Click here to load reader

2017-Julho - UNIMEP - Universidade Metodista de Piracicaba — · PDF fileestá na espécie de histeria coletiva que surgiu sobre o assunto: o medo, ... deixar de ver isso como um

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 2017-Julho - UNIMEP - Universidade Metodista de Piracicaba — · PDF fileestá na...

  • Comunicao e Expresso Redao em Lngua Portuguesa Lngua Portuguesa Literatura Brasileira Lngua Inglesa

    Cincias Naturais e Exatas Matemtica Fsica Qumica Biologia

    Humanidades e Atualidades Histria Geral e do Brasil Geografia Geral e do Brasil Atualidades

    2017-Julho

  • Instrues para a realizao do exame Composio do Exame

    1 proposta para a Prova de Redao (dissertao) e 60 questes de mltipla escolha;

    Cada questo tem apenas UMA ALTERNATIVA CORRETA;

    As Provas so AUTO-EXPLICATIVAS. Nenhum supervisor ou auxiliar de sala est autorizado a prestar informaes sobre as questes.

    Durao do Exame4 horas;

    Voc poder retirar-se da sala somente aps 1 hora e 30 minutos do incio do exame.

    ATENO: no fi nal do exame voc dever entregarao Supervisor de Sala a Folha de Respostas e a Folha de Redao.

    Folha de RespostasDever ser preenchida com CANETA ESFEROGRFICA AZUL escrita grossa, nos campos pticos prprios;

    Qualquer rasura invalidar sua resposta;

    Confi ra seu nome e nmero de inscrio impressos na Folha de Respostas com a etiqueta que est na sua carteira;

    ASSINE com caneta no campo indicado. A Folha de Respostas ser considerada vlida somente com a sua assinatura.

    Caso sua Folha de Respostas seja danifi cada ou esteja com erro, solicite ao Supervisor para substitu-la por outra em branco, que voc dever preencher como segue:

    ESCREVA, na parte superior, NMERO DE INSCRIO, SEU NOME, SUA ASSINATURA E A DATA DO EXAME;

    No campo INSCRIO da Folha de Respostas, voc dever marcar apenas UM ALGARISMO EM CADA LINHA;

    COLOQUE OS ZEROS do nmero de inscrio.

    Avaliao das ProvasQuestes de 61 a 71;

    Preencha apenas uma alternativa de cada questo.

    VOC PODER LEVAR O CADERNO DE QUESTES.

    Bom Exame!

    AUTOEXPLICATIVASAUTOEXPLICATIVASAUTOEXPLICATIVAS

    40

    41 51

    AUTOEXPLICATIVASAUTOEXPLICATIVASAUTOEXPLICATIVAS

  • Prova de Redao - Instrues

    Leia atentamente a proposta. No coloque nome. Use caneta para escrever sua Redao. No haver reviso de prova. No sero considerados poemas ou desenhos. Os examinadores iro avaliar sua Redao considerando sua capacidade em:

    1 - Leitura e compreenso; 3 - Desenvolvimento do tema;2 - Estrutura textual; 4 - Recursos da escrita.

    ATENO. Verifique o nmero de sequncia na etiqueta da carteira em que voc estiver assentado, para o preenchimento correto na folha de redao.

    Leia atentamente o texto a seguir e escreva um TEXTO DISSERTATIVO no qual voc discuta a seguinte questo:

    os jogos eletrnicos ou mesmo os seriados viciantes de televiso so o grande mal dos tempos modernos, ou estamos vilanizando e levando ao tribunal de nossas conscincias o alvo errado?

