Click here to load reader

DEZ DICAS PARA O DIA DA PROVA OFICIAL - · PDF fileProva Simulada Copel 2015 2 Cursos presenciais & Cursos online PORTUGUÊS + MATEMÁTICA + INFORMÁTICA + REDAÇÃO PARA CARGOS DE

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of DEZ DICAS PARA O DIA DA PROVA OFICIAL - · PDF fileProva Simulada Copel 2015 2 Cursos...

  • DEZ DICAS PARA O DIA DA PROVA OFICIAL:

    Releia os detalhes da seleo. Verifi-

    que horrios de fechamento dos portes e quais os documentos aceitos para sua identifi-cao.

    Combata o nervosismo. Por isso, v ao

    local da prova com boa antecedncia (o trnsi-to poder estar catico). V com roupas leves e confortveis. Leve gua, balas, chocolate ou barras de cereal. Isso ajuda a manter a calma.

    Antes de iniciar, faa uma breve apre-

    ciao de toda a prova (10 minutos). Observe questes interligadas. Descarregue na prova frmulas ou anotaes que voc tem na lem-brana. Assim voc gerencia melhor a sua prova.

    Comece a prova pela disciplina que vo-

    c mais domina e pelas questes que conside-ra mais fceis e rpidas. Isso garante mais pontos, colabora com a sua segurana e re-serva tempo para as questes mais difceis.

    Faa marcaes e deixe para o final as

    questes que voc julgar trabalhosas ou dif-ceis. Exemplos de marcao: $$=Rever urgen-te, $=Rever se der tempo.

    Mantenha o alto astral durante toda a

    prova, a objetividade, a satisfao, a determi-

    nao e a crena de que voc ter xito em cada questo, em cada disciplina, e na prova como um todo.

    Use lgica, intuio e atitudes positi-

    vas na resoluo das questes. Cuidado: de-pois de calculada ou localizada a resposta, muitas vezes voc precisar reler o enunciado da questo para saber o que ele realmente pede.

    Enfrente as questes com elevada obje-

    tividade. Descubra imediatamente o que o e-nunciado pede. Visualize ou esboce a soluo. S depois escolha a resposta mais coerente. Se tiver que "chutar", faa isso com esperteza, eliminando previamente as alternativas impro-vveis.

    Cuidado com palavras e expresses do

    tipo: sempre, exceto, somente, apesar de, res-pectivamente, nunca, geralmente, pois elas podem converter uma afirmao certa em er-rada, ou vice-versa.

    Fique de olho no relgio. Faltando vin-

    te minutos para o trmino da prova, deixe tudo de lado e passe para o Carto de Respostas o que voc j assinalou. S depois disso, retorne s questes.

    www.CursoSolon.com.br

  • Prova Simulada Copel 2015

    www.CursoSolon.com.br 2 Cursos presenciais & Cursos online

    PORTUGUS + MATEMTICA + INFORMTICA + REDAO PARA CARGOS DE NVEL SUPERIOR

    LINGUA PORTUGUESA: (disciplina para todos os cargos) Professora Cidinha e professor Guerra

    01. O trecho abaixo est transcrito conforme a oralidade de um falante do portugus do Brasil:

    s se tu acreditar... que possvel mudar... que tu vai mu-dar... se voc partir da atitude que ah no a universidade uma coisa velha caduca... no se pode fazer nada... ento c no vai fazer nada... eu nesse caso no estaria na universida-de... portanto se estou... porque acredito que possvel fazer coisas e que possvel inovar...

    (http://www.iltec.pt/pdf/wpapers/2001-redip-transcricao.pdf. Adapta-o. Acessado em 13/04/2012.)

    Assinale a alternativa que o reescreve segundo o padro escrito do portugus.

    A) Se voc acreditar que possvel mudar, ento podemos mudar mas se partirmos da atitude de que a universidade est defasada e que no se pode fazer nada, ento efeti-vamente no podemos fazer nada. Eu, pessoalmente, nesse caso, nem estaria na universidade. Mas, se estou, porque acredito que possvel inovar.

    B) Quando acreditar que possvel mudar, ento podemos mudar. Mas, se partirmos da atitude de que a universidade est defasada e que no se pode fazer nada ento efeti-vamente no podemos fazer nada, eu, pessoalmente, nes-se caso, nem estaria na universidade mas se estou por-que acredito que possvel inovar.

    C) S acreditando que possvel mudar, ento podemos mudar. Mas, se partirmos da atitude de que a universidade est defasada e que no pode- se fazer nada, ento efeti-vamente no podemos fazer nada. Ns, pessoalmente, nesse caso, nem estaria na universidade. Mas, se esta-mos, porque acreditamos que possvel inovar.

    D) Ao acreditarmos que possvel mudar, ento podemos mudar, mas se partirmos da atitude de que a universidade est defasada e que no se pode fazer nada, ento efeti-vamente, no podemos fazer nada. Nesse caso, nem esta-ramos na universidade. Mas, se estamos, porque acredi-ta-se que possvel inovar.

    E) Se acreditarmos que possvel mudar, ento poderemos mudar. Mas, se partirmos da atitude de que a universidade est defasada e no se pode fazer nada, ento efetiva-mente no poderemos fazer nada. Eu, pessoalmente, nes-se caso, nem estaria na universidade. Mas, se estou, porque acredito que possvel inovar.

