2ª Fase História

  • View
    217

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • 2 Fase Histria

  • Prova Comentada 2008 Histria 2 Fase

    HISTRIA

    INTRODUO Seguindo os princpios gerais que norteiam a prova de histria da UNICAMP, na elaborao das questes da segunda fase do vestibular 2008 foram levados em conta trs pontos bsicos: 1. avaliao da habilidade dos candidatos na leitura e entendimento de textos curtos; 2. diversidade e abrangncia dos temas abordados, a fim de contemplar a pluralidade de origens e formaes

    dos prprios candidatos; 3. avaliao da capacidade dos candidatos de extrapolao e de tratamento conceitual. Nessa prova, assim como na dos anos anteriores, a leitura considerada a primeira e principal habilidade que se espera encontrar em um aluno que concluiu seu ciclo de educao bsica. Esta , de fato, a habilidade que fundamenta a capacidade de adquirir e construir qualquer conhecimento na rea das cincias humanas e, por esse motivo, a cobrana que se faz presente de maneira mais insistente na prova de histria. Num segundo passo, ao abordar os contedos especficos do programa de histria, os candidatos so avaliados em sua capacidade de identificar, em seu repertrio de informaes, aquelas mais pertinentes a serem mobilizadas a partir da leitura do enunciado. A prova requer, portanto, que o candidato extrapole a memorizao e repetio das informaes assimiladas ao longo de sua vida escolar. Por fim, espera-se que o candidato seja capaz de estabelecer relaes entre os contedos especficos abordados nos enunciados das questes e os temas clssicos do ensino de histria no nvel mdio. Nesse movimento, ele mostrar sua habilidade em mobilizar o conceito fundamental relativo a um dado contedo.

    13. Nada mais presente na vida cotidiana da coletividade do que a oratria, que partilha com o teatro a caracterstica de ser a manifestao cultural mais popular e mais praticada na Atenas clssica. A civilizao da Atenas clssica uma civilizao do debate. As reaes dos atenienses na Assemblia eram influenciadas por sua experincia como pblico do teatro e vice-versa. Trata-se de uma civilizao substancialmente oral. O grego era educado para escutar. O caminho de Scrates a Aristteles ilustra perfeitamente o percurso da cultura grega da oralidade civilizao da escrita, que corresponde, no plano poltico e social, passagem da cidade-estado ao ecumenismo helenstico. (Adaptado de Agostino Masaracchia, La prosa greca del V e del IV secolo a.C.. In: Giovanni DAnna (org.). Storia della letteratura greca. Roma: Tascabile Economici Newton, 1995, p. 52-54.)

    a) Estabelea relaes entre o modelo poltico vigente na Atenas clssica e a importncia assumida pelo teatro e pela oratria nesse perodo. b) Aponte caractersticas do perodo helenstico que o diferenciam da Atenas clssica.

    Resposta Esperada a) (2 pontos) O candidato deveria perceber a importncia do teatro e da oratria para a formao dos cidados atenienses e para o desenvolvimento das habilidades necessrias vida num regime de democracia como aquele vigente na Atenas clssica. Como diz o enunciado da questo, a experincia dos atenienses como pblico de teatro influenciava seu comportamento nas assemblias, onde era importante o domnio da retrica.

    b) (2 pontos) Poderiam ser mencionadas caractersticas como: o modelo imperial, em substituio cidade-estado; ou o sincretismo cultural a helenizao levada ao oriente ao mesmo tempo em que se assimilavam elementos da cultura oriental no imprio macednio.

  • Prova Comentada 2008 Histria 2 Fase

    Exemplo Acima da Mdia

    Exemplo Abaixo da Mdia

    Comentrios Essa questo exigia do vestibulando diferentes habilidades: ser capaz de ler e entender o enunciado, o que era necessrio, mas no suficiente para responder ao item a; relacionar a importncia do teatro e da oratria ao conceito de democracia, que identifica o modelo poltico vigente na Atenas clssica; e estabelecer a comparao entre dois perodos histricos. A esse nvel de complexidade, juntou-se outra dificuldade, j esperada: tradicionalmente, os candidatos demonstram um fraco desempenho nas questes de histria antiga, o que talvez revele a pouca ateno dada a determinados contedos no ensino mdio. Mesmo quando se trata de um tema to conhecido e importante como a democracia ateniense, muito grande a confuso com a histria romana, como evidencia a meno poltica do po e circo, citada por muitos candidatos. Mais do que uma confuso factual, o desempenho dos candidatos nessa questo, que teve a pontuao mais baixa da prova, revela que dificuldade de leitura soma-se o desconhecimento de um conceito democracia que deveria ser central na formao no apenas do vestibulando, mas do cidado.

