T£¢nia Cristina Fernandes Ferreira ¢nia...¢  desaparecimento (Henriques, 2007; Cunha, 2008). De acordo

  • View
    0

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of T£¢nia Cristina Fernandes Ferreira ¢nia...¢  desaparecimento (Henriques,...

  • Tânia Cristina Fernandes Ferreira

    U M

    in ho

    |2 01

    4

    abril de 2014

    A v

    a lo

    ri za

    çã o

    t u

    rí st

    ic a

    d o

    p a

    tr im

    ó n

    io c

    u lt

    u ra

    l im

    a te

    ri a

    l: O

    c a

    so d

    a s

    F e

    st a

    s N

    ic o

    lin a

    s

    Universidade do Minho

    Escola de Economia e Gestão

    A valorização turística do património cultural imaterial: O caso das Festas Nicolinas

    Tâ ni

    a C

    ris tin

    a Fe

    rn an

    de s

    Fe rr

    ei ra

  • Dissertação de Mestrado Mestrado em Economia Social

    Trabalho realizado sob a orientação da

    Professora Doutora Maria Cristina Guimarães

    Almeida Moreira

    (Universidade do Minho)

    e da

    Professora Doutora Cláudia Helena Nunes Henriques

    (Universidade do Algarve)

    Tânia Cristina Fernandes Ferreira

    abril de 2014

    Universidade do Minho

    Escola de Economia e Gestão

    A valorização turística do património cultural imaterial: O caso das Festas Nicolinas

  • iii

    Agradecimentos

    O meu agradecimento sincero a todos e todas que deram a sua contribuição e o seu

    apoio para que esta dissertação fosse realizada.

    Aos meus pais, Joaquim e Maria, e ao meu irmão, Luís, pelas palavras de incentivo e

    de confiança que foram fulcrais na realização desta dissertação.

    Aos meus amigos, Nuno Ribeiro, Sónia Machado e Rita Fernandes, pelo carinho,

    ajuda e compreensão, durante este percurso.

    Aos colegas do Mestrado em Economia Social, especialmente, ao José Nuno Senra,

    Joana Dias, Antonela Jesus, Miguel Cruz, Soraia Martins e Diana Marques, pelo apoio e

    amizade.

    Às minhas orientadoras, Professora Doutora Maria Cristina Moreira e Professora

    Doutora Cláudia Henriques, pelo acompanhamento, motivação e sugestões na realização

    deste trabalho.

    Uma palavra de agradecimento, pelo conhecimento transmitido, ao corpo docente, do

    Mestrado em Economia Social, em especial, à Professora Doutora Maria José Casa-

    Nova, Professor Doutor Paulo Reis Mourão e ao Professor Doutor Orlando Petiz.

    A todos e todas o meu MUITO OBRIGADO!

  • iv

  • v

    “A valorização turística do património cultural imaterial: O caso das Festas Nicolinas”

    Resumo

    Com a evolução da sociedade, as motivações pessoais adjacentes ao lazer e às férias

    vão-se dispersando pelas mais variadas áreas. O turismo cultural tem vindo assumir um

    papel preponderante na escolha do destino turístico. A busca pelas emoções e novas

    experiências e o reencontro com a cultura e o sentido de pertença faz do turismo cultural

    um potencial turístico, um pouco por todo mundo. Indo ao encontro deste novo

    paradigma, o património imaterial torna-se determinante nas sociedades, na medida em

    que expressa a sua identidade e heterogeneidade, apelando ao acionar de medidas com

    vista à sua preservação e conservação bem como valorização turística no contexto da

    mercantilização da cultura nas sociedades pós-modernas. No panorama português, o

    turismo é encarado já de uma forma mais sólida, dando resultados principalmente em

    zonas, cujos recursos culturais e patrimoniais possuem um sentido identitário de um

    povo, de uma região e de um País, como é o caso de Guimarães. Assim, a questão que

    se coloca é se o papel das entidades públicas e associações Nicolinas envolvidas nas

    Festas Nicolinas contribui para a sua preservação e valorização turística.

    Através da realização de entrevistas bem como a construção das fichas etnográficas

    permitiu definir as Festas Nicolinas como objeto do estudo. O método de investigação

    escolhido auxiliou na resposta à questão de partida, permitindo verificar que todos os

    entrevistados contribuem para a preservação das Festas Nicolinas. A opinião dos

    entrevistados relativamente à potencial valorização turística das festas difere. De facto,

    enquanto, uns consideram que as festas, como elemento identitário, podem

    contextualizar-se no desenvolvimento do turismo cultural do concelho, outros

    entrevistados continuam a destacar a identidade das ditas festas mas, sendo dos e para os

    residentes (locais). As Festas Nicolinas possuem uma dinâmica local carecendo ainda de

    uma estratégia regional, aumentando valor ao destino Porto e Norte de Portugal.

    Palavras-chave: cultura, património imaterial, tradição, identidade, memória social e

    turismo cultural

  • vi

  • vii

    “The tourism development of intangible cultural heritage: The case of Festas Nicolinas”

    Abstrat

    With the society’s evolution, personal motivations concerning leisure and holidays

    follow different ways in varied areas. Cultural tourism has been assuming an important

    role concerning the touristic destination choice. The search for emotions and new

    experiences and the meeting with culture and its sense of belonging make cultural

    tourism a touristic potential throughout the world. Regarding this paradigm, the

    immaterial heritage becomes crucial in societies expressing their identity and

    heterogeneity, and also requiring the introduction of measures to preserve and conserve

    them alongside with the touristic valorization, with regards to issues concerning the

    culture mercantilization on postmodern societies On the Portuguese scene, tourism is

    seen in a more solid way, reporting results mainly in areas whose cultural and heritage

    resources own the sense of identity of a people, a region and a country, as is the case of

    Guimarães. Thus, the question that arises is whether the role of public identities and

    associations involved in the Nicolinas Festivities contributes for the touristic

    valorization.

    With the realization of the interviews and the construction of ethnographic records,

    was allowed describing the Events Nicolinas as an object of study. The research method

    chosen helped answer the question of departure, allowing us to check that there is a

    concern on the preservation of Nicolinas Festivities. The opinion of the respondents

    regarding the potential tourism development differs festivities. Indeed, while some

    believe that while the parties may contextualize identity element in the development of

    cultural tourism in the county, other respondents continue to highlight the identity of

    said parties but, being specially designed to local residents. The Nicolinas Festivities

    own a local dynamic and need a regional strategy in order to increase value to

    destinations such as Porto and the north of Portugal.

    Keyswords: culture, intangible heritage, tradition, identity, social memory and cultural

    tourism.

  • viii

  • ix

    Índice

    Agradecimentos .......................................................................................................................... iii

    Resumo ......................................................................................................................................... v

    Abstrat ........................................................................................................................................ vii

    Índice ........................................................................................................................................... ix

    Índice de Imagens ................................................................................................................... xii

    Índice de Tabelas ..................................................................................................................... xii

    Índice de Gráficos ................................................................................................................... xii

    Lista de siglas e abreviaturas .................................................................................................. xiii

    Capitulo I - Introdução ............................................................................................................... 1

    Capítulo II – Conceito de Património Cultural Imaterial ....................................................... 3

    2.1. Património cultural: Definição ...................................................................................... 3

    2.1.1. Património Cultural Imaterial: conceitualização ....................................................... 4

    2.1.1.1. Proteção e Conservação do Património Cultural Imaterial ................................... 5

    2.2. Síntese do capítulo ........................................................................................................... 6

    Capítulo III - Contextualização do conceito de Turismo Cultural ......................................... 7

    3.1. Turismo: Definição ...............................................................