CINCIAS FSICOCINCIAS FSICO- ---QUMICAS QUMICAS ....pdf  Distinguir grandezas escalares

  • View
    218

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of CINCIAS FSICOCINCIAS FSICO- ---QUMICAS QUMICAS ....pdf  Distinguir grandezas escalares

  • 1/25

    TEMA: Viver melhor na Terra

    CAPTULO I EM TRNSITO

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos

    Tempos previstos

    1 SEGURANA E PREVENO

    1.1 Descrio do movimento

    Distinguir os conceitos de repouso e de movimento. Indicar diferentes tipos de trajectria. Referir a diferena entre espao percorrido e deslocamento escalar. Distinguir entre rapidez mdia, velocidade escalar mdia e velocidade.

    Referir que o movimento um conceito relativo. Aplicar a noo de referencial. Analisar situaes em que um corpo pode estar em repouso ou em movimento, dependendo do referencial escolhido. Distinguir diferentes trajectrias.

    Manual Quadro Interactivo

    28

    AGRUPAMENTO DE ESCOLAS BEIRA DOURO

    Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas

    PLANIFICAO ANUAL

    CINCIAS FSICOCINCIAS FSICOCINCIAS FSICOCINCIAS FSICO----QUMICAS QUMICAS QUMICAS QUMICAS 9999.... ANO ANO ANO ANO

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    2/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos

    Apresentar exemplos que permitam distinguir as duas grandezas fsicas: espao percorrido (distncia) e deslocamento escalar. Recordar o clculo da rapidez mdia. Realizar converso entre unidades de rapidez mdia: km/h m/s. Distinguir grandezas escalares de grandezas vectoriais. Definir velocidade mdia, evidenciando o seu carcter vectorial. Caracterizar a velocidade mdia de um corpo. Realizar actividades de consolidao.

    Ficha formativa

    1.2 Movimento rectilneo uniforme

    Descrever o movimento rectilneo uniforme. Interpretar e construir grficos posio tempo e velocidade tempo. Determinar o espao percorrido por um corpo a partir de grficos velocidade tempo.

    Explicar que no movimento rectilneo uniforme o espao percorrido (distncia) e o tempo gasto a percorr-lo so grandezas directamente proporcionais. Analisar os grficos distncia tempo e valor da velocidade tempo para o M.U. Calcular distncias a partir de grficos valor da velocidade tempo. Realizar actividades de consolidao.

    Manual

    Quadro Interactivo

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    3/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos

    1.3 Movimento rectilneo uniformemente variado

    Aplicar o conceito de acelerao mdia. Distinguir o movimento rectilneo uniformemente acelerado do movimento rectilneo uniformemente retardado. Interpretar os grficos velocidade tempo e acelerao tempo para os movimentos rectilneos.

    Explicar o conceito de acelerao mdia. Referir a unidade de acelerao no SI. Determinar valores de acelerao mdia num dado intervalo de tempo. Referir que o movimento rectilneo uniformemente variado pode ser acelerado e retardado. Calcular o valor da acelerao mdia de um corpo e do espao percorrido (distncia) por esse corpo a partir de grficos velocidade tempo.

    Manual Quadro Interactivo

    1.4 Conduo em segurana

    Referir normas de segurana rodoviria. Relacionar a distncia de segurana rodoviria com a distncia de reaco e a distncia de travagem. Relacionar a energia cintica de um corpo com a massa desse corpo e a sua velocidade. Relacionar a estabilidade de um corpo com o seu centro de gravidade.

    Dialogar sobre os factores responsveis pelos acidentes rodovirios. Consciencializar os alunos para uma conduo em segurana, respeitando os valores de velocidade mxima e mnima previstos no Cdigo da Estrada. Analisar a importncia das regras de segurana de veculos e pees. Explicar o significado de tempo e distncia de reaco; tempo e distncia de travagem e distncia de segurana rodoviria Referir alguns factores que podem afectar a distncia de segurana rodoviria.

    Quadro Interactivo Manual

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    4/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos Relacionar os valores da velocidade de um veculo com a distncia de segurana rodoviria. Determinar a partir de grficos velocidade tempo a distncia de reaco, a distncia de travagem e a distncia de segurana rodoviria. Definir as duas formas bsicas de energia: energia potencial e energia cintica. Relacionar a energia cintica de um veculo com os acidentes rodovirios. Realizar actividades de consolidao.

