Carlos Catunda Lima 3. SUMRIOAPRESENTAO.................................................................................................. 41. BLOCO INICIAL DE ALFABETIZAO ............................................................. 81.1 HISTRICO DO BIA.................................................................................... 81.2 A ORGANIZAO ESCOLAR EM CICLO................................................. 121.3 A ORGANIZAO DO ESPAO E TEMPO ESCOLAR............................. 162. ALFABETIZAO, LETRAMENTOS E LUDICIDADE: OS EIXOSINTEGRADORES DO TRABALHO PEDAGGICO NO BLOCO INICIAL DEALFABETIZAO ................................................................................................ 28LETRAMENTO MATEMTICO......................................................................... 343. OS PRINCPIOS DO TRABALHO PEDAGGICO NO BLOCO INICIAL DEALFABETIZAO ................................................................................................ 503.1. PRINCPIO DA FORMAO CONTINUADA............................................. 503.2 PRINCPIO DO REAGRUPAMENTO ......................................................... 593.3. PRINCPIO DO PROJETO INTERVENTIVO ............................................. 643.4. PRINCPIO DA AVALIAO FORMATIVA................................................ 713.5. PRINCPIO DO ENSINO DA LNGUA ....................................................... 814. ALGUMAS CONSIDERAES ......................................................................1085. REFERNCIAS BIBLIOGRFICAS ................................................................110 4. 4APRESENTAOA Subsecretaria de Educao Bsica da Secretaria de Educao doDistrito Federal, por meio da Coordenao de Ensino Fundamental, tem ahonra de apresentar as Diretrizes Pedaggicas do Bloco Inicial deAlfabetizao 2012. O documento atualizado, ora apresentado, resultado dotrabalho realizado por vrios profissionais da rede pblica durante o ano de2011. Fruto, portanto, de um esforo coletivo.Desde a aprovao das Diretrizes Pedaggicas do Bloco Inicial deAlfabetizao BIA, em 2006, pelo Conselho de Educao do Distrito Federal,muitos profissionais envolveram-se com o aperfeioamento do trabalho nosanos iniciais a partir das experincias que foram sendo construdas eacumuladas. E, o mais importante, que este esforo vem possibilitando aosestudantes suas aprendizagens garantidas.Essas experincias, tanto dos profissionais quanto dos estudantes, vmcolaborando para o aprimoramento do trabalho pedaggico no que tange suaconduo terica e prtica. O resultado dessa trajetria de avanosmaterializa-se neste documento.Estas Diretrizes Pedaggicas do Bloco Inicial de Alfabetizao 2012delineia-se como norteador para as prticas pedaggicas dos envolvidos notrabalho no que tange reorganizao e articulao dos tempos e dosespaos das aprendizagens, identificao dos saberes j construdos naperspectiva de novas aquisies que viro, ao planejamento e avaliao dosprocessos pedaggicos.O Ensino Fundamental, desde o BIA, tem como objetivo maior aformao integral do sujeito autnomo, crtico e solidrio.Por essa razo, esperamos que os sujeitos envolvidos com o trabalho doBIA reflitam, discutam, avaliem este documento para que nosso objetivo maiorconcretize-se diariamente em cada uma das salas de aula e de unidadesescolares da nossa rede pblica distrital.Sandra Zita Silva TinSubsecretria de Educao BsicaKtia Franca VasconcellosCoordenadora do Ensino Fundamental 5. Bloco Inicial deAlfabetizao BIA.O trabalho pedaggicodos primeiros anos doEnsino Fundamental noDistrito Federal.1 6. 7 7. 81. BLOCO INICIAL DE ALFABETIZAO1.1 HISTRICO DO BIACom a promulgao da Lei n 3.483, de 25 denovembro de 2004, o Distrito Federal estabeleceu aimplantao do Ensino Fundamental de 9 anos na RedePblica de Ensino do Distrito Federal, antecipando-se,portanto, ao restante do pas. Em 2005, a Secretaria deEstado de Educao do Distrito Federal iniciou a ampliaodo Ensino Fundamental de 8 para 9 anos nas unidadesescolares vinculadas Coordenao Regional de Ceilndia,sendo que nas demais cidades, essa ampliao foi gradativaat o ano de 2008. Assim, em 2009 o Ensino Fundamentalde 9 anos estava implantado nas 14 CoordenaesRegionais de Ensino: Brazlndia, Ceilndia, Guar, Gama,Ncleo Bandeirante, Parano, Planaltina, Plano Piloto/Cruzeiro, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, SoSebastio, Sobradinho e Taguatinga.Para a implantao do