Laercio Manha

  • View
    2.460

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Workshop Sequestro de Carbono

Text of Laercio Manha

  • 1. Seqestro de carbono em florestas e sua dinmica nos solos em regio de cerrado e desenvolvimento de um sistema de queima de gases na carbonizao para gerao de energia, como subsdios elaborao de projetos de M.D.L. no Estado de M.G. EQUIPE EXECUTORADr. Larcio Antnio Gonalves Jacovine (UFV) Dr. Carlo Pedro Boechat Soares (UFV) Dra. Anglica de Cssia Oliveira Carneiro (UFV) Dra. Maria Tereza Candido Pinto (Bolsista) M.S. Sabina Cerruto Ribeiro (Bolsista) M.S. Marcelo Franco (SECTES) M.S. Ana Paula de Souza Silva (SECTES) Dr. Joo Herbert Moreira Viana (Embrapa) Dr. Ivanildo Evodio Marriel (Embrapa) Dra. Claudia Maria Branco de Freitas Maia (Embrapa) Dra. Rosana Clara Victoria Higa(Embrapa) Dr. Etelvino Henrique Novotny (Embrapa) Dr. Fabiano de Carvalho Balieiro (Embrapa) Dr. Renato Dedecek (Embrapa)

2.

  • Equipe da SECTES Marcelo Franco e Ana Paula
    • Pela viabilizao da elaborao e aprovao do projeto
  • Equipe EMBRAPA
    • Disposio em participar do projeto e contribuir na elaborao do mesmo
  • Prof. Carlos Pedro e Profa. Anglica Cssia
    • Disposio em contribuir para a elaborao do projeto
  • Bolsistas Sabina e Maria Tereza
    • Auxlio na elaborao do projeto

Agradecimentos 3. Roteiro

  • Objetivos do projeto
  • Motivaes para o desenvolvimento do projeto
  • Principais pesquisas desenvolvidas - DEF/UFV
  • Consideraes finais

4.

  • quantificar o estoque e o incremento de carbono em reas de pastagem, de floresta nativa e de reflorestamento com espcies nativas e exticas com nfase no bioma cerrado, incluindo parte area, solos e razes.
  • desenvolver um sistema de queima dos gases da carbonizao que possibilite a gerao de energia e a diminuio da emisso de GEE.
  • criar de um banco de dados capazes de gerarem informaes relativas s atividades de UTMUTF (Uso da Terra, Mudana do Uso da Terra e Florestas) e elaborao de projetos de MDL (Mecanismo de Desenvolvimento Limpo) pelo setor de ferro-gusa no estado de Minas Gerais.
  • disponibilizar informaes que norteiem polticas pblicas a nvel estadual, relacionadas energia de biomassa, aos gases de efeito estufa e s mudanas climticas globais.

Objetivos da pesquisa 5.

  • Projeto se divide em 2 partes:
    • Estocagem e incremento de carbono solo e floresta
    • Emisso de gases na carbonizao

Seqestro de carbono em florestas e sua dinmica nos solos em regio de cerrado e desenvolvimento de um sistema de queima de gases na carbonizao para gerao de energia, como subsdios elaborao de projetos de M.D.L. no Estado de M.G. Relao com sequestro de carbono e energia de biomassa Relao com projetos para gerao de crditos de carbono Minimizao das mudanas climticas Problema mundial, pas, estado de MG e toda a sociedade 6. A terra est aquecendo. H necessidade de agirmos para minimizar este aquecimento. BETUCCI (2004) Motivaes da pesquisa FONTE: Instituto do Ambiente 7. O aquecimento est promovendo conseqncias econmicas, sociais e ambientais. Seca na Etipia condenam 6 milhes de pessoas fome Motivaes da pesquisa 8. H evidncias que o Brasil j est sendo afetado pelo aquecimento global. A grande seca da Amaznia de 2005, foi resultado do aquecimento global? Motivaes da pesquisa Furaco Catarina, 27 de Maro de 2004. O primeiro furaco observado no Atlntico Sul! Tornado de Indaiatuba: manifestao do aquecimento global? EMBRAPA (2007) 9. Fonte: Embrapa (2007) Motivaes da pesquisa O aquecimento poder trazer danos agricultura Brasileira, diminuindo as reas aptas ao plantio Cultura rea de plantio (milhes de km2) Temp. atual + 5,8 o. C Milho5,1 4,4 Soja 3,4 1,2 Feijo 5,1 3,9 Arroz 4,7 2,7 10. A cultura do caf poderser extremamente afetada em MG Fonte:EMBRAPA (2007) Motivaes da pesquisa 11. A floresta amaznica poder ser extremamente afetada Motivaes da pesquisa Atual 2100 floresta savana caatinga campos deserto 12. Pases reconhecem o problema, realizam vrios encontros mundiais e assumem compromissos de diminuir emisses Motivaes da pesquisa 1979- I Conferncia Mundial sobre o Clima 1990 - II Conferncia Mundial do Clima 1992 Rio de Janeiro (Eco 92 ) - Conveno Quadro das Naes Unidas sobre Mudana do Clima (CQNUMC)1994 Entrada em vigor da (CQNUMC 1995 Berlim 1 COP 1996- Genebra1997- Quioto - 3 COP Protocolo de Quioto reduo de 5,2% das emisses no perodo de 2008-20121998- Buenos Aires - 4 COP. 1999- Bonn - 5 COP 2000 Haia - 6 COP 2001 Bonn - 6,5 COP2001 Marrakesh 7 COP 2002 Nova Deli 8 COP2003 Itlia 9 COP 2004 Argentina 10. COP2005 Canad 11. COP 2006 Qunia 12. COP 2007 Nairobi 13. COP 13. So estabelecidos mecanismos de flexibilizao: - Implementao Conjunta - Certificados Negociveis de Emisso

  • Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL)
  • Brasil pode implantar projetos e receber os crditos de carbono
  • Nas fases para gerao dos crditos so necessrios informaes bsicas de reduo da emisses ou aumento do estoque de carbono

Motivaes da pesquisa 14. Ciclo do projeto do MDL So necessrios informaes para subsidiar desde a elaborao do DCP at a emisso das CREs Participantes do Projeto (PP) (4) Registro Entidade Operacional Designada (EOD) (2) Validao (1) Concepo do projeto (PIN/ PDD) Participantes do Projeto (PP) (5) Monitoramento Conselho Executivo (3) Aprovao (6) Verificao e Certificao (7) Emisso de CRE Autoridade Nacional Designada (AND) Entidade Operacional Designada (EOD) Conselho Executivo Participantes do Projeto (PP) 15. A pesquisa gera informaes sobre reduo de emisses e remoo de GEE Garantia de Adicionalidade Motivaes da pesquisa DCP Cenrio baseline Cenrio projeto Reduo Remoo 16. Expectativa que projetos de conservao florestal venham a ser sejam elegveis como projetos de MDL reas de cerrrado Motivaes da pesquisa 17.

  • Seqestro de carbono pelas florestas em crescimento plantio com exticas e nativas em reas degradadas
  • Conservao do estoque de carbono na biomassa area e nas razes em florestas nativas
  • As florestas produzem recursos que geram energia renovvel em substituio aos combustveis fsseis
  • A eficincia da produo de carvo vegetal pode ser melhorada
  • H perdas de energia no processo de carbonizao

As florestas so importantes na estocagem e remoes de CO2 Os desafios para projetos florestais so muitos Existem muitas oportunidades para projetos de energia Motivaes da pesquisa 18. Fonte: CBDS (2007) Atividades Redues reais mensurveis e certificadas Relevncia para o desenvolvimento sustentvel Potencial de reduo Setor de energia Substituio de combustveis fsseis por combustveis "limpos" A A A Uso mais eficiente de combustveis fsseis A A A Recaptura das emisspes de combustveis fsseis A A A Processo industriais Aumento da eficincia de produo A A A Uso de materiais e processos alternativos A A M Setor de agricultura Melhoria da alimentao de animais B M B Melhoria do gerenciamento dos resduos vegetais B A B Modificao dos mtodos de cultivo de arroz B B M-A Substituio de fertilizantes base de nitrognio B A B Eliminao da queima a cu aberto de resduos agrcolas B M B Mudanas no uso do solo e manejo florestal Proteo e conservao de florestas B A M Melhoria da eficincia do manejo florestal B M M Reflorestamento e regenerao de florestas B M M-A Melhoria de prticas agroflorestais B M M Resduos agrcolas Reduo e reciclagem de resduos A A B-M Captura do metano dos resduos A M B-M Eliminao da queima a cu aberto de resduos] A M B-M A = Alta probabilidade de satisfazer os critrios do MDL M = Mdia probabilidade de satisfazer os critrios do MDL B = Baixa probabilidade de satisfazer os critrios do MDL 19. Oportunidade de gerar receitas ao Brasil/MG

  • Anexo 1
  • Pases Industrializados
  • Compram RCEs de pases em desenvolvimento
  • RCEs so usados para cumprimento das metas
  • No Anexo 1
  • Pases em Desenvolvimento
  • Implementam projetos
    • Projetos geram RCEs

RCEs $$$Motivaes da pesquisa 20.

  • 2.942 projetos do MDL em alguma fase no mundo.
  • 265 projetos no Brasil.

Fonte: MCT (Janeiro/08) Oportunidade e desafio para o Brasil Motivaes da pesquisa 21.

  • 849 projetos registrados no mundo.
  • 111 projetos do Brasil.

Fonte: MCT (Janeiro/08) Oportunidade e desafio para o Brasil Motivaes da pesquisa 22.

  • Reduo de emisses para o primeiro perodo de obteno dos crditos:
  • 4.376 milhes de tCO 2equivalentes no mundo.
  • 262,56 milhes de tCO 2equivalentes no Brasil.
  • US$ 5,25 bilhes de receita (US$20.00/tCO 2 )

Fonte: MCT (Janeiro/08) Oportunidade e desafio para o Brasil Motivaes da pesquisa 23. Situao atual dos projetos na AND brasileira Fonte: MCT (Janeiro/08) Oportunidade e desafiopara o Brasil Projetos aprovados na CIMGC174Projetos aprovados com ressalvas na CIMGC13Projetos em reviso na CIMGC8Projetos submetidos para a prxima reunio da CIMGC 1 Total de projetos na CIMGC196 Motivaes da pesquisa 24.

  • A predominncia das atividades de projetos est no setor energtico.

Nmero de projetos brasileiros por escopo setorial Fonte: MCT (Janeiro/08) Fonte: MCT (Janeiro/08) Motivaes da pesquisa 25.

  • Primeiro projeto florestal registrado - China
  • Metodologia: ARNM001