    02. Considere as seguintes acepes do verbo proceder no dicionrio:

    Proceder (v. intr.) 1. agir, atuar, fazer (de certa maneira); 2. ter base, fundamento, sentido; 3. ir por diante; continuar, prosse-guir, ter seguimento; 4. instaurar processo, entregar justia; 5. (prep. a) levar ou ser levado a efeito; efetuar(se).

    O significado dessa palavra na frase O professor ouviu o aluno depois da prova e percebeu que suas reclamaes procediam corresponde ao significado expresso em:

    A) 1.

    B) 2.

    C) 3.

    D) 4.

    E) 5.

    03. Considere o seguinte texto:

    Guiado por um professor, um grupo de meninos aprende so-bre razes e plantas durante uma aula ao ar livre. ____ poucos metros, protegido por um bosque preservado, outro grupo, s de meninas, estuda o que _____ dentro das sementes. O ambiente escolar, aparentemente paradisaco, ecoa regras do passado: na escola Bosque/Mananciais, meninos e meninas brincam, comem e estudam totalmente separados.

    (Revista CartaCapital, 14 set. 2011, p. 64.)

    Assinale a alternativa que preenche os espaos vazios desse texto com as expresses adequadas, grafadas cor-retamente.

    A) H a.

    B) A h.

    C) h .

    D) H .

    E) A a.

    04. Considere o texto abaixo, sobre o lixo de Accra, capi-tal de Gana, na frica Ocidental:

    Em uma das inmeras favelas de Accra, capital de Gana, na frica Ocidental, o trabalho de parte dos moradores est liga-do indstria da tecnologia. No so tcnicos _____ tm os benefcios invejados dos nerds do Vale do Silcio. que nas proximidades h um imenso lixo, abastecido regularmente por contineres cheios de eletrnicos descartados por pases desenvolvidos. A Organizao das Naes Unidas (ONU) estima que sejam produzidas 40 milhes de toneladas desse lixo por ano em todo o mundo. ________ jovens e crianas mergulham nessas montanhas de sucata tecnolgica em bus-ca de metais, muitas vezes txicos, utilizados na fabricao de monitores, placas-me, mouses, cabos... Os que tiverem sorte de encontrar um disco rgido faturam US$ 35 no mercado informal, _______ a maioria prefere queimar os componentes para extrair metais como cobre e chumbo e ento vend-los.

    (Revista Galileu, outubro/2010, p. 60.)

    Assinale a alternativa que preenche coerentemente os espaos vazios desse texto.

    A) e nem Diariamente mas.

    B) mas Por outro lado uma vez que.

    C) porm Alm disso porque.

    D) e Nesse sentido pois.

    E) entretanto Onde tendo em vista que.

    http://www.iltec.pt/pdf/wpapers/2001-redip-transcricao.pdf.%20Adaptao.%20Acessado%20em%2013/04/2012http://www.iltec.pt/pdf/wpapers/2001-redip-transcricao.pdf.%20Adaptao.%20Acessado%20em%2013/04/2012

  • Prova Simulada Copel 2015

    www.CursoSolon.com.br 3 Cursos presenciais & Cursos online

    05 - Identifique a ordem lgica das ideias abaixo, para que formem um texto informativo coerente.

    ( ) Alm disso, a presena de protenas do leite pode vir mascarada com outros nomes, como caseinato de clcio, lactalbumina e soro de leite.

    ( ) Afinal, inocentes pacotes de bolachas e bolinhos geral-mente contm doses desse ingrediente e, entre uma mor-dida e a reao, questo de segundos.

    ( ) Sendo assim, a ordem ter ateno na hora da compra.

    ( ) O nico tratamento seguro hoje para a alergia ao leite restringir o alimento e seus derivados, e os pais devem ficar atentos embalagem.

    Assinale a alternativa que apresenta a sequncia correta, de cima para baixo.

    A) 1 4 2 3.

    B) 2 1 3 4

    C) 1 2 3 4.

    D) 3 2 4 1.

    E) 3 1 2 4.

    O texto a seguir referncia para as questes 06 a 09.

    O conceito do it yourself faa voc mesmo surgiu nos Estados Unidos na dcada de 50. Com o intuito de baixar o custo de mo de obra, empresrios comearam a desenvolver produtos fceis de serem montados, com embalagens apro-priadas e manuais de montagem. Neles constam todas as ferramentas necessrias, o tempo e os passos da montagem.

    E com a mesma ideia desenvolvemos nossos produtos. Eles podem ser montados facilmente por qualquer pessoa, dispensando o custo com montadores contratados ou com servios de terceiros. Ento s prestar ateno nas instru-es e desenhos e ver como fcil montar seu prprio mvel.

    Aps receber o produto, libere um espao plano na sua casa para fazer a montagem, reserve o tempo necessrio que consta no manual de montagem, organize-se e chame a fam-lia ou amigos para ajudar no processo.

    Abra a embalagem com cuidado. Voc vai encontrar um pacote de ferragens (cavilhas, corredias, acessrios etc.) e dever ter o cuidado para no mistur-las. Todas as ferragens esto separadas por letras no pacote, de acordo com o manu-al de montagem e seu respectivo uso na montagem do produ-to. Junto com o manual de montagem, voc tambm encontra-r a garantia e as dicas de manuteno. Leia tudo com aten-o.

    As ferramentas para a montagem dos mveis so muito simples. Na maioria dos casos uma chave Phillips, um martelo simples e um martelo de borracha so suficientes. Nos es-quemas de montagem que acompanham o mvel esto des-critas todas as ferramentas necessrias.

    (http://www.meumoveldemadeira.com.br/institucional/montagem)

    06. Qual o tipo (ou gnero) desse

Search related