of 16/16
Arcadis mo

Arcadismo brasileiro

  • View
    377

  • Download
    38

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Arcadismo brasileiro

  • 1. Arcadismo
  • 2. Contexto Histrico Independncia das Treze colnias norte-americanas; Brasil colnia; Inconfidncia Mineira; Conjurao Baiana.
  • 3. Caractersticas Inutilia truncat (cortar o intil); Carpe diem (aproveitar o dia); Fugere urbem (fugir da cidade); Locus amoenus (lugar ameno); Aurea mediocritas (equilbrio do ouro); Racionalismo; Exaltao da natureza; Preocupao como o homem natural.
  • 4. Principais Autores Toms Antnio Gonzaga Cludio Manuel da Costa
  • 5. Principais Autores Jos Baslio da Gama Frei Jos de Santa Rita Duro
  • 6. 1- (UFPE) " bom, minha Marlia, bom ser dono De um rebanho, que cubra monte e prado; Porm, gentil Pastora, o teu agrado; Vale mais que um rebanho, e mais que um trono Graas, Marlia bela, Graas minha Estrela." Tomas A. Gonzaga No poema acima, as marcas do Arcadismo so. Assinale as afirmativas verdadeiras e as falsas. A) Tema da vida pastoril no contato com a natureza idealizada. B) Ideal de vida simples retratado atravs de uma linguagem despojada. Inverses e paradoxos, prprios do Barroco, caem em desuso. C) Percepo do mundo terreno como efmero e vo, o que resulta no sentimento de nulidade diante do poder divino. D) Descrio de um episdio pastoril num ambiente de harmonia, onde inexistem conflitos. E) Tom pico, relatando grandes feitos heroicos.
  • 7. 2- (UFMG) Leia o soneto que se segue, de Cludio Manuel da Costa. Pastores, que levais ao monte o gado, Vede l como andais por essa serra; Que para dar contgio a toda a terra, Basta ver-se o meu rosto magoado: Eu ando (vs me vedes) to pesado; E a pastora infiel, que me faz guerra, a mesma, que em seu semblante encerra A causa de um martrio to cansado. Se a quereis conhecer, vinde comigo, Vereis a formosura, que eu adoro; Mas no; tanto no sou vosso inimigo: Deixai, no a vejais; eu vo-lo imploro; Que se seguir quiserdes, o que eu sigo, Chorareis, pastores, o que eu choro.
  • 8. Todas as alternativas contm afirmaes corretas sobre esse soneto, EXCETO a) O poema ope um estilo de vida simples a um estilo de vida dissimulado. b) A palavra "guerra" enfatiza a recusa da pastora a corresponder aos afetos do poeta. c) O sentido da viso o predominante em todas as estrofes do poema. d) A expresso "para dar contgio a toda a terra" revela a intensidade do sofrimento do pastor.
  • 9. (In: GONZAGA, Toms Antnio. Marlia de Dirceu. Rio de Janeiro, Edies de Ouro, [s/d].p.86-87.) 3- (UFRRJ) TEXTO Lira XXX Junto a uma clara fonte a me do Amor se sentou; encostou na mo o rosto, no leve sono pegou. Cupido, que a viu de longe, contente ao lugar correu; cuidando que era Marlia, na face um beijo lhe deu. Acorda Vnus irada: Amor a conhece; e ento, da ousadia que teve assim lhe pede perdo: - Foi fcil, me formosa, foi fcil o engano meu; que o semblante de Marlia todo o semblante teu.
  • 10. A reao de Vnus, descrita no poema, se deve ao fato de ter sido a) confundida por Cupido. b) acordada por Amor. c) reconhecida por Amor. d) identificada por Cupido. e) comparada com Marlia.
  • 11. (In: GONZAGA, Toms Antnio. Marlia de Dirceu. Rio de Janeiro, Edies de Ouro, [s/d].p.86-87.) 4- (UFRRJ) TEXTO Lira XXX Junto a uma clara fonte a me do Amor se sentou; encostou na mo o rosto, no leve sono pegou. Cupido, que a viu de longe, contente ao lugar correu; cuidando que era Marlia, na face um beijo lhe deu. Acorda Vnus irada: Amor a conhece; e ento, da ousadia que teve assim lhe pede perdo: - Foi fcil, me formosa, foi fcil o engano meu; que o semblante de Marlia todo o semblante teu.
  • 12. No texto, o engano de Cupido pode ser antevisto em a) "Cupido, que a viu de longe," b) "cuidando que era Marlia," c) "Junto a uma clara fonte" d) "e ento, da ousadia que teve" e) "Amor a conhece"
  • 13. 5- (Enem) O ambiente histrico influencia decisivamente a conotao literria. O Renascimento, no Barroco e o iluminismo, no Arcadismo, so provas da viso Antropocntrica da poca. O poeta rcade convive com o crescimento das cidades e idealiza uma vida amorosa: a) Buscando riquezas para uma vida financeira tranquila com a amada. b) Com base na ideologia clssica, usa sua amada como inspirao para poesias sensuais. c) De embasamento clssico, tendo como temtica preponderante a vida buclica, simples e desprovida de bens. d) Que tenha como base o casamento, como elo entre famlias de posses para o crescimento do poder. e) Com ideologia duvidosa, sem perspectiva de crescimento.