    Quadro Interactivo

    2 MOVIMENTO E FORAS

    2.1 Foras e seus efeitos

    Exemplificar tipos de foras. Referir os efeitos resultantes da actuao das foras. Representar vectorialmente as foras. Enunciar a 3 Lei de Newton. Aplicar a lei da aco reaco.

    Distinguir foras de contacto e foras de aco distncia. Referir alguns efeitos resultantes da actuao das foras nos corpos. Representar as foras por meio de vectores. Referir os elementos que caracterizam o vector fora. Recordar a unidade SI de fora.

    Quadro Interactivo Manual

    16

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    5/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos Efectuar leituras em dinammetros. Referir que durante uma interaco entre dois corpos, as foras actuam aos pares. Representar para diferentes situaes os pares aco reaco que resultam da interaco entre corpos. Realizar actividades de consolidao.

    Dinammetros Pesos diversos

    2.2 Os sistemas de foras

    Distinguir entre foras componentes e fora resultante. Representar graficamente a resultante de um sistema de foras.

    Exemplificar situaes diversas para que os alunos possam representar graficamente e determinar a resultante de um sistema de foras. Realizar actividades de consolidao.

    Quadro Interactivo Manual

    2.3 Foras de atrito

    Explicar a origem das foras de atrito. Exemplificar situaes em que as foras de atrito so teis e outras em que so prejudiciais. Referir alguns factores de que dependem as foras de atrito.

    Identificar diferentes situaes em que ocorrem foras de atrito. Referir o efeito do atrito no movimento dos corpos. Exemplificar situaes em que as foras de atrito se manifestam quando os corpos se movem no ar, na gua ou so devidas ao contacto de superfcies slidas. Verificar experimentalmente algumas variveis de que depende o atrito.

    Manual Quadro Interactivo Dinammetros Materiais diversos

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    6/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos Realizar actividades de consolidao.

    2.4 Presso Aplicar o conceito de presso. Relacionar a presso com a intensidade da fora e a rea da superfcie onde essa fora actua. Analisar situaes com base no conceito de presso.

    Demonstrar experimentalmente os efeitos da presso. Referir a unidade de presso no SI. Referir a importncia da utilizao do cinto de segurana nos automveis e dos capacetes dos motociclistas, como medida de preveno de segurana. Realizar actividades de consolidao.

    Manual Materiais diversos Quadro Interactivo

    2.5 Fora, massa e acelerao

    Relacionar a acelerao adquirida por um corpo com a resultante das foras que sobre ele actuam e a respectiva massa do corpo. Enunciar a Lei Fundamental da Dinmica. Aplicar o conceito de inrcia. Enunciar a 1 Lei de Newton.

    Realizar actividades experimentais que permitam relacionar as grandezas fsicas: fora, massa e acelerao. Informar sobre o significado de equilbrio de um corpo, associando-o existncia de fora resultante nula, para, de seguida, analisar situaes concretas de equilbrio esttico (repouso) e dinmico (velocidade constante). Referir situaes onde se manifesta a Lei da Inrcia. Discutir o papel dos cintos de segurana com base na lei da Inrcia.

    Dinammetros Carrinhos Manual Quadro Interactivo

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    7/25

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Recursos Tempos

    previstos Realizar actividades de consolidao.

    2.6 Flutuao Interpretar a flutuao no ar e nos lquidos. Aplicar o conceito de impulso. Explicar a flutuao com base nos conceitos de densidade e de impulso.

    Enunciar a Lei de Arquimedes. Compreender a flutuao dos corpos, com base no conceito de impulso. Verificar experimentalmente a impulso. Explicar a flutuao com base no conceito de densidade. Efectuar demonstraes experimentais simples, comparando a densidade de diferentes materiais com a densidade da gua e aplicar os resultados a situaes quotidianas. Realizar actividades de consolidao.

    Manual Quadro Interactivo Dinammetros Objectos diversos Gobels com gua

  • Escola Bsica e Secundria Beira Douro Medas Planificao Anual de Cincias Fsico-Qumicas 9. ano

    8/25

    TEMA: Viver melhor na Terra

    CAPTULO III CLASSIFICAO DOS MATERIAIS

    CONTEDOS COMPETNCIAS ESPECFICAS SUGESTES METODOLGICAS Materiais / Re