CONVITE € FILOSOFIA - s­ntese

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CONVITE € FILOSOFIA - s­ntese

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    1/64

    CONVITE FILOSOFIA

    Unidade 8: O mundo da prtica A Cultura O Sagrado e a Religio A Arte A Poltica

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    2/64

    A CULTURA

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    3/64

    CULTURA / CULTURAS CULTURA o conjunto deferramentas, utenslios, lngua,hbitos, normas, crenas, valores,rituais, objetos para vrios fins,sentimentos, atitudes, etc. que

    todos os povos possuem.

    (White)

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    4/64

    Deve-se diferenciar...

    Df. Cultura Individual: como conhecimentoa ser adquirido ou acumulado, refere-se apessoa culta ou bem informada. umadefinio ligada ao senso comum.

    Df. Cultura Coletiva: para as CinciasSociais, (Antropologia), a cultura oconjunto de crenas, regras, tcnicas,tradies e ensinamentos produzidos e

    transmitido no interior de uma sociedade.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    5/64

    Em suma...A religio, a culinria, o vesturio, o

    mobilirio, as formas de habitao, oshbitos mesa, as cerimnias, o modo derelacionar-se com os mais velhos e os mais

    jovens, com os animais e com a terra, os

    utenslios, as tcnicas, as instituies sociais(como a famlia) e polticas (como o Estado),os costumes diante da morte, a guerra, otrabalho, as cincias, a Filosofia, as artes, os

    jogos, as festas, os tribunais, as relaesamorosas, as diferenas sexuais e tnicas,tudo isso constitui a Cultura como invenoda relao com o Outro.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    6/64

    Cultura Organizacional ORGANIZAO uma

    unidade social artificialmentecriada e estruturadacontinuamente alterada para semanter no tempo, e com a funode atingir metas especficas que

    satisfaam s necessidades de seusparticipantes e da sociedadesegundo definio deParsons.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    7/64

    Cultura Organizacional As organizaes (independente de seu

    porte), enquanto microcosmos, tambmtm uma cultura; ou seja, um modoespecfico de se estruturar, de secompreender, um conjunto de VALORESque professa, uma MISSOque

    persegue, NORMAS, FINS, relaes que

    estabelece...

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    8/64

    O SAGRADO E A RELIGIO

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    9/64

    O sagrado e a religio

    O sagrado uma experincia da presena de umapotncia ou de uma fora sobrenatural que habitaalgum ser planta, animal, humano, coisas,

    ventos, gua, fogo. Essa potncia tanto umpoder que pertence prpria e definitivamente aum determinado ser, quanto algo que ele podepossuir e perder, no ter e adquirir. O sagrado aexperincia simblica da diferena entre os seres,da superioridade de alguns sobre outros, dopoderio de alguns sobre outros, superioridade epoder sentidos como espantosos, misteriosos,desejados e temidos.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    10/64

    O sagrado opera oencantamento do mundo,habitado por forasmaravilhosas e poderesadmirveis que agem

    magicamente. Criamvnculos de simpatia-atrao e de antipatia-repulso entre todos os

    seres, agem distncia,enlaam entes diferentescom laos secretos eeficazes.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    11/64

    A religio...

    A palavra religio vem do latim: religio,formada pelo prefixo re (outra vez, de novo) e overbo ligare (ligar, unir, vincular). A religio

    um vnculo. Quais as partes vinculadas? Omundo profano e o mundo sagrado, isto , aNatureza (gua, fogo, ar, animais, plantas,astros, metais, terra, humanos) e as

    divindades que habitam a Natureza ou umlugar separado da Natureza.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    12/64

    Atravs da sacralizao e consagrao, areligio cria a idia de espao sagrado. Oscus, o monte Olimpo (na Grcia), asmontanhas do deserto (em Israel), templos eigrejas so santurios ou moradas dos

    deuses. O espao da vida comum separa-sedo espao sagrado: neste, vivem os deuses,so feitas as cerimnias de culto, so trazidasoferendas e feitas preces com pedidos s

    divindades (colheita, paz, vitria na guerra,bom parto, fim de uma peste); no primeirotranscorre a vida profana dos humanos.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    13/64

    H religies em que os deuses semanifestam; outras em que odeus revela suas vontades aoshumanos; outras em que a

    divindade se utiliza deintermedirios para manifestarsua vontade; e outras, aindaem que os deuses manifestam

    sua lei diretamente.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    14/64

    Toda religio explica no s a origem da ordemdo mundo natural, mas tambm do mundohumano. No caso dos humanos, a religioprecisa explicar por que so mortais. Omistrio da morte sempre explicado comoexpiao de uma culpa original, cometida

    contra os deuses.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    15/64

    No princpio, os homens eram imortais e viviamna companhia dos deuses; a seguir, umatransgresso imperdovel tem lugar e, com ela, agrande punio: a mortalidade.