  • Prova Comentada 2008 Histria 2 Fase

    14. Em 1478, o Papa Sisto IV assinou uma bula, atravs da qual fundou uma nova Inquisio na Espanha. Redigida como resposta s peties dos Reis catlicos, essa bula atribua a difuso das crenas e dos ritos judaicos entre cristos-novos de Castela e Arago tolerncia dos bispos e autorizava os reis a nomear trs inquisidores para cada uma das cidades ou dioceses dos reinos. Esse poder concedido aos prncipes era at ento reservado ao Papa. (Adaptado de Francisco Bethencourt, Histria das Inquisies. Portugal, Espanha e Itlia. Lisboa: Crculo de Leitores, 1994, p. 17.)

    a) A partir do texto, identifique os aspectos que definem a novidade da Inquisio fundada pelo papa Sisto IV. b) Quais as mudanas vividas pelos judeus na Espanha entre os sculos XV e XVI?

    Resposta Esperada a) (2 pontos) Como se v a partir do texto, a bula do papa Sisto IV dava ao rei da Espanha autonomia para nomear os inquisidores, poder que at ento era exclusivo dos papas. Poderia tambm ser notado no texto que a nova Inquisio, fundada na Espanha, voltava-se especificamente contra a difuso das heresias judaizantes entre os cristos-novos, atribuda tolerncia dos bispos. b) (2 pontos) Entre os sculos XV e XVI, os judeus passaram a ser perseguidos pela coroa espanhola; foram forados converso e aqueles que no a aceitaram tiveram seus bens confiscados e foram por fim expulsos do pas.

    Exemplo Acima da Mdia

    Exemplo Abaixo da Mdia

  • Prova Comentada 2008 Histria 2 Fase

    Comentrios A questo privilegiou o tema clssico da Inquisio, tratado amplamente nos materiais didticos. Quanto ao item a, o candidato encontrou facilmente no enunciado a informao relativa novidade da Inquisio espanhola, criada sob demanda dos reis, e que atribua a eles o poder de nomear os inquisidores. Observou-se, porm, a dificuldade de leitura dos candidatos em relao idia de que a nova inquisio tambm atribua a difuso dos ritos judaicos tolerncia dos bispos. No item b, o candidato deveria passar de um exerccio de leitura percepo de uma mudana histrica; a maior dificuldade encontrada pelos candidatos, nesse caso, foi quanto identificao da especificidade dos processos histricos, sendo freqentes as referncias fora de contexto, como Reforma Protestante ou s Cruzadas.

    15. Como defensor dos ndios e denunciante das atrocidades dos conquistadores, frei Bartolom de Las Casas desenvolveu a imagem da destruio das ndias, que era produto da preocupao do frade com o futuro da sociedade que se organizava: a nova sociedade comeava distorcida, prenhe de desequilbrios e de injustias, carente dos mais elementares direitos. Com exceo de Las Casas, no sculo XVI prevaleceu a viso otimista da conquista: acreditava-se que a nova sociedade era inteiramente benfica para os aborgenes, pois se partia da premissa de que a civilizao europia era superior civilizao americana. O importante era o resultado final, a propagao de valores cristos e a organizao de uma sociedade alicerada nesses valores. (Adaptado de Hector Hernn Bruit, Bartolom de Las Casas e a simulao dos vencidos: ensaio sobre a conquista hispnica da Amrica. Campinas: Editora

    da Unicamp; So Paulo: Iluminuras, 1995, p. 17, 55.)

    a) A partir do texto, identifique duas vises opostas sobre a conquista da Amrica, presentes no sculo XVI. b) Cite dois exemplos de mobilizao poltica das populaes indgenas na Amrica Latina contempornea.

    Resposta Esperada a) (2 pontos) A partir da leitura do texto, o candidato deveria perceber duas vises opostas a respeito da conquista da Amrica presentes no sculo XVI: de um lado, uma viso que se caracterizava pela denncia do desequilbrio, da injustia e da ausncia de direitos na sociedade que se organizava naquele perodo. De outro lado, uma viso otimista, que defendia que aquela sociedade era benfica para os indgenas, uma vez que a civilizao europia era superior s civilizaes americanas encontradas pelo colonizador. b) (2 pontos) So numerosos os exemplos que poderiam ser citados; dentre eles, os mais conhecidos so: o movimento zapatista de Chiapas, no Mxico, e o movimento dos cocaleros da Bolvia, do qual emergiu o atual presidente Evo Morales.

  • Prova Comentada 2008 Histria 2 Fase

    Exemplo Acima da Mdia

    Exemplo Abaixo da Mdia

    Comentrios Essa questo apresentou relativa facilidade para os vestibulandos, que estavam sendo avaliados, nesse caso, em dois quesitos bsicos: sua capacidade de leitura e entendimento do enunciado e seu nvel de informao quanto s questes da atualidade. O item a, que pedia ao candidato que identificasse duas vises opostas sobre a conquista da Amrica, era um exerccio de leitura de um texto bastante direto. Houve, porm, um nmero significativo de candidatos que no foram capazes de identificar duas vises opostas, ou que atriburam ambas a Las Casas. No item b, as respostas certas mais comuns foram as esperadas, que mencionavam o movimento zapatista mexicano ou a eleio do presidente boliviano Evo Morales. Quanto aos erros mais recorrentes, envolvem no somente o desconhecimento dos temas atuais, mas tambm a incompreenso da prpria pergunta, uma