Ensino Fundamental de 9anos foi elaborado este documento segundo os princpiosmetodolgicos da Proposta Pedaggica do Bloco Inicial deAlfabetizao BIA de 2006, aprovada pelo Conselho deEducao do Distrito Federal por meio do Parecer n212/2006 e instituda pela Secretaria de Estado deEducao do Distrito Federal - SEDF por meio da Portaria n4, do dia 12 de janeiro de 2007. Destaca-se que aconstruo da proposta inicial do BIA contou com aparticipao dos professores da Rede pblica de ensino pormeio de debates, de encontros, de reunies e deproposies levantadas nos processos de formao.Assim, a proposta pedaggica do Bloco Inicial deAlfabetizao BIA, buscou, alm de atender a Lei Federaln 11.274, de 6 de fevereiro de 2006, em seu art. 5, areorganizao do tempo e do espao escolar, a fim de queAnotaes 8. 9se pudesse obter um processo de alfabetizao de qualidade, bem como reafirmar umdos objetivos do Plano Nacional de Educao de 2001: a reduo das desigualdadessociais e regionais no tocante ao acesso e permanncia, com sucesso, na educaopblica.Os professores, envolvidos no processo inicial de escolarizao nas instituiespblicas do Distrito Federal, sabem os sucessos colhidos e as dificuldades vivenciadasna transformao de uma unidade escolar que precisa, cada vez mais, ser acolhedorae de qualidade para todos.Na tabela abaixo, pode-se observar as duas matrizes curriculares quecoexistem, atualmente, no Ensino Fundamental.ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOSCRE1ANO2ANO3ANO4ANO5ANO6ANO7ANO8ANO9ANOCeilndia 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013Taguatinga 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014BrazlndiaGuarSamambaia2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015Demais CRE12008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016Tabela 1Com isso, confirma-se a perspectiva de uma unidade escolar igualitria que sefortalece com a ampliao do Ensino Fundamental para 9 anos, conforme legislaovigente, uma vez que um ano a mais de vida escolar traz diferenas considerveis nopercurso de escolarizao do cidado. Para isto, o BIA, a partir de uma propostapedaggica elaborada coletivamente visando a melhoria da educao, prope oenvolvimento da unidade escolar em aes com a participao de todos para amelhoria da educao, visa envolver a unidade escolar em aes sistematizadas quepromovam a aprendizagem dos estudantes, por meio da construo de uma educaoinclusiva que respeite a diversidade cultural, social, de gnero e de credo.1Demais CRE que implantaram o Ensino Fundamental de 09 anos em 2008. 9. 10Alguns ndices, como o IDEB - ndice deDesenvolvimento da Educao Bsica - de 2009 evidenciao crescimento dos anos iniciais do Ensino Fundamental darede pblica do Distrito Federal (5.4) que j superou a metaestabelecida pelo MEC para o ano de 2011. No entanto, emrelao leitura e escrita, mesmo com os avanos jconseguidos, h necessidade de continuidade das polticaspara os anos iniciais do ensino fundamental e de maiorinvestimento na alfabetizao.Sabe-se que o insucesso da educao apresentacomo razes diversos fatores, entre eles o de carter socialque dificulta o acesso, a permanncia e o aproveitamentoescolar. Todavia, a questo metodolgica, o como fazerpara que as crianas aprendam, de fato, a ler e a escreverproficientemente, tambm, um elemento importante.Nessa perspectiva, assegurar a todas as crianas umtempo/espao ressignificado de convivncia escolar eoportunidades concretas de aprender requer de todo osenvolvidos na formao dessas crianas uma prticaeducativa fundamentada na existncia de sujeitos, quecomo afirma Freire (1996, p. 77) um que ensinando,aprende, outro que aprendendo, ensina. a dialticadesse processo que torna a educao uma prtica socialimprescindvel na constituio de sociedadesverdadeiramente democrticas.O BIA apresenta uma organizao escolar em ciclosde aprendizagem, assim, preconiza uma unidade escolarque proporcione o avano de todos com a qualidade deaprendizagem e respeito s questes individuais dessasaprendizagens. O Distrito Federal adotou a progressocontinuada no Bloco defendendo a no reteno dos alunosnos anos iniciais da alfabetizao, na direo do que defendido e preconizado pelo Ministrio da Educao.Anotaes 10. 11Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Fundamental de 09anos, o Conselho Nacional de Educao (2010, p. 8-9, art. 30) aponta que os trs anosiniciais do Ensino Fundamental devem assegura