    Michelangelo: Expulso de Ado e Eva do den.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    16/64

    Nas religies de encantamento o morto concebido como encantado, torna-se algomgico.

    Nas religies de salvao a felicidade perene

    no apenas individual, mas tambmcoletiva. So religies em que a divindadepromete perdoar a falta originria, enviandoum salvador, que, sacrificando-se peloshumanos, garante-lhes a imortalidade e areconciliao com Deus.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    17/64

    As religies ordenam a realidade segundodois princpios fundamentais: o bem e o mal

    (ou a luz e a treva, o puro e o impuro).

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    18/64

    H religies da exterioridade e dainterioridade. Nas primeiras, a falta ou pecado uma ao externa visvel, cometidavoluntria ou involuntariamente contra adivindade. Nas religies da interioridade, [...]a

    falta ou pecado uma ao interna invisvel(mesmo que resulte num ato externo visvel),causada por uma vontade m nesse caso, afalta um crime ou por um entendimento

    equivocado nesse caso, a falta um erro.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    19/64

    A inveno cultural do sagrado se realiza

    como processo de simbolizao eencantamento do mundo, seja na forma daimanncia do sobrenatural no natural, sejana transcendncia do sobrenatural. Osagrado d significao ao espao, ao tempoe aos seres que neles nascem, vivem emorrem.

    A passagem do sagrado religio determinaas finalidades principais da experinciareligiosa e da instituio social religiosa.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    20/64

    Ato fundante, ato fecundante!!

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    21/64

    A conscincia pode relacionar-se com o mundo demaneiras variadas senso comum, cincia,filosofia, artes, religio -, de sorte que no hoposio nem excluso entre elas, mas diferena.Isso significa que a oposio s surgir quando aconscincia, estando numa atitude, pretenderrelacionar-se com o mundo utilizandosignificaes e prticas de uma outra atitude. Foiisso que engendrou a oposio e o conflito entreFilosofia e religio, pois, sendo atitudesdiferentes da conscincia, cada uma delas nopode usurpar os modos de conhecer e agir, nemas significaes da outra.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    22/64

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    23/64

    A Arte

    A palavra arte vem do latim ars e corresponde ao termogrego techne, tcnica, significando: o que ordenado ou toda espcie de atividade humana

    submetida a regras. Em sentido lato, significahabilidade, destreza, agilidade. Em sentidoestrito, instrumento, ofcio, cincia. Seu camposemntico se define por oposio ao acaso, aoespontneo e ao natural. Por isso, em seu

    sentido mais geral, arte um conjunto de regraspara dirigir uma atividade humana qualquer.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    24/64

    A distino entre artes da utilidade e artes dabeleza acarretou uma separao entre tcnica (otil) e arte (o belo), levando imagem da artecomo ao individual espontnea, vinda dasensibilidade e da fantasia do artista comognio criador. Enquanto o tcnico visto comoaplicador de regras e receitas vindas datradio ou da cincia, o artista visto comodotado de inspirao, entendida como umaespcie de iluminao interior e espiritualmisteriosa, que leva o gnio a criar a obra.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    25/64

    A arte no perde seu vnculo com a idia debeleza, mas a subordina a um outro valor, averdade. A obra de arte busca caminhos de

    acesso ao real e de expresso da verdade. Emoutras palavras, as artes no pretendemimitar a realidade, nem pretendem ser ilusessobre a realidade, mas exprimir por meios

    artsticos a prpria realidade.

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    26/64

    Trs manifestaes artsticas contemporneaspodem ilustrar o modo como arte e tcnica se

    encontram e se comunicam: a fotografia, o cinemae o design.Fotografia e cinema surgem, inicialmente, como

    tcnicas de reproduo da realidade. Pouco apouco, porm, tornam-se interpretaes darealidade e artes da expresso. O design, por suavez, introduz as artes (pintura, escultura,arquitetura) no desenho e na produo de objetostcnicos (usados na indstria e nos laboratrios

    cientficos) e de utenslios cotidianos (mquinasdomsticas, automveis, mobilirio, talheres,copos, pratos, xcaras, lpis, canetas, avies,tecidos para mveis e cortinas, etc.).

  • 8/13/2019 CONVITE FILOSOFIA - sntese

    27/64

    A modernidade terminou um processo que a