    Baleia Azul e os GamesNas ltimas semanas, houve comoo por causa de um jogo disponvel na internet, o Baleia Azul, que coagiria os jovens a cumprir metas muito perigosas, e de uma srie da Netflix, 13 Reasons Why. H razes de sobra para a imensido de trocas de mensagens entre mes apavoradas nos grupos de WhatsApp ou de e-mails de alerta das escolas aos pais. Afinal, ambos abordam um tema altamente delicado, o suicdio na adolescncia. Entretanto, gostaria de apresentar ao leitor outro ngulo dessa questo: os jogos eletrnicos ou mesmo os seriados viciantes de televiso so o grande mal dos tempos modernos, ou estamos vilanizando e levando ao tribunal de nossas conscincias o alvo errado?Uma das perguntas mais frequentes em consultrios de pediatrias, mdicos de famlia, terapeutas, psiclogos ou psiquiatras da infncia e adolescncia : Quanto tempo meu filho ou minha filha pode jogar no computador sem que isso lhe cause mal ou afete sua sade fsica e mental?. A resposta real inexiste. Os especialistas simplesmente no sabem. No h dados cientificamente vlidos que possam estabelecer um divisor de guas, at porque tudo depende de cada indivduo, de cada famlia. Assim, desde 2016, a Academia Americana de Pediatria deixou de enfatizar um nmero cabalstico de horas.Mas, se todas as condutas fossem baseadas apenas em evidncia cientfica de alta qualidade, no haveria por que saltar de um avio de paraquedas, como muito bem descreveu um editorial do British Medical Journal. No h estudo comparativo bem desenhado e com alocao aleatria sobre mortalidade ou qualquer outro desfecho negativo que tenha envolvido um grupo de pessoas saltando de paraquedas. Ento, mesmo que imperfeita, qual a melhor evidncia que possa nos orientar em relao aos games?Uma pesquisa da Universidade de Oxford avaliou a relao entre o tempo dedicado a jogos eletrnicos e o ajustamento psicolgico numa grande amostra de quase 5.000 jovens ingleses com idade entre 10 e 15 anos. Jogar menos de uma hora por dia foi associado a mais efeitos benficos em termos de ajustamento psicolgico do que no jogar. Jogar de uma a trs horas no foi nem melhor nem pior e jogar mais de trs horas foi associado a pior satisfao com a vida e mais problemas emocionais e de comportamento do que no jogar. Por incrvel que parea, a mensagem a mesma que emana de outras reas da sade. Ou seja: a chatssima moderao parece ser a alma da coisa. H evidncia de que o contedo dos jogos eletrnicos tanto possa fazer bem quanto mal aos jovens. Vamos comear pelo lado bom. Um estudo do Instituto Max Planck para Desenvolvimento Humano, da Alemanha, mostrou, por meio de exames de ressonncia magntica cerebral, que jovens alocados aleatoriamente para jogar Super Mario 64 durante trinta minutos por dia, ao longo de dois meses, apresentavam aumento das reas cerebrais hipocampo, crtex pr-frontal e cerebelo, responsveis por planejamento, pensamento estratgico e formao de memria. [...]Agora, o lado negativo. Inmeros estudos mostram ntida associao entre jogos violentos e o aumento de comportamento agressivo em jovens. O problema aqui a extrapolao que se faz desses achados. Esquea os jogos eletrnicos por um momento. Se catapultssemos seu filho para algumas dcadas atrs e o colocssemos para brincar de Forte Apache degolando soldados com os amigos e medssemos o comportamento violento momentos depois em observao da interao com pares, voc no esperaria mais comportamento violento do que se ele estivesse assistindo Vila Ssamo? Pois , a questo aqui outra. Esse efeito duradouro? Estudos recentes mostram que o impacto negativo ocorre apenas em quem j tem os traos de hostilidade previamente detectados. Chegamos ento Baleia Azul. Ningum est aqui para defender um suposto jogo em que o desafio final seja o suicdio. O problema est na espcie de histeria coletiva que surgiu sobre o assunto: o medo, absurdo, de que seu filho com um desenvolvimento tpico possa se tornar um suicida potencial se for exposto ao jogo. O problema desse jogo, dos sites que ensinam automutilao ou condutas anorexgenas para os grupos de risco, ou seja, aqueles adolescentes que j saram da rota do desenvolvimento tpico, seja por caractersticas biolgicas, seja por presses ambientais, ou ambas. Para esse grupo, horas incessantes nos jogos eletrnicos, interesse exclusivo por contedo unicamente violento, ou por jogos que estimulam o suicdio podem, sim, ser o empurro extra que faltava. Entretanto, deixar de ver isso como um sinal, que alis muitas vezes tardio, e enxerg-lo como a causa do problema nos leva a pensar em intervir apenas nesse momento. A, provavelmente, estaremos chegando tarde cadeia dos acontecimentos.[...]Por fim, chegamos srie 13 Reasons Why. A discusso na imprensa est novamente deslocada para o ngulo errado: a cena de suicdio estimula ou no o suicdio? O que a srie mostra o imenso abismo entre o mundo adulto e o do adolescente, mesmo numa famlia apresentada como adequada e carinhosa como a da protagonista. Como a adolescente no conseguiu dividir tamanho sofrimento com seus pais? Como pais tpicos no conseguiram perceber o sofrimento da sua filha? Essa a angstia assustadora do filme. Temos de entrar no universo e na linguagem adolescentes e aprender a jogar com nossos filhos.

    (Lus Augusto Rohde, professor titular de psiquiatria da infncia e adolescncia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Baleia Azul e os Games. Revista Veja, 03 de maio de 2017)

    03

  • Leia os textos que seguem para responder s questes de 1 a 4.

    Texto 1A srie da diversidade

    Marcelo Rubens Paiva

    13 Reasons Why

    13 Reasons Why a nova sensao do Netflix [com a Paramount].E existem muitas razes para.Trata-se de uma histria com a qual muitos se identificam, bullying sofrido no colegial, quando a vida sexual de adolescentes desabrocha e as humilhaes inconsequentes podem at levar ao suicdio.Mas um detalhe da srie chama a ateno.A diversidade tratada nas entrelinhas sem nenhuma dramatizao nem interferncia nos conflitos. As pessoas so e pronto. Debruar sobre o tema passado.Parte dos alunos homossexual assumida, na boa, no se fala nisso e ningum sofre preconceito por ser.Um deles, Tony Padilla [Christian Navarro], o latino da turma, tem um namorado fixo, quebrando o rtulo de latino-macho.Uma oriental filha adotiva de um casal gay homem. Fato tratado com naturalidade, que nem entra no conflito.Alis, a menina tambm gay, assim como outros dois personagens.Garotos brancos namoram garotas negras.Garotos bissexuais trocam de namorado.Casais inter-raciais vivem numa boa e no despertam ateno.E a protagonista, Hanna Baker [Katherine Langford], tem um corpo fora do padro atrizes jovens preferido por Hollywood.No se fala em racismo, homofobia, misoginia, xenofobia.O tema outro: a solido humana, a sensao de no se encaixar, de ser incompreendido, de no conseguir expor o que sente.A srie feita malandramente para viciar.No piloto, e isso no spoiler, porque est no primeiro bloco, sabemos que Hanna cometeu suicdio e deixou fitas para serem entregues a determinados amigos, explicando as razes do suicdio.Cada fita dedicada a um personagem.A melhor, sempre dizem, vem no final.Truque baixo para nos prender.A dcima-terceira